bloguei
  Eu blogo, tu blogas, ele bloga, nós blogamos e todos dão opinião.
bloguei Ribeirão Preto Dicas, Notícias e Muito mais...
 
 Cemitério da Saudade de Franca
O Cemitério da Saudade foi construído no Jardim Consolação, próximo ao Asilo São Francisco, na Rua Frederico Ozanan, em frente a Praça Carlos Pacheco, que foi criada pelo prefeito Onofre Gosuen no final da década de 1950. O referido bairro ocupa uma área de 330.859 m², limitado entre as ruas Poraná, Antonio Barbosa Filho e avenida Ismael Alonso y Alonso, rodeado por residências, fábricas, estabelecimentos comerciais e de prestação de serviços. Em torno desta mentalidade urbana moderna, o cemitério agrupa a memória da sociedade francana, imbuída de afetividade, de histórias vividas e apreendidas. 

Dentre os personagens importantes da cidade de Franca sepultados no Cemitério da Saudade, estão: Higino de Oliveira Caleiro, importante comerciante que também exerceu o cargo de vereador e presidente da Câmara Municipal, em 1937; Bonaventura Cariolato, pintor italiano que migrou para o Brasil durante a Primeira Guerra Mundial e retratou várias paisagens da região; Antonio Pereira Lima, vinculado à política, foi líder da extinta UDN e um dos fundadores da Liga Nacionalista e da extinta Guarda Civil. Um dos lideres da Revolução Constitucionalista de 1932; José Luiz dos Santos Pereira, jornalista, fundou e dirigiu a Tribuna de Franca; Barão de Franca, primeiro produtor de café da região, foi vereador e presidente da Câmara Municipal, falecido em 1891; Júlio Cardoso, advogado e jornalista, foi responsável pela criação da Escola Industrial como resultado do seu comprometimento com o ensino e educação da cidade, falecido em 1920; Helio Palermo, prefeito de Franca, fez projetos de capacitação de águas, executou projetos urbanísticos como o alargamento de ruas e reforma de praças, falecido em 1990; Maria Conceição de Barros, que no túmulo contém placas de agradecimento por graças recebidas, assassinada, segundo relatos, pelo pai do namorado em função de uma gravidez.

O Cemitério da Saudade segue o modelo de planta padrão composta por quadras alinhadas umas após as outras dentro de um espaço retangular cuja entrada está voltada para a Praça Sabino Loureiro. Uma das características particulares deste cemitério foi reservar as primeiras quadras, do lado esquerdo, apenas para túmulos de crianças. É essencial penetrar no espaço físico e na alma do cemitério que deu um valor especial para as crianças falecidas no inicio do século XX, em Franca. 
 
 
 
posts bloguei Posts
Setembro de 2010 5  postagens    
Fevereiro de 2011 5  postagens    
Março de 2011 26  postagens    
Maio de 2011 19  postagens    
Julho de 2011 11  postagens    
Agosto de 2011 11  postagens    
Janeiro de 2012 19  postagens    
Julho de 2012 8  postagens    
Outubro de 2012 1  postagens    
Novembro de 2012 8  postagens    
Maio de 2013 4  postagens    
Junho de 2013 16  postagens    
Outubro de 2013 1  postagens    
Novembro de 2013 1  postagens    
Dezembro de 2013 1  postagens    
Janeiro de 2014 4  postagens    
Junho de 2014 9  postagens    
Agosto de 2014 1  postagens    
Setembro de 2014 1  postagens    
Novembro de 2014 1  postagens    
Dezembro de 2014 5  postagens    
Janeiro de 2015 7  postagens    
Fevereiro de 2015 36  postagens    
Março de 2015 19  postagens    
Abril de 2015 17  postagens    
Maio de 2015 29  postagens    
Junho de 2015 16  postagens    
Julho de 2015 44  postagens    
Agosto de 2015 73  postagens    
Setembro de 2015 214  postagens    
Outubro de 2015 238  postagens    
Novembro de 2015 198  postagens    
Dezembro de 2015 125  postagens    
Janeiro de 2016 70  postagens    
Fevereiro de 2016 125  postagens    
Março de 2016 126  postagens    
Abril de 2016 28  postagens    
Junho de 2016 1  postagens    
Todos os Posts
Categorias
0
Cemitérios
Cidades
Ciência
Cultura e Lazer
Dicas
Economia
Educação
Esporte
Gastronomia
Iphone
Meio Ambiente
Moda
Mundo
Natureza
Notícias
Parques
Planeta Bizarro
Política
Prefeituras
Saúde
Tecnologia
windows 10
 
Untitled Document