bloguei
  Eu blogo, tu blogas, ele bloga, nós blogamos e todos dão opinião.
bloguei Ribeirão Preto Dicas, Notícias e Muito mais...
 
 Controle de Xbox One sendo utilizado junto ao Continuum no Windows 10 Mobile
A Microsoft realizou ontem (30/03) o primeiro dia de sua conferência BUILD 216 focada em desenvolvedores do Windows, permitindo assim que tenhamos uma boa ideia de todas as novidades que serão inseridas nos próximos meses pela companhia em seus dispositivos e serviços. Algo que chamou a atenção de quem foi ao evento foi o fato do Continuum agora permitir o uso de controles do Xbox One nativamente em seus aplicativos, desde que os mesmos tenham sido compatibilizados por seus respectivos desenvolvedores.
Com isso, será possível jogar títulos criados para a plataforma universal do Windows 10 em seu smartphone com Continuum como se estivesse no PC ou no próprio Xbox, bastando conectá-lo por meio da porta USB presente no Display Dock e aproveitar toda a ergonomia do controle. Para demonstrar um pouco isso, o pessoal do MS PowerUser publicou um rápido vídeo gravado durante a conferência, onde pode ser visualizado o jogo Shadow Fight sendo totalmente manipulado pelo controlador do Xbox One.
Vale destacar que não é possível realizar qualquer tipo de ação no próprio sistema operacional com o controle físico, sendo algo voltado apenas para o uso em jogos devidamente otimizados para isto. Em um futuro próximo, entretanto, pode ser que a companhia implemente este tipo de compatibilidade, já que assim seria possível sair de um jogo e entrar em outro diretamente pelo controle, evitando que seja necessário pegar o mouse ou o próprio smartphone para navegar pela plataforma até achar o título que deseja executar.
Assista o vídeo em:
https://youtu.be/QG78BDUp-rQ
Segundo revelado, o Windows 10 Redstone 1 será disponibilizado em julho sob o nome de "update de aniversário", o que indica que provavelmente o veremos apenas no dia 29 do referido mês, já´que esta foi a data em que o Windows 10 foi lançado inicialmente. Infelizmente, os dispositivos móveis não devem receber a atualização no mesmo período, já que foi destacado durante a conferência apenas o update para PC, Xbox e HoloLens, sendo necessário aguardarmos para vermos se o Windows 10 Mobile também será atualizado no início do segundo semestre deste ano.
 
 
 Microsoft faz parceria com Canonical e leva Ubuntu Linux ao Windows 10
A Microsoft anunciou que o Windows 10 receberá o Bash, a famosa linha de comando do Linux. A novidade é resultado de uma parceria inédita entre a gigante de Redmond e a Canonical, a mesma produtora do Ubuntu Linux. O anúncio foi feito por Kevin Gallo, vice-presidente corporativo da Microsoft, durante a conferência Build 2016, realizada na Califórnia. Gallo afirmou que “o shell Bash está vindo para o Windows”. Segundo o executivo, a nova função será ativada como parte da atualização do Windows 10 Anniversary Update, que será lançada em breve.
Ainda segundo Kevin Gallo, o Bash e seus comandos serão nativos (cortesia da Canonical) e os usuários poderão baixá-los da Windows Store. Para mostrar esse detalhe, foi exibido na apresentação um terminal com um prompt, comandos como cd e ls, e até mesmo uma chamada ao editor emacs.
“Fizemos uma parceria com a Canonical para oferecer esta grande experiência”, disse Gallo ao apresentar a novidade, que já era um rumor. Apesar de parecer algo inédito, ferramentas de terceiros têm permitido isso há anos. A parceria direta entre a Microsoft e a Canonical deve oferecer ainda mais flexibilidade e conveniência para os desenvolvedores que preferem usar essas ferramentas.
A implementação torna possível executar o Bash e algumas linhas de comandos do Linux no Windows, como se o usuários estivessem usando uma instalação genuína do Ubuntu em cima do Windows, com todas as ferramentas de linha de comando do Linux (awk, sed, grep, vi, etc). Assim como no Linux, os binários são baixadas pelo usuário (usando apt-get, afinal é baseado no Ubuntu Linux). É possível até usar o apt-get e baixar outras ferramentas como Ruby, Redis e emacs.
O que é o Bash?
O Bash interpreta comandos, um tipo de tradutor entre o sistema operacional e o desejo do usuário, normalmente conhecido como shell e utilizado no Linux e outros sistemas baseados no estilo Unix, principalmente por desenvolvedores. Permite a execução de sequências de comandos diretamente no prompt do sistema operacional ou armazenadas em arquivos de texto, também conhecidos por muitos como shell scripts.
 
 
 Windows 10 Anniversary Update atualização será de graça para PCs
O Windows 10 vai receber uma grande atualização ainda em 2016, de acordo com a Microsoft. Chamada Windows 10 Anniversary Update, em homenagem ao primeiro ano do software, a nova versão do sistema terá melhorias como a autenticação por biometria nativa no navegador Microsoft Edge. O anúncio foi feito na manhã desta quarta-feira (30) durante a conferência Build 2016, realizada na Califórnia.
Na prática, isso quer dizer que o usuário não precisará digitar a senha para abrir o site do Outlook, antigo Hotmail. Em vez disso, poderá simplesmente colocar o polegar sobre o sensor de impressões digitais do computador, para desbloquear o acesso ao e-mail. Sendo assim, os usuários poderão usar o Windows Hello para acessar aplicativos e outros dados e recursos protegidos.
Tela sensível ao toque é a grande aposta
A canetinha stylus se tornou outro ponto de destaque porque 72% dos donos de dispositivos com tela touch (sensível ao toque) utilizam essa forma de interação durante mais de uma hora por dia. Eles escrevem e desenham diretamente na tela. Mais interessante ainda foi o fato de um terço dessas pessoas usarem a o touchscreen por mais de três horas por dia.
Para atender a esse público, o sistema de escrita e desenho ("ink", na terminologia em inglês) vai ficar mais esperto. Numa demonstração do programa Maps, o Windows 10 foi capaz de detectar anotações sobre um mapa e girá-las conforme o usuário movia seu ângulo de visão. Uma régua (virtual, claro) nativa também foi adicionada ao sistema, para que o usuário faça traços mais precisos.
Windows 10 já o mais popular
O Windows 10 Anniversary Update está previsto para chegar de graça aos computadores "no verão" do Hemisfério Norte, baseado nos Estados Unidos. No Brasil, o período de atualização deve ser entre junho e setembro. Será uma atualização gratuita do Windows 10, que já é considerada a plataforma com "mais rápida adoção" da Microsoft. Mais de 270 milhões de pessoas hoje utilizam o sistema. Essa conta inclui também a "atualização forçada" adotada pela empresa em alguns momentos.
O Windows 10 Anniversary Update é uma atualização para todos que usam a versão final do sistema operacional. Membros do Windows Insider vão receber novidades em um preview ainda nesta quarta.Durante a Build 2016, o HoloLens, óculos de realidade virtual da Microsoft, tornou-se uma realidade. A partir do evento, o aparelho será enviado para programadores para que possam criar aplicativos e games compatíveis com o mundo 3D. Cocriador da tecnologia, o cientista brasileiro Alex Kipman, destacou que o HoloLens é "exclusivo do Windows 10" e deu novas informações sobre o aparelho.
 
 
 Como ativar e desativar firewall do Windows 10
O Windows 10 possui um firewall embutido no seu sistema operacional. O software, que ajuda a impedir hackers e alguns tipos de malware de acessarem seu computador pela rede local ou pela Internet, já vem ativado por padrão. Mas programas mal-intencionados (vírus) podem desativar a proteção para permitir que outros problemas o contaminem. Além disso, você pode querer saber como desativar o firewall manualmente para usar outro software do tipo e evitar conflitos. Confira a dica e aprenda a ativar ou desativar o firewall na última versão do sistema da Microsoft.

Passo 1. Digite firewall na busca do Windows 10 e abra o Firewall do Windows;
Passo 2. Na barra lateral esquerda da janela, clique em Ativar ou Desativar o Firewall do Windows;
Passo 3. Por fim, selecione se você deseja ativar ou desativar o firewall para redes públicas (Internet) e redes privadas e clique em “OK” para salvar as alterações.
Com essa dica simples, você saberá como ativar ou desativar o firewall do Windows 10.
 
 
 Killer Instinct chega ao Windows 10 gratuitamente e com cross platform
Está em busca de um game de luta moderno, com gráficos bacanas e gratuito? Pois bem, você já pode baixar e jogar, desde que seu PC rode o Windows 10.
Killer Instinct, jogo lançado em 2013 para o Xbox One, já está disponível para o mais recente sistema operacional da Microsoft, através da Windows Store, gratuitamente e com cross-platform.
Jogadores de Killer Instinct no PC poderão competir contra jogadores no Xbox One, e vice-versa. Além disso, os saves são compartilhados entre as duas plataformas, e as compras realizadas também valem tanto para o Xbox One quanto para o PC, ou seja, pacotes com lutadores ou personagens avulsos devem ser adquiridos apenas uma única vez, podendo então serem utilizados no console e no computador.
O game desenvolvido pela Double Helix é free-to-play, e os jogadores que o baixarem no PC terão à disposição apenas um lutador gratuito, Jago. Segundo a Microsoft, entretanto, todos os modos de jogo podem ser experimentados na modalidade gratuita, incluindo o multiplayer online.
O lançamento no Windows 10 acontece em paralelo ao início da terceira temporada do título, a qual também introduz vários novos personagens.
Também é interessante ressaltar que aqueles que já possuem o game no Xbox One terão seus saves e compras (como lutadores avulsos, por exemplo) transportados para a versão de Killer Instinct para Windows 10.
Vale também lembrar mais uma vez que o jogo está disponível apenas para Windows 10 e através da Windows Store. Não são suportadas outras versões do sistema operacional, e ele também não é vendido através de outras lojas, como o Steam, por exemplo.
Abaixo você pode conferir os requisitos de sistema para Killer Instinct:

Requisitos mínimos
Sistema operacional: Windows 10 (64-bits);
Processador: Intel Core i5-750 2.67 GHz ou AMD Phenom II X4 965 3.4 GHz;
Placa de vídeo: nVidia GeForce GTX 480 ou AMD Radeon HD 5850;
Memória RAM: 4GB;
Versão do DirectX: 11;
Espaço em disco: 30 GB;

Requisitos recomendados
Sistema operacional: Windows 10 (64-bits);
Processador: Intel Core i5-4670K 3.4 GHz ou AMD FX-4300 3.8 GHz;
Placa de vídeo: nVidia GeForce GTX 670 ou AMD Radeon HD 7950;
Memória RAM: 8GB;
Versão do DirectX: 11;
Espaço em disco: 30 GB;
 
 
 Windows 10 versão 1607 aparece em documentação da Microsoft
Uma referência ao Windows 10 versão 1607 foi encontrada recentemente em uma documentação da Microsoft para desenvolvedores.
“1607” indica que a primeira fase da atualização Redstone será lançada em julho de 2016 e não em junho.
Este número de versão da primeira fase da atualização Redstone segue a tendência que a Microsoft começou com a atualização Threshold 2, que é a versão 1511. Esta atualização foi lançada em novembro de 2015.
A documentação com a referência ao Windows 10 versão 1607, que já foi removida da MSDN, tratava dos aplicativos baseados na Universal Windows Platform rodando no Xbox One.
O suporte para execução de aplicativos do Windows 10 no Xbox One foi confirmado por Jason Ronald, da Microsoft, no dia 17 de março. Na época foi informado que o suporte seria implementado entre junho em setembro (o verão americano).
O Xbox One recebeu a atualização para o Windows 10 em novembro de 2015. Com a atualização, a versão do sistema operacional do console passou a ser 10.0.10586.1006 (th2_xbox_rel_1510.151107-2322).
Além da confirmação de Ronald de que o console finalmente rodará os aplicativos baseados na Universal Windows Platform (UWP), foi informado também que a Microsoft planeja fundir a Xbox Store e a Windows Store.
Com isso a empresa oferecerá uma experiência unificada para os usuários do Windows 10 e do Xbox One.
 
 
 Nos EUA Windows 10 chega a 20 por cento dos PCs mas apresenta desaceleração na adoção
De acordo com os mais recentes números sobre a adoção do Windows 10 nos Estados Unidos, o novo sistema operacional da Microsoft agora está presente em mais de 20% dos PCs. Os números foram extraídos do Analytics.usa.gov, que rastreia visitantes de vários sites do governo dos Estados Unidos. Apesar de ter alcançado 20,2% de participação entre os PCs, o crescimento do Windows 10 desacelerou consideravelmente nos últimos meses. Em março, o sistema conseguiu um aumento de apenas 1% em comparação com o mês de fevereiro e de pouco mais de 2% em relação a janeiro. Levando em consideração que o upgrade gratuito para o Windows 10 está próximo de ser encerrado, isso se torna uma preocupação para a Microsoft, que tem como objetivo alcançar a marca de 1 bilhão de dispositivos conectados com o Windows 10. Os usuários do Windows 8.1 e Windows 7 têm até o final de julho para fazer o upgrade gratuito para o Windows 10. Depois deste prazo, os usuários que desejarem atualizar seus PCs terão de pagar por uma licença do sistema operacional, o que certamente irá desacelerar ainda mais a adesão. No entanto, para tentar impulsionar o sistema operacional lançado há quase um ano, Redmond aparentemente tem algumas cartas na manga. Ao que tudo indica, a empresa está preparando algumas novidades que serão reveladas durante a conferência Build, que acontece nesta semana. Uma delas deverá ser a capacidade de utilizar placas gráficas de diferentes fabricantes graças ao DirectX 12. Sobre os números, o Windows 7 ainda continua sendo o sistema mais popular no mercado de PCs com 63% da preferência do público. Em seguida aparece o Windows 10, presente em 20,2% dos computadores que utilizam algum sistema operacional da Microsoft. Com 12% está o Windows 8 e 8.1, que nunca foi muito querido pelos usuários. Por fim aparece o Windows XP, com 3% de participação e que já não recebe mais suporte de segurança e atualizações por parte da companhia.
 
 
 App para iOS e Windows 10 permite ao usuário criar as próprias fontes
Você já deve estar cansado de usar sempre as mesmas fontes Arial, Times New Roman ou Helvetica em tudo quanto é documento, não? E se você é criativo, não quer simplesmente ir no Dafont.com e baixar algo que alguém já fez. Para você aí que tem um iPad ou dispositivo Windows 10 e vontade de fazer a sua própria fonte, chegou o iFontMaker.
O aplicativo realmente é tão completo quanto precisa ser, o que significa que dominá-lo por inteiro não é rápido. Mas não deixa de ser uma ferramenta de utilidade incomparável para situações que requerem este nível de criatividade. Além de ser prático no quesito de exportar os arquivos necessários, mas já explicamos isso.
Basicamente, o programa funciona como um caderno de desenho com linhas guia para você não se perder durante os desenhos. Você tem a opção de usar uma fonte existente como fundo para servir de inspiração, desenhar livremente numa tela sem fundo, ou até usar a caneta para desenhar vetores, mas sugerimos que você use uma caneta para desenho em telas de toque para ter maior controle do seu traço.
A partir daí, você pode editar cada traço em largura e comprimento de cada traço, determinar o espaçamento e ângulo das letras, grossura do pincel, estilo de traço, zoom da área de trabalho, e até importar imagens e GIFs para a tela de desenho.
Após ter desenhado a sua fonte, o programa oferece suporte para teclado universal Unicode, Latin-1, grego e cirílico, para você associar cada caractere à letra certa. É possível exportar o arquivo em True Type Format (sabe, o famoso .tff?), e enviá-lo para o site 2tff.com, onde pode ser baixado e até instalado no seu iDevice.
Como se isso tudo não bastasse, temos também as fontes criadas pela comunidade no site, caso queira uma inspiração menos mainstream. Infelizmente, este app é um pouco salgado (7,99 dólares na App Store) e também é mais barato para Windows (R$ 11,90), mas se você tem vontade de fazer fontes com facilidade no seu iPad, o iFontMaker não decepciona.
Faço o dowload para IOS:
https://itunes.apple.com/br/app/ifontmaker/id377381670?mt=8&ign-mpt=uo%3D4
Faço o dowload para Windows 10:
https://www.microsoft.com/pt-br/store/apps/ifontmaker/9wzdncrdd88h
 
 
 FileTransfer trocar arquivos entre PC e smartphone com Windows 10 nunca foi tão fácil
Transferir arquivos entre um dispositivo móvel e um computador nem sempre pode ser a tarefa mais fácil do mundo, principalmente quando as portas USB de seu desktop estão ocupadas ou você não pode se dar ao luxo de ficar com o smartphone conectado por muito tempo. Pensando nisso, o pessoal da Link i Co. desenvolveu o FileTransfer, um aplicativo universal do Windows 10 que promete facilitar bastante a sua vida na hora de trocar arquivos entre o desktop e o smartphone.
Como este é um aplicativo que foi adicionado recentemente na Windows Store, sendo criado totalmente com base no padrão da plataforma universal, ele conta com uma interface limpa e simples, porém adaptada para os padrões visuais do Windows 10, garantindo assim que você tenha acesso rápido aos diferentes setores e funções disponibilizados pelos desenvolvedores. Além disso, ele possui uma série de funcionalidades que o tornam bastante completo em sua categoria, incluindo:
-Detecção automática de dispositivos com Windows 10 na mesma rede
-Transferência de múltiplos arquivos de uma só vez
-Transferência de arquivos fora da rede, desde que seja disponibilizado o endereço IP
-Transferência de vários arquivos entre diversos dispositivos simultaneamente
-Transferência de arquivos na taxa máxima da rede
-Suporte a todos os tipos de dispositivos com Windows 10
-Suporte à função drag and drop
-Exibe informações da transferência, como velocidade, tamanho do arquivo, etc
Considerando que o FileTransfer está disponível gratuitamente, ao menos por enquanto, é bastante interessante vermos a quantidade de funções inserida pelos desenvolvedores, demonstrando assim que caso seja realmente desejado é possível criar um aplicativo totalmente funcional para o Windows 10 sem que seja preciso cobrar uma fortuna por isso.
Como dito, o FileTransfer pode ser instalado tanto em dispositivos móveis quanto em desktops, sendo necessário contar com o mesmo em todos os aparelhos que participarão da troca de arquivos. Para baixá-lo, basta acessar a Windows Store no link disponibilizado abaixo e realizar o download de cerca de 6,54 MB.
Faça o dowload:
https://www.microsoft.com/pt-br/store/apps/app/9nblggh1rmq5
 
 
 Personalize seu dispositivo com o app universal Win Screens para Windows 10
A Microsoft vem buscando meios de tornar seu sistema operacional mais personalizável, permitindo o uso de transparência nas live tiles do Windows 10 Mobile e até mesmo a alteração da DPI da plataforma de maneira nativa. Ainda assim, existem alguns usuários que sempre buscam apps de terceiros para customizar seus dispositivos, algo que é válido tanto para smartphones quanto para desktops, mesmo que em níveis diferentes. Pensando nisso, a desenvolvedora Stupios publicou na Windows Store o Win Screens, que abrirá um leque de opções para que os usuários possam deixar seu sistema da maneira como sempre quiseram.
Como pode ser visto nas imagens acima, o aplicativo construído para a plataforma universal do Windows 10 permite que você altere a tela inicial do sistema e também a sua lockscreen, inserindo imagens criadas por você ou temas predefinidos, que podem ser editados para contar com mensagens especiais, ícones e diversos outros itens. Dentre as principais funções destacadas pelos desenvolvedores do app, temos:
-Personalize sua tela de bloqueio
-Personalize sua tela inicial
-Edite planos de fundo (efeito blur, gamma, iluminação, escala de cinza, saturação, rotação e opacidade)
-Adicione informações adicionais às telas
-Adicione seu próprio papel de parece
-Adicione notas na tela de bloqueio
-Selecione imagens favoritas para alternarem entre si na tela de bloqueio
-Personalize widgets (alinhamento, máscara)
-Baixe imagens do Bing
-Crie live tiles para seus widgets criados
Com todas estas funções, o Win Screens certamente é uma opção a ser considerada por quem busca uma forma de personalizar seu dispositivo com Windows 10 ou Windows 10 Mobile, principalmente pelo fato dele poder ser encontrado na loja da plataforma de maneira totalmente gratuita, bastando que seja realizado o download de cerca de 11MB para que ele seja instalado sem qualquer problema.
Faça o download:
https://www.microsoft.com/pt-br/store/apps/win-screens/9nblggh6htm6
 
 
 Windows 10 Mobile build 14291 disponível para mais aparelhos
Quando a Microsoft disponibilizou o Windows 10 Mobile build 14291 para os participantes do Windows Insider Program na semana passada, nem todos os smartphones compatíveis com o Windows 10 Mobile receberam este build.
Na época, o build foi disponibilizado apenas para o Lumia 950, 950 XL, 650, 550, Xiaomi Mi4 e Alcatel OneTouch Fierce XL.
A boa notícia é que o Windows 10 Mobile build 14291 foi finalmente disponibilizado para os outros aparelhos listados abaixo:
- BLU Win HD W510U
- BLU Win HD LTE X150Q
- Lumia 430
- Lumia 435
- Lumia 532
- Lumia 535
- Lumia 540
- Lumia 635 (1GB de RAM)
- Lumia 636 (1GB de RAM)
- Lumia 638 (1GB de RAM)
- Lumia 640
- Lumia 640 XL
- Lumia 730
- Lumia 735
- Lumia 830
- Lumia 930
- Lumia 1520
- MCJ Madosma Q501
Faça o download do Windows 10 Mobile build 14291
Os participantes do Windows Insider Program com os aparelhos suportados e que optaram pelo canal de distribuição Insider Fast podem fazer o download do Windows 10 Mobile build 14291 entrando nas configurações do sistema operacional e mandando ele procurar por novas atualizações.
A lista completa com todos os aparelhos suportados pode ser vista aqui.
http://windows.microsoft.com/en-us/windows/preview-supported-phones
Para novos participantes, baixe o app Windows Insider aqui, faça o login com a mesma conta usada para se registrar, escolhe a opção Insider Fast e confirme:
Artigos Relacionados Windows Device Recovery Tool v3.2.29 O que você perderá depois do upgrade para o Windows 10 Mobile? Alcatel lançará smartphone Idol 4S com Windows 10 Mobile Video: Como fazer o upgrade do Windows Phone 8.1 para o Windows 10 Mobile Windows 10 build 14291 traz o suporte para extensões no Microsoft Edge Microsoft anuncia o lançamento do Windows 10 Mobile Rumor: Upgrade para o Windows 10 Mobile começa dia 17 de março Faça o download do Windows 10 Mobile build 14283.
 
 
 Como baixar e instalar extensões no Microsoft Edge do Windows 10 Preview
O Microsoft Edge pode ser usado com extensões na versão prévia do Windows 10. Lançada na Build 14291, o recurso possibilita funções extras no navegador a partir da instalação de complementos. Inicialmente, apenas três opções foram disponibilizadas: Microsoft Tradutor, Mouse Gestures e Reddit Enhancement Suit (RES), mas novos add-ons chegarão em breve. Veja como baixar e instalar as extensões no sucessor do Internet Explorer no seu computador.
O passo a passo a seguir é válido no período de testes das extensões no Microsoft Edge através do Windows Insider. Futuramente o procedimento será substituído por downloads na Windows Store. 

Passo 1. Certifique-se que o seu computador possui a Build 1291 instalada (olhe a marca d’água na área de trabalho);
Passo 2. Abra o Microsoft Edge e acesse aka.ms/msedge-extensions;
Passo 3. Role a página ou clique em “Baixe as extensões” para visualizar as opções disponíveis;
Passo 4. Após escolher a opção que você deseja usar, toque no botão “Baixar”;
Passo 5. O download será iniciado. Toque em “Executar” quando terminar;
Passo 6. A instalação ocorre fora do Edge. Portanto, nesse período, janelas como a do Prompt de Comando poderão aparecer. Aguarde até o fim;
Passo 7. Toque sobre as reticências no navegador e no menu que aparece, selecione a opção “Extensões”;
Passo 8. Na barra que aparece, toque sobre “Carregar extensão”;
Passo 9. Uma janela do Explorer será aberta para que o usuário selecione a pasta com a extensão. O mais provável é que ela esteja em Downloads. Quando encontrar, clique sobre ela e, em seguida, sobre o botão “selecionar pasta”;
Passo 10. Quando estiver instalada, a extensão aparecerá na lista.
Se quiser remover uma extensão, toque sobre ela no painel e, depois, sobre o botão “Remove”.
Agora você já sabe como instalar as extensões da versão prévia do Microsoft Edge no Windows 10.
 
 
 Como fazer atualizações manuais de programas no Windows 10
Os aplicativos da loja do Windows 10 têm recebido constantes atualizações com novidades em computadores e tablets. Entretanto, a verificação automática do sistema da Microsoft pode estar desativada ou apresentar falhas, deixando o usuário com um programa mais antigo e menos funcionalidades. Se você desconfia que está passando por esse problema, é possível resolvê-lo facilmente ao procurar por novas versões de apps universais manualmente dentro da Windows Store.
Confira como verificar as atualizações de programas no Windows 10 de forma manual.

Passo 1. Abra a loja de aplicativos do Windows e, na tela inicial, toque na sua foto no topo da tela;
Passo 2. No menu que aparece, toque na opção “Download e atualizações”;
Passo 3. Na tela que aparece, toque no botão “procurar atualizações” no topo da tela;
Passo 4. Aguarde até que o Windows termine. Caso haja atualizações, elas aparecerão logo abaixo e serão baixadas automaticamente.
Agora você já sabe como fazer o download manual de atualizações para os seus programas e jogos do Windows 10.
 
 
 Windows 10 personalizado para o governo chinês já está pronto
De acordo com informações da revista chinesa Caixin, o Windows 10 personalizado para o governo chinês já está pronto.
Para atender às necessidades do governo, esta versão do sistema operacional traz mais recursos de gerenciamento e segurança do que a versão tradicional.
Esta versão também traz menos aplicativos para usuários domésticos.
Para atender às necessidades do governo chinês, esta versão personalizada do sistema operacional traz mais recursos de gerenciamento e segurança do que a versão tradicional

Windows 10 personalizado para o governo chinês
A Microsoft anunciou em dezembro de 2015 que iria oferecer o Windows 10 personalizado para o governo chinês através de uma nova empresa chamada C&M Technologies.
Esta empresa seria responsável pelo licenciamento, implantação, gerenciamento e otimização do sistema operacional para as agências governamentais chinesas.
Além das agências governamentais, a C&M Technologies também atenderá empresas estatais que atuam em áreas como telecomunicações, energia e transportes.
Todo o suporte, correções e atualizações ficará a cargo da C&M Technologies, já que ela é a licenciadora da versão personalizada do Windows 10.

Windows 10
O Windows 10 foi lançado em julho passado e está disponível para usuários do Windows 7 e Windows 8.1 como um upgrade gratuito.
O sistema operacional recebeu sua primeira grande atualização, conhecida pelo codinome Threshold 2, em novembro do mesmo ano.
A primeira fase da segunda grande atualização é conhecida atualmente como Redstone 1 e já está sendo testada pelos participantes do Windows Insider Program.
 
 
 Atualização Redstone corrige antigo problema em chamadas do Windows 10 Mobile
A Microsoft permitiu recentemente que dispositivos atualizados oficialmente para o Windows 10 Mobile pudessem começar a utilizar as builds da geração Redstone 1 por meio do programa Insiders, desde que inscritos nos ciclos Fast ou Slow. Com isso, finalmente tivemos a oportunidade de testar em nosso país a Cortana em PT-BR e diversas outras novidades inseridas nesta nova geração da plataforma, incluindo um app de mapas totalmente reformulado e várias outras mudanças interessantes.
Ao que parece um setor que passou por uma pequena modificação e não contou com tanta atenção assim foi o de chamadas, algo irônico ao lembrarmos que estamos falando de smartphones, que antes de tudo são telefones. De acordo com o que pode ser visto, desde a build 14291 do Windows 10 Mobile Redstone que a tela para atender ligações foi modificada, retirando o incômodo gesto de "deslizar para cima" que era exigido antes que as opções correspondentes à chamada fossem exibidas, o que significa que era necessário um gesto a mais para que fosse possível atender ou rejeitar uma ligação.
Devemos destacar, contudo, que em nossos testes com a build 14295 em um Lumia 930 a barra continua aparecendo normalmente e exigindo o gesto de deslizar para cima, o que significa que em alguns dispositivos esta mudança pode ainda não ter sido implementada, permitindo que assim a Microsoft possa coletar as opiniões de usuários em relação à sua retirada. Vale notar que em fóruns ao redor do mundo muitas pessoas estão reclamando que o fim da barra que antecede as ações de chamada pode fazer com que ligações sejam atendidas sem que o usuário perceba caso o dispositivo esteja em seu bolso, ou então de maneira equivocada caso a tela surja repentinamente e ele aperte no botão "atender" por instinto.
Ainda assim, uma mudança que parece ter chegado a todos que participam do programa Insiders no branch Redstone 1 é o uso da Cortana para te lembrar sobre chamadas recebidas, bastando tocar sobre o botão "Remind Me" para que seja possível criar um lembrete sobre a ligação que você não pode atender naquele momento. Obviamente que caso isto seja feito a referida chamada será recusada, porém o fato da Cortana enviar um lembrete para que você ligue de volta para aquela pessoa na data e hora desejadas facilita bastante a vida dos mais esquecidos.
Não há qualquer informação oficial por parte da Microsoft sobre a retirada da barra que antecede as opções de chamada ou um uso mais integrado da Cortana com as ligações no Windows 10 Mobile, porém como a conferência BUILD 2016 acontece entre os dias 30 de março e 1º de abril, não deve demorar muito até que detalhes mais concretos sobre o assunto sejam disponibilizados pela companhia. Até o momento, espera-se também que a função de gravação de chamadas seja disponibilizada no Brasil, algo que está presente nativamente nos Lumias que saíram de fábrica com Windows 10 Mobile mas que não chegou ao nosso país.
 
 
 Sete players de música grátis no Windows 10
No Windows 10, versão mais recente do sistema operacional da Microsoft, há várias opções de reprodutores de música para curtir. Entre os apps estão o MediaMonkey, iTunes e Foobar2000. São aplicativos que permitem modificações, suportam plug-ins e oferecem recursos avançados para satisfazer os desejos dos usuários. Além deles, existem outras cinco alternativas para você conhecer.
Na lista a seguir, veja sete alternativas gratuitas de reprodutores de música para rodar no Windows 10.
1. MusicBee
Gratuito, em português e possui menos de 50 MB quando instalado. O MusicBee possui recursos e permite que usuários com bibliotecas amplas tenham poderosas ferramentas de organização. O player conta com ferramentas de listas de reprodução inteligente, que se atualizam sozinhas, suporta plug-ins, sincronização com dispositivos móveis, permite edição das tags dos arquivos, sincronização com Last.fm e oferece conversão de formatos menos difundidos – como flac e wma – para versão mp3.
Outro ponto forte do MusicBee é a personalização: há temas disponíveis para o reprodutor de músicas grátis para desktop e, nas configurações do programa, o usuário pode mexer na posição de todos os elementos, remover o que não deseja e redefinir o tamanho de cada um deles no layout.
2. MediaMonkey
Gratuito, em português e com 54 MB, é similar ao MusicBee, inclusive na organização da interface e nas opções, o MediaMonkey é um reprodutor completo e se destaca entre as alternativas gratuitas.
Entre os recursos oferecidos, o aplicativo permite que o usuário "ripe CDs", grave discos e sincronize com Android ou e aparelhos iOS diferentes. Há versão Android que facilita o movimento de arquivos de áudio entre uma e outra biblioteca e é possível instalar a versão portable em pendrive ou HD externo.
O MediaMonkey possui uma versão paga, que custa US$ 25, além da gratuita. Ambas são recheadas de recursos de forma que pagar pela versão Gold não é uma necessidade em caso de iniciantes.
3. AIMP
Gratuito, em português e com 33 MB, sua interface é mais simples do que as opções anteriores, o AIMP esconde recursos interessantes. Entre eles, o equalizador com efeitos sonoros embutidos. Na prática, isso significa que pode aplicar alguns efeitos em suas músicas preferidas. Outro recurso é a ferramenta que remove a voz da trilha, permitindo que você cante músicas sem a voz do artista.
É possível sincronizar o AIMP com o Last.FM e também há suporte a plug-ins (aimp.ru/catalog) e temas personalizados para deixar o aplicativo com a sua cara. Assim como o MediaMonkey, o AIMP permite a instalação de um portable em pendrives e HDs externos.
4. iTunes
Gratuito, em português e 120 MB, com menos recursos do que algumas das alternativas da lista, o iTunes é uma opção interessante por oferecer integração com o ecossistema de produtos e serviços da Apple. Ideal para quem tem dispositivos iOS, além de contar com o suporte técnico da empresa.
Fácil de usar, o iTunes conta com diversas funções de organização da biblioteca de áudio que devem cobrir as necessidades de usuários avançados. Mas o aplicativo não permite customização da interface gráfica e é um reprodutor famoso por ser mais pesado para o sistema operacional.
5. Foobar2000
Gratuito e em português, o FooBar2000 permite a instalação de plug-ins, interface personalizável e oferece suporte a vários formatos de áudio e música, além da possibilidade de gerar arquivos a partir de CDs. Outro ponto positivo desse reprodutor é que o player exige pouco do computador.
O player doFoobar2000 requer apenas 10 MB, mesmo na instalação completa, no Windows 10. 
6. Tomahawk
Gratuito, em português e com 115 MB, o Tomahawk é um ótimo player para quem usa serviços e redes sociais. Suporta plug-ins (tomahawk-player.org) para integração com plataformas como Spotify e Last.FM. Com complementos, passa a ser capaz de identificar as suas listas nesses serviços. Além de versão para Windows, também está disponível para Android, Linux e Mac OS.
Um recurso bacana é a possibilidade de navegar em páginas com informações sobre artistas, que apresentam recomendações de músicas, além de recomendações de artistas semelhantes.
7. Clementine
Em português, gratuito e com 19 MB, o Clementine é um projeto que surgiu a partir do Amarok, player conhecido entre os usuários do Linux. Completo, têm a possibilidade de sincronizar mídia armazenada em serviços de nuvem online como o Dropbox e o Google Drive.
Há também a possibilidade de sincronizar o aplicativo com serviços de streaming de música, edição de tags dos arquivos de áudio e configuração de um smartphone com Android para  controle remoto.
 
 
 Saiba como desligar ou hibernar seu Windows 10 sem utilizar o mouse
Você já tentou usar um computador sem o mouse? É irritante, mas não impossível. Porém, o sistema Windows oferece algumas alternativas para deixar a vida do usuário mais fácil ao utilizar a interface do sistema operacional. Existem inúmeros atalhos que podem ser executados no teclado para desempenhar as mais diversas funções, mas você lembra quais são os atalhos para desligar o computador? Veja a seguir alguns atalhos que você poderá utilizar para desligar, hibernar ou reiniciar seu PC.
- Aperte o botão Windows + X, seguido de U, e U de novo para desligar o computador.  - Aperte o botão Windows + X, seguido de U, e R para reiniciar. - Aperte o botão Windows + X, seguido de U, e H para colocar o computador em modo hibernação. - Aperte o botão Windows + X, seguindo de U, e então suspender o PC. São muitas combinações para você lembrar? Bom, o clássio ALT+F4 sempre estará à sua disposição para desligar o computador. Pressionar duas vezes seguidas o CTLR+ALT+DEL também funciona.
 
 
 Windows 10 Mobile Redstone conta com novas funções para chamadas
A Microsoft liberou recentemente o Windows 10 Mobile para dispositivos compatíveis que rodavam o Windows Phone 8.1 de fábrica, permitindo assim que milhões de usuários pudessem enfim usufruir das novidades presentes na nova versão da plataforma sem necessitarem de uma inscrição no programa Insider. Com isso, a empresa agora focará no desenvolvimento da geração Redstone do sistema, exatamente como tem feito com o Windows 10 em desktops, o que significa que as próximas atualizações para mobile podem contar com algumas alterações ainda mais significativas do que vimos na build 14291.
Após vermos um vazamento de que a Microsoft irá adicionar um recurso similar ao Air Command para uso de canetas stylus de forma mais completa no sistema, temos agora informações sobre as alterações que serão feitas no menu de chamadas, demonstrando que a empresa pretende tornar a experiência de uso o mais intuitiva possível em todos os sentidos. De acordo com o que foi revelado, o menu passará por algumas alterações, exibindo agora algumas funções voltadas para gestos e ações que podem ser tomadas automaticamente, fazendo assim com que o usuário tenha um dispositivo ainda mais inteligente.
O primeiro deles é focado em qual será o reprodutor de áudio padrão durante chamadas recebidas ou efetuadas, sendo possível deixar que o smartphone escolha automaticamente ou definir para sempre reproduzir o som pelo dispositivo Bluetooth conectado (algo principalmente útil com fones de ouvido e central de comando de carros), podendo escolher também que sempre seja executado pelo próprio falante do seu aparelho. Outra funcionalidade útil é a possibilidade de seu dispositivo ativar automaticamente o viva-voz sempre que você afastá-lo de sua orelha, evitando assim que você perca alguns segundos de conversa até que pressione o botão correspondente.
Obviamente que este segundo caso não será exatamente útil para todos os usuários e locais, já que ter seu viva-voz ligado em lugares lotados e/ou barulhentos não será a melhor experiência. Ainda assim, o fato da Microsoft estar trabalhando para tornar esta função disponível nativamente demonstra que muitas mudanças ainda podem vir com a geração Redstone do Windows 10 Mobile, tornando o sistema ainda mais completo do que vimos nesta atual Threshold 2 disponível publicamente.
Infelizmente ainda não há qualquer prazo para a chegada da atualização para a nova versão do Windows 10 Mobile, sendo apenas especulado que ela chegue junto ao update para desktops entre os meses de junho e julho, tendo então sua segunda fase iniciada apenas no primeiro trimestre de 2017. Até que a própria Microsoft se manifeste sobre isso, contudo, não há como sabermos quais serão as novidades preparadas para a Redstone e quando ela estará de fato disponível ao público geral.
 
