bloguei
  Eu blogo, tu blogas, ele bloga, nós blogamos e todos dão opinião.
bloguei Ribeirão Preto Dicas, Notícias e Muito mais...
 
 novamente uma batalha da samsung e apple com o iphone 6 e o galaxy note edge
O iPhone 6 é o melhor smartphone que a Apple tem em mãos hoje, sem considerar que o iPhone 6 Plus é exatamente o mesmo aparelho em resolução maior de tela. Para brigar com ele pelo título deste comparativo, peguei o melhor aparelho que existe na linha Note, que é o Note Edge - ao menos antes do lançamento do próximo modelo, que deve ocorrer durante a IFA deste ano, em Berlin.

Design

Há diferenças bem grandes dos dois lados, principalmente quando a tela curvada para a direta do Note Edge está em evidência. O iPhone 6 é o único deste comparativo que vai com corpo todo feito em alumínio - tirando as partes onde há conectores de antenas e que são de plástico, pequenos pontos de plástico cinza claro. Nenhum dos aparelhos é de grande referência na hora de pegada, mas o Note Edge consegue ser o pior por conta da tela curvada, que tira mais da metade da espessura da lateral direita e, desta forma, acaba removendo uma das partes onde seus dedos vão fazer força para poder levantar o celular da mesa. O iPhone 6 conta com bordas levemente arredondadas e isso também é ruim, por mais que o metal apresente textura levemente áspera, mas não é áspera o suficiente para segurar tudo no lugar. Sinceramente, neste ponto, os dois perdem.

Hardware

O Note Edge aposta em um processador quad-core, que é um Snapdragon 805 rodando em 2.7 GHz, acompanhado de 3 GB de memória RAM, GPU Adreno 420 e 32 GB ou 64 GB de espaço interno. O iPhone 6 apresenta um chip A8 que entrega um processador Cyclone dual-core de 1.4 GHz, acompanhado de 1 GB de memória RAM, GPU PowerVR GX6450 e opções entre 16 GB, 64 GB e 128 GB de memória interna e, diferente do Note Edge, não há espaço para um microSD. Em números parece que o Note Edge passa um caminhão de desempenho em cima do iPhone, mas a diferença não é tão absurda assim. Em apps do cotidiano, o Note Edge abriu mais rápido o Facebook e Instagram, mas o iPhone conseguiu abrir primeiro o Twitter e apresentou uma barra de rolagem muito mais fluida do que no Note Edge. Abrindo o Real Racing 3 o Note Edge carregou primeiro o jogo, mas em uma diferença de tempo menor do que nos apps anteriores. Em algumas ocasiões raras, o Note Edge apresentou uma taxa de quadros por segundo inferior ao iPhone. Vencedor? Pelo geral, apostamos no Note Edge.

Câmera

O iPhone 6 melhorou bastante a qualidade da câmera traseira quando seu antecessor, sem tocar no número de megapixels. Ainda há 8 megapixels contra 16 megapixels do Note Edge. O resultado final é superior no smartphone da Samsung em qualquer cenário, mas o iPhone consegue vencer na hora de oferecer uma interface mais veloz - é só tocar e a foto é tirada, sem necessidade de segurar firme por algum tempo, como exige o Note Edge em fotos noturnas. Por conta de uma interface mais amigável, o iPhone 6 é o vencedor por aqui.

Conclusão

O Galaxy Note Edge chegou ao mercado com ares de superioridade por conta da tela curvada para a lateral, que é realmente bonita e bem apresentada. Ele, infelizmente, ainda está no Android 4.4, mesmo com a versão 5.1 do Android já nas mãos dos desenvolvedores e das empresas fabricantes. Por outro lado, o Edge conta com a ótima caneta S Pen, que vai muito além do que apenas uma caneta para tocar na tela. Ele ainda vem com alguns apps interessantes como o pacote Office e armazenamento em nuvem, mas há uma penca de apps que poderiam ser desinstalados de fato e não apenas desativados. Como o custo do Note Edge é menor do que a versão mais básica do iPhone 6, que entrega a metade da memória interna, o Note Edge é nosso vencedor - mesmo com a incômoda sensação de abandono da Samsung por conta do Android atrasado.
 
