bloguei
  Eu blogo, tu blogas, ele bloga, nós blogamos e todos dão opinião.
bloguei Ribeirão Preto Dicas, Notícias e Muito mais...
 
 População da região de Ribeirão Preto tem maior alta em 8 anos
De 2006 a 2014, número subiu 11,7%, aponta USP; emprego gera migração.
Campinas e São Carlos também se destacam, com índices acima da capital.

Um estudo conduzido por pesquisadores da Universidade de São Paulo aponta que a região administrativa de Ribeirão Preto (SP) foi a que registrou maior crescimento populacional em oito anos no Estado. De 2006 a 2014, a área teve um aumento de 11,7% no número de pessoas, principalmente atraídas por oportunidades no setor sucroalcooleiro, serviços e comércio.

Entre as 15 regiões analisadas, o Boletim Estrutura Produtiva do Centro de Pesquisa em Economia Regional (Ceper/Fundace) também destaca Campinas (SP) e São Carlos (SP) que respectivamente ficaram na segunda e sexta posições e, assim como a primeira colocada, superam o índice demográfico da região metropolitana de São Paulo, de 6,81%.

Em todo o Estado, o índice registrado foi de 7,71%, com 42.673.386 habitantes em 2014 diante de 39.620.277 em 2006.
Se por um lado o crescimento mostra alto potencial de desenvolvimento e dinamismo econômico nas áreas analisadas, por outro implica problemas de infraestrutura para os quais, segundo o especialista em gestão pública João Luiz Passador, da USP de Ribeirão, as prefeituras em geral não conseguem se planejar.


Ribeirão Preto
O estudo mostra que, de 1.173.066 habitantes em 2006, a região administrativa de Ribeirão saltou para 1.310.348 em 2014. Alta de 11,7% ocasionada principalmente por uma migração de mão de obra no setor sucroenergético, em municípios como Sertãozinho (SP), e das oportunidades nas áreas de comércio, serviços e construção civil, que são reflexo dessa dinâmica de produção, afirma o economista Luciano Nakabashi, um dos coordenadores da pesquisa.
"As pessoas acabam migrando entre as regiões e de outros lugares do país muito em função das oportunidades de trabalho. Em Ribeirão Preto com esse crescimento do setor sucroalcooleiro que houve até 2012, acabou sendo um município que criou bastante emprego", diz.


Campinas e São Carlos
A região administrativa de Campinas aparece como a segunda colocada no levantamento, com crescimento de 10,87%, saltando de 5.906.158 habitantes para 6.548.374 em oito anos.
Elevação resultante de uma descentralização de empresas da capital, em geral mais cara para a condução de negócios. A ampla oferta de mão de obra qualificada a uma distância relativamente pequena facilita esse processo de migração para o interior, afirma Nakabashi.
"A concentração acaba gerando alguns problemas de locomoção, parte de logística e custo já muito elevado. Muitas vezes os empresários, quando vão abrir novas plantas, acabam optando por um interior que é próximo, como Campinas, Sorocaba, São José dos Campos", afirma.


Em sexto lugar no Estado, a região central, com municípios como São Carlos e Araraquara (SP), registrou uma elevação populacional de 7,55%. Em 2006, a área tinha 914.050 moradores, enquanto que em 2014 passou a contar com 983.090.
A localização privilegiada e a disponibilidade de centros de formação de referência, sobretudo em áreas como engenharia, contribuem para a atração de empresas e, consequentemente, de novos moradores.
"Também é uma região mais barata que Ribeirão Preto em termos de mão de obra e preço de terreno. Tudo isso acaba sendo atrativo para empresas."
Sobretudo nos últimos dois anos, em função de uma conjuntura desfavorável à indústria, essas regiões têm amargado perdas e só devem encontrar um cenário de recuperação a partir de 2017, avalia o pesquisador.
Despreparo das prefeituras
Ao mesmo tempo em que o crescimento sinaliza dinamismo da economia, o professor em gestão pública João Luiz Passador, da USP de Ribeirão, alerta para o despreparo das cidades para garantir qualidade de vida e desenvolvimento humano aos seus habitantes, sobretudo em questões básicas como saneamento, habitação, saúde e educação.
"O setor público de modo geral já há bastante tempo perdeu uma certa capacidade de fazer diagnóstico de planejamento, especialmente de longo prazo. Portanto, esses fenômenos migratórios pegam as prefeituras meio desprevenidas. Elas correm atrás um pouco do fato e do prejuízo tentando resolver de toda maneira", afirma.
Nesse contexto, ele critica a atual política de repasses tributários, cuja distribuição, segundo ele, é desfavorável aos municípios.
"Apesar de o município ser o mundo de verdade, onde as pessoas vivem, produzem riqueza, consomem, da massa de tributos gerados fica com a menor parcela e acaba tendo que se virar para dar conta dessa carteira enorme de necessidade de seus habitantes", afirma Passador.

Fonte: http://g1.globo.com/
 
 
 
posts bloguei Posts
Setembro de 2010 5  postagens    
Fevereiro de 2011 5  postagens    
Março de 2011 26  postagens    
Maio de 2011 19  postagens    
Julho de 2011 11  postagens    
Agosto de 2011 11  postagens    
Janeiro de 2012 19  postagens    
Julho de 2012 8  postagens    
Outubro de 2012 1  postagens    
Novembro de 2012 8  postagens    
Maio de 2013 4  postagens    
Junho de 2013 16  postagens    
Outubro de 2013 1  postagens    
Novembro de 2013 1  postagens    
Dezembro de 2013 1  postagens    
Janeiro de 2014 4  postagens    
Junho de 2014 9  postagens    
Agosto de 2014 1  postagens    
Setembro de 2014 1  postagens    
Novembro de 2014 1  postagens    
Dezembro de 2014 5  postagens    
Janeiro de 2015 7  postagens    
Fevereiro de 2015 36  postagens    
Março de 2015 19  postagens    
Abril de 2015 17  postagens    
Maio de 2015 29  postagens    
Junho de 2015 16  postagens    
Julho de 2015 44  postagens    
Agosto de 2015 73  postagens    
Setembro de 2015 214  postagens    
Outubro de 2015 238  postagens    
Novembro de 2015 198  postagens    
Dezembro de 2015 125  postagens    
Janeiro de 2016 70  postagens    
Fevereiro de 2016 125  postagens    
Março de 2016 126  postagens    
Abril de 2016 28  postagens    
Junho de 2016 1  postagens    
Todos os Posts
Categorias
0
Cemitérios
Cidades
Ciência
Cultura e Lazer
Dicas
Economia
Educação
Esporte
Gastronomia
Iphone
Meio Ambiente
Moda
Mundo
Natureza
Notícias
Parques
Planeta Bizarro
Política
Prefeituras
Saúde
Tecnologia
windows 10
 
Untitled Document