 
 Não gostou do Windows 10 Veja estas dicas antes de fazer o downgrade
Na tela que abrir, busque pelo dispositivo que não está funcionando apropriadamente, clique com o botão direito sobre ele e selecione a opção "Atualizar Driver". 
Na nova janela, escolha a opção "Procurar software de driver no computador" e indique o local onde o arquivo que você baixou foi armazenado. O restante do trabalho será feito automaticamente. 
Também há chances do driver mais atual ser o causador do mal funcionamento do componente do seu PC. Esse é um problema que já vem sendo relatado há algum tempo e a culpa é mesmo do Windows Update, que baixa e instala automaticamente as versões mais recentes independentemente do usuário querê-las instaladas ou não. Se esse for o seu caso, há um jeito simples de resolver.
No mesmo Gerenciador de Dispositivos, clique com o botão direito sobre o componente defeituoso e selecione a opção "Propriedades". Em seguida, muda para a aba "Driver" e finalmente clique no botão "Reverter Driver". Isso fará com que o Windows 10 volte uma versão atrás daquele driver, abrindo espaço para você verificar se ele voltou a funcionar corretamente. 
Caso nada disso resolva, o ideal é desinstalar o driver por completo clicando em "Desinstalar" e instalando manualmente um driver baixado do site do fabricante.  
2. Traga antigos elementos visuais de volta  O Windows 10 traz consigo um grande número de recursos exclusivos, mas que, temos de combinar, não agradam a todos. Se você não enfrentou nenhum percalço com o sistema, mas sente saudades de como as coisas eram antigamente, não se desespere. Há formas fáceis de trazer de volta um punhado de elementos visuais que consagraram o sistema no passado.  É o caso, por exemplo, do antigo relógio analógico que era apresentado sempre que clicávamos nas horas ali na bandeja do sistema no Windows 7. Para reavê-lo, basta pressionar as teclas WIN + R no teclado, digitar "regedit" (sem as aspas) e confirmar pressionando ENTER no teclado. No Editor do Registro, navegue até o caminho abaixo: HKEY_LOCAL_MACHINESOFTWAREMicrosoftWindowsCurrentVersionImmersiveShell  Chegando lá, selecione "Editar" > "Novo" > "Valor DWORD (32 bits)" e o nomeie como "UseWin32TrayClockExperience". Feito isso, dê um duplo clique na chave criada e defina o campo "Dados de Valor" como 1. Finalmente, confirme clicando em "OK".
O Windows 10 também marcou o retorno definitivo do Menu Iniciar do jeito que estávamos acostumados - ou quase isso. No sistema, o menu mistura elementos clássicos que todos amavam até o Windows 7 com as pastilhas do Windows 8 que foram tão criticadas, num híbrido que busca agradar gregos e troianos. Mas, se você não faz parte desse grupo, saiba que há uma maneira fácil de retornar ao Menu Iniciar clássico do Windows 7 ou até mesmo do Windows XP com o Classic Shell. 
Além de trazer o Menu Iniciar aos seus tempos de glória, o pequeno software permite mexer e personalizá-lo da maneira que você bem entender. 
3. Busque por programas substitutos  À época de seu lançamento, o Windows 10 polemizou por não contar com alguns programas consagrados e que caíram no gosto popular. Foi o caso, por exemplo, do Windows Media Center, os gadgets da Área de Trabalho e alguns jogos que antes vinham pré-instalados para fazer a alegria de todo mundo. Felizmente, vários desenvolvedores viram essa ausência como uma oportunidade e criaram aplicativos substitutos que fazem praticamente a mesma coisa de seus irmãos mais conhecidos.  No caso do Windows Media Center, um dos softwares que emergiu como principal alternativa foi o Plex. Leve, de fácil configuração e com um respeitoso sistema de identificação e classificação de mídia, ele tem aplicativos tanto para o Windows quanto para iOS, Android e consoles de videogame, além de trabalhar de maneira integrada com o Chromecast. 
4. Permaneça offline e proteja seus dados  Um dos pontos de maior controvérsia do Windows 10 diz respeito à sua privacidade. A Microsoft já admitiu publicamente que, por padrão, coleta dados dos usuários do sistema. A pior notícia, no entanto, é que não dá para desativar essa coleta por completo, mas apenas amenizá-la.  Se você nunca atentou para as configurações de segurança e privacidade na sua instalação do Windows 10, talvez esteja na hora de dedicar algum tempo a isso a fim de evitar transtornos no futuro. Aqui no Canaltech nós já discutimos e ensinamos como ter mais privacidade utilizando o novo sistema:
http://canaltech.com.br/tutorial/windows/privacidade-ajuste-o-windows-10-e-mantenha-a-microsoft-longe-dos-seus-dados/
http://canaltech.com.br/tutorial/windows/windows-10-desative-a-barra-de-pesquisa-do-bing-para-preservar-sua-privacidade/
5. Sugira melhorias  Mesmo após todas essas dicas, é possível que o Windows 10 ainda não lhe agrade - e isso é perfeitamente normal. Se esse for o caso, registre todas as queixas que você tem em relação ao sistema, o que não lhe agradou, o que não funcionou como deveria e de que maneira o sistema afetou sua experiência em relação às versões anteriores.  Feito isso, é chegada a hora de enviar sugestões de melhorias para a Microsoft num sistema chamado Windows Feedback, que foi pensado justamente para ouvir as reclamações e sugestões dos usuários. Procure por ele a partir do Menu Iniciar e clique sobre a opção correspondente. 
Perceba que aqui você tanto pode enviar suas sugestões como também votar nas sugestões de outros usuários da plataforma. Este é um ambiente totalmente democrático e que reflete bem a atual filosofia da Microsoft de ouvir seus clientes a fim de fazer com que o produto esteja em constante evolução. É claro que algumas sugestões demoram a serem implementadas, mas várias outras já estão em produção ou até mesmo disponibilizadas ao público.  Portanto, solte o verbo e faça Redmond ouvir o que você tem a dizer sobre o Windows 10. Quem sabe no futuro o sistema não estará todo moldado ao seu gosto e você não terá mais problemas com ele? Não custa nada tentar.
 
 
 Como fazer ligações privadas no Windows 10 Mobile
O Windows 10 Mobile permite que o usuário esconda o seu número de celular nas chamadas. Com o recurso ativado, quem receber a ligação não saberá quem está ligando – o celular da pessoa mostrará algo como “sem número” ou “ligação privada”.
Gostou da ideia? Confira a dica e aprenda a realizar a configuração para fazer chamadas sem se identificar, usando smartphone com última versão do sistema móvel da Microsoft. Entretanto, é importante ressaltar que o recurso depende da operadora e algumas não permitem que o usuário esconda o seu número de telefone.

Passo 1. Acesse as configurações do Windows 10 Mobile e toque em “Sistema”.
Passo 2. Toque em “Telefone” e, em seguida, deslize a tela até o fim e toque em “Configurações do SIM”.
Passo 3. Por fim, na seção “Chamadas”, toque em “Todos” e selecione a opção “Ninguém”.
Dessa forma, você poderá fazer ligações sem revelar o seu número de telefone. Para desfazer a alteração e voltar a exibir o seu número, basta refazer o tutorial e selecionar “Todos”, no último passo.
 
 
 Windows 10 Mobile já foi instalado em mais de 15 por cento dos dispositivos compatíveis
A Microsoft liberou recentemente o Windows 10 Mobile para dispositivos compatíveis, permitindo assim que milhões de usuários ao redor do mundo pudessem usufruir das novidades desta geração da plataforma sem estarem participando do programa de testes Insider. Ao que parece, entretanto, a adoção do sistema está um pouco mais lenta do que o imaginado, provavelmente pelo fato de ser necessário contar com o app Upgrade Advisor instalado no aparelho, algo que pouca gente de fato procura se informar sobre.
De acordo com o pessoal da AdDuplex, cerca de 50,4% de todos os dispositivos ativos atualmente com o Windows Phone estão aptos a serem atualizados ao Windows 10 Mobile, porém no momento apenas 15,2% destes de fato foram à nova versão do sistema, demonstrando assim que a Microsoft precisa divulgar de uma melhor forma os métodos para realizar o update ao redor do mundo. Com isso, o Windows 10 Mobile agora ocupa a segunda posição como edição mais utilizada, atingindo 7,7% do total de dispositivo ativos contra 81,1% que ainda estão no Windows Phone 8.1.
Ainda sobre a capacidade de atualizar os dispositivos para o Windows 10 Mobile, o fato de 49,6% de todos os aparelhos serem abandonados certamente não será muito bem vista por desenvolvedores e investidores, já que grande parte deles seriam plenamente aptos a rodar a plataforma mesmo que de uma forma mais simples. Além disso, o fato da Microsoft ter prometido o update quando anunciou o Windows 10 Mobile para todos os modelos com Windows Phone 8/8.1 foi algo que a empresa jamais deveria repetir, já que é muito ruim para uma companhia ter a sua palavra quebrada repetidas vezes como vem acontecendo com a casa de Redmond.
Com isso, é provável que uma parcela de desenvolvedores não veja segurança suficiente no projeto da Microsoft para investir na plataforma, fazendo assim com que o número de opções disponível na Windows Store de forma universal demore um pouco mais para crescer do que o previsto. Por outro lado, a atual parcela de usuários com o Windows 10 Mobile aumentará bastante nos próximos meses conforme os dispositivos compatíveis forem atualizados, permitindo que uma maior quantidade de aparelhos tenha acesso à plataforma de apps universais do Windows 10 e possa visualizar o trabalho que vem sendo feito por desenvolvedores de todo o mundo nos últimos meses.
A AdDuplex destaca ainda que o números de usuários utilizando modelos como Lumia 640 e Lumia 535 aumentou consideravelmente nas últimas semanas, o que significa que cada vez mais pessoas estão abandonando modelos antigos e partindo para aparelhos que foram beneficiados com o upgrade ao Windows 10 Mobile, permitindo assim que esta fatia de aproximadamente 50% possa ser modificada em um futuro próximo. Considerando que cada vez mais será difícil encontrar membros das linhas Lumia x20 e Lumia x30 para venda, é natural que as pessoas que ainda vêem potencial no Windows Phone acabem adquirindo dispositivos mais recentes, que sairão da loja já compatíveis com o update para a nova geração da plataforma.
Com isso, basta apenas que a Microsoft consiga disponibilizar a atualização sem o uso do app Upgrade Advisor para que o número de usuários utilizando o Windows 10 Mobile aumente consideravelmente, algo que infelizmente não possui qualquer previsão para acontecer no momento. Alguns relatos na verdade apontam que tudo foi planejado pela companhia para fazer com que os usuários partam para a nova versão do sistema de maneira gradual, e não todos de uma só vez como aconteceria se a disponibilidade ocorresse diretamente pela central de atualizações de software, buscando assim fazer com que os bugs ainda presentes não afetem um grande número de pessoas.
 
 
 Windows 10 Redstone rouba recurso da linha Samsung Galaxy Note
A Microsoft iniciou recentemente a distribuição pública do Windows 10 Mobile para dispositivos compatíveis, o que significa que ela pode finalmente focar seus esforços no desenvolvimento da geração Redstone da plataforma, ficando assim no mesmo passo do que temos em desktops. Agora, surgem detalhes no que diz respeito ao uso de canetas stylus em aparelhos com a nova versão do sistema, demonstrando que poderemos ter a chegada de uma função muito elogiada nos produtos da linha Galaxy Note da Samsung.
De acordo com o que foi revelado, está sendo implementado um recurso similar ao Air Command, o que significa que por meio de uma caneta stylus será possível acessar uma pequena barra circular com várias opções de ações que podem ser tomadas, o que irá variar de acordo com o aplicativo aberto naquele momento ou o setor do sistema que está sendo exibido. Ao analisarmos as últimas APIs do Windows 10 Redstone, é possível vermos que a função é basicamente a mesma que já temos no OneNote em alguns aparelhos, porém poderá ser utilizada por desenvolvedores para levar funcionalidades específicas para outros apps, aumentando consideravelmente o nível de importância de uma caneta stylus.
É demonstrada ainda uma espécie de paleta de cores que poderá ser utilizada para a formatação de textos, permitindo que você altere a fonte, o formato e diversos outros parâmetros das letras para que tudo fique da forma desejada de maneira rápida e intuitiva. Isto será especialmente útil em aplicativos de notas e de produtividade, como o caso da suíte Office e de outros apps similares que temos na Windows Store. Infelizmente ainda não sabemos quais dispositivos seriam compatibilizados com a função, sendo provável que ela chegue inicialmente apenas para os tablets da linha Surface, já que eles são os únicos que utilizam canetas stylus atualmente.
A Microsoft ainda não se manifestou sobre o assunto, logo não é possível sabermos se o recurso será implementado já no próximo update do Windows 10 Redstone para membros do programa Insiders ou se ainda demorará um pouco para que possa ser de fato testado. Com isso, resta apenas aguardarmos que algum comentário mais concreto seja disponibilizado para que possamos ter uma ideia melhor de como a função poderá ser utilizada e em quais aparelhos ela será habilitada neste primeiro momento, sendo algo que certamente os usuários de phablets estão ansiosos para receber.
 
 
 Windows 10 Mobile Redstone conta com novas funções para chamadas
A Microsoft liberou recentemente o Windows 10 Mobile para dispositivos compatíveis que rodavam o Windows Phone 8.1 de fábrica, permitindo assim que milhões de usuários pudessem enfim usufruir das novidades presentes na nova versão da plataforma sem necessitarem de uma inscrição no programa Insider. Com isso, a empresa agora focará no desenvolvimento da geração Redstone do sistema, exatamente como tem feito com o Windows 10 em desktops, o que significa que as próximas atualizações para mobile podem contar com algumas alterações ainda mais significativas do que vimos na build 14291.
Após vermos um vazamento de que a Microsoft irá adicionar um recurso similar ao Air Command para uso de canetas stylus de forma mais completa no sistema, temos agora informações sobre as alterações que serão feitas no menu de chamadas, demonstrando que a empresa pretende tornar a experiência de uso o mais intuitiva possível em todos os sentidos. De acordo com o que foi revelado, o menu passará por algumas alterações, exibindo agora algumas funções voltadas para gestos e ações que podem ser tomadas automaticamente, fazendo assim com que o usuário tenha um dispositivo ainda mais inteligente.
O primeiro deles é focado em qual será o reprodutor de áudio padrão durante chamadas recebidas ou efetuadas, sendo possível deixar que o smartphone escolha automaticamente ou definir para sempre reproduzir o som pelo dispositivo Bluetooth conectado (algo principalmente útil com fones de ouvido e central de comando de carros), podendo escolher também que sempre seja executado pelo próprio falante do seu aparelho. Outra funcionalidade útil é a possibilidade de seu dispositivo ativar automaticamente o viva-voz sempre que você afastá-lo de sua orelha, evitando assim que você perca alguns segundos de conversa até que pressione o botão correspondente.
Obviamente que este segundo caso não será exatamente útil para todos os usuários e locais, já que ter seu viva-voz ligado em lugares lotados e/ou barulhentos não será a melhor experiência. Ainda assim, o fato da Microsoft estar trabalhando para tornar esta função disponível nativamente demonstra que muitas mudanças ainda podem vir com a geração Redstone do Windows 10 Mobile, tornando o sistema ainda mais completo do que vimos nesta atual Threshold 2 disponível publicamente.
Infelizmente ainda não há qualquer prazo para a chegada da atualização para a nova versão do Windows 10 Mobile, sendo apenas especulado que ela chegue junto ao update para desktops entre os meses de junho e julho, tendo então sua segunda fase iniciada apenas no primeiro trimestre de 2017. Até que a própria Microsoft se manifeste sobre isso, contudo, não há como sabermos quais serão as novidades preparadas para a Redstone e quando ela estará de fato disponível ao público geral.
 
 
 Troque a imagem da tela de bloqueio do Windows 10 Mobile e PC com o Dynamic Theme
O Windows 10 Mobile oferece algumas boas possibilidades de customização, inclusive várias formas de alterar a tela de bloqueio, que é bastante simples com suas imagens originais. Ainda que o Windows Spotlight resolva (em parte) isso, não é uma solução perfeita, já que apenas oferece uma imagem por dia disponibilizada por curadores e está disponível somente para o Windows 8 e 8.1. É uma ferramenta excelente, de fato, mas não está disponível para o WIndows 10 Mobile e usuários não podem salvar as imagens que preferirem para usar em outros lugares. Por isso o Dynamic Theme é tão interessante, criado especificamente para a versão mais recente da Microsoft.
O que é?
Vale começar dizendo que o Dynamic Theme é um app gratuito, tanto para PC quanto para o smartphone, onde um de seus maiores méritos é seguir as linhas de design do Windows 10 e passando a impressão de que se trata do próprio sistema. Basicamente, ele pega as imagens de capa do Bing e do Spotlight para usar como fundo de tela ou tela de bloqueio, dando mais personalidade para seu smartphone.
Por que é legal?
Sua simplicidade de uso é impressionante. Basta selecionar a opção "Background" para escolher a imagem da tela inicial para seu PC ou smartphone. Dentro de Configurações, o Dynamic Theme permite que você escolha entre Fotos que já estão no sistema, Bing diário, Windows Spotlight ou galeria de fotos. Em seguida, basta fazer o mesmo com a tela de bloqueio, optando por configurar essa opção localmente ou sincronizar entre todos os dispositivos com WIndows 10, além de ser possível selecionar a opção para baixar a imagem automaticamente.
Por que usar?
O Dynamic Theme não é somente gratuito como também não mostra propagandas (uma raridade atualmente), além de ser robusto, simples e fácil de usar. Definitivamente, ele deve fazer parte da sua lista de apps no Windows 10 tanto para PC quanto smartphone.
 
 
 Atualizar o OneDrive no Windows 10
A atualização Redstone do Windows 10 deve oferecer novas opções de backup para o OneDrive.
A batalha do cloud público está aumentando. Lutando com o Google e a Amazon nesta área, a Microsoft planeja usar a próxima grande atualização do Windows 10 para reavivar a sua oferta de armazenamento online. O serviço OneDrive era considerado por muitos observadores como o parente pobre do lançamento do novo sistema operacional da Microsoft. Mais especificamente, com o lançamento do Windows 10, o aplicativo Smart Files (Arquivos inteligentes) tinha sido excluído e já não autorizava facilmente a pesquisa de arquivos online no Windows Explorer ou no disco do seu computador. 
Uma visualização da versão build 14228 do Windows 10 mostra que os engenheiros da Microsoft querem repor o OneDrive no centro do sistema operacional. Assim, o serviço de armazenamento de dados na nuvem vai recuperar novas opções de backup. Os usuários deverão poder ativar o backup dos aplicativos da Loja, de suas contas e das configurações de exibição. A totalidade dos dados do disco rígido também poderá ser salva online, como no Windows Phone. 
A próxima atualização do Windows 10 deve permitir que os usuários descubram as novas funcionalidades do serviço OneDrive.
 
 
 Windows 10 Mobile como instalar apps no cartão de memória
O Windows 10 Mobile, última versão do sistema móvel da Microsoft, permite que o usuário baixe e instale apps da loja direto no cartão de memória do celular. O recurso pode ser útil para quem possui um aparelho com pouca capacidade e não tem mais espaço disponível na memória interna do telefone.
Se esse é o seu caso, aprenda a configurar a instalação de novos apps no cartão micro SD. A dica vale para qualquer aparelho com o Windows 10 Mobile e entrada para cartão de memória – e com um cartão inserido, é claro.
Passo 1. Acesse as configurações do Windows 10 Mobile e toque em “Sistema”.
Passo 2. Toque em “Armazenamento” e deslize até a seção “Locais de salvamento”. Por fim, em “Novos aplicativos serão salvos em”, selecione “Cartão SD” e toque em “Aplicar”.
Dessa forma, você poderá usar o espaço disponível no cartão de memória para instalar novos aplicativos no Windows 10 Mobile.
 
 
 Desbloquear o teclado virtual no Windows 10
Se você estiver com o teclado virtual bloqueado em sua tela, é muito simples desbloqueá-lo no Windows 10. 
Acesse as Configurações do Windows 10 e escolha Facilidade de Acesso. Em seguida, procure o Teclado Virtual e se ele estiver ativado, desative-o, deslizando o interruptor para a esquerda. Ele deve mudar de cor, do azul para o branco. Feito isso, reinicie seu computador e veja se esta manipulação resolveu o problema, ou seja, verifique se o seu teclado virtual desapareceu da sua tela.
 
 
 Explorador de Arquivos do Windows 10 será otimizado para telas touch
Se você tem um PC, provavelmente usa o Explorador de Arquivos de hora em hora, senão mais. É um dos programas mais usados do Windows (por razões óbvias), e foi inclusive trazido para outras plataformas. Entretanto, a sua interface não é bem otimizada para dispositivos baseados em touchscreen, como o Surface Pro 4.
Não é incomum encontrar pessoas que reclamam da dificuldade de selecionar as opções que querem em uma tela de toque, de problemas de crashing, e outros fatos. O Windows 8 trouxe o OneDrive para satisfazer esta lacuna, mas infelizmente, o Windows 10 retirou o software de circulação.
Peter Skillman, GM da Core UX para o Windows Desktop, foi ao Twitter se pronunciar sobre o futuro do Explorador de Arquivos. Segundo ele, sua equipe está trabalhando em uma reconstrução total ("total update") do programa, mas não pode dar uma data de quando esta novidade chegará às versões de testes do sistema operacional.
Esperamos que eles possam trazer nosso colega de organização de volta ao topo.
 
 
 Poder do Windows 10 em um tablet veja de perto o novo Galaxy TabPro S
Usando a MWC (Mobile World Congress) 2016 como palco, Samsung apresentou formalmente o Galaxy TabPro S como um tablet de especificações técnicas poderosas, boa construção e o desfrutando do Windows 10 como sistema operacional padrão. Desta vez, a gigante da Coreia do Sul reuniu seus palestrantes para reapresentar a novidade ao público, escolhendo como local de realização sua recém-aberta loja na cidade de Nova York, NY, Estados Unidos da América.
Os apresentadores mostraram, detalhe a detalhe, o potente dispositivo portátil de tela avantajada, levando em conta que o estabelecimento em questão foi aberto ao público, ou seja, todos lá presentes puderam fazer perguntas e experimentar os recursos inclusos no modelo pela empresa asiática. A galeria completa de imagens abaixo mostra o que aconteceu por lá, graças à visita da equipe do PocketNow por lá.
Representantes da Samsung, Microsoft e Intel foram convidados à loja da Samsung em Nova York. As três grandes empresas se envolveram profundamente na criação do Galaxy TabPro S.
A sexta geração Intel Core M é 30% menor do que sua antecessora, ajudando o Galaxy TabPro S a ser extremamente fino, mas manter um excelente nível de potência.
Galaxy TabPro S roda, sem problemas, software médico, categorizados como sendo consideravelmente pesados.
Canetinha, vendida separadamente, conta com 1.024 pontos de pressão (ainda não está disponível). Detalhes dela já estão disponíveis, embora os dados não sejam oficiais ainda.
Rejeição da palma do usuário permite que o mesmo use a stylus sem ser atrapalhado por intervenção de terceiros.
Samsung Flow é um aplicativo que parea o Galaxy TabPro S a um Galaxy moderno, usando a leitura das impressões digitais do usuário no celular para liberar o acesso ao Windows 10.
É possível conectar o Galaxy TabPro S a um display externo.
O acessório conta com dois ângulos de uso, o normal e este mais aberto.
Em termos técnicos, Galaxy TabPro S conta com uma tela Super AMOLED de 12 polegadas, usando a resolução Quad HD (2560 x 1440 pixels) para a exibição de conteúdo, 4 GB de RAM, 128 GB ou 256 GB de memória para o armazenamento interno (SSD), chipset Intel Core M de sexta geração, processador de dois núcleos, cada um deles rodando a 2,2 GHz, Intel HD Graphics 515 como placa gráfica, câmera principal de 5 megapixels, incluindo autofoco, câmera frontal de 5 megapixels, dimensões de 290,3 x 198,8 x 6,3 milímetros, peso de 693 gramas (Wi-Fi) e 696 gramas (LTE), suporte às redes 4G LTE (Cat. 6), Wi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac MIMO, Wi-Fi Direct, NFC (Near Field Communication), Bluetooth 4.1, GPS e GLONASS, sensores de ambiente, acelerômetro e de iluminação, bateria de 5.200 mAh e Windows 10 Home ou Windows 10 Pro como sistema operacional.
Infelizmente, não há informações sobre a chegada dele no Brasil, então é preciso aguardar até que a Samsung decida compartilhar os detalhes sobre a estreia internacional da novidade.
 
 
 Como baixar e instalar o BlueStacks no Windows 10 7 e 81 e emular o seu Android
BlueStacks App Player é uma ferramenta que possibilita que você execute aplicativos desenvolvidos para a plataforma Android no seu computador. Com ele, é possível rodar vários programas de maneira segura. Entretanto, como ele não rodava em versões de 64 bits, os usuários estavam tendo problemas com o Windows 10. Confira no nosso tutorial como baixar e instalar o BlueStacks no Windows 10, 7, 8.1 e emular o seu Android.
Passo 1:
Faça download do software mais recente BlueStacks para Windows 10 64 Bits ou Windows 10 32 Bits.
Passo 2:
Após efetuar o download, abra o arquivo executável BlueStacks e clique na opção executar.
Passo 3:
Clique em “Continuar” na próxima imagem.
Passo 4:
Confira e selecione a localização do arquivo e clique em “Avançar”.
Passo 5:
Aguarde a instalação ser concluída.
Passo 6:
Uma tela como esta vai aparecer. Aguarde enquanto o app faz download de dados. Você precisa ter conexão à internet.
Depois você vai ter uma janela como esta, com opções como reproduzidos recentemente, Principais aplicativos, áudio e vídeo, jogos, Redes Sociais etc . Se quiser procurar novos aplicativos, basta clicar sobre a opção de pesquisa.
Pronto! Agora você possui BlueStacks no seu computador e poderá emular Android.
 
 
 O que esperar do evento da Apple
iPhone SE, novo iPad Pro e mais: o que esperar do evento da Apple hoje (21)

A Apple fará às 14h00 (horário de Brasília) desta segunda-feira (21) seu primeiro evento do ano para anunciar novos produtos. A conferência, que será transmitida ao vivo, acontecerá na sede da empresa em Cupertino, na Califórnia, e deve trazer a revelação de alguns dispositivos muito especulados pela imprensa especializada nos últimos meses. Ao que tudo indica, o evento de hoje marca uma transição entre os gadgets anunciados pela Maçã em setembro - iPhone 6s, iPad Pro e alguns updates no iOS e no Apple Watch - e aquilo que a corporação reserva para a WWDC 2016, em junho, e na apresentação do segundo semestre, quando deve exibir a sétima geração de seu smartphone. Ou seja: podemos esperar por alguns anúncios importantes, mas menores do que esses futuros eventos. Entre um modelo de 4 polegadas do iPhone e um iPad Pro mais compacto, separamos as principais novidades que devem ser anunciadas pela Apple logo mais à tarde. Veja abaixo. iPhone Quando a primeira versão do iPhone 6 foi revelada, em setembro 2014, muitas foram as críticas ao CEO da empresa, Tim Cook. O aparelho, que se adaptou à febre dos smartphones com telas gigantes com a variante 6 Plus, foge da ideia até então pregada por Steve Jobs: de que os telefones lançados pela Apple não teriam mais do que 5 polegadas. No entanto, os celulares se tornaram sucesso de vendas, o que fez com que os modelos com menos polegadas ficassem fora do foco da companhia. Só que a Apple reconhece que nem todos os usuários gostam de displays maiores. Por isso, os rumores apontam para o lançamento de uma edição especial do iPhone que manteria as especificações do iPhone 6s, mas em um corpo com tela na casa das 4 polegadas e, consequentemente, por um preço inferior. Contudo, não se sabe se o design dos telefones será o mesmo da sexta geração ou do iPhone 5s.

O aparelho em questão tem sido chamado de iPhone SE ("SE", de "special edition", ou edição especial, na tradução livre), o primeiro smartphone da fabricante que não teria um número específico em sua nomenclatura. Ele teria o processador A9, 2 GB de memória RAM e opções de armazenamento de 16 GB e 64 GB. Também deve contar com suporte ao Live Photos, conectividade Bluetooth 4.2, Wi-Fi 802.11 ac e chip NFC para uso do sistema de pagamentos móveis Apple Pay. A câmera principal deve ter entre 8 MP e 12 MP, com gravação em resolução 4K. Recentemente, o Apple Insider reportou que a empresa chegou a gravar cenas para um comercial inteiramente filmado com a câmera do novo iPhone para mostrar a qualidade do componente.

Ainda segundo os boatos, o dispositivo deve custar entre US$ 350 e US$ 450, mais barato que os modelos atuais do iPhone 6s, que saem a partir de US$ 649. Apesar de sair mais em conta, o valor não deve ser o principal atrativo, principalmente nos países emergentes, onde a Apple já tentou conquistar mais usuários com o iPhone 5c, que não agradou e custava quase o mesmo do que as versões mais avançadas. O lançamento do iPhone SE deve acontecer poucos dias após seu possível anúncio nesta segunda-feira. O mais provável é que isso aconteça até a sexta-feira do dia 1º de abril, quando a Apple completa 40 anos de existência. 


iPad

Faz algum tempo que não temos nenhuma novidade na linha Air. E há um motivo: a chegada do modelo Pro, no ano passado. Alguns rumores indicam que a Apple irá anunciar a terceira geração do iPad Air e que o aparelho será bastante parecido com o iPad Pro. Isso inclui algumas de suas características avançadas, como quatro alto-falantes, suporte para caneta stylus (Apple Pencil), um processador mais veloz, 128 GB de capacidade interna e um conector lateral para o encaixe de um teclado externo. O que sites internacionais têm apostado é que o dispositivo será menor, e por esta razão deve ser encaixado na linha Air. Ao que tudo indica, o gadget terá um display de 9,7 polegadas, mas custará US$ 599 - US$ 100 a mais do que o iPad Air 2 vendido atualmente. Especula-se que o tablet pode até adotar o nome de iPad Pro mini pelo tamanho reduzido. Em todo caso, a Apple deve anunciar alguma melhoria significativa para a família iPad e, com isso, tentar conquistar um público maior. 


Apple Watch

 Há aproximadamente um ano, a Apple anunciava o tão comentado Apple Watch. Mas não espere ver uma nova versão do dispositivo agora. De acordo com o TechCrunch, por ser um produto diferente do iPhone e de sua política de atualização anual, a segunda geração do dispositivo deve demorar um tempo para aparecer - o que não significa que não teremos novidades para o smartwatch da Maçã no evento desta segunda-feira. O 9to5Mac afirma que o relógio receberá novas opções de pulseiras, o que pode incluir novas cores e materiais no acessório, além de parcerias com outras empresas do mundo da moda. Fora isso, acredita-se que a companhia lançará o watchOS 2.2, um pequeno update no sistema operacional que vai trazer uma versão adaptada do Apple Maps e permitirá conectar mais de um Apple Watch num único iPhone. 


iOS

Lançado em janeiro para desenvolvedores e usuários cadastrados no programa de testes Beta, o iOS 9.3 deve ser disponibilizado em sua versão final agora com a chegada do suposto iPhone SE. Embora esse update não seja algo principal, como o que é anunciado na conferência anual WWDC, ele possui algumas funcionalidades bem interessantes. Entre elas está um modo noturno, que muda as cores exibidas na tela do aparelho para tornar a leitura menos cansativa para os olhos durante a noite; a possibilidade de criar notas e bloqueá-las usando o Touch ID; e melhorias nos aplicativos News e Saúde.

Outra novidade presente no iOS 9.3 é sua integração com alguns recursos voltados para educação. Por meio do app Classroom (Sala de Aula), os professores, usando um iPad, poderão criar múltiplos perfis dos alunos, direcionar sites e ferramentas específicas aos iPads dos estudantes para auxiliar no aprendizado, além de outras funções que irão ajudar na organização das aulas. Até o momento, esse aplicativo está disponível apenas em algumas escolas dos Estados Unidos. 


Mac OS X e Macbooks 

O mobile deve ser o principal assunto no evento da Apple nesta tarde. Logo, não devemos ver anúncios relacionados ao desktop. Estes, por sua vez, certamente devem acontecer só em junho, na Worldwide Developers Conference, quando a companhia revelar as novas versões do sistema OS X e de seus laptops (MacBook, MacBook Air e MacBook Pro). 


Privacidade

Além de novos produtos, a Apple deve reservar um espaço da apresentação para falar da situação envolvendo a empresa e o FBI, que agora disputam uma batalha nos tribunais dos EUA que pode violar a segurança dos milhões de usuários do iPhone. O caso ganhou repercussão em meados de fevereiro, quando a polícia federal norte-americana obrigou a gigante de Cupertino a desbloquear o iPhone 5c usado por um terrorista que matou 14 pessoas e feriu outras 22 em um ataque na cidade de San Bernadino, na Califórnia, em dezembro do ano passado. A Apple disse que ajudaria como pudesse nas investigações, mas que, pelo fato do aparelho estar bloqueado com senha, seria praticamente impossível acessar as informações contidas nele sem colocar em risco os dados dos outros donos de iPhone. Depois, o órgão federal sugeriu que a Maçã criasse uma versão de seu sistema operacional só para que o celular do terrorista fosse acessado, mas a empresa também recusou a ideia de burlar a própria criptografia.

Além da Apple, outras empresas de tecnologia são contra a determinação do FBI, pois, segundo elas, isso criaria um precedente para futuros casos que poderiam obrigá-las a criar brechas de segurança em seus serviços em prol da Justiça. Até a Organização das Nações Unidas (ONU) acredita que esse procedimento vai contra os direitos humanos e que poderia desencadear uma "caixa de Pandora". Por conta de toda essa polêmica, a Apple pode reforçar seu compromisso com a segurança e anunciar alguma ferramenta que, de certa forma, tranquilize os usuários e donos de iPhone. Aqui, essa novidade poderia ser um novo mecanismo de encriptação, por exemplo. 


Como assistir a transmissão ao vivo

É válido lembrar que estamos fazendo nossas apostas do que a Apple deve anunciar hoje com base em rumores divulgados nos últimos meses, mas quem tem a última palavra é sempre a companhia. Ou seja, vamos esperar para ver o que ela nos reserva. Se acha que mais algo importante deve entrar nesta lista, não se esqueça de postar nos comentários abaixo. O evento (em inglês) será transmitido em tempo real via streaming, a partir das 14h00 (horário de Brasília), direto de Cupertino. Para acompanhá-lo, basta acessar o site oficial da Apple. A página é compatível com iPads, iPhones e iPods Touch com o iOS 7.0 ou superior, Macs com o Safari 6.0.5 ou superior rodando o OS X 10.8.5 ou superior, ou PCs com o navegador Microsoft Edge no Windows 10. Também será possível assistir o evento nos modelos de segunda, terceira e quarta geração da Apple TV rodando o Software 6.2 ou superior.

Fonte: http://canaltech.com.br/
 
 
 WhatsApp Beta para Windows ganha recurso de edição de vídeos
A versão Beta do WhatsApp para as plataformas Windows Phone e Windows 10 tem recebido recursos e melhorias consideráveis recentemente. A mais nova delas é a possibilidade de editar vídeos antes de enviá-los para seus contatos. A versão que conta com essa novidade é a 2.12.338. 

Quando o usuário selecionar um vídeo para enviá-lo a um contato, a opção para edição estará disponibilizada na parte superior do vídeo selecionado. Nessa opção, o usuário poderá escolher o intervalo de quadros para realizar o recorte desejado e, assim, diminuir o tamanho do arquivo final. A nova função dispensará a utilização de outros aplicativos de edição de vídeos. Além disso, ajudará os usuários a economizarem o pacote de internet utilizado, visto que poderão enviar apenas um trecho específico do vídeo, que será menor do que a versão original.

Além do suporte à edição de vídeos, o WhatsApp Beta também trouxe uma outra pequena mudança. O ícone de informações de envio e cancelamento agora é exibido em um círculo com um X. Ao cancelar o envio de um vídeo para um contato, o usuário pode reativá-lo através de um ícone de seta que aparece no lugar do X. Como as novidades já chegaram à versão beta do WhatsApp, é de se esperar que dentro dos próximos dias as versões oficiais ganhem as duas novidades mencionadas acima.


Fonte: http://canaltech.com.br/
 
 
 San Francisco perde paciência com empresas de tecnologia
Cidades em geral não celebram a derrocada de sua principal atividade econômica, mas o relacionamento entre San Francisco e a comunidade da tecnologia vem se tornando cada vez mais tenso.

Dois anos atrás, ônibus do Google e de outras companhias de tecnologia em seu percurso pelas estreitas ruas de San Francisco começaram a ser alvo de protesto.

Agora, depois que a prefeitura autorizou formalmente esses ônibus a usar as paradas públicas, depois que a elite da tecnologia foi acusada de tentar comprar uma importante eleição local, depois que o Airbnb gastou uma fortuna para derrotar um projeto de lei que teria restringido suas ações, o descontentamento se generalizou.

Em dezembro, 39% dos adultos da região da baía de San Francisco disseram acreditar que as coisas estivessem caminhando na direção errada, na Califórnia, ante 29% um ano antes, segundo pesquisa do Instituto de Políticas Públicas da Califórnia. Já em Los Angeles, a porcentagem da população que expressa desaprovação caiu de 37% em 2014 para 33% em 2015.

"O sentimento é praticamente onipresente. As pessoas gostariam de que a economia tecnológica perdesse um pouco a força", disse Aaron Peskin, líder da oposição.

"Essas companhias bilionárias deveriam amenizar o impacto que causam."

No boom do setor de internet do fim dos anos 1990, os polos de escritórios do Vale do Silício eram como outro planeta para a maioria dos moradores de San Francisco, um lugar que eles sabiam ser ao sul da cidade, mas ao qual jamais precisavam viajar. Mas o Vale do Silício foi fincando raízes cada vez mais fundas na cidade propriamente dita, e o confronto se tornou inescapável.

As consequências para as pessoas que não ganham a vida no ramo de tecnologia são cada vez piores. A cidade está superlotada, com a população crescendo em 10 mil pessoas por ano, para 852 mil em 2014. Um apartamento
de um quarto é alugado por US$ 3.500 mensais, o valor mais alto do país.

Para cada pessoa que se muda para San Francisco, outras duas começam a trabalhar na cidade vindas de comunidades vizinhas. A velocidade média do tráfego vespertino, nas estradas que alimentam as vias expressas, caiu 20% nos dois últimos anos. E os trens do sistema Bart também estão no limite.

"Há preocupações válidas de que San Francisco esteja se tornando uma plutocracia", disse a empreendedora Donna Burke. "O Vale do Silício se preocupava mais com mudar o mundo do que com dinheiro. Precisamos voltar àquele espírito."


Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/
 
 
 Usuários reclamam de atualização forçada do Windows 10 em PCs
Alguns usuários do Windows 7 e 8.1 começaram a reclamar sobre uma suposta prática da Microsoft fazer o upgrade automático dos seus PCs para o Windows 10, dizendo que nunca tiveram a chance de recusar a atualização antes que ela fosse instalada.
Isso é o oposto de como a Microsoft descreveu sua estratégia agressiva para “empurrar” o Windows 10 para aparelhos rodando versões mais antigas do sistema. A empresa manteve o mesmo posicionamento agora. “Os consumidores continuam com o controle completo sobre os seus aparelhos, e podem escolher não instalar o upgrade do Windows 10 ou remover o upgrade a partir do Windows Update ao mudar as configurações do WU”, afirmou a empresa de Redmond via e-mail.
No entanto, não foi isso que alguns usuários alegam ter acontecido na última semana.
“O meu computador estava funcionando super bem ontem, mas na manhã de hoje ele diz ‘Microsoft Legal Agreement’ com um monte de informações legais e LÁ embaixo as opções ‘Accept your new Windows 10’ ou ‘Decline’”, escreveu um usuário identificado como scifixtion em um post na última sexta, 11/3, no fórum de suporte da Microsoft. “Apertei ‘Decline’ e o sistema diz 'It will take a few moments to go back to your old Windows software’, mas então tudo fica preto e volta diretamente ao acordo legal da Microsoft com as opções ‘Accept Windows 10’ ou ‘Decline’. Já cliquei dez vezes em ‘Decline’ e não mudou nada.” 
O acordo legal a que o usuário se refere é o acordo de licença do Windows 10 para os usuários finais, conhecido como EULA.
Outros usuários do Windows usaram o Reddit para relatar casos parecidos em que seus PCs foram atualizados para o Windows 10 sem o seu consentimento.
“Saí da minha casa por dois dias e deixei meu computador ligado. Volto e tenho o Windows 10. Como assim?”, afirmou MalekuaMan no Reddit. 
“Então a minha máquina com Windows 7 foi atualizada para o Windows 10 sem a minha permissão há cerca de dois dias”, afirmou outro usuário, identificado como echoedrtn1797 no site. “Fiz o downgrade (para o Windows 7), mas agora tenho um pedido que fica aberto o tempo todo solicitando que escolha um horário para o upgrade para o Windows 10. O que é isso?”
Alguns usuários disseram que o acordo de licença do Windows 10 (o EULA) apareceu do nada, enquanto outros relataram que seus sistemas se atualizaram sozinhos após ficarem dias ou horas longe do teclado.
Para o engenheiro e desenvolvedor de software Josh Mayfield, que criou uma ferramenta chamada GWX Control Panel que rastreia os updates a caminho, deu algumas pistas do que pode ter acontecido nesses casos.
“Meu palpite é que esses usuários possuem PCs que estão configurados para instalar automaticamente os updates do Windows e também possuem a opção 'Give me recommended updates the same way I receive important updates' marcada nas configurações do Windows Update”, afirmou.
Outra possibilidade, afirmou o especialista, é que os usuários que antes tinham configurado o Windows 7 ou 8.1 para não receber updates automáticos tiveram essas configurações alteradas pela Microsoft. “Já recebi relatos de três usuários diferentes na semana passada que viram suas configurações do Windows Update mudarem de uma das três opções que não instalam updates automaticamente para ‘instalar updates automaticamente’”, disse Mayfield.
 
