bloguei
  Eu blogo, tu blogas, ele bloga, nós blogamos e todos dão opinião.
bloguei Ribeirão Preto Dicas, Notícias e Muito mais...
 
 Prefeitura descumpre Lei de Responsabilidade Fiscal
Prefeitura descumpre Lei de Responsabilidade Fiscal, diz MP
É a interpretação de promotor Sebastião da Silveira ante dívida de R$ 122,9 milhões do município

Para o promotor de Justiça Sebastião Sérgio da Silveira, a Prefeitura de Ribeirão Preto está descumprindo a Lei de Responsabilidade Fiscal devido ao acúmulo de dívidas com fornecedores e falta de planejamento orçamentário.

Já o Executivo alega que a situação é agravada pelo acordo firmado pelo ex-prefeito Welson Gasparini (PSDB), com a ciência de Sebastião, para pagar a dívida da Cohab, retendo R$ 1,5 milhão mensais.

Ontem, o A Cidade revelou que o Palácio Rio Branco tem R$ 122,9 milhões de pagamentos com data vencida com fornecedores. A Estre, responsável pela coleta de lixo do município, puxa a fila com R$ 41,9 milhões. “Isso é preocupante. Se algo não for feito, a prefeitura ficará inviabilizada no curto prazo”, diz o promotor, que em setembro do ano passado abriu inquérito para apurar as dívidas do Executivo.

As investigações serão encerradas, segundo ele, até o final de dezembro, e a propositura de uma Ação Civil Pública por improbidade administrativa contra a prefeita Dárcy Vera (PSD) é uma possibilidade.
Para Sebastião, a prefeitura está “superestimando a receita”, apesar da crise financeira do país. No orçamento de 2016, que começa a ser votado pela Câmara hoje (leia mais na D4), o Executivo previu um aumento de 8,8% nas receitas da administração direta em relação a este ano.

Na peça orçamentária, constam R$ 101,6 milhões de dívidas com fornecedores. O levantamento, fechado em 31 de agosto pela Secretaria da Fazenda, é R$ 21,3 milhões menor do que o atual, conforme dados oficiais obtidos pelo A Cidade via Lei de Acesso à Informação.

Para o especialista em gestão pública Marco Aurélio Damião, “deveria ser estimada uma projeção realista dessa dívida para o final do ano”. Já a prefeitura afirma que seguiu todos os preceitos da lei Lei Federal nº 4.320/64.

O vereador Genivaldo Gomes (PSD), presidente da Comissão de Finanças, diz que muitas variáveis interferem no orçamento. “Realizar o planejamento da administração pública é diferente da iniciativa privada porque são muitos fatores que influem. Mas vamos nos adequando conforme as circunstâncias”.

Prefeitura deve a 4 órgãos públicos

A prefeitura tem R$ 31 milhões em pagamentos com data vencida a quatro órgãos públicos: Sassom, IPM, Coderp e Daerp. Os três primeiros ocupam posições de destaque no ranking (ver acima), e a autarquia tem para receber R$ 446,9 mil.

O advogado Gustavo Bugalho, membro da comissão de licitações e contratos públicos da OAB, alerta para a possibilidade do não pagamento proposital do Executivo aos órgãos públicos. “Pode ser, em tese, uma maneira de conseguir fazer caixa, o que configuraria uma pedalada. Além disso, os atrasos comprometem a saúde financeira dessas entidades”. Segundo a prefeitura, esses quatro órgãos não devem para seus fornecedores. O Daerp tem até contas de setembro de 2014 para receber. Os valores não incluem a dívida de longo prazo com a autarquia (que representam cerca de R$ 53 milhões). 

Executivo culpa acordo de Gasparini

Em nota, a prefeitura afirmou que, mensalmente, tem retido R$ 1,5 milhões do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) devido ao acordo firmado pelo ex-prefeito Welson Gasparini para quitar a dívida da Cohab.

“Este valor é uma receita do município que foi dada como garantia, o que tem feito falta aos cofres públicos para pagamento aos fornecedores”, diz a nota. Ao ano, o município recebe cerca de R$ 57 milhões do FPM - cerca de 30% ficam retidos para pagar a dívida da Cohab.

Sobre o inquérito que apura descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal, o Executivo  diz que “o promotor [Sebastião Sérgio da Silveira] tinha conhecimento do acordo feito na época pelo ex-prefeito Welson Gasparini e sabia que isso poderia comprometer os orçamentos futuros”. 

A prefeitura lembrou que possui R$ 1 bilhão inscritos em dívida ativa de “recursos e taxas ainda não pagos pelos contribuintes, valor este muito superior ao que precisa ser quitado” das dívidas com fornecedores, e que “trabalha diariamente para receber a maior quantia possível” para evitar pendências para 2016. 

A nota não cita quanto dessa dívida será recuperada até o final do mês e qual o montante de repasses atrasados pelos governos estadual e federal.



Fonte: jornalacidade.com.br
 
 
 
posts bloguei Posts
Setembro de 2010 5  postagens    
Fevereiro de 2011 5  postagens    
Março de 2011 26  postagens    
Maio de 2011 19  postagens    
Julho de 2011 11  postagens    
Agosto de 2011 11  postagens    
Janeiro de 2012 19  postagens    
Julho de 2012 8  postagens    
Outubro de 2012 1  postagens    
Novembro de 2012 8  postagens    
Maio de 2013 4  postagens    
Junho de 2013 16  postagens    
Outubro de 2013 1  postagens    
Novembro de 2013 1  postagens    
Dezembro de 2013 1  postagens    
Janeiro de 2014 4  postagens    
Junho de 2014 9  postagens    
Agosto de 2014 1  postagens    
Setembro de 2014 1  postagens    
Novembro de 2014 1  postagens    
Dezembro de 2014 5  postagens    
Janeiro de 2015 7  postagens    
Fevereiro de 2015 36  postagens    
Março de 2015 19  postagens    
Abril de 2015 17  postagens    
Maio de 2015 29  postagens    
Junho de 2015 16  postagens    
Julho de 2015 44  postagens    
Agosto de 2015 73  postagens    
Setembro de 2015 214  postagens    
Outubro de 2015 238  postagens    
Novembro de 2015 198  postagens    
Dezembro de 2015 125  postagens    
Janeiro de 2016 70  postagens    
Fevereiro de 2016 125  postagens    
Março de 2016 126  postagens    
Abril de 2016 28  postagens    
Junho de 2016 1  postagens    
Todos os Posts
Categorias
0
Cemitérios
Cidades
Ciência
Cultura e Lazer
Dicas
Economia
Educação
Esporte
Gastronomia
Iphone
Meio Ambiente
Moda
Mundo
Natureza
Notícias
Parques
Planeta Bizarro
Política
Prefeituras
Saúde
Tecnologia
windows 10
 
Untitled Document