 
 Estabilização ótica do iPhone 6 Plus parece ser desativada em vídeos
Quando a Apple renovou sua linha de celulares, uma das grandes novidades foi a presença de um sensor fotográfico com estabilização ótica de imagem em seu modelo maior, iPhone 6 Plus, removendo os famosos tremidos ao realizar uma gravação de vídeo e aperfeiçoar o resultado final de fotos. Entretanto, parece que a tecnologia só é válida quando um momento estático está sendo capturado, e não quando os clipes estão sendo registrados. Não há confirmação oficial da gigante de Cupertino, entretanto, mas a equipe do PhoneArena apontou motivos bem plausíveis de se acreditar que o método é desabilitado em vídeos.
O comparativo acima, publicado meses atrás pelo próprio site de telefonia móvel, revela a notável diferença entre a gravação de vídeo com a câmera de 16 megapixels do Galaxy Note 4, usando a estabilização ótica de imagem, e a captura do clipe do mesmo cenário com o sensor de 8 megapixels do iPhone 6 Plus.
 Nota-se que, aparentemente, Apple optou por utilizar a estabilização cinemática de imagem, que se baseia apenas no software instalado para suavizar o movimento quando se está realizando a gravação de vídeo. Reforçando tal teoria, ainda há o trecho sobre o assunto no próprio site oficial da Maçã: iPhone 6 Plus introduz a estabilização ótica de imagem, que trabalha com o chipset A8, giroscópio e coprocessador de movimento M8 para medir a informação e oferecer movimentos precisos da lente a fim de compensar a vibração da mão [na captura do conteúdo] em baixa iluminação. A fusão conjunta de exposições longas e curtas de imagem também ajuda a reduzir o movimento de objetos. Essa única integração de hardware e software entrega lindas fotos em ambientes com pouca luz — diz a Apple em sua página oficial do iPhone 6 Plus. 
Ainda não há motivos especulados para a medida que a Apple tomou em relação à utilização da estabilização ótica de imagem na gravação de vídeos, pois o conjunto de processador e coprocessador tornariam "fácil" a implementação da tecnologia também quando um clipe está sendo feito. Quem realmente entende de fotografia pode ter percebido isso antes, mas até o presente momento a gigante de Cupertino ainda não usou meios oficiais para tratar sobre o assunto. Se a falta da função fará uma grande diferença antes da compra, depende do ponto de vista de cada consumidor.
 
 
 O iPhone 6 e o Galaxy S6 em perigo? Novo touchscreen com leitor de digital ameaça o sensor dos devices
A nova tecnologia mistura o leitor de digitais com o Gorilla Glass, dispensando o touch ID da Apple.

Nesta terça-feira (21), a empresa americana Sonavation apresentou uma nova tecnologia que transforma a tela do smartphone em leitor de digitais. A ideia é trazer ainda mais segurança à identificação de digitais que existem em aparelho como o iPhone 6 e o Galaxy S6, que vivem disputando para saber quem é o melhor. O sensor de leitura 3D fica integrado ao vidro super resistente Gorilla Glass, presente na maioria dos smartphones do mercado.

Para funcionar, um leitor 3D ultra fino (0,4mm) é aplicado sobre a tela do smartphone. Ele é capaz de perceber a textura das digitais e identificar com precisão a identidade do dono do aparelho. Isso permite acesso seguro à redes socias, como ocorre no Galaxy S6. A parte boa é que ele consegue fazer a análise do polegar mesmo que ele esteja sujo de gordura ou molhado... Só falta funcionar embaixo d'água, já que as telas atuas não alcançam tal proeza.

O presidente executivo da Sonavation, Karl Weintz, destacou a importância que a empresa dá para segurança dos usuários: "Consumidores e empresas estão confiando em dispositivos móveis mais do que nunca, e nosso progresso fornece algo novo, com mais opções de custo e segurança para os fabricantes", explica. Mesmo assim o novo sensor de digital ainda não tem data para chegar aos dispositivos.
 