 
 Novas funções do Windows 10 vão fazer você enlouquecer diz Microsoft
O gerente de projetos da Microsoft, Rich Turner, tem gerado bastante expectativa no Twitter a respeito da próxima atualização do Windows 10. O update é conhecido como Redstone, mas, por enquanto, pouco se sabe a respeito dele. Em um tweet publicado ontem, Turner disse: “vocês todos vão enlouquecer quando virem isso”, em referência às novidades do SO.
Ele não revelou, entretanto, nenhum detalhe mais preciso sobre quais seriam essas novidades ou como elas poderiam ajudar os usuários a de fato enlouquecerem com isso. O que já se especula a respeito, entretanto, é que a Cortana deve ganhar um novo sistema de interação, podendo flutuar na tela do usuário. É possível que a atualização Redstone ainda traga o português brasileiro para a assistente de forma definitiva e geral.Finally getting to play with new #Windows10 features. You are all gonna FREAK OUT when you see this ??
— Rich Turner (@richturn_ms) 16 de março de 2016
Ademais, acredita-se que as novidades supostamente bombásticas do Windows não sejam relacionadas à Cortana, mas sim a algo completamente novo. Scott Hanselman, outro executivo da Microsoft, também comentou no Twitter sobre os próximos recursos do SO dizendo que eles vão “mudar tudo, sem brincadeira, vocês não podem nem imaginar”.
These features (I know what this is because I'm helping) are going to CHANGE EVERYTHING. No joke. You can't even. https://t.co/lST4YhBn2u
— Scott Hanselman (@shanselman) 17 de março de 2016
Pela excitação desses dois, só podemos esperar que a Microsoft realmente tenha algo muito bom para mostrar na Build 2016, que começa em 30 de março e vai até 1° de abril. Acredita-se que a conferência para desenvolvedores seja dominada praticamente pelos nos anúncios sobre o Windows. Fique ligado no TecMundo para saber mais sobre as novidades da Build 2016.
 
 
 Como usar o Windows 10 Mobile como roteador
O Windows 10 Mobile permite ao usuário compartilhar a conexão de dados da operadora com outros celulares, PCs ou tablets. O recurso do sistema, conhecido como hotspot móvel, cria uma rede Wi-Fi a partir do smartphone e permite que outros dispositivos se conectem ao telefone para acessar a internet. O procedimento é realizado pelo plano de dados 3G ou 4G do aparelho da Microsoft.
Se você não sabe como ativar e usar a funcionalidade no Windows 10 Mobile, confira as dicas. O recurso pode ser útil, caso você esteja sem conexão disponível e precise acessar a internet pelo notebook ou tablet. 

Passo 1. Acesse as configurações do Windows 10 Mobile e toque em “Rede sem fio”. Em seguida, toque em “Hotspot móvel”.
Passo 2. Por fim, para usar o celular como roteador de internet, defina a opção como “Ativado”. Caso queira alterar o nome e senha da rede, basta tocar sobre o botão do lápis, na parte inferior da tela.
Dessa forma, você poderá compartilhar a conexão de internet do celular com Windows 10 Mobile com outros dispositivos, fazendo do smartphone um roteador.
 
 
 Microsoft confirma suporte para aplicativos do Windows 10 no Xbox One
De acordo com informações do site Business Insider, Jason Ronald, da Microsoft, confirmou que o suporte para aplicativos do Windows 10 no Xbox One será implementado nos próximos meses – possivelmente entre junho e setembro.
De acordo com informações do site Business Insider, Jason Ronald, da Microsoft, confirmou que o suporte para aplicativos do Windows 10 no Xbox One será implementado nos próximos meses – possivelmente entre junho e setembro
Microsoft confirma suporte para aplicativos do Windows 10 no Xbox One
O Xbox One recebeu a atualização para o Windows 10 em novembro de 2015. Com a atualização, a versão do sistema operacional do console passou a ser 10.0.10586.1006 (th2_xbox_rel_1510.151107-2322).
Agora, Ronald confirmou que o console finalmente rodará os aplicativos baseados na Universal Windows Platform (UWP).
Outro detalhe é que a Microsoft planeja fundir a Xbox Store e a Windows Store, assim a empresa oferecerá uma experiência unificada para os usuários do Windows 10 e do Xbox One.
Meses atrás a Microsoft confirmou que estava trabalhando no suporte para mouse e teclado no Xbox One, o que também deve facilitar o uso dos aplicativos.
É bem provável que mais detalhes sobre os planos da empresa sejam divulgados durante a conferência BUILD, que será realizada de 30 de março a 1 de abril em São Francisco, Califórnia.
 
 
 Veja como acelerar a inicialização do seu PC com Windows 10 com esta dica
Quem nunca deixou o computador dormindo ou hibernando durante a madrugada só para não ter de passar por todo aquele processo de inicialização que consome preciosos minutos na manhã seguinte? São inúmeras as pessoas que fazem isso e nós inclusive já debatemos extensivamente os prós e os contras dessa prática aqui no Canaltech.
A verdade é que o Windows 10 trouxe consigo um recurso que pode ajudar os mais apressados a economizar energia ao desligar o computador e mesmo assim ainda ter uma inicialização super-rápida no dia seguinte. Trata-se da "Inicialização Rápida", uma novidade que fica bem escondida nas opções de energia do sistema operacional, mas que pode ser ativada por qualquer um que fuçá-lo com mais afinco.
No tutorial de hoje, ensinamos não só a ativar esse recurso como também explicamos o que exatamente ele faz por debaixo dos panos para tornar a tediosa inicialização do Windows mais rápida e indolor. 
Vamos começar ativando a "Inicialização rápida". Siga os passos abaixo e corra para o abraço. 

Passo 1: Acesse as Opções de Energia  Acessível anteriormente pelo Painel de Controle, agora as Opções de Energia podem ser encontradas facilmente a partir do Menu Iniciar no Windows 10. Para tanto, pressione a tecla Windows no seu teclado e comece a digitar "Opções de energia" e veja que a opção já aparece na listagem. Clique sobre ela.
Passo 2: Encontre a configuração certa  Na janela que se abriu, busque pela opção "Escolher a função dos botões de energia" na listagem do menu à esquerda e clique sobre ela para abrir uma nova tela.
Passo 3: Ative a Inicialização Rápida  Nesta nova tela, você poderá escolher o que os botões "Ligar/Desligar" e "Reset" do seu computador fazem. Além dessa possibilidade, que é a principal daqui, também há outras coisas que podem ser ajustadas.
É o caso, por exemplo, da seção "Configurações de desligamento". Siga até ela e veja se a opção "Ligar inicialização rápida" já está marcada. Caso não esteja, clique em "Alterar configurações não disponíveis no momento" e marque o checkbox do recurso e depois salve as alterações. 

Pronto, após fazer isso o seu PC com Windows 10 vai inicializar muito mais rapidamente do que você estava acostumado. Caso duvide, basta marcar no cronometro o desempenho do sistema durante uma inicialização com o recurso ativado e novamente sem que ele esteja ligado.
Mas como isso funciona de verdade?
Depois de ver tamanha simplicidade, é possível que você esteja se questionando como, afinal de contas, essa tal de "Inicialização Rápida" funciona.
A verdade é que o recurso cria um arquivo que armazena alguns arquivos do sistema instantes antes de desligar o computador e o deixa armazenado no disco rígido. A partir da próxima inicialização, o Windows 10 busca por esse arquivo e o carrega diretamente na memória RAM do PC, descartando a necessidade de carregar informações de drivers, contas e aplicativos uma por uma enquanto o sistema é ligado.
Graças a essa engenhoca, é possível ver a inicialização acontecer pelo menos 5 segundos mais rapidamente em computadores equipados com SSD. No caso de máquinas que ainda utilizam discos rígidos mecânicos, esse ganho é ainda maior, chegando a casa dos 10, 15 segundos.
Existe algum "efeito colateral"?
Como tudo na vida, há alguns contras que você deve saber antes de ativar a "Inicialização Rápida", embora acreditemos que eles dificilmente lhe afetarão.
São problemas que eventualmente podem surgir sobretudo para quem utiliza discos rígidos criptografados ou tem mais de um sistema operacional instalado no mesmo HD. Nesse último caso, por exemplo, a funcionalidade tranca os arquivos do Windows, impossibilitando acessá-los através de distribuições Linux ou até mesmo outra versão do Windows.
Caso você seja um usuário padrão que não faz uso do computador nessa amplitude, então pode ativar o recurso e ser feliz com sua máquina inicializando mais rápido do que nunca. Caso contrário, busque mais informações sobre o caso e ative a "Inicialização Rápida" por sua conta e risco.
 
 
 Como fazer atualizações manuais de programas no Windows 10
Os aplicativos da loja do Windows 10 têm recebido constantes atualizações com novidades em computadores e tablets. Entretanto, a verificação automática do sistema da Microsoft pode estar desativada ou apresentar falhas, deixando o usuário com um programa mais antigo e menos funcionalidades. Se você desconfia que está passando por esse problema, é possível resolvê-lo facilmente ao procurar por novas versões de apps universais manualmente dentro da Windows Store.
Confira como verificar as atualizações de programas no Windows 10 de forma manual.

Passo 1. Abra a loja de aplicativos do Windows e, na tela inicial, toque na sua foto no topo da tela;
Passo 2. No menu que aparece, toque na opção “Download e atualizações”;
Passo 3. Na tela que aparece, toque no botão “procurar atualizações” no topo da tela;
Passo 4. Aguarde até que o Windows termine. Caso haja atualizações, elas aparecerão logo abaixo e serão baixadas automaticamente.
Agora você já sabe como fazer o download manual de atualizações para os seus programas e jogos do Windows 10.
 
 
 Como desativar touch screen no Windows 10
O Windows 10, a versão mais recente do sistema operacional da Microsoft, permite o controle por meio de telas sensíveis ao toque (touch screen). O recurso, útil em algumas situações, não é uma unanimidade entre os usuários e pode ser desativado para evitar marcas de dedos na tela.
O Windows 10, a versão mais recente do sistema operacional da Microsoft, permite o controle por meio de telas sensíveis ao toque (touch screen). O recurso, útil em algumas situações, não é uma unanimidade entre os usuários e pode ser desativado para evitar marcas de dedos na tela.  
Como reinstalar o Windows Media Player no Windows 7, 8 ou 10
O usuário pode escolher entre tocar na tela para interagir com o computador ou não. Escolhendo a opção negativa, evita-se o toque involuntário que pode ser registrado como comando, algo comum de acontecer em notebooks que oferecem telas touch. 
Confira o passo a passo para desligar a tela sensível ao toque em computadores com o Windows 10.

Passo 1. Acesse o Painel de Controle do Windows;
Passo 2. Caso não tenha um atalho definido para acessá-lo, a forma mais fácil de encontra-lo é utilizando a busca do Windows 10;
Passo 3. Com o painel aberto, acesse o grupo Hardware e Sons;
Passo 4. Em Dispositivos e Impressoras, normalmente exibido no topo, procure o Gerenciador de Dispositivos;
Passo 5. O Gerenciador de Dispositivos guarda informações sobre o hardware que compõe o seu computador. Dentre as opções exibidas, localize “Dispositivos de Interface Humana” e clique para mostrar os dispositivos instalados. O conteúdo da lista organizada sob "Dispositivos de Interface Humana" varia de computador para computador, não se preocupe se a sua for diferente da imagem;
Passo 6. Na lista que será exibida, localize “Tela touch compatível com HID” e clique com o botão direito do mouse;
Passo 7. Um conjunto de opções será exibido. Escolha “desativar”;
Passo 8. O Windows 10 vai exibir uma mensagem pedindo para confirmar a desativação. Clique em “sim” e sua tela touch será desligada imediatamente;
Passo 9. Depois de desativado, o dispositivo vai ganhar um ícone com uma seta para baixo. Isso significa que o procedimento deu certo.
Para liga-la novamente, é só reverter o processo.
 
 
 Microsoft aposta no UMi Touch para receber o Windows 10 Mobile
Enquanto se aguarda o lançamento do Windows 10 Mobile, a Microsoft tem apostado em estender o seu sistema operativo a alguns modelos Android.
O mais recente alvo da Microsoft volta a recair numa marca chinesa, neste caso a UMi com o seu UMi Touch.
Nos últimos tempos, a Microsoft tem apostado em disponibilizar uma ROM do Windows 10 Mobile para alguns smartphones Android como o Xiaomi Mi4 e, possivelmente, para o OnePlus 2.
Até agora tanto os modelos Windows Phone como os lançamentos de ROMs oficiais do Windows 10 Mobile, eram exclusivos de smartphones equipados com processadores da Qualcomm mas, de forma a contrariar esta tendência, a Microsoft apresentou a primeira ROM oficial do seu sistema para um smartphone equipado com um processador Mediatek, o UMi Touch.
Conheça melhor o UMi Touch
A UMi é uma marca chinesa económica, conhecida por oferecer aos seus clientes uma ferramenta que facilita o root e a troca de ROMs, o rootjoy, assim como ROMs alternativas para os seus smartphones como a MIUI, EMUI, entre outros.
O UMi Touch é um modelo que possui um ecrã de 5,5 polegadas FullHD com uma protecção Corning Gorila Glass 3, um processador Mediatek MTK6753 Octa-core 1,5GHz, 3 GB de RAM, 16 GB de memória interna, sensor de impressões digitais, suportado por uma bateria de 4.000 mAh. No campo fotográfico, está equipado com uma câmara frontal de 5MP e uma câmara traseira de 13MP Sony IMX328. De fábrica, este modelo vem equipado com Android 5.1.
Com estas apostas, a Microsoft mostra claramente o seu interesse em obter quota no mercado chinês, que é maioritariamente dominado por modelos equipados com processadores Mediatek. Além disso, com esta novidade, começa a notar-se o desenvolvimento da comunidade para telemóveis equipados com Mediatek, depois de ter sido demonstrado a evolução no desempenho com o novo Mediatek X20.
 
 
 Acabou a espera Windows 10 Mobile é finalmente liberado para download
Após longos meses de espera e frustrações, eis que a Microsoft finalmente iniciou a liberação do Windows 10 Mobile para aparelhos ainda com o Windows Phone 8.1 de maneira oficial, permitindo que os usuários possam baixá-lo sem que estejam inscritos no programa de testes Insider. Vale lembrar que este tipo de update demanda um certo tempo para chegar a todos os dispositivos, o que significa que você ainda pode precisar esperar algumas horas até que seu aparelho seja de fato agraciado.
Segundo as informações reveladas em diversos fóruns ao redor do mundo, os dispositivos que possuem o aplicativo Update Advisor instalado estão acusando a atualização, bastando então que o usuário vá até o menu de configurações e procure pela seção correspondente. De acordo com o comunicado oficial liberado pela Microsoft em seu blog do Windows, a lista de dispositivos compatíveis com o update é composta por: Lumia 430, Lumia 435, Lumia 532, Lumia 535, Lumia 540, Lumia 635 (1GB de RAM), Lumia 636, Lumia 640, Lumia 640 XL, Lumia 730, Lumia 735, Lumia 830, Lumia 930, Lumia 1520, BLU Win HD w510u, BLU Win HD LTE x150q e MCJ Madosma Q501.
Vale notar que é necessário liberar um espaço de cerca de 1,4 GB no armazenamento interno de seu dispositivo, o que significa que você poderá ter que "se livrar" de alguns arquivos antes de buscar pela atualização, colocando-os então novamente no dispositivos após o término do procedimento. Além disso, como é de se esperar, o update somente pode ser baixado por meio de uma conexão Wi-Fi, evitando assim que seus dados sejam consumidos erroneamente.
Com isso, resta a quem possui algum dispositivo ausente na lista aguardar pelos próximos lotes para usufruírem das inúmeras novidades do Windows 10 Mobile, devendo ainda ser destacado é que o update pode ser embargado pela operadora caso o dispositivo seja vinculado, sendo necessária a aprovação da mesma para que ele receba o pacote com a atualização. Devido a isto, pode demorar um pouco até que todos os aparelhos sejam de fato atualizados, algo que não é nenhuma novidade para quem é usuário do Windows Phone há algum tempo.
Aos interessados que estão atualmente no programa Insiders, basta mudar o ciclo para Release Preview, instalar o Update Advisor e realizar o mesmo procedimento dos demais, sendo então avisado caso a atualização já esteja disponível. Com isso, é possível que a partir de agora todos os smartphones presentes na lista sejam compatíveis com as builds da geração Redstone que vem sendo liberadas há algumas semanas, incluindo mudanças importantes como a Cortana em PT-BR e diversas correções importantes.
E você, já instalou o Windows 10 Mobile "oficial" em seu dispositivo? Deixe-nos seu comentário abaixo para ajudar aos demais usuários com informações sobre o atual nível de estabilidade do sistema e quais variantes brasileiras já estão sendo agraciadas com o update.
 
 
 Apps HERE vão deixar de funcionar em celulares com Windows 10 em junho
Em uma mensagem publicada em seu blog oficial, a HERE anunciou que seus aplicativos vão deixar de funcionar em celulares com Windows 10 a partir de 30 de junho. Entretanto, aqueles que procurarem por um dos softwares da empresa já em 29 de março não vão mais encontrá-los, pois nesta data eles serão removidos da Windows Store. 
“Nos últimos meses, tornamos os aplicativos HERE compatíveis com o Windows 10 usando uma solução alternativa que não será mais efetiva a partir de 30 de junho de 2016. Continuar a oferecer os apps HERE para o novo Windows demandaria desenvolver novamente os aplicativos do zero, um cenário que nos leva à decisão comercial de remover nossos aplicativos da loja do Windows 10. Isso significa que os apps HERE não vão mais funcionar em aparelhos com este Windows a partir desta data, e como preparação para essa mudança nós vamos remover os aplicativos HERE da loja do sistema operacional em 29 de março”, informa o texto.
Para aqueles que usam os aplicativos da empresa no Windows Phone 8 ou em computadores com Windows 8, houve a menção de que os programas continuarão funcionando normalmente, mas não receberão novidades futuramente (a empresa fará apenas correções críticas para eles). Além disso, o Maps desenvolvido pela companhia especificamente para esse sistema não será atualizado. 
 
 
 Spotify não irá mais atualizar o aplicativo para Windows Phone
Usuários de Windows Phones, que esta semana tiveram boas notícias relacionadas aos novos aplicativos para Instagram e (Facebook) Messenger, foram surpreendidos hoje com a possibilidade de perderem um dos apps mais importantes para qualquer loja de aplicativos: o Spotify.

Como resposta a um usuário que questionou o Spotify sobre os planos para atualizar o app para Windows Phone (o que não ocorre desde fevereiro de 2015), um funcionário do serviço confirmou que o “Windows Phone 8.x não é mais suportado” e “não irá receber mais atualizações”, embora seja possível utilizá-lo em aparelhos nos quais o app já esteja instalado.


Contudo, o atendente também afirma que “em relação ao Windows 10, nós não podemos dizer no momento se ou quando uma versão específica será liberada”.

A segunda parte da resposta dá margem à interpretação (otimista) de que, embora o aplicativo para Windows Phone 8/8.1 esteja fora dos planos do Spotify, um aplicativo universal que suporte o Windows 10 Mobile pode estar a caminho – possivelmente convertido a partir do aplicativo para iPhone, como foi o Instagram.

O Windows 10 Mobile deve começar a ser distribuído para os aparelhos Lumia ainda este mês.

Por enquanto, o Spotify continua disponível para download na Windows Phone Store, mas certamente a notícia de que o aplicativo foi abandonado irá causar desânimo entre os usuários que investiram na plataforma e dá mais força ao argumento de que o Windows Phone está morto.

Fontes: 
- WishAppList, WinBeta, MSPowerUser, Brad Sams (Twitter), Rudy Huyn (Twitter)
- showmetech.com.br/
 
 
 Facebook Messenger no Windows 10 pode ficar disponível em breve
Não é segredo nenhum que a Microsoft se prepara para trazer para o Edge as extensões que tantos utilizadores pedem. Esta simples funcionalidade promete fazer crescer a utilização deste browser, por ser das mais pedidas.

Mas se os rumores apontam apenas para a próxima build a chegada do suporte para as extensões, a verdade é que estas estão já a surgir na loja de aplicações do Windows

Uma das diferenças que o Microsoft Edge tem para a concorrência é a falta de suporte para extensões. Esta tem sido uma das razões apontadas pelos utilizadores para não o usarem, porque na verdade acabam por lhe retirar funcionalidades.

A Microsoft tem estado atenta a estas opiniões e pedidos e tem trabalhado no sentido de complementar o seu browser. As promessas da empresa dão para breve a chegada destes complementos, muito provavelmente já na próxima build.

Mas para confirmar esta chegada para breve, surgiu na loja de aplicações do Windows uma primeira extensão para o Edge, provavelmente antes do tempo e de forma errada.

A primeira extensão, o Page Analyzer, foi detectada por alguns utilizadores e depressa foi descarregada e instalada no Microsoft Edge.

Não é ainda uma das mais famosas que se esperam que surja, como o AdBlock, Pinterest, Reddit Enhancement Suite e muitas outras.

Nesta actual versão do Edge, disponível no programa Insider do Windows 10, foi possível instalar esta extensão, mas a mesma ainda não foi possível de usar, por faltarem os componentes finais para a executar.

A informação que era mostrada na loja de aplicações mostrava suporte desta para processadores ARM, o que dá também a ideia de que o suporte para extensões na versão móvel do Edge pode também estar para chegar.

Depois de lançada já na próxima build, o Edge e as suas extensões vão passar por um processo de avaliação técnica, devendo ser lançado para todos os utilizadores do Windows 10 quando surgir a actualização Redstone, em Junho deste ano.

Com este complemento o Edge deverá finalmente conseguir competir com a concorrência directa e passar a ser o browser que todos esperam e que querem usar.


Fonte: http://pplware.sapo.pt/microsoft/windows/extensoes-edge-chegaram-loja-windows/
 
 
 Esquema vazado mostra suposto iPhone 7 com mudanças no design
Como já era de se esperar, uma série de novos rumores sobre o lançamento da próxima geração do iPhone já teve seu início na internet e as coisas começaram a ficar cada vez mais intensas. Tendo em mente que o suposto "iPhone 7", como vem sendo chamado, só será anunciado no segundo semestre deste ano, o site NowHereElse.fr divulgou imagens com desenhos técnicos do dispositivo, revelando assim algumas diferenças externas no seu design final.

As imagens que mostram a parte traseira do telefone refletem nos rumores de que a Apple pode remover as linhas horizontais que são das antenas do dispositivo. Também vemos que o chassi do aparelho deve passar por algumas mudanças mais robustas, como nas bordas que passam a ser mais arredondadas para facilitar na pegada.

Um outro detalhe que também deve ser considerado nestas primeiras imagens é que o sensor de câmera parece ter ganhado mais espaço no corpo do aparelho, sugerindo que a Apple pode fazer mudanças mais fortes também na câmera traseira do modelo. Isto, porém, não quer dizer necessariamente que a Apple vai investir em um sensor duplo para a câmera traseira, mas talvez que o único sensor utilizado pelo aparelho tenha ganhado melhorias mais significantes.

Mas também não podemos descartar a ideia de que o sensor duplo de câmera poderá ser utilizado na próxima geração. As imagens deste artigo são do modelo com tela de 4,7 polegadas, enquanto que esta tecnologia deverá ser exclusiva para o modelo maior com tela de 5,5 polegadas (iPhone 7 Plus).

De acordo com a fonte que revelou as imagens, este modelo também é ligeiramente mais fino se comparado com os atuais modelos. Também não conseguimos ver nenhum detalhe sobre a entrada para fones de ouvido, que é mais um detalhe que pode ser removido nesta nova geração.

Como sempre, as imagens devem ser tomadas com um certo ceticismo, afinal tudo isto se trata de rumores. Outro detalhe engraçado é que o projeto de um futuro iPhone está sendo visualizado em um computador com uma versão claramente mais antiga do Windows. Um pouco bizarro, mas nada de tão anormal.


fonte: http://www.tudocelular.com/
 
 
 Conheça todas as funções do botão Home do seu iPhone
O botão “Home” está presente no iPhone desde a sua primeira versão, com lançamento em 2007 – feito pelo próprio Steve Jobs. De lá pra cá, a Apple vem adicionando funcionalidades a este botão físico que, ao longo de todas as gerações, mantém praticamente o mesmo design do primeiro iPhone.

Como aumentar o espaço do iCloud pelo iPhone
Todo mundo sabe que o Home leva para a tela inicial do dispositivo. Existem, porém, outras funções compatíveis. Por isso mesmo, preparamos uma lista para mostrar outras funcionalidades pouco conhecidas que podem ser ativadas nos iPhones, iPads e iPods Touch. Confira.

Voltar para a tela inicial do sistema
Esta é a principal e mais utilizada função do botão Home. Quando o usuário está navegando em algum site ou mesmo dentro de qualquer aplicativo, seja ele nativo ou não, basta apertar o botão Home para voltar à tela inicial do sistema, onde podemos ver a grade de apps do usuário.
Esta é uma forma simples e rápida de voltar ao início do sistema. De lá, o usuário poderá abrir outros apps e realizar outras atividades.

Desbloquear o aparelho
A Siri, assistente virtual presente no iOS desde 2011, com o lançamento do iPhone 4S, já fala português e também pode ser chamada através do botão Home. Para isso, basta pressioná-lo por alguns segundos. A Siri será ativada e então você poderá dar alguns comandos a ela, como pedir para fazer pesquisas, abrir aplicativos e também configurar alarmes e lembretes.

Abrir a multitarefa para fechar apps em segundo plano
Caso o usuário queira fechar os aplicativos que estão abertos em segundo plano no iPhone, ele também pode fazer isso por meio do botão Home. Ao apertá-lo duas vezes seguidas, você verá todos os aplicativos que estão em execução no iPhone. Daí, basta arrastá-los para cima para fechá-los.

Tirar print
Caso queira tirar uma “print” da tela do seu iPhone, também precisará recorrer ao botão Home. Para fazer isso, aperte simultaneamente o botão Home com o Power. A tela vai piscar e você ouvirá o som de um obturador, semelhante a uma câmera. Pronto, esse é o sinal de que a print foi tirada com sucesso.
Ativar o “Modo Uma Mão” nos iPhones maiores
O iPhone 6 Plus e o 6S Plus possuem uma tela bem grande, de 5,5''. Esse maior tamanho de tela dificulta o uso do celular com apenas uma mão. Porém, a Apple incluiu uma função chamada de “Reachability”, que ficou popularmente conhecida como “Modo uma mão”.

Ao dar dois toquinhos no botão Home (sem pressionar), o topo da tela desce alguns centímetros, permitindo que você alcance determinados apps e botões com o dedão, sem precisar usar a outra mão para isso.

Entrar no modo DFU
O modo DFU é usado para fazer uma restauração de software profunda no iOS. Geralmente é usado quando você está tendo muitos problemas com o iPhone, como travamentos diversos, lentidão e desligamentos repentinos.


Fonte: techtudo.com.br/
 
 
 Projeto independente adiciona segunda tela ao iPhone
O seu smartphone pode ser o dispositivo mais tecnológico e útil do mundo, na sua opinião, mas ainda assim, apresenta um “problema” grave: 50% de sua área é inutilizada. Foi justamente para resolver isso que uma startup de Palo Alto, nos Estados Unidos, criou o popSLATE 2, uma case para iPhone que transforma a parte de trás do aparelho em uma segunda tela. O acessório amplia ainda mais as funcionalidades do dispositivo, mas sem incorrer em um maior consumo de energia. Notícias e informações do cotidiano, por exemplo, podem ser lidas diretamente da parte de trás do iPhone, que também pode atuar como um relógio “permanente”, com um visor que nunca se apaga. E essas são apenas algumas das funções possíveis, que também permitem a visualização de notificações e alertas.

Tudo isso acontece pela “mágica” da e-ink, a tinta eletrônica que traz grande contraste e qualidade na exibição de informações, só que em telas monocromáticas que quase não gastam energia. Isso permite que o popSLATE 2 não apenas faça as vezes de leitor digital, mas também se mantenha funcionando durante todo o tempo na mesma medida em que dá aquela autonomia extra para o iPhone. A ideia empolgou muita gente, e no Indiegogo, onde ainda está acontecendo a campanha de financiamento coletivo para produção do acessório, a meta inicial já foi batida mais de oito vezes. Atualmente, os criadores da case contam com mais de sete mil apoiadores e já arrecadaram mais de US$ 625 mil, sendo que, inicialmente, pediam US$ 75 mil para transformar o projeto em realidade. Disponível somente para iPhone 6 e 6s, ou suas versões Plus, o popSLATE 2 pode ser adquirido pelos financiadores da campanha por US$ 79, cerca de R$ 290, nas cores branco e preto. O valor, de acordo com os criadores, traz um desconto de 45% para quem acreditar no projeto e o lançamento está marcado para julho de 2016. Até o fim do ano, a ideia é lançar o produto também nas prateleiras, para aqueles que não participaram da campanha.

Fonte: http://canaltech.com.br/noticia/
 
 
 IPhone 7 pode adotar tela de AMOLED igual à do Moto X
Outra vantagem das telas AMOLED são os pretos mais profundos e cores mais saturadas

Rumores sobre o próximo iPhone – chamado até então de iPhone 7 – dão conta de que a Apple estaria conversando com gigantes da tecnologia para fechar um acordo de fabricação de telas AMOLED para ele. Desde o primeiro iPhone até o 6S, a companhia usou telas IPS LCD nos celulares. No entanto, empresas como Samsung, LG, Foxconn e Sharp podem começar a produzir e fornecer os novos displays para a Apple.

As informações de bastidores, inclusive, aumentaram as expectativas de que o próximo iPhone chegue com a novidade no lançamento, que deve ocorrer ainda em setembro de 2016. Por enquanto, não há informações sobre outros dispositivos, mas produtos como iPad e iPod também trazem telas IPS LCD. Quer saber o que pode mudar na tela do iPhone? Confira os detalhes a seguir.

As telas AMOLED são bastante elogiadas pelos especialistas, e algumas propriedades exclusivas delas chamaram a atenção da Apple. Para a companhia, seria interessante ter determinados recursos desse tipo de display nas próximas gerações do iPhone.

Por exemplo, uma das principais vantagens é o menor consumo de energia, porque o painel é capaz de iluminar apenas os pixels (os pontinhos luminosos) em uso. Já em uma tela LCD, todos os pixels precisam ser iluminados, mesmo que a maior parte não esteja em uso.

Há bons exemplos de fabricantes que souberam aproveitar as telas AMOLED, como foi o caso da Motorola com o Moto X. Com a função Moto Tela, quando o usuário recebe alguma notificação, a tela acende apenas os pixels necessários para exibir a notificação, e todo o resto continua desligado.

Isso economiza energia, uma vez que a tela não precisará ser ativada completamente para você ler uma mensagem ou notificação.

A duração das baterias dos iPhones sempre foi muito criticada, e a migração para as telas AMOLED poderia melhorar a duração da carga. Além disso, a utilização desse tipo de display permite a remoção de uma camada no painel do aparelho. Para utilizar telas LCD em um smartphone, por exemplo, é necessário incluir uma camada de iluminação para pixels. Essa composição não é necessária com telas AMOLED, o que poderia deixar o iPhone mais fino e leve.

Outra vantagem das telas AMOLED são os pretos mais profundos e cores mais saturadas. Há quem critique a saturação das cores nesses painéis, mas também há quem prefira. Com os devidos ajustes no sistema operacional, a Apple conseguiria encontrar uma solução para isso, agradando a maioria dos usuários, sem abrir mão do preto mais realista e de tons mais vivos.

É importante, porém, não confundir AMOLED com Super AMOLED. O segundo é um tipo de painel usado na linha Galaxy, da Samsung, como o Galaxy S7, Galaxy S6, Galaxy S5, entre outros telefones. A diferença é que a tela Super AMOLED tem menos camadas do que o outro tipo, incluindo uma camada sensível ao toque direto na tela. Com isso, uma parte de vidro foi retirada da estrutura, permitindo que os smartphones fiquem mais finos.

Para completar, as telas Super AMOLED contam com mais sub-pixels, as unidades de cor que formam cada pixel. Quanto maior esse número, melhor fica a definição. A partir disso, a tela é capaz de exibir um número maior de cores e com mais intensidade de luz.

Fontes: 
- Com informações do TechTudo 
- http://180graus.com/
 
 
 Saiba para quanto deve cair o preço do iPhone 5s
iPhone SE por US$ 450? Saiba para quanto deve cair o preço do iPhone 5s

Com um novo iPhone no gatilho, Apple estaria se preparando para tornar sua atual vitrine de celulares mais atraente aos consumidores. De acordo com previsões realizadas pelos analistas Gene Munster, da empresa Piper Jaffray, e Rod Hall, parte da equipe da J.P. Morgan, dois dos grandes nomes de especialistas no mercado de telefonia móvel, o novíssimo smartphone com estampa de maçã, marcando o retorno da gigante de Cupertino a usar telas de 4 polegadas, chegará às varejistas por um valor próximo a US$ 450, ou aproximadamente R$ 1.610, usando a cotação atual do dólar como base de conversão, ignorando os impostos que são cobrados no Brasil.

Para não tirar o brilho da novidade, consequentemente, o atual modelo "intermediário" da companhia estadunidense, iPhone 5s, terá seu valor inicial reduzido, conforme o previsto em uma ocasião anterior. Acredita-se que ele parta de US$ 350, ou até menos.

Traduzindo ao nosso contexto, a quantia de US$ 350 pode ser transformada em cerca de R$ 1.255, no mesmo estilo de conversão supracitado. Tanto o iPhone 5s quanto o novíssimo modelo de 4 polegadas, informalmente chamado de iPhone SE, seriam os mais baratos da Apple ao redor do mundo, focando em mercados emergentes para conquistar ainda mais entusiastas, como na Índia, o segundo maior do mundo, e no Brasil, por exemplo, onde há carência e grande procura de produtos mais em conta.

Naturalmente, estima-se que os valores cobrados em território tupiniquim, se é que o lançamento do iPhone SE irá afetar os preços, permaneçam elevados, visto que a Maçã é considerada a marca mais elitizada em celulares vendidos em solo nacional. A título de comparação, o iPhone 5s de 16 GB de espaço nativo é encontrado por R$ 2.299 no site da própria empresa, enquanto o mesmo aparelho é encontrado por US$ 372 na Índia.

Para o iPhone SE, espera-se uma versão melhorada do iPhone 5s, contando com o mesmo visual, basicamente falando, mas com especificações técnicas melhoradas, incluindo a tela IPS LCD de 4 polegadas, usando a resolução 1136 x 640 pixels para a exibição de conteúdo, mesmo chipset usado no iPhone 6s, A9, portando um processador de dois núcleos, cada um deles rodando a 2,0 GHz, e a PowerVR GT7600 como placa gráfica, 2 GB de RAM, câmera de 12 megapixels, câmera frontal de 5 megapixels, bateria superior e apenas dois modelos, o com 16 GB e o com 64 GB de memória para o armazenamento interno, isto tudo compactado em uma estrutura de somente 7,65 milímetros de espessura, vendido em cinza espacial, prata, dourado e ouro rosé.

Apple já marcou um evento para o dia 21 de março, onde deve apresentar o mais novo smartphone, fiquem atentos.

Fonte: tudocelular.com
 
 
 O Impacto da tecnologia em nossas vidas
Entenda o impacto que a tecnologia promoveu em nossas vidas. Veja o que mudou e como nos habituamos com as novidades.

Estamos vivendo o ápice da influência tecnológica em nossas vidas, nunca antes na história deste país, tínhamos o hábito de pegar o celular quando acordávamos ou quando deitávamos. Ainda pior, um estudo feito pelo The Guardian, apontou que mais de 50% das pessoas levam o aparelho para o banheiro, dentre estes, 16% saíram com o celular infestado de bactérias fecais. Não vamos tão afundo nos novos hábitos, aliás, que tal voltarmos a meados da década de 90, para quem tem idade. Lembram-se de como era a sua infância? Já contei noutro post, se não houvesse internet, como foi a minha, confesso que fui uma criança feliz, tive oportunidade de brincar na rua, jogar futebol quase todos os dias, andar de bicicleta pela cidade, sem que meus pais se preocupassem. Você deixaria seus filhos a solta por qualquer que seja o município? Aí está. Muitas pessoas questionam, por que as crianças de hoje em dia não andam mais de bicicleta, jogam futebol, não estão mais na rua brincando como “crianças normais”. O medo, a insegurança nos trouxe isto, não foi apenas o avanço tecnológico e seus videogames, ou foi? Não vejo assim.


Voltando aos dias atuais, já pensou como seu cotidiano é modificado pela presença da tecnologia? O que está mudança de hábitos nos trouxe de benefícios e malefícios que vamos explanar um pouco, no final deste post, quero muito ouvir sua opinião sobre o texto, sua história de infância e também o que pensa para o futuro, vamos debater, temos muito o que aprender um com os outros. Quais foram os benefícios da era tecnológica as nossas vidas? Você ainda pensa que não houveram benefícios? Acha que os aparelhos que estão a sua volta são mera futilidades que não são necessários na sua vida? Penso que não.


Uma televisão de LED, muitas vezes mais leve, fina e esbelta consome em média ⅕ do que as antigas telas de tubo, agora imagine quantas novas TVs tem no mundo e o quanta energia foi poupada. Tudo bem, diversas outras tecnologias estão consumindo o que não consumíamos antes, mas a TV foi um caso de sucesso. Acha que um smartphone é apenas para você passar o tempo e quiçá telefonar? Usamos o telefone como parte integrante de nosso corpo, você o leva de lá pra cá, está com ele sempre a postos, para qualquer novidade ser absorvida. Quem gosta de manter a segurança familiar pode usar aplicativos para saber onde seus filhos estão, basta configurar no smartphone. A comunicação ficou muito mais fácil, a transmissão de notícias e informações a alguns toques na tela. Lembram do telefone fixo? O fulano não está em casa, como fazíamos para encontrá-lo? Hoje, você tem um telefone fixo? A comunicação foi uma das categorias que mais se beneficiaram com a tecnologia. Notícias que só eram entregues em papel jornal, um dia após terem acontecido, hoje estão minutos na rede mundial de computadores. Seu pai lia o jornal diário, talvez ainda o faça, mas e você?

Fotografias, ah como eram as fotos. Lembro que minha família pouco era de revelar “os retratos”. Tínhamos um álbum e outro de fotos de quando éramos crianças, mas nada comparado com as milhares de poses que acumulam nos discos virtuais. Notou a diferença? As fotos hoje velhas tiradas por verdadeiras máquinas fotográficas hoje são raridades. Todo mundo com seu celular, por mais barato que seja, já consegue fazer imagens de qualidade melhor do que alguns anos atrás. Não sei se você é como eu, mas também não revelo tantas fotos. Meu método de armazenamento é o seguinte: tenho integração de meu celular com minha conta de disco virtual, toda foto nova, ao conectar em uma rede sem fio, é enviada para este disco. Quando tenho um tempo, vou lá e separo as melhores, destas eu classifico-as em pastas, e vou acumulando, como meu álbum virtual. Ao receber visitas, antigamente chegam os álbuns todos empoeirados para que as pessoas pudessem apreciar, era lindo. Hoje, as imagens ficam tocando na tela da TV. Confesso que o método atual é melhor. Nunca mais perdi fotos, pode o celular, computador ou qualquer outro dispositivo parar de funcionar, mas elas estão lá, para eu acessá-las quando e onde quiser. E você como faz com suas fotos?

Outro grande aliado da tecnologia, por não dizer o que mais influenciou na vida das pessoas é o computador. Ele adentrou os lares brasileiros de forma incontrolável a partir dos anos 2000, quando popularizou a venda. Lembro do nosso primeiro computador, todo branco, gigantesco, processador 200 Mhz, com leitor de CD e kit multimídia (aquelas caixas de som), uma fortuna na época. Fazíamos pouco com aquilo, rodando MS-DOS e Windows 95. Meu pai até usava a trabalho, eu com cerca de 15 anos obviamente estava interessado pelos joguinhos. Foi uma mudança de hábito quando o computador passou a ser parte de nossas vidas. Comecei a fazer alguns trabalhos de escola, redigia trabalhos de conclusão que naquele tempo escreviam a mão. De tanto redigir trabalhos aperfeiçoei minha técnica de datilografia, hoje consigo teclar de forma mais rápida e usando mais dedos, não o famoso cata milho. 


