bloguei
  Eu blogo, tu blogas, ele bloga, nós blogamos e todos dão opinião.
bloguei Ribeirão Preto Dicas, Notícias e Muito mais...
 
 O mais antigo cemitério de São Paulo
Os cemitérios podem ser considerados como patrimônio histórico cultural uma vez que os restos mortais da pessoa sepultada possui também uma memória coletiva que vai sendo esquecida ao longo dos anos pelos vivos. Toda pessoa possui uma importância histórica já que ela faz parte da sociedade e a mesma está em constante evolução.

O costume de se enterrar os mortos dentro das igrejas perdurou até o final do século XIX. Tal prática causava certos inconvenientes, como o mau cheiro do corpo em decomposição. Porém as únicas pessoas que eram enterradas dentro das igrejas eram os católicos. Quanto mais a pessoa contribuía para a caridade, mais perto do altar ela seria enterrada. A explicação para os enterros dentro das igrejas era muito simples: o morto sepultado dentro igreja, tinha sua alma protegida pelos santos, anjos e, sobretudo por Deus.

Mas, e quem não era católico? Onde eram enterrados?

Vamos voltar ao início do século XIX na antiga e pacata São Paulo de Piratininga: O então professor da Faculdade de Direito do Largo São Francisco, o alemão Júlio Frank Chegou ao Brasil em 1831 com 22 anos. Foi responsável pela criação da Bucha, uma espécie de organização invisível para ajudar os alunos pobres. Morreu jovem, por conta de uma pneumonia, aos 32 anos. Como não era católico, teria que ser enterrado no Cemitério dos Enforcados, na região do bairro da Liberdade. Os alunos não permitiram e o enterraram no pátio da Faculdade. Hoje seu túmulo é tombado, despertando uma certa curiosidade histórica.

São Paulo estava em constante evolução, um grupo com cerca de 200 imigrantes alemães chegou a São Paulo de Piratininga para trabalhar na colônia agrícola. Concentraram-se no extremo sul da cidade, região de Parelheiros.

O cemitério fora do espaço sagrado já estava virando uma realidade no Brasil. D. Pedro I promulgou uma lei que bania os enterros dentro das igrejas. Neste contexto surgiu à necessidade da criação dos cemitérios, tanto para os católicos, como para os praticantes de outros credos.

O Cemitério de Parelheiros surgiu 30 anos antes do Cemitério da Consolação, em 1827, em terreno doado pelo próprio Imperador D. Pedro I, ativista dos cemitérios a céu aberto, em uma de suas passagens à região, já que a colônia alemã não possuía nenhum espaço destinado aos mortos.

Este povo foi marcante para o desenvolvimento do comércio da cidade como na fabricação de chapéus, fundição de ferro, agricultura e formação de tipógrafos.

Situado próximo a Estrada da Colônia (antiga passagem imperial) o Cemitério de Parelheiros possui em suas raízes a história da colônia alemã paulista.

O cemitério estava completamente abandonado com os muros caídos virando um local cheio de lixo e entulho. Um dos últimos enterros foi de um jovem da década de 70 e não existe um número exato de quantas pessoas estão sepultadas. Até a década de 90 pouca coisa mudou e o seu fechamento foi inevitável em 1996

No ano de 2000 a Associação dos Cemitérios Protestantes assumiu a administração deste espaço mortuário e foi reaberto preservando as características históricas e culturais.

Hoje o cemitério está protegido por legislação de zoneamento e em 2004 foi incluído na ZEPEC (Zona Especial de Preservação Cultural), isto significa que o Cemitério é um atrativo esperando a nossa visita.

Cemitério da Colônia (Antigo Cemitério Alemão):
Rua Sachio Nakao, 28 – Colônia
São Paulo – SP
Fone: (11) 5921-9808
Fax: (11) 5921-9808

Fonte: SãoPauloAntiga
 
 
 
posts bloguei Posts
Setembro de 2010 5  postagens    
Fevereiro de 2011 5  postagens    
Março de 2011 26  postagens    
Maio de 2011 19  postagens    
Julho de 2011 11  postagens    
Agosto de 2011 11  postagens    
Janeiro de 2012 19  postagens    
Julho de 2012 8  postagens    
Outubro de 2012 1  postagens    
Novembro de 2012 8  postagens    
Maio de 2013 4  postagens    
Junho de 2013 16  postagens    
Outubro de 2013 1  postagens    
Novembro de 2013 1  postagens    
Dezembro de 2013 1  postagens    
Janeiro de 2014 4  postagens    
Junho de 2014 9  postagens    
Agosto de 2014 1  postagens    
Setembro de 2014 1  postagens    
Novembro de 2014 1  postagens    
Dezembro de 2014 5  postagens    
Janeiro de 2015 7  postagens    
Fevereiro de 2015 36  postagens    
Março de 2015 19  postagens    
Abril de 2015 17  postagens    
Maio de 2015 29  postagens    
Junho de 2015 16  postagens    
Julho de 2015 44  postagens    
Agosto de 2015 73  postagens    
Setembro de 2015 214  postagens    
Outubro de 2015 238  postagens    
Novembro de 2015 198  postagens    
Dezembro de 2015 125  postagens    
Janeiro de 2016 70  postagens    
Fevereiro de 2016 125  postagens    
Março de 2016 126  postagens    
Abril de 2016 28  postagens    
Junho de 2016 1  postagens    
Todos os Posts
Categorias
0
Cemitérios
Cidades
Ciência
Cultura e Lazer
Dicas
Economia
Educação
Esporte
Gastronomia
Iphone
Meio Ambiente
Moda
Mundo
Natureza
Notícias
Parques
Planeta Bizarro
Política
Prefeituras
Saúde
Tecnologia
windows 10
 
Untitled Document