 
 Tela grande do iPhone 6 causou lesão em cotovelo, diz jogador da NBA
O jogador da NBA Matt Bonner, do San Antonio Spurs, passou parte da temporada 2014-2015 com uma lesão no cotovelo que diminuiu seu desempenho em arremessos de 3 pontos. O ala-pivô disse ao jornal “Concord Monitor” que é o responsável pelo desconforto foi o iPhone 6, porque as dimensões do aparelho forçam o usuário esticar mais o dedo para alcançar os ícones.
“Eu odeio dar desculpa”, afirmou o jogador, ao justificar por que sua porcentagem de bolas de três convertidas caiu durante a temporada. “Eu fui criado para nunca dar desculpas. Mas eu passei dois meses e meio em que eu tive ‘cotovelo de tenista’ e, durante esse tempo, era tão penoso para mim arremessar que eu já me encolhia todo antes mesmo de pegar a bola, ‘Oh, isso vai me matar’”.
Com o cotovelo esquerdo lesionado (o que apoia a bola), Bonner sofreu de dezembro de 2014 até o Jogo das Estrelas, em fevereiro de 2015. Durante o período, seu índice de bolas de três convertidas caiu para 32,4%. Antes, era de 42,8% e permaneceu assim depois. Com isso, seu desempenho caiu para 36,5%. Depois de atribuir o ano fraco à lesão, Bonner tentou explicar como havia se machucado. “Todo mundo vai achar isso hilário, mas está é minha teoria de como eu tive isso”, começou.
 “Quando o novo iPhone surgiu, era um pouco maior do que o anterior, e eu acredito que porque eu comprei esse celular, foi tenso usá-lo. Você tem de esticar mais [os dedos] para alcançar os botões, e eu honestamente acredito que foi assim que acabei desenvolvendo isso [a lesão].” O ala-pivô não especificou se falava do iPhone 6 ou do iPhone 6 Plus. De qualquer forma, com telas de 4,7 e 5,5 polegadas, respectivamente, os dois aparelhos são os maiores celulares que a Apple já criou. Assista ao vídeo do G1 sobre o iPhone 6 Plus.
Bonner diz ter falado com um dos técnicos de condicionamento do Spurs sobre a lesão. O preparador físico afirmou que sofreu de um machucado similar depois de gastar muito tempo jogando um game em seu celular.
Apesar de não ser um dos maiores talentos que a NBA já viu desfilar por suas quadras, Bonner possui dois títulos da liga. Na última temporada, o Spurs ficou pelo caminho. Perdeu a primeira partida dos playoffs para o Los Angeles Clippers.
 
 
 Saiba porque o iPhone 6 continuará a ser um sucesso
Mercado está mais recetivo a smartphones com ecrãs grandes, o que pode resultar em grandes vendas para o iPhone 6 com um preço reduzido.
Os dois modelos do iPhone 6 podem tornar-se os mais vendidos de sempre da Apple, de acordo com as previsões avançadas por um analista da Cowen Group.
Em comentários ao Business Insider, o analista Timothy Arcuri referiu que com o lançamento do próximo iPhone no final do ano o iPhone 6 e iPhone 6 Plus terão uma redução de preço, o que fará aumentar as vendas sobretudo do Plus, com um ecrã de 5.5 polegadas.
“Penso que o iPhone 6 terá uma procura muito mais longa do que previram para o trimestre de setembro,” comentou Arcuri, apontando que o mercado está mais recetivo que nunca a smartphones de ecrã grande.
 
 
 O iPhone 6 Plus explode conectado à tomada em Hong Kong
No último fim de semana, em Hong Kong, uma mulher afirma que o seu iPhone 6 Plus de 128GB literalmente explodiu enquanto carregava pela madrugada, fazendo com que não somente a tela do aparelho fosse danificada, mas derretendo significativamente a tampa traseira e componentes internos do dispositivo.

A mulher diz que conectou o seu iPhone ao carregador por volta de 1h no sábado, deixando o dispositivo sobre a mesa ao lado de sua cama. Cerca de sete horas mais tarde, ela foi acordada por um grande estrondo e se deparou com o seu iPhone em chamas.

Ela não se feriu, mas diz que pedirá indenização à Apple. A mulher afirma que utilizou somente produtos autênticos da Apple na hora do incidente, incluindo o carregador. Ela observa, ainda, que estava usando um cabo de carregamento do iPad, o que não deva interferir e/ou fazer grandes diferenças em um caso como estes.

Lo Kok-kung, funcionário do Departamento de Engenharia Mecânica da Universidade Politécnica de Hong Kong, disse ao Daily Apple que o incidente pode ter acontecido por uma questão de curto-circuito ou sobrecarga.

"O recurso que corta a energia automaticamente do aparelho na hora de carregá-lo pode ter ficado fora de ordem, portanto, a bateria acabou explodindo devido ao calor excessivo", disse Lo em entrevista.

Casos envolvendo iPhones e explosões acontecem, mas são raros. Esta não é a primeira vez que ouvimos falar de um incidente como estes e provavelmente não será a última, no entanto, esta pode não ser uma falha generalizada e deve não acontecer com outros proprietários do mesmo modelo.

Assim como já é esperado, a Apple deverá solicitar o iPhone 6 Plus da mulher para que possa fazer suas próprias investigações.
 