O uso do computador se intensificou quando surgiu a bendita internet. Na cidade em que morava a internet era discada, isto por volta de 2002. Conectávamos às 14 hrs de sábado e desligava só domingo a noite, para contar apenas 1 pulso e a internet não custar muito. Lembro do primeiro e-mail, @bol. Sei que você já teve um bol, não teve? A internet de fato foi algo que mudou a minha vida, passava muito tempo ligado nela, aprendendo coisas, conversando com amigos, baixando coisas. Tenho certeza que para muitas pessoas aconteceu o mesmo. Hoje, passamos mais tempo ligados a rede mundial de computadores do que à frente da televisão. Escute o nosso podcast sobre o que mudou com a chegada da internet. A internet me possibilitou abrir uma porta do mercado de trabalho, diversas novas vagas de emprego surgiram por causa dela. E-commerce é outro ponto benéfico trazido com a enxurrada tecnológica, a comodidade de comprar online, receber o produto sem sequer precisar sair de casa é um ponto bastante positivo a meu ver. A facilidade de comparar preços e pagar um valor mais justo só existe por causa da internet.  A internet trouxe além das comodidades, empregos, redes sociais, entretenimento. Você pode se entreter na internet facilmente navegando por redes sociais, assistindo vídeos, conversando com amigos, enfim, uma infinidade de coisas. Mas o que vejo de mais interessante no entretenimento que surgiu muito tempo após o surgimento da internet, foram os canais de TV por streaming. A Netflix é algo fabuloso. Mudou mais uma vez a forma de como monto meu cotidiano. Dificilmente passo um dia sem assistir “apenas um episódio” de alguma série. Até assinar tinha aversão à Netflix. Dizia que eu não iria assinar, achava supérfluo. Que tonto. Quem tiver a oportunidade, assine, não irá se arrepender. Vai realmente mudar a sua vida. A tanto conteúdo interessante para assistir lá dentro, desde documentários a filmes. Aliás aqui no site, temos um especial onde acompanhamos os lançamentos e saídas da Netflix, você deveria acompanhá-lo também. A tecnologia nos presenteou ainda na saúde. Aliás, a saúde sempre foi uma área com muita pesquisa. O envolvimento da tecnologia com o setor de saúde é maior que até mesmo o surgimento do computador. Os aparelhos que usamos hoje, nos mostram onde um osso foi quebrado, onde estamos com células “apodrecendo”, onde possamos estar feridos, mostram o quanto de sal, açúcar, e outros existem em nosso sangue, e quanto isto afeta em nosso bem estar. Cirurgias feitas por braços mecânicos, tão precisos, milimetricamente. Não dá para dizer que a tecnologia não nos beneficiou com a saúde, talvez este o maior feito. Malefícios que o impacto tecnológico causou em nossas vidas Mas, a enxurrada de novidades não é um mar de rosas. Tivemos problemas provindos deste avanço, que podemos citar. A quantidade de informações que absorvemos todos os dias tem nos tornado mais desatentos. Parece que não podemos ficar sem encontrar coisas novas, jamais deixar o celular de lado, essa dependência de estar conectado. Escute o nosso podcast sobre dependência em internet, ouvirá muitas verdades nele. Não é comprovado, mas alguns estudos apontam que as pessoas tem criado mais problemas de visão que o habitual, pelo frequente uso de computadores e smartphones, em que os olhos ficam vidrados, sem mudar o ponto de foco, por muito tempo. Posso ter sido uma estatística neste argumento. Faz 10 anos que uso óculos, tenho 1,75 graus de miopia, provavelmente pelo excessivo uso de telas. Seria este o mal da minha profissão? Talvez não só este. Obesidade é outro fator que vem encadeando as nossas mudanças de hábito. As pessoas ficam a maior parte de seu tempo sentadas, a comodidade de comprar online, não precisamos mais ir até a loja é um dos fatores. Passarmos tempo nas redes sociais ao invés de encontrar com as pessoas, trabalhar em frente ao computador, são estes e outros diversos fatores que nos trouxeram o sedentarismo. Quais outros malefícios e benefícios você vê com a tecnologia, que influenciaram as nossas vidas. Confira também o ONCAST #20, onde falamos sobre isto com Rene de Paula Jr. 


Fonte: oficinadanet.com.br/post/
 
 
 Primeiras extensões chegam ao Microsoft Edge na loja de apps Windows 10
A Microsoft está próxima de eliminar uma das maiores desvantagens do seu novo navegador Microsoft Edge : a falta de suporte a extensões. Embora a funcionalidade ainda não tenha sido oficializada, os primeiros plugins já começaram a aparecer na Windows Store para Windows 10.
O recurso foi anunciado para o final de 2015, mas sua previsão foi mudada pela desenvolvedora. Agora, a expectativa é que ele seja lançado na próxima versão de testes do Windows 10, ainda sem data oficial.
O primeiro plugin a aparecer na Windows Store é do Page Analyzer, uma ferramenta que permite que desenvolvedores testem os recursos de seus sites e consigam feedback dos usuários. A extensão foi encontrada pelo Windows Blog Italia, que conseguiu baixar e instalar o Microsoft Edge.
De acordo com o site, a extensão funciona como um aplicativo comum e possui entradas normais no Menu Iniciar, podendo, inclusive, ser aberto por lá. O plugin também adicionou botões na barra do próprio Microsoft Edge, que, por enquanto, estão inativos e parecem estar em desenvolvimento.
O Microsoft Edge foi lançado pela Microsoft em conjunto com o Windows 10 como substituto do Internet Explorer. O suporte a extensões é um dos recursos mais pedidos pelos usuários e sua ausência é considerada grave pelas empresas de segurança, que afirmam que isto aumenta o risco de vulnerabilidades pois impede a instalação de recursos de criptografia.
 
 
 Windows 10 ganha um novo calendário que promete trazer esperança aos novos usuários
Para aqueles que usam seus telefones para negócios (em vez de apenas o prazer), o calendário é um dos aspectos mais importantes do aparelho. O calendário é o hub para dizer onde você precisa ir e o que vai acontecer no seu dia e na sua semana.O novo Hope Calendar é um aplicativo feito para Windows 10 e Windows 10 Mobile. Francamente, não existem muitos aplicativos de agenda para Windows 10 e Mobile, e é isso que torna este aplicativo interessante.

O novo aplicativo esperança Calendário parte da ideia de que a agenda deve ser simples, mas agradável de olhar também. De lá, ele adiciona recursos, mantendo um tema geral minimalista. O que é ainda melhor é a ideia de que você não precisa configurar nada no seu dispositivo como ele já se conecta ao seu calendário existente e configurações do Outlook.
O Hope Calendar é um projeto belo e simples, que tem suporte para o Google Calendar, Outlook, Yahoo, Office 365, iCloud e muitos outros. O recurso do Mapa de Calor mostra quando você está livre e quando você está ocupado em blocos dinâmicos e muito mais.
O Hope Calendar teve um lançamento menor nas últimas semanas, mas agora depois de sua primeira atualização, o feedback dos usuários está fluindo, e as coisas estão se tornando mais estáveis e a empresa está fazendo um lançamento mais amplo. Outras características do programa podem ser citados a seguir:
- Pesquisa de Mês: se você não lembra quando vai ser aquela reunião? Ou que dias você faltou por estar doente? A pesquisa de mês torna super fácil de visualizar quando as reuniões importantes estão chegando
- Mapa de Calor: Quer olhar para o calendário e ver os seus dias mais movimentados dias do mês? Mapa de Calor coloca cores em seus dias mais claros ou mais escuros, dependendo de quão ocupado sua agenda está olhando.
- Capacidade de pesquisa escopo para esta semana, mês, ano, tanto para o futuro eo passado.
- E muito mais.
O Hope Calendar também é gratuito para usar, mas possui anúncios. Se você deseja remover eles é possível fazer uma compra in-app por US $ 2,49. No entanto, a empresa está executando uma promo, e você pode desbloquear os anúncios por 99 centavos.
O Hope Calendar tem um grande potencial e, no mínimo, você deve baixá-lo e dar uma olhada rápida.Especialmente graças à pequena quantidade de programas similares a este no Windows 10.
 
 
 Microsoft inclui anúncio do Windows 10 em patch do Internet Explorer
A Microsoft está com uma arma nova em sua estratégia agressiva com o Windows 10 – ou pelo menos é o que parece.
No início desta semana, a Microsoft adicionou o que parece muito um anúncio para o Windows à mais recente Patch Tuesday para o Internet Explorer, colocando-o junto com um patch de segurança crítico.
A nova atualização afeta apenas PCs com Windows 7 e 8.1 e traz um pedido de upgrade para o mais Internet Explorer 11.
Em sua descrição no update KB3146449, a Microsoft diz que ele “adiciona  funcionalidades ao Internet Explorer 11 em alguns computadores que permitem aos usuários aprender sobre o Windows 10 ou iniciar um upgrade para o Windows 10.” Ou como nós costumamos dizer, um anúncio.
Como a InfoWorld informou em primeira mão, esse update supostamente adiciona um banner azul na nova aba do IE11 que diz “A Microsoft recomenda o upgrade para o Windows 10”. O site ExtremeTech destaca que esse não é o mesmo banner azul que aparece quando você visita páginas como MSN.com recomendando a atualização para o Windows 10.
Também parece que o anúncio não pode ser interrompido ao voltar o update, já que está inserido em uma atualização crítica de segurança do IE11.

O impacto sobre você
Até o momento, nem a InfoWorld nem o ExtremeTech conseguiram fazer os tais banners azuis aparecerem em seus testes com o IE11. Pode ser que a Microsoft ainda não tenha ativado os banners ainda – ou a empresa repensou a sua estratégia. De qualquer maneira, incluir pedidos de upgrade para o Windows 10 em um update de segurança é uma ideia horrível e uma quebra de confiança do usuário.
 
 
 Build 14283 do Windows 10 Mobile Redstone conta com Cortana em PT BR
A Microsoft liberou ontem (10/03) a build 14283 do Windows 10 Mobile para membros do programa Insiders inscritos no ciclo rápido que possuam algum dos novos aparelhos compatíveis oficialmente com o Windows 10 Mobile, o que resume a lista aos Lumias 550, 650, 950 e 950 XL, além do Xiaomi Mi 4 e do Alcatel OneTouch Fierce XL. Como todos sabem, existem meios extraoficiais de instalar as compilações da geração Redstone em outros dispositivos, porém isto é altamente desaconselhável já que não constam os drivers próprios para estes modelos, podendo acarretar em dano permanente a diversos componentes.
Ao que parece nem todas as novidades inseridas nesta nova build foram listadas pela companhia no changelog oficial liberado, pois de acordo com muitos usuários que obtiveram acesso à compilação 14283 ela finalmente habilitou o uso da Cortana em português do Brasil, assim como aconteceu na recente versão disponibilizada para desktops inscritos no programa Insiders do Windows 10. De acordo com o que foi revelado, a assistente está basicamente na mesma etapa de desenvolvimento encontrada anteriormente, porém alguns refinamentos já podem ser notados, fazendo com que ela consiga entender mais facilmente os comandos e reagir de forma mais natural.
Infelizmente, ainda deve levar algum tempo até que possamos usufruir da novidade em solo nacional, já que nenhum dos aparelhos suportados atualmente pelas builds da branch Redstone são vendidos oficialmente no Brasil, sendo necessário aguardarmos para vermos o que acontecerá primeiro: a comercialização dos novos Lumias ou a liberação oficial do Windows 10 Mobile para modelos com Windows Phone 8.1, pois só assim será possível começarmos a utilizar a nova geração da plataforma por meio do programa Insiders.
Ainda não há nenhum comentário oficial sobre ambos os casos, porém rumores apontam para o lançamento da atualização pública ainda neste mês de março, o que significa que podemos ver o Windows 10 Mobile por aqui antes que os smartphones lançados de fábrica com ele sejam comercializados nas varejistas tupiniquins. Até que a Microsoft se pronuncie, contudo, não há como confirmarmos que isto de fato acontecerá.
E você, ansioso para utilizar a Cortana em português do Brasil? Acha que a assistente será um diferencial interessante para o Windows 10 Mobile em nosso país? Deixe-nos seu comentário abaixo!
 
 
 Como assistir filmes com legenda no Windows 10
O Windows Media Player era famoso por não lidar bem com legendas, algo que o app Filmes e TV, pré-instalado em PCs com Windows 10 (versão mais recente do sistema operacional da Microsoft), pretende fazer o usuário esquecer.
Graças a atualizações constantes, o app suporta arquivos SRT inseridos manualmente em um vídeo, seja ele nos formatos AVI, MP4, MKV e outros. Assim, donos de PCs com pouca memória podem dispensar ajuda alternativa, como o open source VLC e economizar espaço em disco. 
Aprenda a assistir a filmes com legenda no PC.

Passo 1. Acesse o aplicativo Loja no seu computador com Windows 10 e vá na opção “Downloads e atualizações”, disponível no menu aberto com um clique na sua foto de perfil. 
Se a atualização do app Microsoft Filmes e programas de TV já estiver liberada para você, estará nessa página;
Passo 2. Abra o app Filmes e TV no PC e execute um dos vídeos da sua coleção;
Passo 3. Pause o vídeo em execução e clique no ícone marcado na imagem. Selecione uma legenda que já esteja na mesma pasta do vídeo ou procure em qualquer lugar do PC;
Passo 4. Assista seu vídeo com legendas normalmente.

O app Filmes e TV oferece um bom desempenho na reprodução de vídeos em diversos formatos, mas a inclusão de legendas pode falhar, especialmente quando ela não é detectada automaticamente. 
De qualquer forma, a função opera bem na maioria dos casos.
 
 
 Como reinstalar o Windows Media Player no Windows 7 ou 8 ou 10
Reinstalar o Windows Media Player no Windows 7, Windows 8 ou Windows 10 pode resolver problemas como lentidão e travamentos em vídeos. Entretanto, se você já procurou o player na lista de programas instalados no computador, é provável que não tenha encontrado. Isso acontece porque o Media Player é tratado como um recurso do Windows, e não um simples aplicativo adicional. Será preciso desinstalar completamente ou reinstalar.
Confira a dica e aprenda a desinstalar e reinstalar o Windows Media Player em seu computador. As imagens foram feitas no Windows 7, mas o passo a passo também vale para as novas versões do sistema, como Windows 8 e Windows 10.

Passo 1. Abra o Painel de Controle do Windows e clique em “Programas”. Caso esteja usando o Windows 10, confira como acessar o painel de controle clássico do sistema;
Passo 2. Em seguida, clique em “Ativar ou desativar recursos do Windows”;
Passo 3. Na janela que se abre, procure por “Windows Media Player” e desmarque-o;
Passo 4. Um alerta informa que alguns recursos do Windows dependem do aplicativo e eles também serão desativados e deixarão de funcionar. Clique em “Sim” para continuar; 
Passo 5. Voltando na janela anterior, clique em “OK” e aguarde alguns minutos até que o processo termine. Quando concluir, será necessário reiniciar o computador;
Passo 6. Após reiniciar o PC, volte às configurações de recursos do sistema, marque novamente a opção “Windows Media Player” e pressione “OK”. Por fim, aguarde até que o aplicativo seja reinstalado em seu computador.
Dessa forma, você poderá reinstalar o Windows Media Player em seu computador e resolver problemas.
 
 
 Microsoft lança melhorias para o Windows 10 Mobile
A Microsoft anunciou no seu blog oficial que iria lançar um novo preview para o Windows 10 Mobile, ainda que a empresa não esteja disposta a revelar quando o sistema operativo estará disponível para dispositivos mais antigos.
De forma oficial, a Microsoft afirma que irá lançar o seu mais recente sistema operativo móvel para dispositivos antigos no primeiro trimestre de 2016, que acaba neste mês de março.
O aplicativo de telefone, o Outlook e o Calendário do Windows 10 Mobile são algumas dos apps que receberam melhoramentos neste preview.
 
 
 Windows 10 chega a 12.82 por cento dos usuários
Conforme dados, o Windows 10 chegou a marca de 12.82% dos usuários. Vale notar que o Windows já foi considerado o segundo sistema mais usado no mercado.
De acordo com as estatísticas, logo no início, quando a recente versão foi lançada, o sistema teve uma adoção muito rápida, após, uma queda foi reportada.
Em janeiro deste ano, o Windows 10 ultrapassou o Windows 8.1. Agora, o aumento foi de 1% da adesão em 30 dias, chegando a 12.82% de participação. O Windows 7 ainda reina absoluto, com a preferência do grande público. A Microsoft ainda não demonstrou grandes preocupações ao assunto, porém, ao que tudo indica, o caminho ainda é longo para conquistar mais usuários.
 
 
 Microsoft China confirma que testes globais para liberação do Windows 10 Mobile já começaram
Vimos que a Microsoft México confirmou o lançamento oficial do Windows 10 Mobile por meio de atualização para o dia 29 de fevereiro, fazendo com que finalmente os usuários do Windows Phone 8.1 tenham uma data concreta para aguardar. Além disso, diversos relatos de dispositivos recebendo o update foram vistos ao redor do mundo, incluindo o Lumia 535 no Oriente Médio e alguns outros modelos na Europa.
Ao que parece a Microsoft de fato resolveu iniciar alguns testes globais para ver se o Windows 10 Mobile poderá ser liberado na data estipulada, ao menos é o que afirma a filial chinesa da companhia. De acordo com o que foi comentado, uma versão de testes do sistema foi preparada e está sendo disponibilizada para alguns usuários ao redor do mundo, o que explica os relatos que temos visto nos últimos dias. Além disso, a empresa afirmou que isto continuará sendo feito até que a versão final do sistema possa ser publicada nos canais de update, confirmando ainda que os usuários não precisam se preocupar em termos de estabilidade e que a atualização pode ser instalada sem qualquer problema.
"Quando iniciamos a liberação da versão oficial do Windows 10 Mobile para nossos funcionários recentemente, resolvemos fazer o mesmo com alguns modelos da linha Lumia ao redor do mundo, sendo um update que puxará a edição final assim que a mesma for liberada publicamente. Se você receber a notificação para atualizar pode realizar o procedimento normalmente; mas a maioria dos modelos Lumia ainda não foram habilitados para o teste. Por isso, não se preocupe, você pode ocasionalmente ir ao menu de configurações para verificar se há novas atualizações. Não se esqueça de verificar se o dispositivo detecta automaticamente e atualiza as opções de download, e certifique-se há espaço suficiente para facilitar o telefone celular para baixar a atualização quando ela for enviada. O telefone começa automaticamente a transferência em segundo plano, e quando tudo estiver pronto será exibida uma notificação para atualizar. Obrigado por mais de um ano de espera e paciência!"
Além deste comentário feito pela Microsoft China, vários usuários relataram na mesma página que seus dispositivos estavam recebendo notificações sobre o update, incluindo modelos como Lumia 720T e outras variantes vendidas exclusivamente no país, incluindo até mesmo alguns dispositivos fora da linha Lumia.
Ainda não há um comentário da Microsoft em seu blog oficial sobre o assunto, fazendo com que seja necessária ainda alguma dose de cuidado com as informações liberadas por suas filiais ao redor do mundo, já que a política delas pode não ser a mesma adotada pela matriz da empresa em Redmond.
 
 
 Microsoft utiliza Internet Explorer para fazer propaganda do Windows 10
O que deveria ser uma atualização de segurança rotineira trouxe uma "supresa" para os usuários do Internet Explorer, clássico navegador da Microsoft. A empresa aproveitou o browser para empurrar mais uma propaganda do Windows 10 aos usuários que ainda não fizeram o upgrade de sistema operacional.
O anúncio aparece para quem utiliza o Internet Explorer em versões domésticas do Windows 7 ou 8. Um banner azul surge na tela toda vez que o usuário abre uma nova aba no navegador, com uma educada recomendação da Microsoft para que você faça o download gratuito do novo sistema operacional da empresa.
Algumas pessoas, como o pesquisador Woody Leonhard, consideraram a atitude da Microsoft de incluir um gerador de propaganda em uma atualização de segurança um pouco "além dos limites". "Na verdade, você deve se perguntar se ainda existe algum limite", disse ele.
 
 
 Comércio tem a maior queda da série histórica
Comércio tem queda de 5,2% em 12 meses, a maior da série histórica
Na comparação de janeiro contra dezembro, vendas recuaram 1,5%.
Caíram vendas de supermercados e de eletrodomésticos.

As vendas do comércio varejista brasileiro iniciaram 2016 em baixa e registraram queda de 10,3% em relação a janeiro do ano passado. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), esse recuo é o maior, considerando apenas o mês de janeiro, desde 2001, início da série histórica do indicador. Na comparação mensal, entre dezembro de 2015 e janeiro de 2016, a retração foi de 1,5% - a mais intensa, para o período, desde 2005.

Os recordes também são registrados em outras bases de comparação. Frente a janeiro do ano passado, o comércio teve retração de 10,3%, a mais intensa, para o mês, desde 2001, início da série histórica. Em 12 meses, o comércio sofreu uma queda de 5,2% e também alcançou o pior resultado da história do indicador para período.

"O mês de janeiro, tradicionalmente, não é um mês forte das vendas. Porque é o mês das férias, concentra o pagamento de tributos do ano, mas esse janeiro, especificamente, acabou sendo o mais negativo da série histórica. Motivo? Os fatores que incidem sobre o poder de consumo vêm enfraquecendo e não mudaram do ano de 2015 para 2016. Estão presente ainda nesse início de 2016”, disse afirmou Isabella Nunes, gerente de serviços e comércio do IBGE.

De dezembro para janeiro, a maioria dos segmentos do varejo registrou resultados negativos. As vendas de hipermercados e supermercados, que tem o maior peso sobre o índice do varejo, caíram 0,9%. O comércio de móveis e eletrodomésticos também mostrou dados mais fracos. Na comparação com o final do ano passado, o setor teve baixa de 4,3%.

“A pressão inflacionária sobre esse segmento faz com que os consumidores se ajustem às marcas mais baratas, e faz com que o volume de receitas caiam... "Aliando isso a uma restrição do crédito, que está crescendo 20%, somando a isso redução da massa real de 10,4%...você tem fortes fatores inibidores de consumo, em especial daquela atividade que tem associação forte com a renda como hiper e combustíveis, afirmou.

Também caíram as vendas nos ramos de material de construção (-6,6%) e de veículos e motos (-0,4%) - ambos segmentos fazem parte do que o IBGE chama de varejo ampliado, que teve uma retração de 1,6%.
Na passagem de dezembro de 2015 para janeiro de 2016, série com ajuste sazonal, as vendas no varejo foram negativas em 17 as 27 Unidades da Federação. Com as maiores variações negativas observadas no Espírito Santo e Rio de Janeiro, ambos com taxa de -3,1%.


Por região
Na comparação com janeiro do ano passado, o comércio varejista recuou em todos os estados, com destaque para Amapá (-24,4%), São Paulo (-9,7%) e Rio de Janeiro (-10,4%).

Fonte: http://g1.globo.com/
 
 
 Vídeo mostra app do Facebook Messenger para Windows 10
Em breve donos de computador com Windows 10 contarão com um aplicativo dedicado ao Facebook Messenger. O recurso, que foi prometido em outubro do ano passado, apareceu pela primeira vez em funcionamento graças a um vazamento.

O WindowsBlogItalia, que nesta semana já tinha divulgado informações sobre o app universal do Instagram, agora mostra como funcionará o Messenger. E, assim como aconteceu no outro caso, o vazamento do Messenger teve sua legitimidade confirmada.

O aplicativo para desktops não traz mudanças perceptíveis quanto à experiência do usuário, pois ele funciona da mesma forma que o Messenger presente no site do Facebook. Entretanto, como ressalta o VentureBeat, pode ser que o app seja mais rápido.

Embora o apelo dos apps universais do Windows 10 seja a possibilidade de usá-los em várias plataformas, por ora o Facebook Messenger só funciona em PCs e smartphones, mas não em tablets.

O Facebook confirmou que “uma pequena porcentagem” de usuários foi selecionada para testar a novidade, mas não há previsão de quando ela será lançada oficialmente.

Fonte: http://olhardigital.uol.com.br/
 
 
 Apple deve apresentar novo iPhone e iPad ainda neste mês
São Paulo – A Apple publicou hoje (10) em seu site oficial um convite para um evento no dia 21 de março em Cupertino, na Califórnia. A expectativa da imprensa internacional é que um novo iPhone seja anunciado nessa data.

No entanto, o dispositivo que será revelado provavelmente não será o iPhone 7. Na realidade, a empresa deve lançar um aparelho muito mais parecido com o iPhone 5s.

De acordo com o especialista Mark Gurman do site 9to5Mac, ele será chamado de iPhone SE (Special Edition) e terá uma tela de quatro polegadas. Além disso, seu design será um pouco mais arredondado com bordas curvas.

No quesito configurações, o iPhone SE terá muitas das características encontradas no modelo 6s, como o Live Photos, o Apple Pay e a ativação da Siri por comando de voz. Além disso, seu processador será um A9, o mesmo do último iPhone.

Ainda segundo o 9to5Mac, a Apple irá parar de fabricar o iPhone 5s quando o SE entrar no mercado. Com relação ao preço, o novo dispositivo deve ser mais barato do que o 6s. A queda no valor pode ser uma jogada da Apple para estimular os usuários do iPhone 5s, que não possuem um poder aquisito alto, a comprarem um novo aparelho da marca.

Outro gadget que deve ser anunciado no evento é o novo iPad com tela de 9,7 polegadas – ou seja, do mesmo tamanho do display do iPad Air 2. Pouco se sabe sobre o aparelho, apenas que ele será uma versão menor do iPad Pro com suporte para o Apple Pencil, a caneta que permite que o usuário desenhe e escreva no tablet. A empresa também deve apresentar novas ferramentas e acessórios para o Apple Watch.

O anúncio da Apple chegou dias depois do Google revelar o Android N, a nova versão de seu sistema operacional, de forma inesperada. Aliás, a empresa do CEO Tim Cook não costuma lançar novos produtos, especialmente o iPhone, em março – geralmente as apresentações da companhia são feitas em setembro.

Agora, é esperar para ver quais serão as surpresas que a Apple reserva para o dia 21 de março. 

Tópicos: Apple, Empresas, Tecnologia da informação, Empresas americanas, Empresas de tecnologia, Apple Watch, Relógios inteligentes, Inovação, iPad, Tablets, iPhone e iPad, iPhone, Smartphones, Celulares

Fonte: http://exame.abril.com.br/
 
 
 Ministério da Saúde esclarece divergências com Instituto Butantan
De acordo com a pasta, o órgão de pesquisa ainda não cumpriu as formalidades exigidas pela lei para repasse de recursos

O Ministério da Saúde divulgou uma nota, nesta quarta-feira (9), contestando declarações de representantes do Instituto Butantan, que alegaram a falta de repasse de verbas para o desenvolvimento do soro contra o zika vírus. Segundo a pasta, o laboratório não entregou o relatório de atividades, documento obrigatório para fundamentar o início do repasse dos R$ 8,5 milhões previstos.

De acordo com a cláusula 6.1.1 do contrato assinado entre as partes, os repasses estão condicionados à entrega deste documento por parte do Instituto Butantan. "Mesmo estando dentro dos prazos previstos para início das transferências (até 30 dias após sua assinatura), o Ministério da Saúde fica impedido de destinar os valores diante desta pendência", afirmou o ministério, na nota divulgada hoje .

Sobre o contrato referente ao valor de R$ 100 milhões para a terceira fase clínica da vacina da dengue, o Ministério da Saúde explicou que os documentos exigidos para a liberação de recursos somente foram entregues pelo Instituto Butantan para análise da pasta na última terça-feira (8), após as declarações veiculadas na imprensa.

Na mesma nota, o órgão afirma também que "os gestores públicos devem unir esforços no combate ao Aedes aegypti e às doenças transmitidas pelo vetor diante da situação de emergência em saúde. A pasta trata como prioridade as novas tecnologias relacionadas ao tema, já tendo firmado importantes parcerias nacionais e internacionais. O Brasil tem sido protagonista e o Ministério da Saúde reafirma que não poupará recursos para que seja possível desvendar a atuação do vírus zika e combater, de forma efetiva, seu alcance".

Confira abaixo a íntegra da nota:

O Ministério da Saúde considera contraditórias as falas de representantes do Instituto Butantan sobre o não repasse de verbas da pasta para o projeto de desenvolvimento de soro contra o vírus Zika, uma vez que o laboratório não entregou documento obrigatório para a liberação de recursos. Desde a assinatura do contrato (22/2) até a manhã desta quarta-feira (9/3), o Ministério da Saúde não recebeu o relatório de atividades que fundamentaria o início do repasse dos R$ 8,5 milhões previstos.

Pela cláusula 6.1.1 do contrato, os repasses de recursos estão condicionados a entrega deste documento por parte do Instituto Butantan. Mesmo estando dentro dos prazos previstos para início das transferências (até 30 dias após sua assinatura), o Ministério da Saúde fica impedido de destinar os valores diante desta pendência.

Sobre o contrato referente ao valor de R$ 100 milhões para a terceira fase clínica da vacina da dengue, o Ministério da Saúde esclarece que os documentos exigidos para a liberação de recursos somente foram entregues pelo Instituto Butantan para análise da pasta nesta terça-feira, 8 de março, após as declarações do diretor do laboratório na imprensa. Segundo a cláusula 6.1.1 deste contrato, também assinado no dia 22/2, o Instituto Butantan deve apresentar os  relatórios de estudo clínico da fase II, o plano detalhado do estudo de fase III e o plano de aplicação de recursos.

O Ministério da Saúde reforça ainda que os gestores públicos devem unir esforços no combate ao Aedes aegypti e às doenças transmitidas pelo vetor diante da situação de emergência em saúde. A pasta trata como prioridade as novas tecnologias relacionadas ao tema, já tendo firmado importantes parcerias nacionais e internacionais. O Brasil tem sido protagonista e o Ministério da Saúde reafirma que não poupará recursos para que seja possível desvendar a atuação do vírus Zika e combater, de forma efetiva, seu alcance.


Fonte: brasil.gov.br/
 
 
 Além de tecnologia, cinema e música, até Obama estará no SXSW
Presidente dos EUA estará na abertura de um dos eventos mais esperados sobre tendências e indústria criativa

O que começou com um grupo quase secreto de discussão sobre o futuro do entretenimento e da mídia nos escritórios do jornal The Austin Chronicle há 30 anos e que se transformou em um dos eventos mais esperados sobre tendências e indústria criativa entra nesta sexta-feira na agenda de Barack Obama. 

O presidente estará presente na abertura do South by SouthWest (SXSW), festival de música, cinema e tecnologia que ocorre na cidade de Austin, Texas, nos Estados Unidos, até o dia 20. É a primeira vez que um chefe de Estado do país vai ao SXSW.

Por 10 dias, a cidade, de cerca de 900 mil habitantes, será um centro de encontro de marcas, produtores de cinema, músicos, aficionados por tecnologia ou simplesmente pessoas estilosas que querem comer e beber em meio a um grande encontro de ideias. Dia e noite, palestras, shows, mostras e apresentações preenchem a programação. De start-ups que buscam um empurrão a grandes empresas que querem se aproximar de um público mais conectado, o SXSW é relativamente democrático. 

Como o comunicador e colunista Marcos Piangers, um dos entusiastas sobre o festival, descreveu no ano passado, a rotina por lá se resume a ¿ouvir palestras com o Al Gore pela manhã, ver a estreia do filme do Al Pacino à tarde e assistir a um show do Wyclef Jean à noite. Ou conferir shows de bandas desconhecidas de manhã, discutir a melhor câmera para filmar documentários à tarde e acompanhar um painel sobre um novo aplicativo à noite.¿ 

Todos os anos, uma tendência de lá é exportada para o resto do mundo. Em 2007, era a vez do Twitter deslanchar, que até hoje é considerado um dos grandes cases de sucesso atrelados ao festival. Dois anos depois, foi o Foursquare, aplicativo de geolocalização que funciona como um guia de lugares. No ano passado, o Meerkat, app de transmissão ao vivo, foi o mais comentado da edição. 

Presença brasileira cresce nesta edição 

A cada edição, o festival ganha mais notoriedade global e mais participação do Brasil. No ano passado, o grupo Apanhador Só se apresentou no festival de música e, desta vez, mais bandas brasileiras da cena independente estão com shows confirmados. Entre elas, o grupo Cabezas Flutuantes e o músico gaúcho Jéf, conhecido pelo estilo folk. 

Neste ano, dois filmes nacionais integram a programação. Um deles é a comédia sobre o sumiço da taça da Copa do Mundo de 1983. O Roubo da Taça, com estreia marcada para o festival, tem no elenco Taís Araujo e o funkeiro Mr. Catra. O lançamento no Brasil fica para o segundo semestre. 

Em 2014, a Agência Brasileira de Promoção de Exportação e Investimentos (Apex) levou, pela primeira vez, 57 empresas para participarem do Trade Show – parte do evento reservada a empresas para rodas de negócios e networking. Neste ano, serão 37 empresas, mas a expectativa é de que a presença brasileira seja produtiva. Segundo a Apex, no ano passado, foram US$ 18,9 milhões em negócios no festival e nos 12 meses seguintes ao evento. 

Fonte: http://zh.clicrbs.com.br/
 
 
 Primeira foto de case para iPhone 7 não mostra entrada para fone de ouvido
É muito provável que, daqui algumas semanas, a Apple apresente um novo iPhone para o público. Porém, esse não será o aguardado iPhone 7 que alguns podem estar esperando. De acordo com os rumores mais fortes e próximos da realidade, a Maçã apresentará uma variação do smartphone com tela de 4 polegadas, o suposto iPhone SE.
Porém, embora ainda esteja longe de ser oficialmente apresentado, alguns vazamento sobre o iPhone 7 já estão acontecendo. O mais recente deles mostra uma suposta capa de proteção para o smartphone que não apresenta a tradicional entrada para o fone de ouvido.

Apesar de surpreendente, essa informação com certeza não é uma novidade para os que estiveram antenados nos últimos rumores sobre o iPhone 7. Desde o começo do ano já é discutida a possibilidade de o smartphone chegar às lojas sem o tradicional conector de 3,5 mm usado para a conexão de fones de ouvido.
Porém, essa é uma das primeiras vezes que temos a oportunidade de "comprovar" que isso é verdade, uma vez que o acessório realmente não traz tal entrada. Mas é bom não dar muito crédito para essas imagens: por conta da sua baixa resolução e o material genérico – aquele tradicional silicone usado em muitas capas – usado na construção desse acessório, esse bem que pode ser apenas um vazamento falso para chamar atenção.

Prepare-se para os adaptadores
Mas se o iPhone 7 não tiver uma entrada 3,5 mm, como faremos para conectar nossos fones de ouvido? A solução é algo que a Apple já utiliza há um bom tempo: adaptadores. É provável que, com o lançamento do iPhone 7, vejamos uma série de novos adaptadores surgindo, de opções que vão permitir a você usar seu fone de ouvido atual a acessórios feitos para que a pessoa possa conectar seu fone enquanto carrega o celular.
Se tudo isso é uma péssima notícia para quem não queria gastar mais (afinal, você vai ter que gastar mais com caríssimos adaptadores ou fones de ouvido Lightning), é bom lembrar mais uma vez que isso não é novidade para a companhia. E nós eventualmente nos acostumamos com isso, como ocorreu quando a Apple se livrou de outras conexões anteriormente.


Parece que nem mesmo as petições feitas pelo público vão fazer diferença para o caminho tomado pela empresa. De fato, até as fabricantes de acessórios para iPhone já estão se preparando para o fim da entrada de 3,5 mm; logo, é bom começar a juntar dinheiro para comprar mais alguns dos adaptadores nada baratos da Apple – ou o possível fone de ouvido sem fio da Beats que a Maçã deve lançar junto do iPhone 7.

Fonte: tecmundo.com.br
 
 
 O que podemos esperar do iPhone SE
O lançamento de um novo modelo de iPhone sempre leva a internet à loucura. Toneladas de rumores e especulações circulam pela web, na tentativa de descobrir o que a Apple está tramando para o seu próximo smartphone. A bola da vez é o suposto modelo de 4 polegadas do gadget, que agora está sendo chamado apenas de iPhone SE. 

Para tentar organizar melhor essa grande quantidade de informações, o site CNET fez uma curadoria dos últimos rumores, vazamentos e pronunciamentos duvidosos acerca da próxima geração de iPhones. 

Datas de anúncio e lançamento Parece haver um consenso crescente de que o novo iPhone será anunciado ainda no mês de março, possivelmente no dia 15, data do evento onde a Apple deve revelar também a nova geração do iPad Air. Outro rumor plausível é o de que o dispositivo pode chegar às lojas poucos dias depois do seu anúncio oficial , marcando mais uma novidade no calendário da Maçã, que ainda não se pronunciou sobre os rumores. 

Design 
Embora a possível introdução de um novo iPhone de 4 polegadas seja iminente, ainda não existe um consenso sobre a sua forma específica. Mesmo os fabricantes de cases ainda parecem estar confusos em relação ao assunto. Eles ainda não confirmaram um único tamanho, com medidas precisas, e nem mesmo a posição do botão de energia, que às vezes aparece na lateral do aparelho, e às vezes sobe para o topo do telefone. Fonte relatam que a Apple já desenvolveu uma série de novos protótipos, e Ming-Chi Kuo, analista que ajuda a abastecer a cadeia de especulações, previu que a companhia vai realmente apostar num modelo menor, de 4 polegadas. Já em relação ao design, não se sabe ao certo se o iPhone SE seguirá os passos do iPhone 5S e de seu corpo em alumínio, ou então se ele vai apelar para o policarbonato do colorido iPhone 5C. No início de fevereiro, o site japonês Mac Otakara informou que o novo smartphone pode vir nas cores prata, cinza espacial e uma tonalidade de rosa diferente daquela adotada no iPhone 6S. Ao que tudo indica, o modelo também não virá equipado com a tecnologia 3D Touch, uma vez que isso exigiria um encolhimento das bordas para que a tela ficasse maior em um dispositivo relativamente pequeno. Múltiplas fontes também deram conta de que o novo iPhone terá as mesmas medidas do iPhone 5S – cerca de 124 mm de comprimento, 59 mm de largura e 7,5 mm de espessura. Isso fortalece o consenso de que o iPhone SE será esteticamente semelhante ao 5S, mas alguns rumores mais recentes dão conta de que ele vai adotar alguns componentes de software e estéticos dos modelos mais recentes. 

Segurança 
O Financial Times informou que a Apple está trabalhando em maneiras de criptografar dados armazenados no iCloud, o que poderia frustrar a justiça norte-americana, que luta para conseguir acessar informações de alguns iPhones. O jornal New York Times também tocou no assunto segurança ao dizer que os engenheiros da Maçã estão trabalhando em novas medidas de segurança para evitar que seus smartphones sejam hackeados. 

Display 
Há um rumor particularmente forte sobre uma tela de safira, que ofereceria um maior grau de resistência a riscos e quedas do que os modelos atuais. Na verdade, os modelos mais modernos de Apple Watch já trabalham com este material. Alguns veículos de comunicação, como a Forbes, têm relatado que o iPhone SE pode ter uma tela 2.5D, que se refere a uma leve curvatura presente nas bordas do vidro que cobre a tela do smartphone, semelhante à encontrada no iPhone 6 e 6S. A Apple também deve manter a tecnologia LCD em seu display. 

Interior 
Anteriormente, acreditava-se que o SE usaria uma tecnologia "velha" sob seu capô. No entanto, várias fontes sugeriram que o iPhone SE pode vir equipado com um processador A9 e 2GB de RAM, algo que o colocaria em pé de igualdade com o iPhone 6S no quesito desempenho. Outros relatos indicam que o SE terá uma bateria de 1642 mAh, que é ligeiramente maior do que o modelo de 1570 mAh do iPhone 5S. Também é esperada a adição da tecnologia NFC, uma vez que ela é necessária para o funcionamento do Apple Pay. Em relação à câmera, não devemos ver grandes alterações, pois provavelmente será mantido o mesmo modelo de 8 megapixels do iPhone 6. Além disso, é quase certo que a empresa deixará de lado a estabilização ótica de imagem encontrada no topo de linha 6S Plus. Em relação ao armazenamento interno, não espere opções de 128GB. O iPhone SE deve manter-se no padrão 16GB, 32GB e 64GB. 

Preço 
Esta é uma das informações mais esperadas quando o assunto é iPhone. Durante anos, os analistas têm esperado o lançamento de um iPhone mais acessível. Mas qual será a estratégia adotada para o modelo SE? Será que a Apple vai reduzir o seu preço para disputar com modelos de grande apelo popular, como o Moto G? Ou será que manterá o preço nas alturas, por se tratar de um modelo novo? A resposta, novamente, é uma incógnita. No entanto, se a ideia é substituir o iPhone 5S na parte inferior da linha de smartphones da Apple, a aposta segura é que o preço permanecerá o mesmo do antigo modelo. Enquanto não temos nenhuma confirmação sobre o assunto, alguns analistas apostam que o preço do próximo iPhone ficará na faixa de US$ 400 a US$ 500.


Fonte: http://canaltech.com.br/
 
 
 Vazamentos expõem milhões de chamadas de call center
Alguns arquivos de áudio continham dados pessoais como RG e CPF. 
Empresa diz desconhecer caso e ter ‘rigorosos sistemas de segurança de dados’.

