bloguei
  Eu blogo, tu blogas, ele bloga, nós blogamos e todos dão opinião.
bloguei Ribeirão Preto Dicas, Notícias e Muito mais...
 
 Estudantes de Gastronomia preparam pratos à base de insetos
Salsicha empanada com larva e doce de leite com barata estão entre pratos.
Professor diz que insetos oferecem mais proteína do que a carne de gado.

Uma turma de estudantes de Gastronomia de Florianópolis aceitou o convite para comer e preparar pratos a base de insetos, como mostrou o Jornal do Almoço. Professores deste grupo visitado pela reportagem da RBS TV enfatizam que os insetos apresentam mais proteína do que as carnes, além da facilidade de digestão, mas não é qualquer inseto que pode ir pro prato. 
“Usar insetos na gastronomia é uma forma de retorno às origens, porque, querendo ou não, os indígenas já consumiam e consomem insetos há tempos”, diz o professor Daniel Lorandi.
Conforme a reportagem da RBS TV, comer insetos faz bem, desde que sejam próprios para consumo, pois têm mais proteína que carne de boi, além de outras vantagens.

“Eles são de mais fácil digestão do que outras carnes, por exemplo, o inseto tem em média 40% de proteína, o que é um pouco mais do que a carne de gado, que nosso corpo demora muito para quebrar a proteína. A do inseto é prontamente absorvida”, afirma o chef de cozinha Rossano Linassi.

Mas não é todo inseto que está apto a ir parar na panela. “Se pegar o inseto que está na nossa casa, com certeza, ele é sujo, é vetor de doenças e não deve ser consumido de maneira nenhuma. Os insetos com os quais trabalho são todos de criação. Todos eles são limpos e talvez até mais do que outros tipos de carnes”, diz Linassi.
Entre as receitas da turma de estudantes estão salsicha empanada com larva, dadinhos de tapioca com larva, queijo com doce de leite e barata e rolinhos de vegetais com inseto.
“Tudo que é novidade, num primeiro momento, principalmente para o brasileiro choca, mas aos poucos, vai se adaptando como aconteceu com o sushi sashimi”, explica o professor Daniel Lorandi.

O professor faz referência à comida oriental que mesmo não fazendo parte da cultura brasileira, já caiu no gosto dos mais jovens. Se depender deles, os insetos têm chance de ir pelo mesmo caminho: “Parece um camarãozinho, né? Dá pra enganar, né?”, diz um dos alunos.

Fonte:  g1.globo.com
 
 
 
posts bloguei Posts
Setembro de 2010 5  postagens    
Fevereiro de 2011 5  postagens    
Março de 2011 26  postagens    
Maio de 2011 19  postagens    
Julho de 2011 11  postagens    
Agosto de 2011 11  postagens    
Janeiro de 2012 19  postagens    
Julho de 2012 8  postagens    
Outubro de 2012 1  postagens    
Novembro de 2012 8  postagens    
Maio de 2013 4  postagens    
Junho de 2013 16  postagens    
Outubro de 2013 1  postagens    
Novembro de 2013 1  postagens    
Dezembro de 2013 1  postagens    
Janeiro de 2014 4  postagens    
Junho de 2014 9  postagens    
Agosto de 2014 1  postagens    
Setembro de 2014 1  postagens    
Novembro de 2014 1  postagens    
Dezembro de 2014 5  postagens    
Janeiro de 2015 7  postagens    
Fevereiro de 2015 36  postagens    
Março de 2015 19  postagens    
Abril de 2015 17  postagens    
Maio de 2015 29  postagens    
Junho de 2015 16  postagens    
Julho de 2015 44  postagens    
Agosto de 2015 73  postagens    
Setembro de 2015 214  postagens    
Outubro de 2015 238  postagens    
Novembro de 2015 198  postagens    
Dezembro de 2015 125  postagens    
Janeiro de 2016 70  postagens    
Fevereiro de 2016 125  postagens    
Março de 2016 126  postagens    
Abril de 2016 28  postagens    
Junho de 2016 1  postagens    
Todos os Posts
Categorias
0
Cemitérios
Cidades
Ciência
Cultura e Lazer
Dicas
Economia
Educação
Esporte
Gastronomia
Iphone
Meio Ambiente
Moda
Mundo
Natureza
Notícias
Parques
Planeta Bizarro
Política
Prefeituras
Saúde
Tecnologia
windows 10
 
Untitled Document