 
 Aparelho que transforma o seu iphone 6 em uma camera retro top faz sucesso
A Lumenati CS1 é uma case que permite criar filmes ao estilo “clássico” usando um iPhone 6. O aparelho oferece troca de lentes frontais e o usuário pode compartilhar as gravações salvas em formato digital. A câmera de mão foi publicada em um projeto do Kickstarter e está fazendo sucesso na web.
Para quem é fã da câmera retrô, o design da  Lumenati CS1 vai agradar, só que em uma versão mais moderna. Para funcionar, o usuário precisa encaixar o iPhone 6 em uma abertura lateral. Um dos destaques é a possibilidade de trocar de lentes, em resolução HD, dentre opções de Wide, Macro, Olho de Peixe e mais.
A usabilidade também é feita ao modo antigo: está presente visor óptico e suporte para segurar com uma das mãos. As funções são controladas com um app para iOS, que permite editar trechos das gravações, conferir o resultado e compartilhar. Em dimensões, a câmera de mão é compacta com 177,8 x 152,4 x 76,2 mm.
Nas funções, estão presentes filtros, microfone, luzes internas, foco manual e automático, sensor de iluminação, estabilização automática, controle de exposição e mais recursos. O projeto publicado na Kickstarter pelo escocês Scott McDonald, Co-fundador da Lumenati, já avançou sua meta inicial,que era de US$ 75 mil. Se conseguirem mais do que US$ 125 mil, o usuário poderá escolher versões em cores diferenciadas do aparelho.
O valor do modelo básico da Lumenati CS1 é de US$ 150 (cerca de R$ 470), na cor branca. O envio é feito para qualquer lugar do mundo, inclusive Brasil, com previsão para fevereiro de 2016. O desenvolvedor já tem planos de adaptar a câmera retrô para o próximo modelo de iPhone.
 
 
 Os top 5 smartphones de 2015 e o iphone 6 esta entre eles
Smartphones são os objetos de desejo dos viciados em tecnologia. Com eles podemos jogar, integrar com nossos outros dispositivos e ter uma central de entretenimento, usar para ver tv ou ouvir música, ler e-mails, trabalhar, falar através das redes sociais, criar uma lan, fazer qualquer tipo de coisa com algum app específico, navegar via GPS, e, acreditem, até ligar e mandar sms.

As principais empresas do ramo lutam a cada dia para trazer uma nova atualização, função, câmera com mais definição, mais memória, mais espaço para armazenamento, mais fino, maior tela, mais velocidade de resposta e processamento, enfim, melhor hardware a cada nova geração e lançamento. Quem sai ganhando com isso somos nós, consumidores que gostamos de estar sempre com o aparelho mais up to date do mercado.

O único probleminha é que essa exclusividade tem um preço - altíssima na maioria das vezes. Mas, para nos dar uma - boa - ajuda, temos cupom ponto frio.

Vamos ver então quais são os 5 aparelhos mais desejados pelos amantes de tecnologia atualmente.

iPhone 6 Plus
Embora lançado em 2014, o iPhone 6 Plus merece estar nessa lista, claro que devido mais ao fato de ter mais um marketing pesado do que um hardware condizente com o preço. Independente disso o iPhone é a marca de smartphones mais desejados do mundo. É bem verdade que pelo preço ele deveria ser mais potente, afinal, os concorrentes entregam mais, cobrando menos. Mas mesmo assim, seja você um fanboy ou um hater da Apple, em uma coisa todos concordamos: O aparelho é top!

Com tela de 5.5 polegadas com proteção anti-risco da Apple, o iPhone 6 Plus conta com uma resolução Full HD de 1920 x 1080 (o que dá uma densidade de 401 pixels por polegada), chipset Apple A8 e para rodar tudo isso um processador Cyclone dual-core de 1.4 GHz. O provessamento gráfico fica por conta de uma GPU quad-core Power VR GX6450.

A versão top vem com 128 GB de armazenamento interno para garantir que você nunca passe por um aperto, precisando apagar fotos, vídeos, apps, etc. Falando em fotos, elas serão tiradas com uma câmera traseira de 8 MP ou então com qualidade de 1.2 MP caso seja uma selfie com a câmera frontal. A bateria tem 2915 mAh, uma das melhores entre os tops de linha. O aparelho roda ainda o iOs 8, talvez o sistema operacional mobile mais seguro e estável do mercado.

Pontos positivos:
Sistema operacional confiável
Até 128 gb de armazenamento
Lindo

Pontos negativos:
Apenas 1 chip
Sem espaço para cartão de memória
Câmeras fracas em relação aos concorrentes da mesma faixa de preço
Apenas 1GB de memória RAM

Galaxy S6 Edge 
Lançado recentemente para ser a principal arma da empresa sul-coreana contra o iPhone 6 Plus, o Samsung Galaxy s6 Edge dá conta do recado e entrega um excelente aparelho em todos os quesitos. Sua principal marca é o design que conta com uma tela curvada totalmente funcional e sensível ao toque que se estende até as laterais do aparelho e apresentam algumas interações exclusivas com o usuário.