Dois vazamentos expuseram na internet milhões de gravações de um call center. No dia 17 de fevereiro, hackers publicaram na web uma lista de 9,5 milhões de arquivos de áudio que afirmam ser de um call center. Os dados ficaram on-line pelo menos até o dia 19, data da última verificação feita pelo G1.
Outros 180 mil áudios de MP3 podiam ser acessados até o dia 23 de fevereiro em uma pasta no site “ofertaclaro.com.br”, de uma empresa que presta serviço de call center.
Os arquivos expostos pelos hackers estavam em "pastas" abertas em um servidor web. A conversa mais antiga datava de 9 de julho de 2013. A última havia sido gravada minutos antes do acesso da reportagem. Já as ligações no site eram de 2015.

Clientes confirmam
Dois clientes que tiveram suas gravações expostas confirmaram ao G1 terem falado por telefone com atendentes do call center; A reportagem ouviu dezenas das gravações. Em todas elas, o atendente fazia uma oferta comercial. Ele buscava agendar instalações ou alterar dados de planos do cliente.
Apesar do grande volume de arquivos, muitas das gravações estavam vazias ou pareciam ser de telefones esquecidos fora do gancho, com o registro de ruído do ambiente. Algumas registravam conversas pessoais de funcionários do call center.
Outras, porém, continham dados pessoais de consumidores que, ao aceitar uma oferta, informavam CPF, RG, endereço e e-mail.

Claro 'desconhece o caso'
Questionada sobre a brecha no servidor apontada pelos hackers, a Claro afirmou "desconhecer o caso".
Ela disse dispor "de rigorosos sistemas de segurança e monitoramento, com objetivo de prevenir o acesso ilegal aos dados pessoais e sigilosos de seus clientes".
Procurada também para comentar as gravações acessadas no site “ofertaclaro.com.br”, a empresa, após informar que responderia por meio da terceirizada, não enviou resposta ao G1 até a última atualização da reportagem. A Claro é a terceira maior operadora de telefonia móvel do Brasil, com base de 65,9 milhões de linhas de celular.

Resposta do Procon
O Procon-SP informou que, de forma geral, “a empresa que coletou os dados é responsável pela guarda e segurança dessas informações, podendo ser acionada para reparar prejuízos do consumidor”.
“A divulgação de informações, vazamento ou compartilhamento dos dados sem autorização do titular configura infração ao Código de Defesa do Consumidor”, afirma o Procon.
Hackers só divulgaram links
No primeiro vazamento, um arquivo de texto com 500 MB que listava vários links foi hospedado no site "Chunk.io", que se descreve como "serviço de envio de arquivos para hackers". Cada link levava a uma gravação armazenada no servidor.
O link para o download da lista foi publicado no "Pastebin", um repositório de texto usado por hackers. Segundo comunicado anônimo que acompanhava a postagem, uma configuração vulnerável do servidor permitiu que as gravações fossem acessadas.
Ao digitar os endereços da lista em um navegador, os arquivos de áudio eram abertos sem nenhum tipo de solicitação de senha.
As pastas no servidor possuíam arquivos de configuração do software Asterisk, usado por centrais de telefonia, com gravações de atendimento.

Gravações em site
O site “www.ofertaclaro.com.br” podia ser acessado pelo endereço “netuno.oxmundi.com.br”, porque os dois levam ao mesmo endereço IP – que serve como identificação na internet. Isso indica que o site “ofertaclaro.com.br” é operado pela Oxmundi. Após o G1 procurar a Claro, o endereço “www.ofertaclaro.com.br” foi retirado do ar.

‘Assustado’
O G1 entrou em contato com dois clientes que tiveram suas gravações expostas. Adão Martins não quis informar sua profissão, mas confirmou a legitimidade dos dados e da chamada após ouvir um trecho da gravação. Martins ficou com receio de ter suas informações divulgadas.
"A gente se sente inseguro. Vai que alguém faz alguma coisa? Esses dias até recebi uma ligação de uma mulher que tinha meu nome pedindo para eu confirmar meu CPF e não confirmei", diz.
O técnico de informática do Ministério Público da União Lucivaldo Costa confirmou ter feito uma ligação na data indicada no arquivo no servidor. A chamada de Costa ouvida pelo G1 tinha apenas o endereço de e-mail, mas, segundo ele, é possível que outras chamadas com mais dados também tenham sido gravadas, já que ele teve outros contatos com a Claro.
"Essa situação me deixa assustado. Não sei quantas vezes isso já aconteceu e quais informações vazaram dessa forma. Não sei também se isso foi causado por incompetência ou, pior, má-fé. Um recurso que deveria servir para minha segurança de repente se vira contra mim e me deixa exposto, vulnerável", diz Costa.


Fonte: http://g1.globo.com/t
 
 
 Facebook Messenger ganha seu primeiro beta para Windows 10
Recentemente vimos que a Facebook Inc. poderia estar em vias de lançar uma versão do seu aplicativo Messenger adaptado para os padrões do Windows 10, algo provavelmente fruto do projeto Islandwood. Agora, eis que o primeiro beta do app foi liberado na Windows Store em diversos países, permitindo assim que os usuários possam ter uma prévia do que chegará à plataforma de maneira estável em breve.
De acordo com o que pode ser visto, é possível baixar o aplicativo ao alterar a região do sistema para locais como Itália, Espanha e Estados Unidos, o que significa que ainda pode demorar um pouco até que ele esteja disponível na Windows Store brasileira. Além disso, a descrição do Messenger na loja indica que ele ainda não foi portado como um aplicativo universal, já que é claramente destacada a sua compatibilidade apenas com chipsets x86 e com o Windows 10, não havendo qualquer menção à versão mobile da plataforma.
Segundo os relatos de usuários que já testaram a ferramenta, sua interface realmente está mais intuitiva e prática do que temos na versão para Windows Phone, porém o fato do Messenger ainda não poder ser utilizado em dispositivos móveis reduz drasticamente a sua utilidade, já que em desktops e tablets com Windows 10 é muito mais prático na maioria dos casos simplesmente utilizar o próprio site da rede social, contando com a interface completa e todas as funcionalidades tanto para mensagens quanto para outros tipos de interações com os demais usuários.
Outro ponto a ser destacado é a ausência da capacidade de realizar ligações, algo que está presente em outros sistemas há bastante tempo e que não conta com qualquer previsão de chegada às plataformas da Microsoft. Como se trata apenas do primeiro beta para o Windows 10, é possível que esta funcionalidade seja adicionada em updates futuros, porém até o momento nenhum comentário sobre o assunto foi liberado pela Facebook Inc.
Caso esteja com seu desktop ou tablet em alguma das regiões compatíveis com o Facebook Messenger Beta, basta acessar diretamente a Windows Store e realizar o download, lembrando que ainda não há a compatibilidade com dispositivos móveis.
 
 
 Como fazer o Windows 10 enviar um e-mail se alguém mexer no seu PC
Para preservar a privacidade dos dados armazenados em seu computador basta usar um truque do Windows 10 que avisa imediatamente por e-mail quando alguém faz login no seu notebook ou desktop, utilizando a sua conta ou mesmo de outro usuário, acessando como visitante. 
Para funcionar, você precisa usar dois aplicativos em conjunto. Um deles, o Agendador de Tarefas, que já vem instalado no Windows 10 ; o outro, o sendEmail, é um pequeno software que funciona com o prompt de comando e executa algumas rotinas para enviar e-mail automaticamente, dependendo da configuração estipulada pelo usuário.

Passo 1. Baixe o sendEmail e descompacte-o para dentro de uma pasta que possa ser acessada apenas pelo usuário que tenha privilégios de administrador;
Passo 2. Vá na Barra de pesquisa do Windows 10, procure pelo programa “Agendador de Tarefas” e abra-o. Logo na primeira tela, clique em “Criar tarefa”;
Passo 3. Na sequência, coloque o nome da tarefa no campo adequado e selecione a opção “Executar estando o usuário conectado ou não”;
Passo 4. Agora, vá para a guia ao lado, chamada “Disparadores” e clique no botão “Novo”;
Passo 5. Na opção “Iniciar tarefa”, escolha “Ao fazer logon”. As outras opções, deixe habilitado como na imagem abaixo, ou seja, selecione “Qualquer usuário” e “Habilitado”. Clique no botão “Ok”; 
Passo 6. Em seguida, vá até a guia “Ações” e clique no botão “Novo” também;
Passo 7. No campo “Programa/script”, clique em “procurar” e aponte para o caminho da pasta onde você guardou o sendEmail descompactado e escolha o sendEmail.exe. Já em “Adicione argumento”, você deve inserir a linha de comando abaixo e clicar em “Ok”;
-f seuemail@gmail.com -t seuemail@gmail.com -xu seuemail@gmail.com -xp PASSWORD -s smtp.gmail.com:587 -o tls=yes -u “Atividade no sistema de login” -m “Um usuário logou no sistema”
Essa linha de comando indicará o e-mail onde você receberá o alerta quando alguém entrar no sistema. Portanto, onde estiver escrito seue-mail@gmail.com, coloque o seu endereço verdadeiro e, em PASSWORD, coloque a sua senha atual. 
A configuração acima serve apenas para o Gmail, caso use outro serviço de correio eletrônico, deverá substituir também o endereço “smtp”. Se não sabe qual é, consulte o provedor de e-mail.
Passo 8. Ao voltar para a tela principal do “Agendador de tarefas”, você verá uma guia chamada “Tarefas ativas”. Encontre e dê um duplo clique em cima da tarefa que acabou de criar;
Passo 9. Em seguida, clique no botão “Executar” na janela do lado direito para ativar a tarefa.
Desta forma, a rotina que você criou no “Agendador de tarefas” estará ativada e o sendEmail lhe enviará uma mensagem sempre que alguém fizer login no seu Windows.
 
 
 Saiba como acelerar o processo de inicialização do Windows 10
Claro, você economizar um pouco de energia ou bateria com um desligamento completo, e o sistema pode aprecisar ter um início novo pela manhã. Mas quem quer esperar o Windows inicializar do zero?
O Windows 10 tem uma resposta para esse dilema com o Fast Startup. De forma bem parecida com o Fast Boot no Windows 8, o Fast Startup cria um arquivo master durante o desligamento que armazena determinados arquivos de sistema como o kernel do Windows e drivers do aparelho.
Na inicialização, o sistema carrega esses arquivos de volta na RAM. O resultado é um processo de desligamento que fecha todos os aplicativos, arquivos e contas de usuários, mas não exige uma reinicialização completa.
Que tipo de economia de tempo é possível ter com o Fast Startup? Na minha experiência pessoal com um desktop baseado em SSD, habilitar esse recurso corta cerca de 5 segundos do processo de inicialização, tornando um processo já rápido em algo muito mais ágil. Mas é óbvio que isso pode variar. Os benefícios devem ficar ainda mais claros em sistemas que usam um HD mecânico em vez de SSD.
Se você comprou um PC com o Windows 10 pré-carregado, o Fast Startup provavelmente já está habilitado por padrão, e o mesmo deve ser verdade para os upgrades a partir do Windows 8. Mas quem fez (ou vai fazer) a atualização a partir do Windows 7 pode ter de habilitar esse recurso pelo Painel de Controle. Veja abaixo como fazer.
Primeiro, vá até Power Options no Painel de Controle do Windows 10. A maneira mais fácil de chegar lá é abrir uma busca e digitar “power”, então selecionar Power Options entre os resultados.
Selecione a opção Choose what the power buttons do a partir da barra lateral do lado esquerdo. Caso as configurações no mundo inferior estejam em cinza, clique em Change settings that are currently unavailable perto do topo da tela. 
Por fim, marque a opção Turn on fast startup (recommended) perto da parte inferior da tela. Não se esqueça de clicar em Save Changes quando tiver terminado.
E por que você não deveria habilitar o Fast Startup? O site especializado HowToGeek cita alguns motivos – por exemplo, o recurso pode bagunçar um pouco sistemas dual-boot por causa da maneira como lida com o HD do Windows – mas isso não deve ser problemas para os usuários padrão.
 
 
 O Windows 10 pode em breve deixar de ter passwords
A procura de alternativas para as passwords tem levado a que surjam algumas alternativas bastante interessantes. A Microsoft tem agora em desenvolvimento uma solução que pode vir a ajudar os utilizadores do Windows 10 a não ter de escrever a sua password para desbloquear as suas máquinas.
A Microsoft tem já no Windows 10 algumas alternativas às passwords, bastante concretas e funcionais. Para além do bem conhecido método, está presente a possibilidade de desbloquear com recurso a um PIN ou à identificação de pontos numa imagem. Com o Windows 10 surgiu ainda o Hello, que com recurso à câmara consegue identificar o utilizador.
Mas a novidade que a Microsoft traz é uma nova forma de autenticação, que recorre ao smartphone dos utilizadores e que detecta a sua presença, desbloqueando a máquina. Este não é um conceito novo, mas é a primeira vez que a Microsoft o explora e o traz para os seus sistemas operativos.
Depois do emparelhamento entre os dispositivo móvel e o Windows 10 via Bluetooth e sempre que for necessário desbloquear a máquina, só precisam de abrir a app e escolher o PC que surgirá.
Para além da segurança adicional que esta solução oferece, garante ainda que os processos de autenticação são mais rápidos e que não podem ser monitorizados. Em caso de falha ou ausência do smartphone, os restantes métodos tradicionais estão sempre presentes no Windows 10.
O Phone Sign-in está ainda em testes, mas consegue já ser usado para interagir entre os dispositivos com Windows 10 Mobile e o Windows 10, garantindo que a máquina é desbloqueada e que os utilizadores não necessitam de escrever a password.
Para o poderem usar, os utilizadores precisam de ter acesso a um smartphone Lumia, que esteja a correr já o Windows 10 Mobile e também o Windows 10.
A Microsoft quer alargar a utilização desta aplicação e as futuras versões vão suportar outros tipos de autenticação, com suporte para contas Microsoft, autenticação para browser e VPN e também “one-time-passwords”.
Este é mais um passo para interligar os sistemas operativos da Microsoft e também uma forma simples de melhorar a segurança dos utilizadores no Windows.
 
 
 Windows 10 pode deletar os seus programas sem perguntar nem pedir
Quando o Windows 10 foi lançado, ano passado, um dos pontos mais controversos foi a questão das atualizações – que são enviadas e instaladas, automaticamente, pela Microsoft. Havia o temor de que uma atualização defeituosa pudesse causar danos aos PCs (o que de fato ocorreu). Mas, agora, o sistema de updates automáticos está gerando polêmica por outro motivo: ele pode apagar alguns dos seus programas, sem pedir permissão a você. De um dia para o outro, você pode ligar o seu PC com Windows 10 e descobrir que ele deletou alguns dos seus apps – sem avisar nem pedir.
Quando a prática veio à tona pela primeira vez, a Microsoft preferiu não se manifestar a respeito, mas acredita-se que o W10 faça isso para tentar eliminar programas incompatíveis, melhorando a estabilidade do sistema. A remoção automática tem espantado e irritado usuários do W10 – que alegam, com razão, que o sistema operacional poderia pedir permissão antes de deletar programas (ele parece ter predileção por apagar softwares de diagnóstico e manutenção, como CCleaner e CPU-Z).
Na maioria dos casos, é possível reinstalar manualmente os softwares e voltar a usá-los normalmente. Também é possível configurar o W10 para que ele deixe de fazer atualizações automáticas – o que, ao contrário do que acontecia nas versões anteirores do Windows, requer um procedimento meio complicado.
 
 
 7 configurações que você precisa mudar no Windows 10
O Windows 10 está pegando. Um mês após o lançamento, ele já foi instalado por 75 milhões de pessoas – porque é bem melhor do que seu antecessor, o Windows 8.1, e porque é grátis. Vale a pena fazer o upgrade. Mas o novo Windows vem com algumas configurações de fábrica que você precisa mudar. Mesmo. Vamos a elas:
1. Ressuscite o anjo da guarda
O Windows tem uma função, chamada Restauração de Sistema, que salva automaticamente backups dos principais arquivos do sistema operacional –um dia, se o seu computador der problema, é só rodá-la para voltar no tempo e resolver tudo. Esse recurso existe há 15 anos, e é o anjo da guarda do Windows. Mas, agora, a Microsoft inexplicavelmente o desligou. É fundamental reativá-lo. Como resolver: aperte Windows + X no teclado, entre em Sistema e Proteção do Sistema. Na janelinha que aparecerá, clique em Configurar e Ativar a Proteção. Pronto.
2. Desative os sistemas de espionagem
O W10 é diferente dos outros Windows. Ele é bem mais invasivo, porque vem configurado para monitorar várias coisas – como o lugar onde você está, os sites que você acessa e até o jeito que você digita (informação que a Microsoft diz usar para “melhorar a experiência de digitação”). É mais ou menos o que o Google e o Facebook já fazem – só que ainda mais intenso. Vale a pena desabilitar. Como resolver: clique no botão Iniciar, entre em Configurações e Privacidade. Marque “Desativado” em todos os itens. Isso não resolve 100% do problema –o W10 contacta a Microsoft mesmo quando ajustado para não fazer isso. Mas melhora 90%. Importantíssimo.
3. Tire a Microsoft do seu pé (e do seu ombro)
O Windows 10 vem com o Microsoft Edge. E ele é um baita navegador. Chega a ser mais rápido e mais leve do que o Chrome e o Firefox. Depois de anos e anos dando sobrevida ao terrível Internet Explorer, o pessoal de Redmond finalmente voltou ao jogo com tudo. Mas o Edge tem um ‘pequeno’ problema: ele grava toda a sua navegação na internet – e manda para a Microsoft. Isso tem uma justificativa até nobre, ajudar a evitar vírus, mas é uma invasão de privacidade e tanto. Fundamental impedir. Como fazer: abra o navegador Edge, vá em Configurações e Configurações Avançadas e desative a opção Filtro SmartScreen (é a última, bem no finzinho da lista).
4. Habilite as extensões de arquivo
Desde que o mundo é mundo, o Windows vem configurado de fábrica pra fazer uma coisa terrível: esconder as extensões de arquivo. E isso é grave. Significa que, quando você recebe um arquivo, não tem como saber o que ele realmente é. Se é um inofensivo TXT, um (quase) inofensivo DOC, ou um virulento JAR ou EXE, que vai estraçalhar a sua máquina e roubar seus dados. Ocultar as extensões de arquivo é ruim. Tem que mudar isso. Como resolver: digite Extensões no campo de busca do Windows 10. Abra o item que ele vai mostrar e, na janelinha exibida, desmarque a opção “Ocultar as extensões dos tipos de arquivos conhecidos”. Pronto.
5. Restaure os seus apps preferidos
Quando você atualiza o seu computador para o W10, os programas-padrão (quais deles fazem/abrem o quê) podem ser alterados. Isso geralmente acontece, e é um esforço –legítimo– da Microsoft para que você use os apps dela. Beleza. Mas você pode não querer, né. Os programas mais espertos, tipo o Chrome, percebem esse golpe de Estado e mostram mensagens propondo desfazê-lo. Mas a maioria não. Se o Windows 10 trocou os seus apps por outros que você não quer, dá para mudar.  Como resolver: digite Programas Padrão no campo de busca do Windows. Pronto.
6. Dê um jeito nas atualizações
Como você já deve saber, o Windows 10 trabalha com atualizações automáticas. Você não pode escolher se quer ou não instalar os updates enviados pela Microsoft. Isso tem um lado bem positivo (ajuda a garantir que as pessoas estejam protegidas contra brechas de segurança), e outro bem negativo – se a MS fizer bobagem em alguma atualização, o que às vezes acontece e já aconteceu com o W10, você não tem como se defender. Ela vem anyway, e detona a sua máquina. Mas contra isso não há o que fazer. O que dá para fazer é consertar o outro problema: impedir que o Windows 10 use a sua internet pra repassar a atualização para as pessoas perto de você. É, ele faz isso. Deixa a sua rede lenta, e pode estourar a franquia de dados em conexões mobile. Como resolver: clique em Iniciar, Configurações, Atualizações & segurança, Opções avançadas, “Escolher como as atualizações serão obtidas” e marque a opção “Computadores na minha rede local”. Ufa. Agora o W10 não vai mais usar a sua banda para fazer o serviço da Microsoft. E você pode se sentir meio hacker – pois completou uma sequência enorme de comandos para fazer uma configuração que deveria ser trivial.
7. Não deixe ele liberar as suas senhas de Wi-Fi
É meio inacreditável, mas é verdade. (Pelo menos até hoje, quando escrevo este texto. A Microsoft está ciente da questão e, com as atualizações automáticas, o sistema pode mudar de um dia para o outro). O Windows 10 tem uma função, chamada Wi-Fi Sense, que compartilha todas as suas senhas de redes Wi-Fi com os seus contatos – contatos armazenados nos serviços online Microsoft, ou seja, que você provavelmente não usa muito e nem sabe direito quais são. Como resolver: clique em Iniciar, Configurações, Rede & internet. Vai aparecer uma listinha de redes. Role a janela para baixo até aparecer a opção “Gerenciar configurações de Wi-Fi”. Entre nela e desabilite a opção “Sensor de Wi-Fi” (o nome é uma má tradução do inglês Wi-Fi Sense; ao contrário do que pode parecer, desabilitar a opção não afetará em nada o seu uso de Wi-Fi).
Pronto, é isso. Ajustes feitos, agora você pode desfrutar tranquilo do Windows 10.
 
 
 Microsoft ainda não convenceu consumidores a adotarem Windows 10
Quando lançou o Windows 10 em julho do ano passado, a Microsoft disponibilizou o software gratuitamente para os usuários que já tinham a versão anterior do sistema. No início, muitos consumidores se empolgaram em aderir o Windows 10, mas com o passar dos meses a procura foi caindo.De acordo com o site Computerworld, em seis meses do produto no mercado, menos de 20% dos computadores que rodam o sistema da Microsoft em todo o mundo estão com o novo Windows – os números foram retirados de três fontes, a Net Applications, a StartCounter e a DAP.As pesquisas mostram que o novo sistema operacional alimenta um pouco mais de 200 milhões de computadores, sendo que a empresa garante que ultrapassou esse número no início deste ano.Mesmo com uma adesão abaixo do esperado, os números não são tão preocupantes. A Microsoft liberou a atualização para regiões restritas e para usuários determinados, além disso, muitas pessoas não atualizaram o sistema, seja por receio das novidades ou porque já está acostumando com o software antigo.
 
 
 4 dicas simples para quem quer deixar o Windows 10 mais veloz
Sabe aquele momento em que você percebe que seu computador já não está oferecendo o mesmo desempenho que tinha no começo? Se você ainda não chegou lá, vai chegar em breve. Infelizmente, todos os computadores passam por situações em que os seus donos ficarão com muita dor de cabeça — seja por travamentos mais básicos até as lentidões mais insuportáveis.
Mas é claro que existem formas de fazer com que o seu PC volte a funcionar como novo, e você nem precisa formatar o seu disco rígido para conseguir recuperar esse desempenho. Pois é, existem ferramentas de alta qualidade que garantem a recuperação dos computadores rapidamente. Mais do que isso, há alguns procedimentos manuais que podem contribuir bastante nesse processo.
Confira agora mesmo algumas dicas bem legais para que você consiga deixar o seu Windows 10 rodando com o máximo do desempenho. Temos certeza que você conseguirá seguir os passos indicados aqui e seu PC vai ficar bem mais fluido.
Publicidade

1. Desinstalar programas sem uso
Imagine a garagem da sua casa. Nela, você tem um carro popular que usa para se deslocar e também um carro sem motor que está ali sem uso faz anos. Pelo modo como a garagem está organizada, sempre que você precisa pegar seu carro, é necessário tirar o carro velho também, e isso dá um trabalho imenso — além de atrasar muito o seu dia.
É mais ou menos o que acontece com aplicativos sem uso no seu computador. Eles ocupam espaço sem motivos e ainda podem interferir no processo de outros softwares — principalmente em discos que estão muito fragmentados. Desinstale programas e mantenha seu PC sempre limpo.
2. Mantenha a inicialização limpa
Se o software é inicializado com o Windows, você pode ligar o PC e sair para tomar um café enquanto espera tudo ser carregado — uma colher de açúcar e duas de exagero, nesse caso. O problema é que ter muitos softwares com essa possibilidade pode ser uma péssima ideia. Isso porque o Windows acaba ficando com o carregamento muito lento e demorado. Felizmente, é bem fácil mudar isso.
Para definir quais programas devem ser inicializados com o Windows, abra o Menu Iniciar, digite “msconfig” na barra de buscas e tecle Enter. Na aba “Inicialização de Programas”, deixe marcado somente os softwares realmente necessários, mantendo desativadas as atualizações que rodam em segundo plano, mas seja prudente: analise cada item e não desmarque o que você não sabe exatamente o que é.
3. Otimizar discos
Desfragmentar o disco sempre foi um processo bem demorado, mas nas versões mais recentes do Windows isso foi mudado, graças aos recursos de otimização do sistema operacional. Importante: se você possui um SSD, é recomendável que não seja feita a desfragmentação.
Ativar a otimização de disco é fácil: abra o Explorador de Arquivos e clique em “Este Computador”. Depois, clique com o botão direito sobre a unidade de armazenamento – “Disco Local (C:)”, na maioria dos casos. Em “Propriedades” e nas abas “Geral” e “Ferramentas”, as funções “Limpeza de Disco” e “Otimizar” podem ser ativadas, respectivamente.
4. Desative apps em segundo plano
Há muitos apps em segundo planmo no Windows 10, sendo que vários deles são universais — ou seja: compatíveis com qualquer plataforma. A Microsoft é uma grande defensora disso, mas os aplicativos em segundo plano podem gerar mais peso do que você gostaria no seu computador. Felizmente, desativar isso é muito simples.
Tudo o que você precisa fazer é acessar "Privacidade" no Menu Iniciar e então escolher "Aplicativos em Segundo Plano". Agora é só desativar todos os softwares que você não quer mais sendo carregados no seu PC.
 
 
 Java no Windows 8 e Windows 10 saiba o que muda no plugin para PCs
Windows 8.1 e Windows 10 introduziram novidades em relação ao gerenciamento e a necessidade de uso de plugins, como o Java Runtime. O Windows 8.1, por exemplo, não permite a execução do recurso entre os apps da Tela Iniciar.
Já o Windows 10, pelo navegador Microsoft Edge, pode ocultar o ícone que sinaliza a presença de conteúdo em Java na Internet, mesmo quando esse tipo de conteúdo está disponível e em execução. 
Conheça a relação entre o plugin da Oracle e as duas edições mais recentes do Windows.
Java e Tela Iniciar do Windows 8
Plugins como o Java não rodam na tela. Para a ferramenta funcionar, é necessário alternar para o modo desktop convencional, onde o plugin pode ser executado e operar normalmente.
Suporte
Para usar o plugin no Windows 8.1, o usuário precisa garantir que está usando versões a partir do Java 7 - Update 10. Edições antigas não são suportadas e podem provocar problemas e brechas de segurança. O Windows 10possui a mesma situação. A diferença é que a versão mínima do Java para o sistema é a Java 8 - Update 51.
Java em 32 e 64 bits
O plugin possui versões nos dois formatos, mas há uma restrição para a execução da ferramenta no desktop: o plugin precisa rodar em 32 bits – mesmo que o computador tenha o dobro de bits e a versão 64 instalada. 
Segundo a Oracle, quando o usuário baixa o plugin em seu site, o sistema levanta dados do computador para saber se ele está habilitado a receber o modelo de 64 bits.
Painel de controle do Java
O Windows 8.1 permite que diversas configurações do Java sejam acessadas no Painel de Controle. Para isso, basta que o usuário acesse o recurso em seu computador e busque por “Painel de Controle do Java”.
No Windows 10 também é possível acessar o Painel de Controle do Java. Para isso, o método mais simples é digitar “Java” na caixa de buscas do Windows 10. Depois, basta clicar em “Configurar Java”.
Edge
O novo navegador de Internet da Microsoft possui comportamento diferente dos concorrentes em relação ao Java. Ao contrário do que ocorre com Chrome, Firefox, Safari, Opera e outros, o Edge não exibe o ícone do Java, mesmo quando o plugin está em execução.
 
 
 Microsoft lança app para celular que permite o desbloqueio do Windows 10
A versão Beta de um aplicativo para mobile que permite o desbloqueio do Windows 10 foi lançada pela Microsoft nesta semana. O serviço usa o Bluetooth do smartphone para que as máquinas próximas ao celular que contam com a mais recente versão do OS sejam identificadas. Tudo o que o usuário tem de fazer, então, é tocar sobre a tela do telefone e fazer o login.
A notícia não foi publicada com grande alarde pela desenvolvedora do sistema e veio à tona a partir de um post feito via Twitter pelo usuário WalkingCat nesta quarta-feira (9). Neste momento, apenas contas cadastradas pela Microsoft para a realização de testes fechados podem rodar o app. As vindouras atualizações deverão incluir suporte ao sistema ID, ao serviço VPN e também à conexão com navegadores.
 
 
 Por que a Microsoft não precisa mais do Windows
Sistema operacional responde por apenas 10% do lucro da companhia, o que faz os executivos da empresa reverem suas projeções de futuro

Quando você pensa na Microsoft, qual é o primeiro produto da fabricante que lhe vem a mente? Seria o Windows? É isso mesmo? Imagino que sim, pois trata-se da resposta mais óbvia (até porque, muito possivelmente, você está lendo esse texto em um computador rodando esse sistema operacional). Pois saiba que tal ferramenta representa cada vez menos na vida da empresa fundada por Bill Gates. 

Um ótimo artigo publicado recentemente destrinchou os resultados recentes de grandes provedores de TI. E, a análise dos balanços financeiros submetidos a órgãos reguladores de mercado revelaram pontos interessantes sobre como a gigante de Redmond está fazendo dinheiro atualmente.

É razoável acreditar que o Windows responda por uma fatia enorme do faturamento da fabricante. De fato, durante muitos anos, o sistema operacional foi a “vaca leiteira” da Microsoft. Além disso, é importante considerar que, recentemente, a companhia lançou uma nova versão da ferramenta – tecnologia que trouxe diversos avanços frente ao seu antecessor.

Porém, precisamos ressaltar, que muitas constatações em torno do sistema operacional são equivocadas. Para deixar claro, os balanços contábeis revelam que o maior gerador de receitas da provedora no último trimestre fiscal de 2015 veio das divisões de cloud e servidores.

Com base nessa informação, talvez você pense: “O Windows, então, deve ser o número dois dessa lista, certo?”. Não! Por incrível que pareça, há mais Xboxes no mundo do que se possa imaginar – e não esqueça que cada venda do console puxa consigo também uma divisão forte de games.

Obviamente, portanto, o sistema operacional é a terceira maior fonte de receita da companhia... não, espera... Essa também não é uma verdade! Atrás de cloud e servidores e de videogames, vem os negócios de Office.

Pois é amigos, o Windows ocupa apenas a quarta posição, com 10% do faturamento analisado no artigo, em relevância nas receitas recentes da Microsoft.

O que está acontecendo?

Bem, se olharemos com certa cautela, a queda no desempenho financeiro do sistema operacional nos resultados da Microsoft não tem vínculo com as escorregadas que a companhia deu com o Vista ou com o Windows 8.x ou sequer decorreu de um acirramento da competição contra Linux ou Mac.

De fato, o Windows continua sendo o sistema operacional de desktop mais popular do mundo. Contudo, é justamente esse o grande ponto. Pouco a pouco, o desktop se torna menos relevante. Talvez os tablets não tenham matado os PCs, mas desencadearam um abalo nesse nicho. Porém, é nos smartphones que o calo aperta.

A certeza é que os computadores de mesa e mais robustos dificilmente morrerão, até porque, muitas pessoas ainda precisarão de teclados para realizarem suas tarefas. Agora, para outras atividades, um dispositivo móvel compacto resolve (e muito bem) sua necessidade computacional básica. E a Microsoft sabe disso.

Por um longo tempo a empresa tentou – e falhou – disputar esse nicho de mercado a partir do Windows Phone. Chegou a ser desesperador ver os esforços da companhia no mundo móvel, até porque ela sabia que era onde a próxima batalha (que estamos vivenciando agora) seria decidida. A provedora lutou o quanto pode, até entregar as armas em meados de 2015.

Finalmente, os rapazes de Redmond assumiram que chegava a hora de abraçar o Android e iOS. Recentemente, em linha com essa visão, a companhia comprou a Xamarin, que fornece ferramentas que permite portar apps das plataformas Google e Apple para Windows.

Mas essa foi apenas uma medida extra. Internamente, a companhia estaria trabalhando para ajustar suas aplicações de negócio para essas novas plataformas. Nesse sentido, por exemplo, se esforça para adequar a suíte Office para Android, por exemplo.

O mundo em nuvem

Aí você pode se perguntar: que relação isso tem com o declínio do Windows? Tudo! A plataforma de colaboração e produtividade deixou para trás as fronteiras do desktop e se transformou em uma ferramenta em nuvem. E o fato de a divisão de servidores e cloud ser a maior fonte de lucro? Isso ocorreu puxado por serviços no Azure, não por vendas de licenças do Server 2012.

Veja, a Microsoft vai bem no caminho de se transformar um provedor de cloud computing, deixando para trás o ambiente de desktops. A ideia é que a empresa consiga, no mundo da computação em nuvem o mesmo sucesso que obteve na era do Windows rodando em PCs.

O faturamento da empresa caiu 5% no último trimestre enquanto os negócios de cloud tiveram aumento de 5% nas receitas. As vendas de Azure cresceram expressivos 140% no comparativo anual, o que fez o CEO, Satya Nadella, disparar: “As oportunidades trazidas por cloud são massivas. Trata-se de um mercado maior do que qualquer outro que já disputamos”.

Sim, você ouviu bem. A computação em nuvem é encarada pela provedora como algo extremamente maior do que já foi o Windows. O conceito marca uma transformação de todo o mercado de tecnologia da informação (e não apenas da Microsoft). O PC deixou de ser o centro da computação pessoal e será preciso lidar com isso.


Fonte: idgnow.com.br/
 
 
 O Galaxy S7 é muito bom mas o iPhone ainda é melhor
O Galaxy S7 é muito bom… mas o iPhone ainda é melhor 

Enquanto a Samsung não tiver um sistema operacional do mesmo nível que o iOS, Apple vencerá essa briga

A”Guerra dos smartphones” parece ter sofrido um golpe fatal: em mais uma matéria veiculada pelo site Tech Insider, o editor Steve Kovach fez uma bela análise que defende o iPhone em um patamar acima do que o novo Samsung Galaxy S7.

Vale dizer que essa afirmação não desmerece de maneira alguma o Galaxy S7 – a crítica é unânime: o modelo é um sucesso e um smartphone incrível. Ele tem um design super bonito, é a prova d’água e tem a melhor câmera que a Samsung já colocou em um celular. Mas também precisa ser dito que falta uma coisa para o S7 ser melhor que o iPhone: ter o iOS – e essa vai ficar devendo para sempre.

O sistema operacional da Apple é o ás na manga da companhia contra a competição e talvez trata-se do principal motivo porque o iPhone continua um sucesso massivo – mesmo que já seja possível fazer um celular tão bom quanto no quesito hardware.

O iOS possui os melhores aplicativos, os updates de software mais consistentes do mercado e uma equipe de desenvolvedores que trabalha dia após noite para destravar o maior do potencial que seu iPhone pode atingir.

Você não pode dizer isso sobre qualquer um Android, tampouco sobre qualquer Samsung, que possui um histórico de updates demorados, uso desnecessário de memória em features da própria marca… Bem, a Samsung permitiu apenas esse mês que seus aparelhos usassem a última versão do Android, mesmo que o Google já tenha a lançado há vários meses.

Isso nunca acontece com o iOS. A Apple faz um trabalho com maestria em manter todos os seus usuários atualizados com seus softwares e features. Um exemplo disso é o iPad 2, que possui já 5 anos de vida e ainda é compatível com o iOS 9, a última versão do mercado. Você não achará nenhum Samsung dessa idade que suporta as especificações de um Android de hoje.

Em questões de aplicativos, os desenvolvedores ainda tendem a fazer os melhores aplicativos e updates de software mais significantes para iOS antes do que para Android. Não é a coisa mais estranha de se ver, quando usuários de Android tenham que esperar alguns meses para terem alguns features que os usuários de iPhone já desfrutam há algum tempo.

E mais importante do que tudo isso, temos o fator segurança. Os usuários do Android aprenderam uma dura lição no último verão, quando o bug “Stagefright” afetou quase que todos que tinham um aparelho com o sistema operacional no planeta.

Para finalizar, vale lembrar que o Galaxy S7 é um smartphone incrível, beirando ser o melhor resultado que a Samsung produziu até hoje. Mas até que o Android se torne um sistema operacional alinhado em qualidade e funcionalidade com o iOS, a vitória será sempre da Apple e do iPhone.


Fonte: startse.infomoney.com.br
 
 
 Windows 10 Build 14278 para computadores vaza na internet
Usuários do Windows 10 para computadores que estão aguardando ansiosamente pelas próximas atualizações não param de ficar de olho nas últimas notícias, e isso já virou rotina. Pra quem sempre espera por um update da Microsoft, a boa notícia é que a Build 14278 vazou na internet nesta terça-feira, 8, e já pode ser baixada pelos usuários, embora não seja recomendado instalar versões do software que não sejam disponibilizadas originalmente pela Microsoft.

Esta compilação é mais atual do que a última lançada pela Microsoft pelo Fast Ring, e como vocês já devem imaginar, ela também faz parte da compilação Redstone 1. Sendo assim, sabemos que uma série de outros recursos que a Microsoft vem trabalhando secretamente não estarão disponíveis nesta atualização e os mesmos permanecerão em testes internos por mais alguns meses.

Como já citado por uma série de sites especializados na Microsoft e também por usuários que se aventuraram a instalar a versão vazada na internet, a compilação 14278 não traz muita novidade para o Windows 10 e, é claro, por ter sido vazada, não temos nenhum changelog oficial da empresa para explicar quais as principais mudanças e correções do sistema.

Mais uma vez, queremos deixar claro que não é recomendado instalar versões vazadas de compilações nos seus computadores. Nós *não* vamos disponibilizar um link para download neste artigo para que os nossos leitores não sejam prejudicados por possíveis problemas de instalação ou afins.

A Microsoft deve anunciar mais novidades sobre a atualização Redstone nas próximas semanas. Como já é de se esperar, os participantes do programa Windows Insider terão prioridade para testar as novidades, e recentemente tivemos uma notícia de que provavelmente o update será adiado para 2017.


Fonte: tudocelular.com/
 
 
 11 tecnologias extraordinárias criadas por mulheres
Resultado de pesquisas longas e complexas, estas criações salvaram e melhoraram vida de milhões de pessoas; no Dia Internacional da Mulher, conheça as inventoras por trás delas.

Se você olhar ao seu redor, com certeza as encontrará. São invenções que revolucionaram o mundo. Em alguns casos, salvaram vidas. Em outros, simplesmente as melhorou. No Dia Internacional da Mulher, apresentamos 11 inventos ou tecnologias desenvolvidos por elas.

1) Teste de urina para monitorar diabetes

O trabalho no campo da química realizado pela cientista americana Helen Free, de 93 anos, revolucionou os exames para diagnosticar doenças e detectar gravidez.

Free desenvolveu, junto com seu marido, Alfred, as tiras que são usadas em todo o mundo para monitorar a diabetes ao revelar a presença de glucose na urina no paciente.
Dotadas de substâncias químicas, essas tiras de alguns milímetros de largura apresentam uma reação ao entrar em contato com compostos presentes na urina.
Nascida em 1923, a pesquisadora lançou seu invento no mercado com o nome de Clinistix, uma tecnologia que representou um grande avanço em testes rápidos e eficazes não só de urina, como também de sangue.

2) Medicamento contra leucemia
Segundo o Salão da Fama dos Inventores dos Estados Unidos, a americana Gertrude B. Ellion (1918-1999) inventou o medicamento contra leucemia conhecido como 6-mercaptopurina e inovações farmacêuticas que facilitaram o transplante de rim.
Nascida em uma família de imigrantes lituanos, a bioquímica começou a investigar a doença. Suas pesquisas levaram ao desenvolvimento não só da 6-mercatopurina, como também de outro fármaco, a 6-tioguanina.

"A expansão de sua pesquisa a conduziu ao Imuran, um derivado da 6-mercatopurina que impedia a rejeição pelo corpo de tecidos externos. Usado com outros medicamentos, o Imuran permitiu os transplantes renais entre pessoas que não eram parentes", destaca o Salão da Fama de Inventores.

Ellion também liderou a equipe que desenvolveu medicamentos para tratar gota e um antiviral para combater infecções causadas pelo vírus da herpes.

Em 1988, o prêmio Nobel de Fisiologia e Medicina foi concedido a ela, James W. Black e George H. Hitchings "por suas descobertas sobre princípios-chave de tratamentos a base de medicamentos".
"Por casualidade, conheci um químico que buscava um assistente de laboratório. Ainda que não pudesse me pagar um salário nesta época, decidi que a experiência valia a pena", disse a cientista em um texto autobiográfico publicado no site do prêmio Nobel.

"Fiquei ali um ano e meio, e finalmente passei a ganhar o incrível montante de US$ 20 (em valores atuais, US$ 338, ou R$ 1278) por semana. Já havia economizado um pouco de dinheiro e, com a ajuda de meus pais, entrei na escola de pós-graduação da Universidade de Nova York no outono de 1939. Era a única mulher na classe de química, mas ninguém parecia se importar."


3) Método para melhorar negativos fotográficos

Em 1978, a Associação para o Avanço de Invenções e Inovações dos Estados Unidos elegeu a química Barbara S. Askins, hoje com 77 anos, como a inventora do ano por ter criado um processo para recuperar os detalhes de negativos que haviam sido subexpostos.
No mesmo ano, a pesquisadora patenteou sua invenção, que permitia melhorar fotografias usando materiais radioativos. A Nasa a havia contratado em 1975 para encontrar uma forma melhor de revelar fotos astronômicas e geológicas feitas a partir do espaço e obter imagens em que os detalhes pudessem ser vistos com clareza em vez de borradas ou com pouca definição.
Sem sua tecnologia, diz a Nasa em seu site oficial, estas imagens seriam inúteis. Seu invento foi "tão bem sucedido que seu uso se expandiu para além da agência espacial e foi aproveitado na obtenção de melhorias em raios-X e na restauração de fotos antigas".

4) 'Calculadora gráfica' para resolver problemas de transmissão de energia

Edith Clarke (1883- 1959) é considerada uma pioneira da engenharia elétrica e da computação. Ela foi a primeira engenheira elétrica a ser empregada profissionalmente nos Estados Unidos e a primeira professora em tempo integral desta área no país.
"Inventou uma calculadora gráfica que simplificou para determinar as características elétricas de longas linhas de transmissão de eletrecidade", indica o Salão da Fama de Inventores dos Estados Unidos.
Clarke foi uma autoridade na manipulação de funções hiperbólicas, circuitos equivalentes, análise gráfica e sistemas elétricos. A cientista patenteou a calculadora Clarke em 1925.
"Sua carreira teve com tema central o desenvolvimento e a disseminação de métodos matemáticos que simplificaram e reduziram o tempo empregado em cálculos complicados para resolver problemas de design e operação de sistemas de energia elétrica", explica James E. Brittain no ensaio Do Computador à Engenharia Elétrica: a extraordinária carreira de Edith Clarke.
"Ela traduziu o que muitos engenheiros viam como métodos matemáticos esotéricos em gráficos ou em formas mais simples, em uma época em que os sistemas de energia se tornavam mais complexos."

5) Vidro sem reflexo

s pesquisas de Katharine Blodgett (1898-1979) e Irving Langmuir criaram uma nova disciplina científica ao experimentarem com películas orgânicas com uma só molécula de espessura que tiveram aplicações práticas em campos tão variados como a conversão de energia solar e a fabricação de circuitos integrados.

"Como assistente de Langmuir na General Electric, Blodgett deu prosseguimento à descoberta de Langmuir, que consistia em uma capa única de superfície de água que podia ser transferida para um substrato sólido. Anos depois, ela verificou que o processo podia ser repetido para criar uma pilha de capas múltiplas de qualquer espessura", explica o Salão da Fama dos Inventores dos Estados Unidos.
Primeira mulher a obter um PhD em Física na Universidade de Cambridge, no Reino Unido, Blodgett aprofundou seu trabalho e criou revestimentos anti-refletores para superfícies de vidro. Isso fez com que produzisse, como destaca o Salão, o primeiro vidro "verdadeiramente invisível".
Sua invenção, conhecida como filme Langmuir-Blodgett, foi patenteada nos Estados Unidos em 1940. "O vidro sem reflexo eliminou a distorção de luz que existia em vários equipamentos ópticos, incluindo lentes de sol, telescópios, microscópios, câmeras e projetores."

6) Peneiras moleculares para refino de petróleo
Não há como falar de Edith Flanigen sem mencionar a descoberta de formas mais eficientes, limpas e seguras de refinar petróleo. De fato, seu invento foi uma peça-chave na produção de gasolina em todo o mundo.
Em 1956, a química americana "começou a trabalhar na tecnologia emergente de peneiras moleculares, estruturas cristalinas microporosas", explica o Salão da Fama de Inventores dos Estados Unidos.
"Esses compostos podem ser usados para purificar e separar misturas complexas e catalisar ou acelerar o ritmo das reações dos hidrocarbonetos e têm uma ampla aplicação no refinamento de petróleo e nas indústrias petroquímicas."
Em 2004, o Instituto de Tecnologia de Massachussets (MIT, na sigla em inglês) conferiu a ela o prêmio Lemelson-MIT pelos efeitos revolucionários desta tecnologia.
Flanigen liderou uma equipe de inventores que descobriu "mais de uma dezena de estruturas de peneiras moleculares e 200 composições, muitas das quais foram comercializadas no refinamento de petróleo e nos processos petroquímicos para reduzir os custos de energia e o desperdício industrial", destacou o MIT.

Aos 87 anos, Flaningen detém hoje 108 patentes nos Estados Unidos, e, entre suas pesquisas foram aplicadas na purificação de água e no saneamento ambiental.

7) Máquina para fazer sacolas de papel
Dona de 26 patentes, concedidas entre 1870 e 1915, a americana Margaret Knight (1838-1914) entrou para a história por ter inventado uma máquina para fabricar sacolas de papel de fundo plano.
"A invenção revolucionou a indústria de sacolas de papel ao substituir o trabalho de 30 pessoas pelo de uma única máquina", diz o Salão da Fama dos Inventores dos Estados Unidos.
De forma automática, a máquina cortava o papel, o dobrava e unia suas partes para criar a sacola. "Antes de sua invenção, as sacolas de fundo plano só podiam ser feitas manualmente e com um alto custo."
Seu invento foi usado em todo o mundo e permitiu a produção em massa desse tipo de sacola. Uma variação de sua máquina ainda era usada no fim do século 20.

8) Fralda descartável
Em 1951, foi concedida à arquiteta americana Marion Donovan (1917-1998) a patente de uma cobertura impermeável para fraldas, o que fez com que ficasse reconhecida mundialmente como a "mãe das fraldas descartáveis".
Quando ela faleceu, o jornal The New York Times escreveu em seu obituário: "Tinha 81 anos e havia ajudado a encabeçar uma revolução industrial e doméstica ao inventar o precursor da fralda descartável".
"Motivada pela tarefa frustrante e repetitiva de trocar as fraldas de pano sujas, a roupa e os lençóis de seu filho, Donovan criar uma capa para a fralda que permitia manter seu bebê seco", conta o Salão da Fama de Inventores dos Estados Unidos.
"Diferentemente de outros produtos no mercado, o seu foi feito com uma tela que permitia que a pele do bebê respirasse e também incluía botões em vez de alfinetes."
Donovan batizou seu invento como "Boater", mas, num primeiro momento, ele foi recusado por fabricantes. Por essa razão, ela começou a comercializar a capa por conta própria e, após receber a patente, a vendeu para uma companhia por US$ 1 milhão em valores da época.
Anos depois, o engenheiro industrial Victor Mills, da Procter & Gamble, lideraria a equipe que fez a primeira fralda descartável como a conhecemos hoje.

9) Sinalizadores marítimos
"Em uma época em que as mulheres pareciam não fazer nada além de arrumar a casa e criar os filhos, Martha Coston estava ocupada salvando vidas ao aperfeiçoar os sinalizadores marítimos noturnos", destaca o livro As Invenções de Martha Coston, de Holly Cefrey.
Coston (1826-1904) desenvolveu um sistema de luzes pirotécnicas vermelhas, brancas e verdes com base em esboços deixados por seu marido antes de ele morrer, para que os barcos pudessem se comunicar entre si e com o pessoal em terra em meio à escuridão e a grandes distâncias.
Ela passou dez anos desenvolvendo a tecnologia antes de patenteá-la e a vendeu para a Marinha americana. "O sistema deu uma vantagem decisiva à União na Guerra Civil e a empresa Coston, fundada para produzir os sinalizadores, operou até o fim do século 20", explica o Salão da Fama de Inventores dos Estados Unidos.
"O sistema de códigos e sinalização foi usado pelo serviço de emergência e o serviço meteorológico dos Estados Unidos, instituições militares na Inglaterra, França, Holanda, Itália, Áustria, Dinamarca e Brasil, navios mercantes e iates privados."

10) Limpador de para-brisa
Mary Anderson (1866-1953) teve a ideia de criar o limpador de para-brisa quando viajava em um bonde por Nova York em um dia de neve no início do século 20.
"Anderson observou que os condutores tinham que abrir frequentemente suas janelas para poder enxergar em meio ao clima impiedoso. Muitas vezes, eles tinham de parar o bonde e descer do carro para limpar a janela", conta o Salão da Fama de Inventores dos Estados Unidos.
"Sua ideia consistia em uma alavanca dentro do veículo que controlava um braço mecânico equipado com uma escova de borracha. A alavanca movia a escova pelo para-brisa para eliminar a chuva ou a neve." Segundo o Salão, com a patente concedida em 1903, a invenção tornou-se o primeiro dispositivo eficaz de limpeza do para-brisa.

11) A superfibra Kevlar
Stephanie Kwolek (1923-2014) foi uma química americana de origem polonesa que, em 1965, descobriu uma variedade incrível de polímeros cristalinos líquidos.
Dona de 17 patentes, a cientista "se especializou em processos a baixas temperaturas para a criação de longas cadeias moleculares, o que a conduziu à descoberta de fibras sintéticas a base de petróleo de grande rigidez e resistência", indica o Salão da Fama de Inventores dos Estados Unidos.
A fibra mais famosa resultante dessas pesquisas foi a Kevlar, um polímero cinco vezes mais forte que o aço. Trata-se de um tecido de alta resistência que é usado para fabricar centenas de produtos, como coletes à prova de balas, cabos de fibra ótica, peças de avião e cascos de navio.
"Sabia que tinha feito uma descoberta", disse Kwolek em uma entrevista. "Não gritei 'eureka', mas fiquei muito emocionada, assim como todos no laboratório, por estarmos diante de algo novo e diferente." Além de salvar vidas, o poderoso tecido gera centenas de milhares de dólares por ano em vendas de produtos derivados em todo o mundo.

Fonte: http://g1.globo.com/
 
 
 Microsoft implanta projeto de acesso a tecnologia para startups em Fortaleza
Foi assinado na manhã de hoje (8) acordo de intenções entre a empresa e a Prefeitura de Fortaleza, para disponibilizar serviços voltados para educação e empreendedorismo

A Microsoft Informática irá disponibilizar acesso a tecnologias de ponta e capacitação em Tecnologia da Informação (TI) para pequenos empreendedores, ONGs e rede municipal de educação (posteriormente, a particular) de Fortaleza. O serviço está previsto em acordo de intenções assinado na manhã de hoje (8) pela empresa e pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SDE).
 
De acordo com o titular da pasta, Robinson de Castro, as negociações começaram há seis meses, e o contrato não prevê desembolso de nenhuma das partes. "(Nós estávamos) carentes de parcerias dessa natureza. O acordo vem trazer ferramentas e tecnologia a uma cidade com vocação para a área de tecnologia e inovação", resume.  

Executivo de Serviços da Microsoft, João Thiago mostra o ecossistema que traz a empresa a voltar os olhos para o Brasil e para o Ceará, começando com um projeto que pode ser o caminho para fechar negócios com empresas e startups locais, para além do projeto inicial.
 
Segundo Thiago, há no Brasil cerca de 8 mil startups, que apresentam o 3º crescimento mais rápido da América Latina e é onde 71% da juventude quer empreender. "A cidade de Fortaleza é um ambiente propício para que a gente possa desenvolver ações de startups e de fomento ao empreendedor", diz o executivo.

Ele explica que a parceria contempla, no setor de educação, conteúdos de capacitação em TI gratuitos. São cursos envolvendo desde noções básicas de computação, segurança, privacidade e Internet até módulos avançados, para estudantes do Município que estejam matriculados no Ensino Médio. Entre outros pontos, serão dois os programas principais do convênio.

Sotftwares
O DreamSpark, voltado para educação, poderá ser aderido pelas instituições de ensino médio do município, a partir de cadastrar no site do programa. Assim, as instituições terão acesso a software de desenvolvimento e design de programas gratuitamente para desenvolver habilidades em TI. O BizSpark será voltado para o fomento ao empreendedorismo e desenvolvimento de empresas iniciantes (startups), que inclui acesso a software Microsoft de alta tecnologia, suporte técnico, treinamento de negócios e gerenciamento e visibilidade para startups que se enquadrem no regulamento do programa que tem duração de três anos.

Como o acordo de intenções foi assinado ontem, a princípio, o projeto voltado para o setor empresarial vai começar atuando em 12 empresas que já estão incubadas. Todas com renda anual inferior a US$ 1 milhão. Posteriormente, novas empresas poderão se candidatar. "A ideia é que a gente faça, através da SDE, a validação das novas empresas", explica Milton Larsen Burgese, diretor de setor público da Microsoft Brasil. Segundo ele, ainda em março, devem começar os planejamentos voltados para o setor de educação, para que possam ser implantados em breve. Contudo, ainda não há data específica para a implantação dos projetos nos colégios.  

"A Microsoft escolheu dois grandes temas para entregar a contrapartida maior para a sociedade aqui no Brasil. Primeiro tem a educação, segundo tem o empreendedorismo. A tecnologia, sem dúvida nenhuma, é uma das ferramentas mais inclusivas hoje em dia", diz Larsen. Segundo o diretor, a empresa tem projetos de educação e de empreendedorismo em diversas cidades do País, como Recife, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Mas é no Ceará onde tem um programa que interligue os dois setores de forma mais íntima.

App
Também será lançado o aplicativo “Microsoft Cidadão Conectado”, que deve permitir interação entre a população e o poder público sobre fiscalização de serviços, da proposta de soluções, avaliando os serviços públicos e acompanhando o desempenho na execução de políticas públicas.  


Fonte: opovo.com.br/
 
 
 As dez mulheres mais importantes da história da tecnologia
Lugar de mulher é onde ela quiser, inclusive, na indústria da tecnologia. Seja programando, desenvolvendo produtos ou criando inovações, elas sempre estiveram por aí, por mais que nem sempre sejam reconhecidas por seus feitos ou tenham histórias que se confundam ou são ofuscadas pelas dos homens. Elas podem até ser pouco lembradas, mas jamais esquecidas. Por isso, nesse Dia Internacional da Mulher tão simbólico, que acontece em meio a um esforço cada vez maior para trazer inclusão e representatividade ao Vale do Silício, tradicionalmente um “Clube do Bolinha”, o Canaltech volta seus olhos para o passado. E, por incrível que pareça, em uma indústria que carrega essa carga masculina tão forte, foi difícil selecionar apenas dez mulheres para compor essa lista. Confira agora alguns dos principais nomes do passado, mas com forte influência no presente: 


Ada Lovelace

Quando se fala no passado da tecnologia, não há como ir muito mais para trás. Em 1843, Augusta Ada King, a Condessa de Lovelace, traduzia os textos de Luigi Menabrea, um matemático italiano, sobre as ferramentas analíticas usadas por Charles Babbage, um matemático inglês. Esse trabalho derivativo resultou no que, para muitos especialistas, é o primeiro algoritmo criado na história, muito antes da existência de máquinas que pudessem processá-lo. Única filha legítima de Anne Isabella Milbanke e do poeta Lord Byron, ela foi uma das precursoras das ciências da computação. Seu trabalho estava relacionado à metodologia de cálculo de uma sequência de números de Bernoulli, sequências de racionais com operações altamente complexas. O único problema encontrado por Lovelace, na época, é que ela simplesmente não possuía o maquinário necessário para colocar seus estudos à prova. Seu algoritmo, entretanto, foi provado como correto anos depois de seu falecimento, quando finalmente chegaram os equipamentos necessários para essa verificação. Hoje, ela dá nome a um prêmio da Sociedade Britânica de Computação que contempla avanços significativos em sistemas de informação. “As garotas do ENIAC”

Antes de linguagens de programação e sistemas computadorizados para cálculos matemáticos como os que já citamos aqui, entretanto, os primeiros computadores dependiam da influência humana e de aparatos mecânicos para funcionarem, e dependiam bastante dos nossos cérebros. Quando se falava em trajetórias de mísseis e bombas, então, a coisa se tornava ainda mais complicada. Foi aí que entraram as “garotas do ENIAC”, um grupo de seis mulheres que foram as primeiras “computors” da história da informática. Trabalhando em um dos primeiros supercomputadores criados, na Escola de Engenharia Moore, no estado americano da Pennsylvania, Betty Snyder (a única que não aparece na foto acima), Marlyn Wescoff, Fran Bilas, Kay McNulty, Ruth Lichterman e Adele Goldstine eram responsáveis pela configuração do ENIAC, dando a ele as instruções para realizar os cálculos necessários. Isso significava que elas lidavam, diariamente, com mais de três mil interruptores e botões que ligavam um hardware de 80 toneladas, tudo manualmente. Mais do que operar o maquinário, elas foram responsáveis por dar o pontapé inicial em muitos protocolos usados até hoje. Goldstine, por exemplo, criou o primeiro manual do ENIAC, com instruções de uso e melhores práticas, enquanto Goldstine e Jennings tiveram influência fundamental em sistemas de “salvamento” de configurações e preferências. Fora do supercomputador, ainda, Snyder criou o primeiro sistema informatizado para o censo americano, inventou o teclado numérico para facilitar na programação e, curiosamente, foi uma das percursoras dos computadores na cor “gelo”, totalmente comuns nos anos de 1990. 


Irmã Mary Kenneth Keller 

Considerada a primeira mulher a receber um doutorado em ciências da computação, Keller se formou na Universidade Washington, na cidade de St. Louis, nos Estados Unidos. O diploma veio em 1965, mas desde 1958, ela já trabalhava em oficinais de informática enquanto a indústria ainda era menos do que incipiente. Sua contribuição, entretanto, foi fundamental na criação da linguagem de programação BASIC, criada com fins didáticos e utilizada por décadas, até ser substituída pelo Pascal, mais arrojado, seguro e seguir de melhores práticas. Ela enxergou desde cedo o potencial dos computadores como uma ferramenta educacional e voltada para o desenvolvimento humano, seja por meio de um maior acesso à informação ou simplesmente como suporte na sala de aula. Tanto que sempre trabalhou na área do ensino, fundando um departamento de ciências da computação na Universidade Clarke, no estado americano do Iowa, o qual permaneceu dirigindo até seu falecimento, em janeiro de 1985. Mary Kenneth Keller escreveu quatro livros sobre computação e programação, e as obras são, até hoje, uma referência. Ela também foi uma das primeiras vozes pela inclusão das mulheres no ramo da informática. Hoje, batiza o Centro de Ciências da Computação da universidade onde atuou por 20 anos, além de ter uma bolsa de estudos na área que também leva o seu nome. 



Jean Sammet

Erroneamente chamada de primeira mulher a obter um PhD em ciências da computação – ela obteve o diploma apenas em 1968, três anos depois da Irmã Keller –, Sammet foi a criadora de uma das primeiras linguagens computadorizadas existentes. O FORMAC, que entrou em uso no final dos anos 1960 pelas mãos da IBM, era utilizado para manipular fórmulas matemáticas e auxiliar em cálculos complexos. Nada mais justo vindo das mãos de uma mulher que, antes de se tornar doutora em ciências da computação, trazia consigo duas formações distintas em matemática, uma pela Universidade de Illinois e outra pelo Mount Holyoke College. Por causa disso e de seus conhecimentos em informática, ela trabalhou durante 27 anos na IBM, que por muito tempo foi a empresa símbolo dessa indústria em todo o mundo. Ela também teve influência importante na criação do COBOL e participou de diversas entidades voltadas à inclusão das mulheres na indústria da tecnologia. Sammet também presidiu a ACM (Associação para Maquinaria de Computação, na tradução do inglês), uma iniciativa voltada para o uso da informática em projetos científicos e educacionais, com mais de 70 mil membros. 



Grace Hopper

Quando se fala em pioneirismo, Grace Hopper tem diversos títulos para chamar de seus. Ela foi a primeira mulher a se formar na prestigiosa Universidade de Yale, nos Estados Unidos, com um PhD em matemática, além de ter sido a primeira almirante da marinha dos EUA. No campo da tecnologia, ela foi uma das criadoras do COBOL, uma linguagem de programação para bancos de dados comerciais. Entretanto, sua história mais famosa é a que remonta à popularização do termo “bug” para indicar problemas em software. 

Em uma anedota jamais confirmada, ela teria resolvido um problema de processamento de dados ao remover uma mariposa que estava criando ninho dentro de um computador, indicando que um “debugging”, ou a remoção de um “inseto” é o melhor caminho para resolver falhas de funcionamento. Uma de suas principais frases se tornou não apenas um bastião feminista, mas também o principal mote para as mulheres que lutam por representatividade na indústria da tecnologia:  “é mais fácil pedir perdão do que permissão”. 

Além do COBOL, Hopper também criou linguagens de programação para o UNIVAC, o primeiro computador comercial fabricado nos Estados Unidos. 



Karen Sparck Jones

Mais uma daquelas mulheres que você provavelmente nem sabia que existiram, mas cuja influência permeia o seu dia a dia até hoje, Jones realizou um trabalho focado em processamento de linguagem. Ela foi uma das criadoras do conceito de “inverso da frequência em documentos”, a base do que hoje são os sistemas de busca e localização de conteúdo e pedra fundamental de companhias como o Google, por exemplo. Trata-se de um sistema de recuperação de informações que minera de forma extremamente veloz os dados em um conjunto de documentos. A busca é feita pelos termos que mais aparecem nos textos, que quando cruzados com um sistema de filtragem, mostram a relevância de diferentes temas. É o que define, de forma básica, se uma página, por exemplo, está falando sobre a influência das mulheres no mundo da tecnologia ou se apenas cita as palavras “mulheres” e “tecnologia”, mas em um contexto completamente diferente. Os estudos de Karen Sparck Jones foram desenvolvidos no laboratório de computação da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, onde ela trabalhou por quase 30 anos, entre 1974 e 2002. Ela se aposentou naquele ano, mas continuou se dedicado a causas de inclusão das mulheres no mundo da tecnologia até seu falecimento, em 2007. 


Carol Shaw

Citada como a primeira mulher a trabalhar na indústria dos games, Carol Shaw foi uma das funcionárias originais da Atari. Apesar disso, ela passou pouco tempo na empresa, sendo contratada rapidamente pela Activision e participando do desenvolvimento de um dos maiores clássicos dos games, River Raid. Seu cartão de visitas a atribuía a função de “engenheira de software para microprocessadores”, o que significava que ela atuava também nos sistemas do próprio console. E trabalhando com uma máquina com apenas 128 bytes de memória RAM, ela foi a responsável por criar o primeiro sistema de geração procedural de conteúdo, o que significava que, em River Raid, uma fase nunca era igual à outra. Oponentes, itens e objetos do cenário apareciam de forma randômica, em uma prática que é utilizada até hoje. Em seu currículo, também estão games clássicos como 3D Tic Tac Toe, Super Breakout e Happy Trails, seu últmo game com a Activision. Ela se aposentou em 1990 e mora na Califórnia, nos Estados Unidos, onde realiza trabalho voluntário. 


Roberta Williams

E já que estamos falando de video game, não há como não citar, também, a influência de Roberta Williams nesse segmento. Ela, ao lado de seu marido, Ken, foi a fundadora da On-Line Systems, que mais tarde, se tornaria a Sierra, um dos maiores nomes da indústria de jogos eletrônicos, tendo participado do desenvolvimento e/ou distribuição de grandes nomes como King’s Quest, Phantasmagoria, Half-Life e Counter-Strike. A história de Roberta com os games começa quando ela foi apresentada, pelo marido, a Adventure, um game de aventura baseado unicamente em texto. Até hoje citado por ela como um de seus preferidos, o título a levou a pensar que os games poderiam ter um incrível potencial visual, o que a levou a desenvolver, ao lado do marido, Mistery House. O título com linhas simples foi a base fundamental da Sierra, que se tornou uma das empresas mais icônicas do mercado. Aos poucos, a empresa foi acumulando estúdios e passando por diversas reestruturações, vendas e organizações internas. Em meados dos anos 2000, a companhia foi adquirida pela Vivendi, que mais tarde, se uniu à Activision para criar o que hoje é a maior empresa de games do mercado. Em 2008, entretanto, a Sierra deixou de existir, voltando à vida em 2014 e existindo até os dias de hoje. Esse retorno também garantiu a Roberta e Ken Williams um prêmio honorário na cerimônia dos The Game Awards de 2014. No evento, eles foram considerados “ícones da indústria” e aproveitaram a ocasião para anunciar o reboot de King’s Quest, com episódios ainda a serem lançados. A honraria foi apresentada com um relato emocionado de Neil Druckmann, produtor de The Last of Us e Uncharted 4: A Thief's End, afirmando que aprendeu a falar inglês e decidiu trabalhar na indústria devido à influência de King's Quest e das obras da Sierra. 


Radia Perlman

Se Tim Berners-Lee é o pai da internet, Radia Perlman pode ser considerada como a mãe. Designer de software e engenheira de redes, ela foi a responsável pela criação do protocolo STP (Spanning Tree Protocol), que melhorou a performance de sistemas conectados ao evitar a realização de loops de dados, garantindo que as informações trafeguem mesmo em caso de problemas, sem ficarem perdidas tentando firmar uma conexão inexistente. Imagine que você precise chegar ao outro lado de um rio e possui diversas alternativas para fazer isso – uma ponte de madeira frágil, uma com elevações, outra que desce até a água para depois subir e, finalmente, aquela em linha reta, a mais eficiente, feita de concreto. O protocolo de Perlman permite que os dados, como você, saibam que aquele é o caminho mais rápido para chegar ao destino. Caso algo dê errado, ele também permite mensurar qual é o segundo melhor, e assim por diante. Ela também é uma das pioneiras no ensino de programação e arquiteturas de redes para crianças, além de ter sido uma das criadoras do TORTIS, uma linguagem de programação com fins também educacionais, só que de robótica. Ela também foi a responsável por diversos protocolos de segurança de rede e, hoje, trabalha na Intel, além de ser dona de mais de 50 patentes relacionadas a tecnologias de conexão. 


Frances Allen
A primeira mulher a ganhar o prestigiado Turing Award, Allen trabalhou durante 45 anos na IBM, onde esteve no centro de muitos dos avanços da computação e, principalmente, na chegada dessas máquinas às casas das pessoas comuns. É dela, por exemplo, algumas das principais bases de sistemas de otimização de código e paralelização, permitindo que softwares avançados rodassem de maneira melhor até mesmo nos computadores mais fracos. Além disso, seu conhecimento em programação a levou a criar alguns dos primeiros sistemas de segurança da NSA, a agência de segurança nacional do governo dos EUA. Seus trabalhos no setor de inteligência, claro, nunca foram conhecidos completamente por questões de sigilo, mas garantiram a ela uma influência fundamental no estado da segurança da informação como a conhecemos hoje.


Fonte: http://canaltech.com.br/
 
 
 Novo preview do Windows 10 traz Cortana em português do Brasil
A Microsoft está levando a sua assistente virtual Cortana para o Brasil, México e a parte do Canadá que fala francês com um novo update para o Windows 10 beta, lançado no final de semana - saiba mais aqui.
A nova build 14279 permitirá que as pessoas desses países levem a Cortana para uma volta e testem não apenas o reconhecimento de voz da assistente virtual, mas o seu conhecimento das culturas locais.
Essas localizações da Cortana são apenas o começo, e o feedback dos usuários do programa beta Windows Insider vai ditar as mudanças futuras antes que essas atualizações sejam completamente lançadas, afirma a empresa de Redmond. 
 
 
 Windows 10 ganha Cortana em português com nova build 14279
A Microsoft anunciou nesta sexta-feira (4) a tão esperada notícia: a Cortana chegou em português. A novidade está na build 14279 do Windows 10, que traz a assistente de voz para os idiomas Espanhol (México), Português (Brasil) e Francês (Canadá). A novidade chega primeiro para membros do Windows Insider, como sempre. Por isso, a fabricante do software pede ajuda. "Nosso trabalho nunca termina e uma grande parte do nosso processo de desenvolvimento está em receber o feedback de vocês. Estas são as primeiras versões que continuaremos a melhorar", explica no blog oficial.
Vale notar que a Cortana em português chega com atraso. A versão brasileira da assistente pessoal Cortana, da Microsoft era prevista para 2015. Porém, o vice-presidente de Engenharia de Sistemas do fabricante do Windows, Gabriel Aul, confirmou em sua conta no Twitter, que a novidade só estaria pronta em 2016, porém, seguia como "um prioridade para as equipes" de desenvolvimento.
Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone 
Como usar a Cortana em Português
Para usar a Cortana em nossa língua, usuários precisam baixar versões prévia do Windows 10 no modo Fast Ring (Rápido), que pode conter bugs e alguns problemas de desempenho. Segundo a Microsoft, a assistente é grande fã dos pastéis e culinária brasileira, o que revela que diversos truques e brincadeiras podem estar escondidos na Cortana em português.
A chegada da Cortana para o Brasil era inicialmente prevista para dezembro, porém o recurso teve um atraso por conta de problemas na tradução. A assistente chega meses após o lançamento do Skype Translator para brasileiros, recurso que traduz conversas em tempo real do Inglês e outros idiomas para Português.
Windows 10 Mobile
Por enquanto, a Cortana estará disponível em português apenas nos computadores. Para o Windows 10 Mobile, em celulares, a assistente deve chegar em futuras atualizações.
Outras melhorias na Cortana
Além dos novos idiomas, a Cortana recebeu também melhorias na sua capacidade de dar lembretes ao usuário. A partir de agora, é possível dar lembretes mais simples à assistente e adicionar os detalhes depois.
Por exemplo, é possível pedir para ser lembrado da leitura de um livro ou de um compromisso sem adicionar horário ou outro detalhe. Todos as informações poderão ser alteradas posteriormente no notebook da Cortana. No há, por enquanto, confirmação se isto está disponível para o português.
A Build 14279 investiu trouxe mudanças também na tela de bloqueio do sistema. A partir de agora, a área terá o mesmo papel de parede para a área do relógio e a de login. Até agora, o usuário poderia apenas optar entre o wallpaper do Windows e cores sólidas para a segunda tela.
Vale a pena baixar a build nova do Windows 10 com Cortana em português? Comente no Fórum do TechTudo.
A Microsoft aumentou ainda a integração entre o aplicativo de apresentações Sway com o app de fotos do Windows 10. Fora isso, o aplicativo beta do Xbox One foi atualizado com novas placares e sugestões. 
Ambas as funcionalidades poderão ser baixadas por qualquer usuários, mesmo que não sejam participantes do Insider.
A Build 14279 corrigiu ainda problemas de desempenho no Microsoft Edge e telas azuis para alguns usuários, além de melhorias em pacotes de idiomas. No entanto, a empresa avisa que usuários Kaspersky Antivirus, Internet Security, ou Kaspersky Total Security Suite poderão ter problemas com a nova compilação. Confira a lista completa de erros no site da Microsoft.
 
 
 Como baixar apps do Windows 10 no pendrive ou cartão de memória
seguros de apps que funcionam em PCs e tablets com Windows. A Windows Store também permite baixar e salvar programas em um pendrive ou cartão de memória para instalar no seu computador. 
O recurso tem o objetivo de economizar espaço no HD do computador, assim como acontece quando o usuário desativa a hibernação.   
Aprenda a configurar o Windows 10 para instalar apps do Facebook, Uber, TuneIn Radio e muitos outros automaticamente no armazenamento externo quando houver um dispositivo USB ou cartão SD.

Passo 1. Conecte um pendrive ou cartão SD com espaço livre no seu computador ou tablet Windows;
Passo 2. Abra o menu Iniciar e acesse as configurações do Windows 10;
Passo 3. Acesse a opção “Sistema”;
Passo 4. Em “Armazenamento”, localize o item “Novos aplicativos serão salvos em”, sob “Locais de salvamento”;
Passo 5. Selecione o dispositivo externo de memória;
Passo 6. Clique em “Aplicar” para salvar as mudanças.
Ao final do procedimento, o Windows 10 irá considerar o pendrive ou cartão SD como o dispositivo padrão para salvar seus apps. Caso você desconecte-os do computador, o sistema passará a salvar o conteúdo no HD como antes, até que os dispositivos sejam reconectados.
 
 
 Aplicativo Fotos do Windows 10 recebe integração com o Sway da Microsoft
Baixar aplicativos do Windows 10 por meio da loja oficial tem algumas vantagens, como o acesso a downloads A Microsoft anunciou há algum tempo o Sway, um novo aplicativo para criação de apresentações que prometia facilitar bastante a vida de quem queria desenvolver este tipo de conteúdo, fosse para trabalho ou apenas para organizar as fotos da família de uma forma diferente. Agora, a companhia resolveu levar a ferramenta para dentro de seu app de galeria nativo do Windows 10, realizando a integração entre ambas as plataformas na última atualização liberada para o Microsoft Fotos.
Segundo informado por meio do blog oficial do Windows, a integração entre o Fotos e o Sway permite que os usuários criem álbuns ainda mais dinâmicos e divertidos, já que além de organizar suas fotografias e vídeos ainda é possível realizar anotações, narrações e outros tipos de edições para tornar tudo mais completo. Vale notar que é preciso apenas um clique para que seu álbum seja enviado ao Sway para edição, porém antes disso é necessário que você realize login no serviço com sua conta da Microsoft.
Caso não tenha reparado na novidade, basta abrir algum de seus álbuns - criados automaticamente ou não - e descer até o final dos arquivos, onde estarão disponíveis três opções: "adicionar ou remover fotos", "compartilhar este álbum" e "conte sua história com o Sway". Clicando sobre o último item será necessário aguardar alguns segundos (ou minutos, dependendo da quantidade de fotos e vídeos de seu álbum) até que o aplicativo Sway seja aberto com todas as suas lembranças, bastando então que você realize as alterações desejadas e salve a apresentação.
A Microsoft destaca ainda a possibilidade de adicionar outros tipos de interações em sua apresentação, como tweets, Vines, mapas ou até mesmo Living Images, fazendo com que sua história seja contada da forma mais criativa e divertida possível. Para baixar a versão mais recente do Fotos, basta acessar diretamente a Windows Store e realizar o download em seu desktop ou tablet com Windows 10, lembrando que ainda não há qualquer previsão para a chegada da novidade ao Windows 10 Mobile.
 
 
 Windows 10 está prestes a dominar o Steam
O uso do Windows 10 na plataforma de jogos Steam está continuando crescer, com mais de 35% dos jogadores lá agora usando a mais recente versão do sistema operacional da Microsoft. A versão do Windows 10 de 64 bits continua em segundo lugar, atrás Windows 7 de 64 bits, mas a diferença entre elas é de apenas 0,2%.
Dado o aumento de 1,24% no uso para Windows 10 64-bit (atualmente em 34,01%) desde o mês passado, parece provável que essa versão vai finalmente vencer a sua contraparte Windows 7 (atualmente em 34,21%) no próximo mês.
Quando você somar as variantes de cada sistema operacional de 32 bits e de 64 bits, no entanto, uma imagem ligeiramente diferente emerge: para o Windows 7, o total combinado chega a 42,01%; e para o Windows 10, o total de 32 e 64 bits acrescenta-se a 35,31%, indicando uma diferença muito maior entre as versões mais antigas e mais recentes do OS. Pode muito bem ser mais alguns meses antes do Windows 10, finalmente ultrapasse o Windows 7 em sua totalidade no Steam.
Curiosamente, o uso do Windows XP no Steam continua a subir - na sequência de um aumento de 0,01% nas estatísticas publicadas em janeiro, e outro aumento de 0,14% no mês passado, o uso do XP foi novamente aumentado em 0,08% na última repartição mensal, e conta agora com uma base de usuários de 2,39%, à frente do Windows 8 64-bit em 1,71%.
Para a grande surpresa de ninguém, a utilização do Windows como um todo continua a dominar a plataforma Vapor, respondendo por 95,59% dos dispositivos, seguido por OS X em 3,40% (queda de 0,15% em comparação com o mês passado); e Linux em 0,91% (queda de 0,04%).
 
 
 Como bloquear programas no Windows 10 com o AskAdmin
O AskAdmin é um programa simples e já está compatível com o Windows 10, versão mais recente do sistema operacional da Microsoft. Sua função primordial é bloquear softwares no sistema. Mesmo que o usuário tente executar alguma ferramenta bloqueada, não vai conseguir.
A aplicação é útil, especialmente, para pais que desejam controlar aplicativos e sites que seus filhos usam no PC (Windows). Veja como bloquear programas no Windows 10 usando o AskAdmin.

Passo 1. Baixe o AskAdmin e instale-o;
Passo 2. O método mais fácil para bloquear um programa no Windows 10 é arrastando o ícone dele para dentro da janela do AskAdmin;
Passo 3. Depois, você verá o nome do programa que bloqueou, em vermelho;
Passo 4. O segundo método para adicionar um programa a sua lista de bloqueio também é fácil, embora exija mais passos. Clique no botão de adicionar arquivos, conforme mostra a imagem;
Passo 5. Navegue pela árvore de pastas até “Arquivos de programas” e procure pela pasta do programa que você deseja bloquear. Dê um clique duplo no arquivo .exe do software. Isso o incluirá na sua lista de bloqueio;
Passo 6. Para desbloquear um programa, basta desmarcar a caixa de seleção na coluna “Status” e reiniciar o Windows Explorer.
Passo 6. Para desbloquear um programa, basta desmarcar a caixa de seleção na coluna “Status” e reiniciar o Windows Explorer.
Desta maneira você pode bloquear e desbloquear programas no Windows de maneira muito rápida, prática e intuitiva.
 
 
 Exclusivo Cortana em português terá voz de âncora de TV diz gerente da Microsoft
A assistente virtual Cortana, presente no Windows 10, vai falar português até o fim do ano. A Microsoft anunciou que a tecnologia chegará ao Brasil e outros 12 países, como parte de um programa de testes, no Windows Insider. Em entrevista exclusiva ao, Susan Hendrich, uma das gerentes para o Windows, revelou algumas características da Cortana para o país.
Está confirmado que a assistente virtual terá uma voz feminina. Inicialmente foram escolhidas 20 pessoas para emprestar a voz à personagem. Primeiro, foram escolhidas oito vozes. No estágio atual, a equipe brasileira da Microsoft avalia três finalistas para decidir qual delas será a Cortana oficial.
Estudos fizeram com que a Microsoft optasse por uma pegada mais informal à assistente em português no país. A rival da Siri e do Google Now deverá ter entre 30 e 45 anos, com “maturidade para apresentar conhecimento, mas ao mesmo tempo jovem para soar como uma pessoa de muita energia”.
Ainda segundo Susan, o esperado é que a versão final tenha uma forma de falar similar à de um âncora de telejornal. Em relação ao sotaque, pesquisas de campo mostraram que o ideal é uma forma de falar sem regionalismos. “Uma voz que siga o padrão estabelecido no Jornalismo da Rede Globo”, disse.
Apesar do tom informal, o ajuste “perfeito” da Cortana em português brasileiro prevê amplo uso da articulação, para que os usuários dos mais diferentes cantos do país compreendam tudo que ela diz.
Todo o processo de localização deve levar 11 meses de desenvolvimento. O objetivo é produzir uma assistente inteligente, que apresenta respostas espertas. “Ela deve ser amigável, mas ao mesmo tempo, confiante”, completa.
A atualização para o Windows 10 chega em 29 de julho em computador de todo o mundo. A Cortana estará disponível nesta data para usuários nos Estados Unidos, Reino Unido, França, Itália, China, Alemanha e Espanha. Em seguida, chegará ao Japão, Austrália, Canadá (inglês) e Índia (inglês) “durante o verão”. O Brasil e o México serão os últimos países a receber o recurso, no fim de 2015.
 
 
 Build 14279 do Windows 10 Redstone causa travamentos na linha Surface
A Microsoft liberou recentemente a build 14279 do Windows 10 Redstone para membros do programa Insiders, versão que finalmente iniciou a liberação da Cortana em português do Brasil além de trazer diversas outras novidades. Ao que parece usuários dos tablets Surface Pro 3 e Surface Pro 4, além do Surface Book, estão enfrentando alguns problemas sérios com seus dispositivos, que podem causar desde o mau funcionamento de periféricos como teclado e trackpad até o congelamento e a famosa "tela azul da morte".
Este problema já foi identificado pela companhia, que prometeu estar analisando todas as suas possíveis causas para tratá-lo o mais rapidamente possível, porém até o momento não foram revelados detalhes sobre o assunto, o que significa que não é possível sabermos o que de fato está ocasionando tamanha instabilidade nos aparelhos. Em um comunicado oficial liberado durante a publicação do update para a nova compilação, a casa de Redmond afirmou:
"Estamos investigando um problema no qual alguns Surface Pro 3, Surface Pro 4 e Surface Book experimentam um travamento geral ou em periféricos de entrada como teclado/trackpad. A solução é manter pressionado o botão de energia para forçar o dispositivo para reinicialização."
Como pode ser visto, até o momento foi dada apenas uma solução paliativa para o problema, sendo necessário que os usuários fiquem atentos para relatar qualquer bug assim que presenciá-lo. Como estamos diante das primeiras edições da geração Redstone do Windows 10, é comum que alguns dispositivos acabem sofrendo mais do que outros, algo que deve ser solucionado nas próximas atualizações até que a plataforma de fato seja liberada publicamente.
Ainda não há qualquer previsão sobre quando uma solução concreta será dada ao problema, restando aguardarmos que a Microsoft se manifeste sobre o assunto para sabermos quando tempo os usuários dos conhecidos tablets precisarão esperar para terem uma experiência geral mais satisfatória em seus dispositivos. De acordo com alguns relatos, a geração Redstone do Windows 10 será liberada publicamente apenas no próximo mês de junho, o que algum tempo para que a Microsoft corrija todos os seus principais problemas.
 
 
 Suporte a chipsets da MediaTek pode ser a salvação do Windows 10 Mobile
A Microsoft tem conseguido chamar a atenção com o Windows 10 Mobile, mesmo que o sistema não tenha sido liberado oficialmente como update aos antigos modelos com Windows Phone 8.1. Com isso, a companhia atraiu parcerias importantes, fazendo com que alguns dispositivos mais potentes como HP Elite X3 e Vaio Phone Biz fossem anunciados para prover alternativas viáveis à linha Lumia.
Algo que muita gente provavelmente deve ter notado é que até o momento praticamente todos os smartphones apresentados contavam com um chipset fabricado pela Qualcomm, demonstrando assim que a Microsoft está de certa forma "presa" à companhia estadunidense, evitando que suas parceiras tenham uma liberdade maior na hora de desenvolver seus aparelhos. Isto obviamente atrapalha a expansão da plataforma, principalmente para países asiáticos onde SoCs da MediaTek e de outras fabricantes menores possuem uma boa representatividade, podendo ser esta uma das principais causas da participação quase nula da empresa na China e em outros mercados importantes.
Ao que parece isto começará a mudar em breve, pois alguns relatos apontam para a chegada de suporte aos chips da MediaTek em atualizações futuras do Windows 10 Mobile, fazendo com que a Microsoft possa buscar ainda mais empresas interessadas na plataforma que desejem utilizar estes processadores, o que deve aumentar consideravelmente o número de opções disponíveis para usuários em diversos países da Ásia, África e Europa Oriental.
De acordo com o que foi informado pelo relatório do portal WinFuture, uma das grandes barreiras enfrentadas por companhias menores que desejam utilizar o Windows 10 Mobile é o fato da Qualcomm cobrar cerca de US$ 500 mil apenas para utilizar seus chipsets, isto sem incluir custos com licenciamento de patentes, uso de modens para redes móveis, etc, além de ser necessário adotar o padrão de design do sistema que possui um custo de cerca de US$ 60 para suas parceiras.
Considerando que o abismo visto anteriormente entre o desempenho apresentado nos chipsets da Qualcomm e das demais fabricantes vem diminuindo cada vez mais, principalmente nas camadas mais altas de preço, não é de se estranhar que as fabricantes estejam procurando opções mais viáveis para baratear os custos de seus produtos, podendo então repassar esta redução para o consumidor final e praticar um valor agressivo para chamar a atenção neste mercado cada vez mais competitivo e saturado de dispositivos semelhantes.
Ainda não foi liberado nenhum comentário oficial sobre o assunto, tanto por parte da Microsoft quanto das demais empresas envolvidas, sendo necessário aguardarmos que algo mais concreto seja disponibilizado para sabermos se o Windows 10 Mobile de fato contará com suporte aos chipsets MediaTek em um futuro próximo. Ao olharmos para lançamentos recentes na CES 2016 como o Pipo U8T, entretanto, vemos que esta não é uma ideia que deve ser descartada tão facilmente.
 
 
 Como ativar a Cortana em português no Windows 10 com a nova Build 14279
Ontem (04) a Microsoft liberou a nova Build 14279 no Windows 10, que entre as novidades, está a Cortana em português. Entretanto, esse recurso está disponível apenas para usuários que participam do Programa Windows Insider. Saiba como ativar a Cortana no nosso tutorial.
Recomendamos que você apenas execute esse procedimento se possuir conhecimentos no mínimo intermediários de informática, pois pode acontecer de perder todos os seus arquivos, e ter que formatar o seu PC. Portanto, é por sua conta e risco.

Passo 1: Em primeiro lugar, você deve participar do Programa do Windows Insider. Entre no link do Programa Windows Insider e clique em “Introdução”, como na tela logo abaixo.
Passo 2: Faça login na sua conta da Microsoft.
Passo 3: Agora vai aparecer a tela a seguir e você já estará participando do Programa Windows Insider.
Passo 4: Agora, vá no menu iniciar e entre em configurações, e em seguida clique em “Atualização e Segurança”.
Passo 5: Clique na aba “Windows Update” e em seguida “Opções Avançadas”.
Passo 6: Clique em “Escolher como as atualizações serão obtidas”.
Passo 7: Ative as Atualizações de mais de um local conforme a imagem logo abaixo.
A próxima etapa será a instalação da Build 14279. Agora que você está inscrito, deverá aguardar até que apareça a Build. É recomendável que você volte ao menu “Configurações”, clique em “Windows Update”, em “Opções Avançadas” e habilite para que as atualizações sejam instaladas automaticamente.
Passo 8: Vá novamente em “Configurações”, “Atualização e Segurança”, “Windows Update” e em “Opções Avançadas”.
Passo 9: Agora, clique em “Introdução”.
Passo 10: Clique em “Avançar”.
Passo 11: Clique em “Confirmar”.
Importante: Você não pode ser um usuário simples de computador. Além disso, você deve estar ciente que poderá ter que remover tudo do computador e reinstalar o Windows.
Passo 12: Você deve reiniciar seu computador. Lembre-se de salvar tudo que estiver fazendo. Clique em “Reiniciar agora”.
Passo 13: Tendo reiniciado o seu Windows, vá novamente ao menu “Configurações” e depois em “Windows Update”.  Verifique se existem novas atualizações.
Passo 14: Caso ainda não tenha a Build disponível, clique em “Opções Avançadas”.
Passo 15: Você deve habilitar como “Fast” o item “Escolha como receber compilações de Participantes do Programa Windows Insider. A alteração das configurações atrasa um pouco o recebimento de uma compilação.
Passo 16: Verifique novamente se existem atualizações. Agora, caso você ainda não tenha a Build, depois de ativar o “Fast”, talvez demore um dia para que esteja disponível no Windows Update. Como você habilitou para que as atualizações sejam instaladas automaticamente, provavelmente na próxima vez que ocorrer uma atualização, será ela.
Passo 17: Quando você receber a Build 14279, clique em instalar agora.
Passo 18: Aguarde enquanto ocorre a instalação.
Passo 19: Depois disso, você terá que reiniciar o seu PC. Clique em reiniciar agora, mas lembre-se de salvar todos os seus arquivos antes disso. Quando o computador voltar, a Cortana estará finalmente ativada.
 
 
 Como a tecnologia ajudou O Menino e o Mundo chegar ao Oscar
São Paulo – Alê Abreu foi o representante brasileiro no Oscar 2016 com sua animação chamada O Menino e o Mundo. O diretor levou às telas do cinema mundial uma história sobre autodescobrimento que parece ir contra o exibicionismo tecnológico de animações da Disney, como Divertidamente.

Em entrevista a EXAME.com, ele conta que sua ideia inicial era traduzir em imagens o mundo do personagem do longa. “Durante a produção do filme, tentei exercer a liberdade de uma criança ao desenhar, sem a autocrítica do adulto”, explica Abreu.

Para criar os cenários e os personagens, o diretor usou giz de cera, colagem e muito lápis de cor. “Misturei materiais de desenho, sobrepondo tudo de uma maneira muito livre, como fazem as crianças”, diz.

São Paulo – Alê Abreu foi o representante brasileiro no Oscar 2016 com sua animação chamada O Menino e o Mundo. O diretor levou às telas do cinema mundial uma história sobre autodescobrimento que parece ir contra o exibicionismo tecnológico de animações da Disney, como Divertidamente.

Em entrevista a EXAME.com, ele conta que sua ideia inicial era traduzir em imagens o mundo do personagem do longa. “Durante a produção do filme, tentei exercer a liberdade de uma criança ao desenhar, sem a autocrítica do adulto”, explica Abreu.

Para criar os cenários e os personagens, o diretor usou giz de cera, colagem e muito lápis de cor. “Misturei materiais de desenho, sobrepondo tudo de uma maneira muito livre, como fazem as crianças”, diz.

No entanto, para colocar tudo isso na tela do cinema, o diretor brasileiro precisou da ajuda da tecnologia. Ele explica que, após o uso de elementos manuais, quase toda a animação foi feita usando uma caneta digital.

Depois, os desenhos eram impressos e redesenhados numa mesa de luz para ganhar traços e texturas mais reais. Finalmente, eles eram ”scaneados e retornavam ao computador, para retoques e criação de desenhos intermediários, muitas vezes reutilizando partes das reproduções principais”, conta.

Uma das ferramentas utilizadas pelo diretor foi o Photoshop, apesar de o programa da Adobe não ser voltado para a produção de animações. Como O Menino e o Mundo precisou de muito tratamento gráfico e retoques digitais minuciosos, Abreu precisou improvisar com o recurso.

“Descobrimos um atalho que permite deslocar a visualização das camadas, possibilitando desta forma checar com facilidade os movimentos de uma animação, quadro a quadro”, diz o diretor. Assim, "a possibilidade de usar o programa para animação praticamente resolveu esta etapa do trabalho". 


Tecnologia e mão na massa

Abreu conta que quando começou, nos anos 80, as animações eram feitas de uma maneira mais artesanal. “Os desenhos no papel eram xerocados para folhas de acetato transparente que eram pintados no verso”. Além disso, os cenários eram feitos com tinta e lápis de cor.

Segundo o diretor, tudo isso foi sendo substituído pela computação gráfica devido ao desenvolvimento da tecnologia. Contudo, ele sente que “há um movimento de resgate que traz um bom equilíbrio ao uso de todas as ferramentas”.

Foi essa harmonia que Abreu tentou alcançar em O Menino e o Mundo. De acordo com ele, quando a produção chegou na etapa da utilização de um computador, a regra era imaginar o monitor como uma folha de papel. “Poderíamos usar as ferramentas digitais desde que conseguíssemos esta sensação de texturas e cores do papel”, finaliza.

Quando questionado se ele esperava que essa mistura se transformaria em uma indicação ao Oscar, Abreu se mostra humilde: “Nunca imaginei isso”. Porém, quanto à vitória, o diretor foi esperançoso. “Acreditei até o fim, mesmo sabendo que eram 95% de chances de Divertidamente ganhar”.


Fonte: http://exame.abril.com.br/
 
 
 ONU adverte sobre riscos de pedido do FBI para desbloqueio de iPhone
"Forçar a Apple a criar programas informáticos para minar os elementos de segurança de seus próprios telefones" pode ter "consequências negativas para os direitos humanos das pessoas em todo o mundo", afirmou nesta sexta-feira o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos.

"Com o objetivo de resolver um tema de segurança relacionado à encriptação em um caso, as autoridades correm o risco de abrir uma Caixa de Pandora com implicações extremamente prejudiciais para os direitos humanos de milhões de pessoas, incluindo sua segurança física e financeira", disse Zeid Ra'ad Al Hussein, em um comunicado divulgado em Genebra.

Na quinta-feira, a Apple pediu a um tribunal federal dos Estados Unidos que desconsidere a ordem judicial que exige que a empresa colabore com o FBI no desbloqueio de um iPhone.

Uma petição apresentada em um tribunal da Califórnia no caso que envolve um dos agressores do ataque de San Bernardino afirma que a ordem judicial extrapola a faculdade legal do governo e viola os direitos constitucionais de liberdade de expressão da Apple.

"Não é um caso que concerne um só iPhone. Esse assunto diz respeito sobretudo ao Departamento de Justiça e o FBI, que buscam obter através da justiça um perigoso poder que o Congresso e o povo americano os negaram: a capacidade de obrigar empresas como a Apple a trair os interesses fundamentais em matéria de segurança e proteção da privacidade de centenas de milhões de indivíduos em todo o mundo", afirmou a Apple no documento que apresentou à justiça.

"Nenhum tribunal jamais autorizou isso que o governo pede agora, nenhuma lei apoia um uso tão ilimitado e amplo no processo judicial e a Constituição o proíbe", insiste.

O diretor da Polícia Federal dos Estados Unidos (FBI), James Comey, disse na quinta-feira que o pedido desse organismo à justiça para que se ordene à empresa Apple o desbloqueio de um iPhone para a investigação do atentado em San Bernardino não pretende criar precedente.

"A luta da Apple sobre esse iPhone não está destinada a enviar uma mensagem ou a criar um tipo de precedente", declarou Comey diante de uma comissão do Congresso.

O FBI busca simplesmente exercer sua competência em uma investigação em curso, destacou.


Fonte: zh.clicrbs.com.br/
 
 
 Facebook beta para Windows 10 recebe as novas Reações
Facebook beta para Windows 10 recebe as novas Reações

O Facebook lançou suas novas Reações há uma semana na web e nos dispositivos Android e iOS, e os usuários já estão se acostumando a interagir com os novos emojis. Agora o recurso já está disponível no aplicativo para Windows 10, que foi lançado no dia 15 do mesmo mês.

O app do oficial do Facebook que chegou na Play Store para Windows 10 ainda está em seus primeiros estágios da versão beta. Ainda assim, as Reações, novo botão que substitui o "Like", já podem ser utilizadas através da aplicação no desktop, sem a necessidade de se logar pelo navegador

O aplicativo do Facebook está previsto para se tornar um app universal, ou seja, em algum momento ele também será disponibilizado para os dispositivos como Windows 10 Mobile. É interessante que o Reações já tenha sido adicionado, pois assim os usuários já podem visualizar que tipo de interações seus amigos em outras plataformas estão registrando nos posts. Além disso, é provável que quando o app aterrissar nos dispositivos móveis, já contará com o recurso.

Quem quiser testar a versão beta do Facebook para Windows 10, já pode fazer o download através da Windows Store.

Fonte: tudocelular.com/
 
 
 App para Android promete recarga de crédito e rouba dados de usuários
Um app falso para Android infectou o celular de milhares de usuários brasileiros. Chamado de Recarga Celular, o aplicativo malicioso estava no ar na Google Play Store desde novembro de 2015 e foi baixado cerca de 5 mil vezes durante o período. A denúncia sobre o golpe foi feita pela empresa de segurança Kaspersky Lab, na última terça-feira (1).

O programa fraudulento prometia fazer recargas em smartphones de várias operadoras do Brasil. Com isso, o objetivo principal era clonar os cartões de créditos das pessoas que baixavam o serviço. Para atrair usuários, o Recarga Celular oferecia o dobro de créditos no primeiro pagamento de cada cliente. 

Aparentemente, o Recarga Celular era um app comum de recarga de créditos, apresentando telas em que era preciso inserir o número do chip e a quantidade de créditos. Logo em seguida, outros dados eram exigidos, como número do cartão de compras, data de validade, código de segurança (CVV), CPF e nome completo.

Todas as informações iam para um site registrado no Brasil, sem qualquer relação com as operadoras de telefonia, como Oi, TIM, Vivo e Claro. Depois de conseguir as informações das vítimas, o desenvolvedor do aplicativo conseguir clonar os cartões de crédito.
O golpe foi reconhecido quando os usuários passaram a comentar na loja do Google, informando que não tinham recebido os créditos e que, ainda por cima, tiveram problemas com seus cartões. Ao descobrir a fraude, a Kaspersky Lab fez a denúncia ao Google que, enfim, retirou o aplicativo do ar.

“Alertamos aos usuários de Android que baixem e utilizem somente os apps oficiais das operadoras de telefonia na hora de recarregar o celular. Desconfie de supostas promoções oferecidas pelo apps, isso é um claro sinal de que se trata de um golpe”, alertou o analista sênior de segurança da Kaspersky, Fábio Assolini.
A dica pode ser útil, considerando que não é a primeira vez que esse tipo de golpe ocorre no sistema operacional do Google. Em 2014, por exemplo, foram encontrados os dois primeiros trojans bancários para dispositivos móveis desenvolvidos no Brasil. Ainda em outubro de 2015, um outro aplicativo falso de recarga de celular fez algumas vítimas, sendo retirado do ar pouco tempo depois.


Fonte: techtudo.com.br/
 
 
 Microsoft desiste de migrar apps do Android para o Windows 10 Mobile
Fim da linha para a possibilidade de migração de aplicativos do Android para o Windows 10  Mobile. A Microsoft anunciou, oficialmente, nesta sexta-feira (26), o encerramento do chamado Projeto Astoria. Lançado no ano passado, o projeto tinha a intenção de estimular uma série de desenvolvedores a portarem os seus programas e jogos feitos para o sistema móvel do Google para o Windows.

O interessante é que o projeto para portar aplicativos do iOS para o Windows, que foi lançado junto com o Astoria no ano passado, segue vivo. É o Projeto Islandwood, que, neste momento, parece ser o foco da empresa no que se refere a levar programas de um sistema para o seu.

“Recebemos um feedback que duas tecnologias de portar códigos de sistemas móveis para o Windows era desnecessário, e a escolha entre elas era confusa. Consideramos isso e decidimos focar nossos esforços no iOS, tornando esta a única opção para todos os dispositivos Windows 10, incluindo Xbox e PCs”, diz a empresa.

Ou seja, a Microsoft ainda quer os apps de outros sistemas no Windows, porém, mudou seu foco de Android e iOS para somente iOS. A decisão faz sentido, já que a maioria dos principais softwares da plataforma do Google estão no sistema da Apple.

Via Microsoft

Fonte: techtudo.com.br/
 
 
 Carro elétrico chinês tem turbina de avião e autonomia de 2 mil km
TechRules chama atenção de executivos no Salão de Genebra.
Esportivo acelera de 0 a 100 km/h em 2,5 segundos, diz fabricante.

Em meio a tantas novidades de marcas consagradas, uma pequena empresa chinesa chamou a atenção de executivos da indústria automotiva no Salão de Genebra com um superesportivo que reúne tecnologia de aviação e dos carros híbridos.
Baseada em Pequim, a TechRules mostrou pela primeira vez ao mundo 2 protótipos com mais de 1 mil cavalos de potência, capazes de atingir 100 km/h em apenas 2,5 segundos, segundo testes feitos em Silverstone no mês passado.

É exatamente o mesmo desempenho da Bugatti Chiron, sucessora do famoso Veyron e que também foi lançada em Genebra.
Além disso, a TechRules afirma que o conceito consegue percorrer cerca de 2 mil quilômetros sem precisar reabastecer, enquanto as pioneiras de carros elétricos sofrem para conseguir 10% disso.
Por isso, a curiosidade foi geral. Então qual o segredo? A TechRules diz usar uma microturbina que recarrega a bateria, que por sua vez é responsável pela energia elétrica que move os motores.
Parece complicado, mas pense em um carro híbrido convencional, em que um motor a combustão recarrega as baterias. Agora tire o motor elétrico e coloque uma microturbina, inspirada nas turbinas de aviões.

A turbina, neste caso, serve apenas para aumentar a autonomia, por isto a tecnologia foi chamada de TREV (Turbine Recharging Electric Vehicle, em inglês).
Em Genebra, a empresa mostrou 2 protótipos. No mais esportivo, a microturbina é alimentada com combustível de aviação, como querosene. A outra usa gás natural ou biogás.

Com apenas uma carga de bateria, a autonomia seria de cerca de 150 km. Mas com o tanque de 80 litros cheio de querosene de aviação, o modelo chegaria aos 2 mil quilômetros sem precisar reabastecer, segundo a fabricante.
As rodas são impulsionadas por 6 motores – um em cada roda da frente, e dois em cada na traseira. Se o design exterior não é lá muito inspirado, o interior é bem despojado de regalias, para manter o peso baixo de 1.380 kg, com carroceria de fibra de carbono.

A TechRules planeja produzir o superesportivo nos próximos anos, mas pretende também usar a mesma tecnologia para modelos compactos urbanos mais acessíveis.

http://g1.globo.com/
 
 
 Build 10586 122 do Windows 10 Mobile entra em catálogo da Microsoft e pode ser lançada em breve
Build 10586.122 do Windows 10 Mobile entra em catálogo da Microsoft e pode ser lançada em breve

A Microsoft liberou hoje a build 10586.122 do Windows 10 para desktops e tablets, permitindo que seus usuários contassem com uma série de correções importantes. Ao que parece não demorará muito até que esta versão chegue também aos smartphones com Windows 10 Mobile, pois a companhia já a incluiu em seu catálogo de updates, demonstrando estar em vias de liberá-la ao público.

De acordo com o que pode ser visto, o update exigirá um download de 705,8 MB, indicando assim que teremos uma boa quantidade de correções para os usuários. Como se trata apenas de uma atualização cumulativa, contudo, não espere por mudanças visuais ou outros tipos de novidades visíveis, sendo realizadas apenas otimizações e melhorias internas para tornar a experiência de uso mais estável e fluida de uma forma geral.

Infelizmente não foram revelados detalhes sobre as soluções para problemas que teremos nesta build, porém informações anteriores indicam que o navegador Edge finalmente terá o bug do teclado resolvido, fazendo com que os usuários possam utilizar normalmente a função WordFlow do teclado na barra de endereços. Além disso, é dito que o problema na lista de aplicativos também será solucionado, permitindo que o plano de fundo seja exibido corretamente ao retornar da tela de multitasking para a lista.

Ainda não há qualquer informação oficial sobre quando a nova build será disponibilizada e qual será a sua numeração, restando aguardarmos que a própria Microsoft se manifeste para sabermos se de fato a compilação 10586.122 será liberada aos Insiders e ao dispositivos lançados de fábrica como Windows 10 Mobile. Vale lembrar que o sistema ainda não foi disponibilizado publicamente, o que significa que podemos estar diante da versão que será enviada aos aparelhos com Windows Phone 8.1 em breve.


Fonte: tudocelular.com/
 
 
 Empresa ajuda profissionais a conseguir trabalho em tecnologia no exterior
Conseguir um emprego na Apple, Google, Microsoft e outras empresas de tecnologia é o sonho de muitos profissionais. O grande problema é que muitas dessas empresas estão nos Estados Unidos ou em países da Europa ocidental, enquanto talentos estão sendo desperdiçados em outros locais do mundo.

Pensando nisso, foi criada a Jobbatical, uma startup com o objetivo de ajudar as pessoas que querem trabalhar no setor de tecnologia. O nome da empresa vem da mistura das palavras "job" (emprego, trabalho) e "sabbatical" (de período sabático), porque a proposta não é oferecer empregos fixos, mas sim "freelas" temporários, para que pessoas possam ter a experiência de trabalhar em outro país

A empresa combina as habilidades e aspirações de profissionais de todo o mundo que estão começando a carreira com companhias que estão em busca de novos talentos. A plataforma permite que grandes empresas listem suas vagas de emprego, onde as pessoas que estão dispostas a se mudarem para perto da companhia podem se candidatar. 

“O Vale do Silício e outros grandes centros tecnológicos se desenvolveram graças ao fluxo constante de indivíduos altamente qualificados que eles atraem”, explica Karoli Hindriks, co-fundadora da startup. “Nosso objetivo é ajudar a construir a próxima geração do Vale do Silício através de suas habilidades, sem usar a localização do candidato como decisão de contratação”.

Recentemente, a Jobbatical, que foi fundada em 2014, recebeu um investimento de US$ 2 milhões durante uma rodada de financiamento da LocalGlobe, um fundo de venture que já apoiou o Twitter, SoundCloud e Funding Circle.

A plataforma já conta com 30 mil pessoas em busca de emprego, além de 1.200 empresas cadastradas no seu primeiro ano de funcionamento. Nesse período, foram registrados 7 mil vagas e mais de 300 pessoas que saíram do seu país para ocupar um cargo.

A startup informou que vai usar o financiamento para desenvolver ainda mais o seu produto e melhorar a experiência geral do usuário, além de aumentar a equipe.


Fonte: olhardigital.uol.com.br/
 
 
 IBGE deve divulgar pior desempenho da economia brasileira desde 1990
Estimativas são de recessão entre 3,5% e 4%

RIO - O desempenho da economia brasileira em 2015, que o IBGE vai divulgar às 9h desta quinta-feira, será o pior desde 1990, ano do confisco da poupança e de outras aplicações financeiras pelo governo do presidente Fernando Collor de Mello. A estimativa de analistas de mercado é de uma retração entre 3,5% e 4%. Na média dos projeções da Bloomberg News, a expectativa é de recessão de 3,84%. Pelo último Boletim Focus, que reúne as principais projeções do mercado, o tombo do Produto Interno Bruto (PIB) será de 3,71%.

O ano de 2015 será o segundo ano sem crescimento da economia. Em 2014, a variação foi de 0,1%, o que é considerada estabilidade. Pelos dados já divulgados pelo IBGE até o terceiro trimestre, a queda acumulada em quatro trimestres chegou a 2,5%. Nos nove primeiros meses de 2015, a perda foi de 3,2%, frente a igual período de 2014.

Os dados referentes ao período até setembro de 2015 mostraram uma recessão com queda generalizada entre os diferentes setores da economia, desde o consumo à indústria, passando pelos investimentos e pelos serviços. O consumo das famílias, que até 2014 puxava o PIB, caiu pelo terceiro trimestre seguido, sob impacto da piora no mercado de trabalho, queda na renda, inflação e perda de confiança na economia. Os investimentos, por sua vez, recuam há quase dois anos.

Mais preocupante do que o resultado de 2015, no entanto, é que a expectativa de analistas é mais um tombo da economia em 2016. Pelo Focus, a projeção é de 3,45%. A taxa vem piorando nas últimas seis semanas.

A única surpresa positiva pode vir do setor externo. A alta do dólar no ano passado, que foi de quase 50%, ajudou a tornar as exportações brasileiras mais competitivas no mercado externo. Ao mesmo tempo, a recessão inibe as importações. Assim, o resultado do setor externo pode ajudar a amenizar a queda do PIB.

Fonte: http://oglobo.globo.com/
 
 
 Disputa entre Gradiente e Apple pela marca Iphone chega ao STJ
IGB, dona da Gradiente, queria que questão chegasse também ao STF.
Empresa diz que 'continua confiante na Justiça brasileira'.

A IGB Eletrônica, dona da marca Gradiente, anunciou nesta terça-feira, 1º, que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) aceitou o pedido de analise do recurso especial sobre o uso da marca Iphone pela Apple no Brasil.

A companhia brasileira, que trava uma disputa com a gigante norte-americana pela marca Iphone, informou que o recurso extraordinário também visava remeter a disputa para julgamento do Supremo Tribunal Federal, mas não foi admitido. A IGB irá recorrer dentro do prazo legal.

A Gradiente pediu o registro do nome Iphone em 2000 e o obteve em 2008. A Apple lançou em 2007 nos Estados Unidos o seu smartphone iPhone, que começou a ser comercializado no Brasil no ano seguinte.

Só em 2008, a Apple pediu o registro da marca no Brasil, mas teve seu pedido negado pelo Instituto Nacional Propriedade Intelectual (INPI) devido à antecedência do registro da empresa brasileira. A IGB Eletrônica disse que "continua confiante na Justiça brasileira".

Representantes da Apple não foram localizados para comentar o assunto.

FOnte: http://g1.globo.com/
 
 
 Microsoft realiza testes com Office universal portado para Windows 10 via Projeto Centennial
A Microsoft revelou há algum tempo seus projetos Astoria, Islandwood e Centennial para porte de aplicativos Android e iOS, além de programas Win32 como apps universais do Windows 10. Ainda que o primeiro deles tenha sido descontinuado pela empresa por não gerar os frutos desejado, os outros dois têm conseguido levar algumas opções interessantes quase que diariamente para a Windows Store, fazendo com que pouco a pouco o abismo visto entre a loja e o que é encontrado em plataformas rivais seja reduzido.
Ao que parece a empresa pretende ir ainda mais longe do que o esperado, pois mesmo aplicativos que já contam com adaptação como universais para o Windows 10 podem ganhar novas versões ainda mais completas, como o caso da suíte Office, por exemplo. Quem descobriu isto foi o perfil WalkingCat do Twitter, que é conhecido por seus inúmeros vazamentos em relação a novidades do ecossistema Windows.
Como pode ser visto, foi publicado na Windows Store um aplicativo chamado de Centennial Office Test1 pela desenvolvedora "Project Centennial", o que levanta a hipótese de ser apenas uma divisão de desenvolvimento da Microsoft focada exclusivamente no porte de programas Win32 para a Windows Store como apps universais. Ao instalar o aplicativo de quase 1 GB, foram notados diversas ferramentas da suíte Office como Word, Excel, PowerPoint, Outlook, OneNote, Skype for Business e OneDrive for Business, que contavam com live tiles ainda sem uma otimização própria para exibição.
Ao abrir os aplicativos, contudo, era exibida apenas uma tela branca com seus respectivos nomes na barra superior, demonstrando assim que a Microsoft ainda não havia completado o processo de conversão para que os mesmos pudessem ser executados corretamente. Além disso, devemos destacar que mesmo sendo disponibilizados como apps universais estes serviços não poderiam ser utilizados por dispositivos com chipset de arquitetura ARM, algo que deve ser solucionado pela companhia no futuro com novos smartphones com SoC x86 ou soluções em nuvem como fez a HP com o Elite X3.
Ainda não há qualquer informação sobre quando a Microsoft irá disponibilizar a nova versão de sua suíte Office na Windows Store oficialmente, sendo necessário aguardarmos que a companhia se pronuncie para que possamos saber ao certo quais serão as mudanças inseridas em relação à edição já presente na loja do Windows 10. Vale notar que o link disponibilizado pelo perfil de vazamentos já foi retirado do ar pela casa de Redmond, não sendo possível acessarmos a página no momento.
 
 
 Novo Defender corporativo protege Windows 10 de ameaças mais elaboradas
No início o Windows Defender não era mais do que uma camada de proteção básica para computadores sem antivírus ou firewall, mas a Microsoft passou anos aperfeiçoando a ferramenta. Suas últimas encarnações são suficientemente robustas, permitindo que um usuário consciente possa usufruir do sistema das janelas de forma confiável, sem instalar programas acessórios.
Agora uma nova versão da ferramenta, voltada para o ambiente corporativo promete manter o Windows 10 seguro ao blindá-lo contra ataques mais complexos.
O Windows Defender Advanced Threat Protection, ou simplesmente ATP é especialmente desenhado para proteger empresas de ameaças graves, ataques diretos e outros tipos de problemas, utilizando-se de aprendizado de máquina para manter os pontos da rede bem guardados. O Defender ATP vai traçar um perfil de como cada máquina conectada se comporta, e vai fornecer ao administrador da rede informações detalhadas assim que detectar uma ação fora do comum. Assim, situações que poderiam caminhar para consequências mais graves podem ser debeladas mais facilmente, sem prejudicar o funcionamento da rede como um todo.
Como o ATP funciona conectado à Azure, ele coleta informações de todo o parque de dispositivos conectados de modo a facilmente identificá-los. A Microsoft garante que nenhum dado é facilmente identificável, mas informa que tal passo é imprescindível para a manutenção do ATP, de outra forma ele não pode funcionar como foi desenhado.
A ferramenta no momento é disponibilizada para um seleto grupo de companhias, e na sequência será distribuído para membros do programa Insider, de modo a coletar o feedback da comunidade e aparar todas as arestas, adicionar funcionalidades e etc. Só então Redmond decidirá quais versões do Windows 10 contarão com a novidade e se valerá a pena liberá-lo para o usuário final.
 
 
 Deixar o explorador do Windows 10 mais leve
Se você usa o Windows 10 já deve ter notado dois novos ícones no Explorador de arquivos: OneDrive e Acesso rápido, além do Grupo doméstico e a duplicação do leitor DVD ou da chave USB. Se você é um daqueles usuários que gostam de uma navegação pelo Explorador de arquivos mais leve e rápida, você poderá livrar-se dessa proliferação dos ícones que poluem o seu menu. Como deixar o Explorador de Arquivos do Windows mais leve?

Como remover o ícone OneDrive
Excluir o ícone do OneDrive do painel de navegação do Explorador de Arquivos, requer a acessar a sua chave do Registro, sem precisar, no entanto, reiniciar ou fazer um logoff. As alterações serão imediatas. 
Para fazer esta manipulação, pressione as teclas Win + R para abrir a janela Executar. Digite no campo apropriado regidit e, depois, pressione Entre. Busque a chave HKEY_CLASSES_ROOTCLSID{018D5C66-4533-4307-9B53-224DE2ED1FE6} , e no painel direito, altere o valor de System.IsPinnedToNameSpaceTree DWORD para 0. O ícone do OneDrive irá desaparecer imediatamente. Mas, se você se arrepender de ter feito isso, é possível restaurá-lo, bastando para tanto, alterar o valor de DWORD System.IsPinnedToNameSpaceTree para 1. 
NOTA: se você rodar com o Windows 10 de 64 bits, você observará que esse ícone continuará presente. Para removê-lo, você vai precisar realizar os mesmos passos na seguinte chave, HKEY_CLASSES_ROOTWow6432NodeCLSID{018D5C66-4533-4307-9B53-224DE2ED1FE6} e alterar o valor da chave System.IsPinnedToNameSpaceTree DWORD para 0para removê-lo completamente. 

Como remover o ícone de Acesso rápido
Para excluir o ícone do Acesso Rápido do painel de navegação do Explorador de Arquivos, você verá que é um pouco mais difícil que para remover o ícone do OneDrive. Para fazê-lo, precisamos criar a nossa própria chave de Registro. Veja este [/ FAQ / 45756-s-propriedade-a-cle-de-inscreva-under-windows-8-8-1-10 artigo] para saber como obter a sua própria chave de Registro. 
No painel direito, altere o valor de ”Atributs” DWORD para a0600000. Reinicie ou faça o logoff para que a alteração seja considerada. E, se você quiser restaurar o ícone de Acesso rápido, altere o valor de "Atributos" DWORD para 0100000. 
NOTA: se você usar o Windows 10 de 64 bits, vai acontecer a mesma coisa que com o ícone do OneDrive: ele ainda estará presente. Para removê-lo, realize os mesmos passos na seguinte chave: HKEY_CLASSES_ROOTWow6432NodeCLSID{679f85cb-0220-4080-B29B-5540cc05aab6}ShellFolder . Altere o valor de "Atributos" DWORD para a0600000. 

Como remover o Grupo doméstico
Para excluir o ícone do Grupo doméstico do painel de navegação será preciso acessar os serviços Windows. Em, "Eu sou Cortana" digite Serviços , em seguida, selecione o primeiro da lista. Localize o serviço Provedor de grupo doméstico. Para desativá-lo, clique direito e selecione Desativar. Em seguida, clique direito e escolha Propriedades, depois, coloque o serviço em Desativar e pressione o botão OK. 

Como remover o DVD ou USB duplicados
Para exclui-los do painel de navegação do Explorador de arquivos, abra o Editor do Registro e navegue até a seguinte chave: HKEY_LOCAL_MACHINESOFTWAREMicrosoftWindowsCurr entVersionExplorerDesktopNameSpaceDelegateFold ers{F5FB2C77-0E2F-4A16-A381-3E560C68BC83}. Clique direito sobre ela e escolha Nomear. Coloque um hífen na frente do nome, o que resulta nesta chave -{F5FB2C77-0E2F-4A16-A381-3E560C68BC83}. Para que a alteração seja considerada não é preciso reiniciar. Você não terá mais ícones duplicados.
 
 
 Primeira grande atualização do Windows 10 deve chegar em junho
O Windows 10 ainda nem completou um ano no mercado e a Microsoft já pode ter preparado o lançamento do primeiro grande update do sistema, chamado "Redstone". Segundo novos rumores, a atualização deve ser disponibilizada em junho, trazendo uma série de novos recursos aos dispositivos.
Além disso, a segunda etapa do update, chamada "Redstone 2", parece ter sido adiada para 2017. Não se sabe ainda, exatamente, o que será incluído nas atualizações, mas a posta do mercado é de que a Microsoft invista em conectividade multiplataforma, focando em convergir as experiências no mobile, PC e no Xbox One.
Há uma boa chance, porém, de que o Redstone traga o tão solicitado suporte a extensões para o navegador Edge e um novo aplicativo de mensagens, entre outras opções de customização da interface. Para usuários cadastrados no programa de updates prévios da Microsoft, alguns desses recursos poderão ser disponibilizados em atualizações menores antes do lançamento oficial do Redstone.
 
 
 4 dicas simples para quem quer deixar o Windows 10 mais veloz
Sabe aquele momento em que você percebe que seu computador já não está oferecendo o mesmo desempenho que tinha no começo? Se você ainda não chegou lá, vai chegar em breve. Infelizmente, todos os computadores passam por situações em que os seus donos ficarão com muita dor de cabeça — seja por travamentos mais básicos até as lentidões mais insuportáveis.
Mas é claro que existem formas de fazer com que o seu PC volte a funcionar como novo, e você nem precisa formatar o seu disco rígido para conseguir recuperar esse desempenho. Pois é, existem ferramentas de alta qualidade que garantem a recuperação dos computadores rapidamente. Mais do que isso, há alguns procedimentos manuais que podem contribuir bastante nesse processo.
Confira agora mesmo algumas dicas bem legais para que você consiga deixar o seu Windows 10 rodando com o máximo do desempenho. Temos certeza que você conseguirá seguir os passos indicados aqui e seu PC vai ficar bem mais fluido.
Publicidade

1. Desinstalar programas sem uso
Imagine a garagem da sua casa. Nela, você tem um carro popular que usa para se deslocar e também um carro sem motor que está ali sem uso faz anos. Pelo modo como a garagem está organizada, sempre que você precisa pegar seu carro, é necessário tirar o carro velho também, e isso dá um trabalho imenso — além de atrasar muito o seu dia.
É mais ou menos o que acontece com aplicativos sem uso no seu computador. Eles ocupam espaço sem motivos e ainda podem interferir no processo de outros softwares — principalmente em discos que estão muito fragmentados. Desinstale programas e mantenha seu PC sempre limpo.

2. Mantenha a inicialização limpa
Se o software é inicializado com o Windows, você pode ligar o PC e sair para tomar um café enquanto espera tudo ser carregado — uma colher de açúcar e duas de exagero, nesse caso. O problema é que ter muitos softwares com essa possibilidade pode ser uma péssima ideia. Isso porque o Windows acaba ficando com o carregamento muito lento e demorado. Felizmente, é bem fácil mudar isso.
Para definir quais programas devem ser inicializados com o Windows, abra o Menu Iniciar, digite “msconfig” na barra de buscas e tecle Enter. Na aba “Inicialização de Programas”, deixe marcado somente os softwares realmente necessários, mantendo desativadas as atualizações que rodam em segundo plano, mas seja prudente: analise cada item e não desmarque o que você não sabe exatamente o que é.

3. Otimizar discos
Desfragmentar o disco sempre foi um processo bem demorado, mas nas versões mais recentes do Windows isso foi mudado, graças aos recursos de otimização do sistema operacional. Importante: se você possui um SSD, é recomendável que não seja feita a desfragmentação.
Ativar a otimização de disco é fácil: abra o Explorador de Arquivos e clique em “Este Computador”. Depois, clique com o botão direito sobre a unidade de armazenamento – “Disco Local (C:)”, na maioria dos casos. Em “Propriedades” e nas abas “Geral” e “Ferramentas”, as funções “Limpeza de Disco” e “Otimizar” podem ser ativadas, respectivamente.

4. Desative apps em segundo plano
Há muitos apps em segundo planmo no Windows 10, sendo que vários deles são universais — ou seja: compatíveis com qualquer plataforma. A Microsoft é uma grande defensora disso, mas os aplicativos em segundo plano podem gerar mais peso do que você gostaria no seu computador. Felizmente, desativar isso é muito simples.
Tudo o que você precisa fazer é acessar "Privacidade" no Menu Iniciar e então escolher "Aplicativos em Segundo Plano". Agora é só desativar todos os softwares que você não quer mais sendo carregados no seu PC.
 
 
 Facebook tem novo app universal no Windows 10 saiba como usar
O Facebook ganhou um novo aplicativo universal para Windows 10 em computadores. Disponível em beta, o programa oficial é gratis e foi liberado para todos os usuários. O software pode ser uma boa alternativa quem deseja usar a rede social sem a necessidade de navegadores, como o Chrome, Firefox, Safari ou o Microsoft Edge. 
A plataforma conta com suporte total às interações com amigos, permite enviar adesivos, postar fotos e traz interface personalizável e bastante familiar para quem usa a ferramenta no Android, iPhone (iOS) ou em outros sistemas. Confira tutorial a seguir e saiba como usar o novo Facebook para PCs (Windows).

Download e login
Passo 1. Baixe o Facebook Beta para Windows 10
Link: http://www.techtudo.com.br/tudo-sobre/facebook.html
Passo 2. Você será redirecionado à loja do Windows, selecione a opção de download do “Facebook (Beta)”, se certifique de que não é a versão para Windows 8;
Passo 3. Após o download, abra o programa e faça o login com seu e-mail e senha.
O software mostrará a sua tela inicial, que é bem similar ao navegador.

Navegação
A organização do Facebook para Windows 10 é bastante similar à do navegador. O feed fica na parte central, o menu de navegação na esquerda, e os amigos na direita.
Passo 1. Para voltar para a tela anterior, há um botão voltar na barra de título do app. Toque nele ou pressione a tecla “backspace” (apagar) no teclado;
Passo 2. Se quiser economizar espaço na tela, o usuário pode minimizar o menu de navegação na parte esquerda. Basta tocar no botão “sanduíche”;
Passo 3. O Facebook elenca atalhos para grupos, páginas gerenciadas, feeds e aplicativos mais importantes na parte inferior do menu de navegação. Para trocá-los, clique no botão “Editar favoritos” e selecione os seus preferidos no menu que aparece.

Facebook Reactions
A Reações são os novos botões do Facebook, apesar de não ter a opção "não curti", e já chegaram no aplicativo universal do Windows 10. Para usá-las, é preciso conferir primeiro se o recurso já foi liberado na sua conta. Em seguida, tudo o que o usuário precisa fazer é posicionar o ponteiro do mouse sobre o botão curtir ou tocar e segurar, em caso de computadores touchscreen.
Para ver como os seus amigos reagiram à sua publicação, tudo o que o usuário precisa fazer é clicar sobre o número de curtidas. Uma pequena janela abrirá e será possível filtrar qual foi a reação de cada pessoa.
Funcionalidades
Ao contrário da versão anterior, o Facebook para Windows 10 dá suporte total às interações entre os usuários, como postar figurinhas e fotos em comentários. Além disso, o usuário também pode atualizar suas fotos de perfil facilmente.
Uma novidade do programa é a possibilidade de receber notificações no Windows mesmo que o Facebook esteja fechado. Assim, o usuário não perderá nenhum alerta importante;
Envio de mensagens
Assim como em celulares, o app universal do Facebook foi feito para trabalhar em conjunto com o Facebook Messenger. Assim, sempre que o usuário tocar sobre o ícone do mensageiro ou sobre o nome de um amigo, o app será redirecionado;
Como o Messenger para Windows 10 ainda não foi lançado, será preciso fazer login no navegador para enviar e receber mensagens;
Você já pode usar o novo Facebook para Windows 10 no seu computador. É provável que o novo aplicativo ganhe versão para smartphones em breve, conforme prometido pela Microsoft e a rede social.
 
 
 HoloLens da Microsoft entra em pré-venda com Windows 10 e jogos
A Microsoft iniciou nesta segunda-feira (29) a pré-venda do HoloLens, computador totalmente holográfico. A versão exclusiva é para desenvolvedores que já criaram algum tipo de conteúdo para o dispositivo. O aparelho custa US$ 3 mil (cerca de R$ 12 mil), vem equipado com Windows 10 e jogos e as entregas começarão em 30 de março.
Segundo a Microsoft, a pré-venda é um importante passo antes do lançamento para o público-final. Ao contrário do Oculus Rift, do Gear VR e do PlayStation VR, o HoloLens é um computador completo, mesmo que se pareça com um óculos de realidade virtual. 
O HoloLens não precisa ser conectado a um aparelho extra para funcionar. Com Windows 10, processador Intel 32-bit, 2 GB RAM, 64 GB de armazenamento, câmera de 2 megapixels e Bluetooth, o dispositivo tem três jogos inclusos: Fragments, Young Coker e RoboRaid. Além disso, o aparelho vem equipado com o HoloStudio, ferramenta para criação de ambientes 3D, e uma versão “HoloLens Ready” do Skype, para realizar comunicação com hologramas.
“O aparelho tem sensores que capturam informações sobre o que o usuário está fazendo e o ambiente onde está inserido. É capaz de criar e formar hologramas com gestos, comunicar com apps usando a voz e navegar com o olhar. A ideia é permitir a interação de uma forma extremamente natural”, explicou Alex Kipman, representante da Microsoft.
Ainda não há informações sobre quando o HoloLens será lançado para o público, e nem se ele será disponibilizado para desenvolvedores de todas as regiões do mundo.
 
 
 Microsoft volta a cutucar Apple em novos comerciais do Windows 10
A Microsoft tem conseguido atingir resultados impressionantes com o Windows 10, algo que vem atraindo cada vez mais parceiras para o ecossistema universal, consequentemente fazendo com que novos produtos sejam lançados para os mais variados tipos de público. Agora, a companhia de Redmond liberou uma série de vídeos sobre as "Garotas dos Insetos", que nada mais são do que duas mulheres que trabalham catalogando as mais variadas espécies de insetos.
Foram disponibilizados quatro diferentes vídeos, sendo o primeiro um pouco mais longo para apresentar as duas personagens ao público, onde é visto que elas utilizam seus dispositivos com Windows 10 para auxiliar durante o trabalho e também em momentos de lazer. As demais propagandas são focadas em alguns diferenciais do sistema que não podem ser encontrados nos novos Macs da Apple, demonstrando que a Microsoft continua vendo sua rival em Cupertino como a única concorrente no mercado de PCs.
Como pode ser visto, são destacados pontos como a presença de telas sensíveis ao toque, leitores biométricos para autenticação via Windows Hello e até mesmo a Cortana totalmente integrada ao sistema para realizar buscas, facilitando assim a tarefa de encontrar determinado arquivo, site ou aplicativo. Vale notar que ao final da propaganda sobre a função sempre é dito algo como "nossa, nem mesmo os novos Macs têm isso!", mostrando assim que os dispositivos com Windows 10 contam com funcionalidades ausentes nos produtos da Maçã.
Todos os vídeos podem ser encontrados abaixo, porém eles estão em inglês, o que significa que é necessário um conhecimento prévio do idioma para pleno entendimento do que está sendo dito. Não esqueça também de deixar o seu comentário sobre o que achou dos vídeos e da nova campanha de marketing da Microsoft, onde a empresa busca focar nos pontos positivos de seus produtos que não podem ser encontrados em rivais diretos, ao invés de falar sobre características gerais.

Meet The Bug Chicks
https://youtu.be/k6SVsf0k2i0

Windows 10 and Inking
https://youtu.be/ln5LU532GuY

Windows 10 and Cortana
https://youtu.be/WHoHKjjttvQ

Windows 10 and Hello
https://youtu.be/VOV1tQpgAs8
 
 
 Mais de 35 dos usuários da Steam utilizam a versão do Windows 10
A versão do Windows 10 continua a ganhar espaço a cada dia, e atualmente já existem mais de 200 milhões de dispositivos que utilizam o sistema mais recente da Microsoft. Perante isso, a Valve divulgou um relatório que mostra que mais de 35% dos usuários da Steam utilizam a versão do Windows 10.
A versão do Windows 10 de 64 bits só fica atrás do Windows 7 de 64 bits, mas a diferença entre elas é de 0,2%. Elas são os principais sistemas operacionais utilizados pelos gamers da Steam. É esperado que até o mês que vem o Windows 10 chegue à liderança, já que os dados mostram um aumento mensal de 1,24% desta versão.
Curiosamente, o uso do Windows XP continua a subir na Steam. Com aumento de 0,01% nas estatísticas publicadas em janeiro, e outro aumento de 0,14% no mês passado, o uso do XP foi novamente aumentado em 0,08% na última repartição mensal. O sistema está à frente do Windows 8 64-bit.
A utilização do Windows em geral continua a dominar a plataforma da Valve, respondendo por 95,59% dos dispositivos. Em seguida há o OS X com 3,40% (caiu 0,15% em comparação com o mês passado) e o Linux com 0,91% (queda de 0,04%).
 
 
 Windows 10 alcança 12.82 dos usuários, mas cresceu apenas 1 no último mês
O Windows 10, que já foi declarado o segundo sistema mais utilizado no mercado, atingiu agora a marca de 12.82% dos usuários, de acordo com as estatísticas do Net Market Share. O TudoCelular veio acompanhando esses relatórios, que mostraram inicialmente uma adoção muito rápida do novo sistema, seguida de uma queda no ritmo, porém ainda constante.
No relatório de janeiro, mostramos como o Windows 10 ultrapassou finalmente o Windows 8.1 e tornou-se o segundo colocado. Agora, embora tenha aumentado sua participação no mercado para 12,82%, foi um aumento de apenas 1% dentro de 30 dias; ou seja, seu crescimento diminuiu ainda mais, o que pode ser uma preocupação para a Microsoft.
Como você pode verificar no gráfico abaixo, o Windows 7 segue com mais da metade da fatia do bolo, enquanto o XP conta com 11,24%.
Enquanto o Windows 7 reina absoluto, as preocupações da Microsoft não são assim tão grandes, mas claro que a empresa quer que o máximo de seus usuários migrem para experimentar os recursos que está lançando com o Windows 10. Há ainda um longo caminho pela frente.
 
 
 WhatsApp deixará BlackBerry e outros 4 sistemas até o fim de 2016
App de chat não oferecerá versões para sistemas antigos; veja quais são.
Serviço recomenda migração para smartphones com sistemas atualizados.

O WhatsApp deixará até o fim do ano de funcionar em cinco plataformas, como BlackBerry, versões antigas do Android (2.1 e 2.2), da Nokia (S40 e Symbian S60) e Windows Phone 7.1.
O encerramento foi anunciado pelo aplicativo de mensagem que pertence ao Facebook em seu blog na sexta-feira (26), na semana em que o serviço completou sete anos. A empresa pondera que as maneiras como as pessoas usam o celular – e os aparelhos preferidos – mudaram desde 2009.

“Cerca de 70% dos smartphones vendidos na época, possuíam sistemas operacionais desenvolvidos pela BlackBerry e Nokia. Os sistemas operacionais móveis oferecidos pela Google, Apple e Microsoft -- o que totaliza hoje em torno de 99,5% das vendas atuais -- estavam dentro de menos de 25% dos aparelhos celulares vendidos naquela época”, informa o WhatsApp.
Segundo a companhia, os aparelhos que rodam os cinco sistemas já não possuem capacidade para sustentar as melhorias que devem chegar ao aplicativo. A lista surpreende ao incluir o BlackBerry 10, lançado em 2013 como a aposta da BlackBerry de retomar posição de destaque no mundo dos smartphones.
O WhatsApp sugere que quem ainda usar um aparelho que rode um desses sistemas opte por um smartphone com iOS ou versões mais recentes de Windows Phone e Android.


Fonte: http://g1.globo.com/
 
 
 Seis quedas de braço entre a Justiça brasileira e empresas de tecnologia
Causou polêmica a prisão de um no Brasil nesta terça-feira, por desobedecer uma decisão judicial, mas não é a primeira vez que isso ocorre no país.

Desde 2007, quando o YouTube ficou fora do ar após se recusar a retirar um vídeo da modelo e apresentadora Daniela Cicarelli em momento íntimo com o então namorado em uma praia da Espanha, políticos e a polícia fizeram pedidos para derrubar empresas de tecnologia no Brasil.



Veja outros seis casos em que empresas de internet travaram uma queda de braço com a Justiça brasileira:

WhatsApp bloqueado em dezembro de 2015:
Em dezembro passado, a Justiça de São Bernardo do Campo (Grande São Paulo) determinou que as operadoras de telefonia fixa e móvel bloqueassem o aplicativo de mensagens WhatsApp por 48 horas.

A decisão ocorreu após a empresa negar a quebra de sigilo de mensagens trocadas por investigados por meio do aplicativo. Na época, a Justiça autorizou o retorno do funcionamento do WhatsApp em todo o país após 11 horas de bloqueio.

WhatsApp bloqueado em fevereiro de 2015:
Um juiz do Piauí determinou o bloqueio do WhatsApp em todo o Brasil em fevereiro de 2015, com o objetivo de forçar a rede social a colaborar com investigações policiais de casos de pedofilia no Estado.

A decisão foi suspensa por um desembargador do mesmo Estado após analisar o mandado de segurança contra representantes da empresa.

Siga a BBC Brasil no e no
Diretor-geral do Google preso por desobediência em 2012:
O diretor-geral do Google foi detido pela Polícia Federal em São Paulo sob suspeita de desobediência em setembro de 2012. A ordem ocorreu após a empresa desrespeitar uma decisão da Justiça para retirar vídeos com ataques ao então candidato a prefeito de Campo Grande pelo PP, Alcides Bernal, de canais do YouTube e sites do Google.

Ele foi ouvido e liberado no mesmo dia após a polícia entender que se tratava de um crime com baixo potencial ofensivo.

Executivo do Google com mandado de prisão em 2012:
Também em setembro de 2012, um juiz de Campina Grande (PB) mandou prender outro executivo do Google no Brasil. O motivo foi a empresa ter se negado a retirar do ar e excluir todos os compartilhamentos de um vídeo contra o candidato à prefeitura Romero Rodrigues, do PSDB.

O Google recorreu e conseguiu reverter o pedido de prisão.

Facebook retirado do ar em agosto de 2012:
Em agosto de 2012, um juiz eleitoral do Estado de Santa Catarina determinou que o Facebook fosse tirado do ar no Brasil durante 24 horas. A determinação ocorreu após a empresa descumprir ordem para remover uma página com “material depreciativo” contra o vereador candidato à reeleição Dalmo Deusdedit Menezes (PP).

Também foi aplicada uma multa diária de R$ 50 mil porque o Facebook descumpriu decisão liminar (temporária). A decisão foi suspensa dois dias depois pelo mesmo juiz.

YouTube fora do ar em 2007:
O YouTube ficou temporariamente fora do ar em janeiro de 2007 após a apresentadora Daniela Cicarelli ganhar uma ação judicial contra a empresa.

O motivo foi a rede social ter se negado a tirar do ar um vídeo no qual a apresentadora aparece em momentos íntimos com o então namorado Renato Malzoni em uma praia espanhola. Após a decisão, Cicarelli foi alvo de protestos de grupos que pediram a saída da apresentadora da MTV.

Em 2015, a Justiça determinou que a empresa pagasse uma indenização de R$ 500 mil à apresentadora.


Fonte: http://noticias.terra.com.br/
 
 
 Brasil e União Europeia atuarão em parceria na tecnologia 5G
Cooperação prevê definição de normas e aplicações para a tecnologia móvel nos próximos anos

O Brasil e a União Europeia assinaram, nesta terça-feira (23), um acordo de cooperação para desenvolver a tecnologia 5G, a próxima geração de redes de comunicação. O acordo prevê o trabalho conjunto na definição de normas comuns e padronização do 5G, além de identificar faixas do espectro harmonizadas globalmente.

O ministro das Comunicações, André Figueiredo, e o comissário europeu, Günther Oettinger, formalizaram a declaração conjunta durante o Congresso Mundial de Tecnologia Móvel, em Barcelona, na Espanha.

Os dois parceiros também vão atuar na elaboração de projetos envolvendo academia, empresas de tecnologia e indústria.

"Hoje nós conectamos o nosso futuro, pois é disso que trata o 5G. A Europa e o Brasil são agora oficialmente parceiros estratégicos no avanço da banda larga móvel", declarou André Figueiredo.

Nos próximos anos, a tecnologia será utilizada pelas indústrias, serviços públicos e em aplicações inovadoras, como automóveis conectados, casas inteligentes e serviços de saúde móveis.

A cooperação prevê ainda a implantação do 5G em temas como cidades digitais, agrobusiness, saúde, educação, transporte, indústria, serviços públicos, energia e distribuição de conteúdo de vídeo.

Parceria

A colaboração em tecnologias da informação e comunicação entre Brasil e União Europeia teve início em 2008. Ao longo dos últimos anos, foram realizados oito Diálogos Setoriais em Tecnologias da Informação e Comuinicação (TICs). No ano passado, a Telebras anunciou uma joint venture para conectar os dois continentes por meio de um novo cabo submarino.

"Estamos convencidos de que um projeto tão importante como a próxima revolução móvel tem de ser um esforço conjunto coordenado", ressaltou o ministro das Comunicações.

Ele explicou que o Brasil tem 180 milhões de acessos de banda larga móvel, e esse número está crescendo rapidamente. "Precisamos de tecnologias que possam superar os desafios atuais: maiores taxas de download e upload, melhor cobertura e conexões mais confiáveis", disse Figueiredo.


Fonte: brasil.gov.br/
 
 
 Microsoft terá novo Windows Defender
O Windows 10 vai ganhar uma versão melhor do Windows Defender. Voltado para clientes corporativos, o Windows Defender Advanced Threat Protection oferece uma nova camada de proteção, que passa a funcionar mesmo depois de alguma infecção por arquivo malicioso. A nova versão do antivírus vai estar disponível apenas para usuários que fazem parte do Windows Insider.

A Microsoft explica o novo Microsoft Windows Defender como um complemento para as medidas de segurança já integradas ao Windows 10. O serviço funciona depois que ocorre uma invasão, isolando a ameaça e provendo os responsáveis por uma rede de informações para controle da ameaça e identificação de pontos fracos na estrutura.

De acordo com a Microsoft, o Advanced Threat Protection opera aliando as tecnologias já usadas no Windows Defender para identificação de vírus, mas expande essas capacidades com diversos recursos que funcionam a partir da nuvem. Como, por exemplo, a possibilidade de detonar arquivos suspeitos em máquinas virtuais rodando em servidores da Microsoft, isolando completamente uma rede corporativa de qualquer ameaça proveniente desse tipo de arquivo.

Por enquanto, o Advanced Threat Protection é uma evolução do Windows Defender - pré-instalado no Windows, para rodar em computadores e redes que aplicam o serviço da Microsoft em larga escala e deve ser lançada oficialmente na atualização Redstone do Windows 10. A chegada desse serviço tão especializado para usuários domésticos não é garantida.


Fonte: techtudo.com.br/
 
 
 Toda tecnologia que você usa na verdade vem do Governo
“Toda tecnologia que você usa na verdade vem do Governo” 

Chomsky explicou como os "pagadores de impostos" na verdade financiam o desenvolvimento na tecnologia e o "setor privado" acaba capturado todos os lucros ao criar os produtos com essa tecnologia para o consumo dos próprios pagadores de impostos

O iPhone é um aparelho impressionante. Mas e se um dos principais intelectuais americanos te falassem que ele, na verdade, é derivado de pesquisa estatal?

Essa é a teoria do linguista Noam Chomsky, que explicou como os “pagadores de impostos” na verdade financiam o desenvolvimento na tecnologia e o “setor privado” acaba capturado todos os lucros ao criar os produtos com essa tecnologia para o consumo dos próprios pagadores de impostos.


Fonte: startse.infomoney.com.br/
 
 
 Aplicativos e tecnologia mudam a mobilidade urbana
Aplicativos e tecnologia mudam a mobilidade urbana
Estudo mostra que ferramentas contribuirão para tirar até 65% dos carros das ruas

Rio - Aplicativos para celular e outros avanços tecnológicos têm transformado as formas de ir e vir da população e podem ser grandes aliados na melhoria da mobilidade urbana. A terceira e última reportagem da série ‘Tendências dos Transportes’ mostra o potencial dessas novas ferramentas, sobretudo as de compartilhamento de carros, bicicletas e caronas, para criar cidades inteligentes e mais conectadas.

Segundo a União Internacional dos Transportes Públicos (UITP), simulações feitas nas capitais de países da União Europeia mostram que a combinação de transporte público de alta capacidade e o compartilhamento de carros e caronas poderia remover até 65 de cada 100 carros nos horários de pico.

“Nos últimos sete anos, temos visto novas formas de utilizar os carros, graças aos smartphones, apoiados pela tendência emergente para uma economia de colaboração e participação de investidores”, declara Fabienne Herlaut, especialista em mobilidade inovadora, no último relatório anual da UITP. “Esses serviços ajudam a tirar a pressão do transporte público sobrecarregado em determinados momentos do dia. Eles também cobrem áreas e viagens que não são servidos pelo transporte público”, acrescentou.

Conceitos como tecnologia, economia compartilhada e inovação dos modelos de negócio definem a ideia de cidades inteligentes (‘smart city’). Na visão de Eleonora Pazos, presidente da UITP para América Latina, o Brasil avançar na discussão sobre os novos modelos de mobilidade. “Debate-se muito a questão de o Uber ser ou não ser legal (por concorrer com os táxis, regulamentados). E se surge aqui um sistema de carona e todo mundo resolve combinar carona? Isso é legal? Não é legal? Como pode ser regulado? É preciso avançar nessa discussão”, ressalta Eleonora.

Com ou sem regulação, a tecnologia para compartilhamento de caronas já chega ao Brasil. Com mais de 2 milhões de viagens compartilhadas por mês, no mundo, o aplicativo BlaBlaCar já funciona no país. De acordo com a UITP, mais de 17 milhões de usuários de sistemas de compartilhamento de caronas foram registrados na Europa em 2014 (último dado disponível). A estimativa da UITP é de que esse número duplique até 2020.

Sistemas de carona contam com diversos programas

O aplicativo BlaBlaCar, presente em 20 países, incluindo o Brasil, conecta motoristas que têm lugares vagos em seus automóveis com pessoas interessadas em dividir os custos de viagens previamente programadas.

O interessado em pegar uma carona através do BlaBlaCar precisa baixar o aplicativo em um celular Android ou iOS. O segundo passo é informar o ponto de encontro desejado, escolher data e o condutor para a viagem. Depois, é preciso fazer uma reserva online. O condutor é notificado imediatamente da reserva e a pessoa que deseja a carona recebe o contato do motorista para combinar os últimos detalhes.

O dono do carro negocia o preço da carona com o “cliente”. Na noite desta segunda-feira, por exemplo, uma viagem de São Paulo ao Rio programada para hoje estava custando a partir de R$ 50.

Outros números da BlaBlaCar apontam para o impacto da ferramenta no mundo para a mobilidade e o meio ambiente: mais de 20 milhões de membros, 15 milhões de downloads e 700 mil toneladas de gás carbônico poupadas no ar. A ocupação média por automóvel é de cerca de três pessoas. Os dados são da empresa.

O compartilhamento corporativo também está surgindo com iniciativas como o TwoGo, serviço de caronas inteligente para empresas. O aplicativo é oferecido em países como Brasil, Áustria, Argentina, Canadá, Chile França, Grã-Betanha e Estados Unidos.

Basta inserir uma proposta de carona no aplicativo que ele encontra o parceiro ideal de viagem. “Economize tempo, divida as despesas e dê o seu apoio à sustentabilidade com o serviço de carona diária”, convida o site da empresa. 

O TwoGo considera fatores como dados de tráfego em tempo real para calcular com precisão rotas e horário de chegada. Assim que a carona é confirmada, o app informa por SMS, e-mail ou notificação. Se algo atrapalhar os planos da viagem, são sugeridas alternativas imediatamente. 

O polêmico Uber, que oferece motoristas particulares e tem sido alvo de discussões sobre a legalidade do serviço ao redor do mundo, está disponível não só no Rio como em outras 383 cidades no mundo. A empresa já registrou mais de 1 bilhão de conexões através do aplicativo. 

Cada bicicleta do Bike Rio faz cinco viagens por dia

O Bike Rio — concessão pública municipal em parceria com uma operadora privada — é o maior sistema de compartilhamento de bicicletas na América do Sul, segundo a prefeitura. A utilização do Bike Rio é maior do que o do serviço semelhante em Paris (Velib’) e se aproxima ao de Barcelona (Bicing). No Rio, é de 4,99 a média diária de viagens por bike compartilhada, enquanto a média na capital francesa é de 3,48, e, na cidade espanhola, de 5,62.

“O compartilhamento é um facilitador, porque oferece uma opção ao cidadão. Quando o trânsito está intenso, o passageiro pode ir de bicicleta pagando barato e ainda chega mais rápido”, diz o presidente da Federação de Ciclismo do Estado do Rio, Cláudio Santos. Ele lembra que, no estado, o sistema só é oferecido na cidade do Rio e defende que seja expandido para outros municípios.

O Bike Rio registrou cerca de 7,6 milhões de viagens desde sua estreia, em 2011, e 760 mil usuários. Segundo a prefeitura, 2.735 toneladas de CO² deixaram de ser emitidos.

O Rio também conta com tecnologia para os passageiros de transporte público. A Fetranspor lançou, em 2014, o aplicativo “Vá de Ônibus”, que indica as opções de linhas de ônibus de acordo com o destino do passageiro. Em 2015, o app contabilizou 6,37 milhões de acessos. Cerca de 800 cidades no mundo possuem sistemas de compartilhamento de bicicletas. 


Fonte: http://odia.ig.com.br/
 
 
 Terminal investe em tecnologia para reduzir emissão de poluentes
Empresa ADM está usando tecnologias ainda inexistentes no Brasil. 
Objetivo é reduzir em até 80% a emissão de pó no meio ambiente.

Terminal investe em tecnologia para reduzir emissão de poluentes
Empresa ADM está usando tecnologias ainda inexistentes no Brasil. 
Objetivo é reduzir em até 80% a emissão de pó no meio ambiente.

O armazém mais antigo da ADM, empresa instalada no Porto de Santos, estava sem utilização há muito tempo e, por isso, o espaço de 11 mil metros quadrados será ocupado por um dos mais modernos armazéns de grãos do cais santista. O terminal está investindo em tecnologia a favor do meio ambiente.
Segundo Eduardo Rodrigues, diretor de logística e portos da ADM, a tecnologia usada ainda não existe no Brasil. “A ADM correu o mundo inteiro para achar o que tinha de melhor na tecnologia do shiploaders, uma tecnologia inglesa que é utilizada para cimento e reduz ao máximo a emissão de pó para o meio ambiente. E nós estamos trazendo isso para os grãos”, conclui.

Dois shiploaders, equipamentos que levam os produtos até o navio, vão operar no terminal de Santos. Além disso, os locais que descarregam os vagões e os caminhões também serão fechados com cortinas automáticas, o que evitará uma grande emissão de pó em contato com o meio ambiente.

Rodrigues afirmou também que serão utilizadas ‘lamelas inteligentes’. “Estamos confinando toda a emissão de pó no terminal, porque entendemos que é uma necessidade da sociedade e é um dever nosso como empresa”, completa.

O consultor portuário Sérgio Aquino afirma que as obras de expansão vieram em ótima hora. “Esses investimentos são fundamentais para a sobrevivência e competitividade do Porto de Santos. É uma forma de superar a crise com investimento em infraestrutura portuária, que gera resultados a médio e longo prazo”, disse ele.

O objetivo principal é reduzir em 70% ou 80% a redução de pó no terminal santista. O processo de modernização começou em janeiro deste ano e vai ser concluído em fevereiro de 2017. Mil empregos indiretos serão gerados durante a obra. A expectativa é aumentar também o quadro de funcionários quando o novo armazém estiver funcionando.


Fonte: http://g1.globo.com/
 
 
 Samsung anuncia novos monitores compatíveis com a tecnologia FreeSync via HDMI
A  Samsung anunciou três novos monitores com design curvado que suportam a tecnologia FreeSync, da AMD, através do HDMI. Todos os modelos serão de 1080p, com uma configuração apropriada para multi-screen ao mesmo tempo que possuem a tela curvada. Com o FreeSync via HDMI, os monitores podem apresentar uma taxa de atualização de 60 Hz na resolução de 1080p. Segundo a empresa, o desempenho do monitor pode ser mais eficaz se combinado com GPUs como a R9 380 ou 380X, da AMD.

AMD anuncia FreeSync via HMDI, DisplayPorts 1.3 e linha Radeon com HDMI 2.0 

Os modelos são: CF591 (27") e os CF390 (24" e 27"). Todos possuem painéis VA, taxa de atualização de 60 Hz e tempo de resposta de 4ms. Os modelos apresentam uma curvatura de 1800R - 1,800 milímetros. Isto significa que todos eles podem ser utilizados em conjunto (multi-screen), pois têm a mesma curvatura.

AMD FreeSync: Entenda o que é e como funciona

Uma das funcionalidades dos dispositivos é o Eye Saver Mode da Samsung. Esse modo reduz a intensidade da cor azul e diminuiu o brilho da tela automaticamente dependendo da quantidade de horas que o usuário está em frente à tela. A Samsung ainda não anunciou os preços dos produtos. Os novos monitores estarão disponíveis em março nos EUA, Europa e Ásia. Em outras regiões, eles chegam em abril.

O AMD FreeSync é uma tecnologia que sincroniza o desempenho dos monitores com as placas de vídeo. O objetivo é eliminar imperfeições na experiência em jogos e filmes geradas pela diferença de frames entregue pela placa e exibida pelo monitor. Para operar, a tecnologia precisava de um monitor e placas compatíveis, além de utilizar a conexão DisplayPort 1.2a. Com a chegada da tecnologia via HDMI, 70% dos monitores atuais serão capazes da compatibilidade.


Fonte: http://adrenaline.uol.com.br/
 
 
 4 dicas simples para quem quer deixar o Windows 10 mais veloz
Sabe aquele momento em que você percebe que seu computador já não está oferecendo o mesmo desempenho que tinha no começo? Se você ainda não chegou lá, vai chegar em breve. Infelizmente, todos os computadores passam por situações em que os seus donos ficarão com muita dor de cabeça — seja por travamentos mais básicos até as lentidões mais insuportáveis.
Mas é claro que existem formas de fazer com que o seu PC volte a funcionar como novo, e você nem precisa formatar o seu disco rígido para conseguir recuperar esse desempenho. Pois é, existem ferramentas de alta qualidade que garantem a recuperação dos computadores rapidamente. Mais do que isso, há alguns procedimentos manuais que podem contribuir bastante nesse processo.
Confira agora mesmo algumas dicas bem legais para que você consiga deixar o seu Windows 10 rodando com o máximo do desempenho. Temos certeza que você conseguirá seguir os passos indicados aqui e seu PC vai ficar bem mais fluido.
Publicidade

1. Desinstalar programas sem uso
Imagine a garagem da sua casa. Nela, você tem um carro popular que usa para se deslocar e também um carro sem motor que está ali sem uso faz anos. Pelo modo como a garagem está organizada, sempre que você precisa pegar seu carro, é necessário tirar o carro velho também, e isso dá um trabalho imenso — além de atrasar muito o seu dia.
É mais ou menos o que acontece com aplicativos sem uso no seu computador. Eles ocupam espaço sem motivos e ainda podem interferir no processo de outros softwares — principalmente em discos que estão muito fragmentados. Desinstale programas e mantenha seu PC sempre limpo.

2. Mantenha a inicialização limpa
Se o software é inicializado com o Windows, você pode ligar o PC e sair para tomar um café enquanto espera tudo ser carregado — uma colher de açúcar e duas de exagero, nesse caso. O problema é que ter muitos softwares com essa possibilidade pode ser uma péssima ideia. Isso porque o Windows acaba ficando com o carregamento muito lento e demorado. Felizmente, é bem fácil mudar isso.
Para definir quais programas devem ser inicializados com o Windows, abra o Menu Iniciar, digite “msconfig” na barra de buscas e tecle Enter. Na aba “Inicialização de Programas”, deixe marcado somente os softwares realmente necessários, mantendo desativadas as atualizações que rodam em segundo plano, mas seja prudente: analise cada item e não desmarque o que você não sabe exatamente o que é.

3. Otimizar discos
Desfragmentar o disco sempre foi um processo bem demorado, mas nas versões mais recentes do Windows isso foi mudado, graças aos recursos de otimização do sistema operacional. Importante: se você possui um SSD, é recomendável que não seja feita a desfragmentação.
Ativar a otimização de disco é fácil: abra o Explorador de Arquivos e clique em “Este Computador”. Depois, clique com o botão direito sobre a unidade de armazenamento – “Disco Local (C:)”, na maioria dos casos. Em “Propriedades” e nas abas “Geral” e “Ferramentas”, as funções “Limpeza de Disco” e “Otimizar” podem ser ativadas, respectivamente.

4. Desative apps em segundo plano
Há muitos apps em segundo planmo no Windows 10, sendo que vários deles são universais — ou seja: compatíveis com qualquer plataforma. A Microsoft é uma grande defensora disso, mas os aplicativos em segundo plano podem gerar mais peso do que você gostaria no seu computador. Felizmente, desativar isso é muito simples.
Tudo o que você precisa fazer é acessar "Privacidade" no Menu Iniciar e então escolher "Aplicativos em Segundo Plano". Agora é só desativar todos os softwares que você não quer mais sendo carregados no seu PC.


Fonte: tecmundo.com.br/
 
 
 Windows Mobile está gerando mais dinheiro para devs do que Android e iOS
Segundo um levantamento da consultoria InMobi, desenvolvedores de apps estão ganhando em média muito mais dinheiro com o Windows Mobile do que com o iOS e com o Android. Ainda por cima, a diferença não é pouca. A plataforma da Microsoft estaria rendendo o dobro em relação ao Robô e 50% a mais que o SO da Apple.
É interessante colocar esses números em perspectiva, entretanto, uma vez que a dimensão das lojas é muito diferente. Há muito menos desenvolvedores vendendo apps e itens na Windows Store do que na Google Play e na App Store. Ou seja, a movimentação total de dinheiro é imensamente maior nessas duas últimas. Contudo, parece que está começando uma “corrida do ouro” na loja da Microsoft, com a qual os desenvolvedores pioneiros estão enchendo os bolsos.
Mais grana!
Dos cerca de mil desenvolvedores independentes e corporativos monitorados pela InMobi, apenas 21% desenvolve para Windows. Cinquenta e sete por cento estão engajados com o iOS e 86% com o Android. Em média, desenvolvedores do SO da Microsoft ganharam US$ 11,4 mil por mês em 2015, contra US$ 4,9 mil com o Android e US$ 8,1 mil com o iOS.
Publicidade

Isso realmente é uma surpresa, tanto para nós quanto para a própria consultoria, que explica o acontecido da seguinte maneira:
Sendo que o Windows tem apenas uma pequena base de usuários, a loja de apps não é tão fragmentada quanto a do Android ou do iOS. Consequentemente, a descoberta de apps é mais fácil e a concorrência entre os títulos é bem menor. Assim, desenvolvedores do Windows parecem aproveitar uma maior rentabilidade mensal.
A consultoria ainda comenta em seu relatório que 28% dos desenvolvedores do Windows Mobile esperam que seus negócios na plataforma cresçam nos próximos três anos, e 22% acreditam que ficarão praticamente no mesmo patamar. Dezesseis por cento veem uma queda para o futuro. Confira os detalhes das outras plataformas na tabela.

Vale destacar ainda que a Microsoft tem tornado a migração de apps de outras plataformas para a sua cada vez mais fácil. A ponte para trazer apps do iOS para o Windows, por exemplo, já está em desenvolvimento bem avançado, enquanto a do Android foi cancelada. Fora isso, com o advento dos apps universais e a unificação das lojas da Microsoft, os títulos da plataforma estão recebendo cada vez mais visibilidade.
Por outro lado, a participação no mercado de smartphones do Windows Mobile tem diminuído, provavelmente por causa da falta de novos aparelhos lançados nos últimos meses. Mas será que essa tendência vai se inverter e a plataforma da Microsoft finalmente decolará?

Fonte: tecmundo.com.br/
 
 
 Specter, cliente do Snapchat para Windows 10, ganha atualização com mais recursos básicos
Specter, cliente do Snapchat para Windows 10, ganha atualização com mais recursos básicos

O Snapchat, aplicativo que nunca chegou oficialmente para Windows e cuja empresa tem derrubado os serviços alternativos criados para os usuários da Microsoft, ganhou recentemente um cliente bastante simples em versão beta. Ainda sem se saber por quanto tempo permanecerá na Windows Store, seja quem estiver por trás do novo serviço pode ganhar bons frutos enquanto puder manter seu app disponível e atualizado.

Ao menos até agora, o cliente Specter está cumprindo as duas coisas. Ainda disponível, aparentemente sem qualquer incômodo por parte do Snapchat, o app ganhou uma atualização. É um aplicativo ainda bem rudimentar, mas que valerá a pena para os fãs observarem sua evolução. Esta atualização traz a capacidade de enviar mensagens de vídeo e swipe para abrir o menu "hambúrguer".

O app recebeu anteriormente atualizações apenas para corrigir os problemas relatados com login, melhorar a interface do usuário (embora não muito) e marcação de mensagens.

O mais curioso desse app não são as atualizações e recursos ainda básicos, mas a sua permanência na Windows Store. Como já disse anteriormente Hudy Huyn, o Snapchat "odeia a Microsoft" e faz de tudo para retirar os aplicativos para seu serviço da loja de Redmond.

Para aqueles que não se importam em desembolsar R$ 4,90 para acompanhar o possível crescimento deste app no Windows 10 Mobile e até mesmo no desktop, o serviço pode ser encontrado na página do Specter na Windows Store.


Fonte: tudocelular.com/
 
 
 
Categorias
0
Cemitérios
Cidades
Ciência
Cultura e Lazer
Dicas
Economia
Educação
Esporte
Gastronomia
Iphone
Meio Ambiente
Moda
Mundo
Natureza
Notícias
Parques
Planeta Bizarro
Política
Prefeituras
Saúde
Tecnologia
windows 10
posts bloguei Posts
Setembro de 2010 5  postagens    
Fevereiro de 2011 5  postagens    
Março de 2011 26  postagens    
Maio de 2011 19  postagens    
Julho de 2011 11  postagens    
Agosto de 2011 11  postagens    
Janeiro de 2012 19  postagens    
Julho de 2012 8  postagens    
Outubro de 2012 1  postagens    
Novembro de 2012 8  postagens    
Maio de 2013 4  postagens    
Junho de 2013 16  postagens    
Outubro de 2013 1  postagens    
Novembro de 2013 1  postagens    
Dezembro de 2013 1  postagens    
Janeiro de 2014 4  postagens    
Junho de 2014 9  postagens    
Agosto de 2014 1  postagens    
Setembro de 2014 1  postagens    
Novembro de 2014 1  postagens    
Dezembro de 2014 5  postagens    
Janeiro de 2015 7  postagens    
Fevereiro de 2015 36  postagens    
Março de 2015 19  postagens    
Abril de 2015 17  postagens    
Maio de 2015 29  postagens    
Junho de 2015 16  postagens    
Julho de 2015 44  postagens    
Agosto de 2015 73  postagens    
Setembro de 2015 214  postagens    
Outubro de 2015 238  postagens    
Novembro de 2015 198  postagens    
Dezembro de 2015 125  postagens    
Janeiro de 2016 70  postagens    
Fevereiro de 2016 125  postagens    
Março de 2016 126  postagens    
Abril de 2016 28  postagens    
Junho de 2016 1  postagens    
Todos os Posts
 
Untitled Document