Sua segurança estará totalmente garantida, pois o S6 Edge vem com o sistema de unlock via digital mais avançado do mercado. O Android 5.0.1 também chega trazendo muitos apps nativos e super-úteis, como o S Health, seu personal trainer particular. Outro quesito muito importante são os testes de benchmarks, e aqui o Edge arrasou. O top dos tops da Samsung já foi testado aqui pelo Oficina e aprovado. Confira tudo que pudemos falar sobre ele após os testes.

Quanto às especificações de hardware temos: Tela de 5.1 polegadas protegida com o Gorilla Glass mais potente da atualidade (versão 4), 577 ppi, processador Exynos 7420 octa-Core  (4 núcleos de 1,5 GHZ e 4 núcleos de 2,1 GHZ), gpu Ma T760, 3 GB de memória RAM, até 64 GB de armazenamento interno, câmera frontal de 5 MP e traseira de 16 (faz vídeos de resolução 4k a uma taxa de 30 quadros por segundo. No conjunto de câmera temos uma traseira de 16 MP e frontal de 1,2. A diversão é garantida por horas através de uma bateria de 3600 mAh.

Pontos positivos:
Design e usabilidade das Edges
Ótimas funcionalidades e apps
Desempenho impecável
Setup de câmeras incríveis

Pontos negativos:
Sem espaço para cartão de memória
Bateria poderia durar mais
Android ainda precisa otimizar a TouchWiz

Sony Xperia Z3+
A Sony também entrou sério na briga pra ver quem tem o melhor smartphone do mercado. E eles não vieram fracos não. Evolução do Z3, outro sucesso de vendas e de críticas, o Sony Xperia Z3+ é já está confirmado para o Brasil e tem previsão de vendas para os próximos meses. Enquanto isso o aparelho já está sendo comercializado em países asiáticos desde o dia 10 de junho deste ano com o nome de Xperia Z4 e as primeiras impressões são animadoras.

As expectativas dos ocidentais são motivadas por um hardware poderoso, afinal, são 3GB de memória RAM, processasdor Qualcomm Snapdragon 810 hepta-core 64 bits (4 núcleos de 2,0 GHz e outros 2 núcleos de 1,5 Ghz), 32 GB de armazenamento interno (além do espaço para cartão MicroSD), GPU Adreno 430, bateria com 2930 mAh de capacidade, câmera traseira de 20,7 MP e frontal de 5 MP. O tamanho dele é aquele ideal para quem não gosta de telefones gigantescos, mas quer uma tela grande o suficiente para ver Netflix, fotos, jogos, etc. São 5.2 polegadas e resolução Full HD.

Esperamos com ansiedade esse aparelho top aqui nos reviews do Oficina.

Pontos positivos
Memória RAM
Câmeras potentes
Processador e GPU excelentes

Pontos negativos
Pouco armazenamento interno para os celulares da última geração
Alguns vão achar que a tela deveria ser maior

Lg G4
Trata-se do aparelho mais poderoso da marca sul-coreana, carrega altas expectativas, e, prepare-se: já está em nossa redação e, em algumas semanas, entrará na nossa sessão de reviews o/

Se você tem/teve ou leu nosso review do G3 vai notar muitas semelhanças com o seu predecessor, o G3, principalmente no que diz respeito à estética. A principal característica são os botões na traseira do aparelho e a traseira levemente curvada presente cada vez mais nos últimos lançamentos da marca. Aliás, se você gosta da parte visual do aparelho vai se identificar com o LG G4. São dezenas de traseiras disponíveis, desde capinhas de plástico com diamantes até aquelas com detalhes em couro.

O hardware também acompanha a grandeza do aparelho. São 32 GB de memória interna (expansível até 128 GB), 3 GB de memória RAM, câmera traseira de 16 e frontal de 8 MP, processador Hexa-core (4 núcleos de 1.44 GHz e outros 2 núcleos de 1.82 GHz). Este hardware, juntamente a uma GPU Adreno 418, irá gerar excelentes gráficos 4k de 2560 x 1440 a serem exibidos em uma tela de 5.5 polegadas protegida com Corning Gorilla Glass 3, e a bateria tem 2900 mAh de capacidade. Top, hein?

Pontos positivos:
Vídeos 4k a 60 FPS
Resolução 4k – melhor entre os tops
Melhor câmera frontal dentre os tops
Aceita cartões de memória com até 128GB de capacidade

Pontos negativos:
Poderia ter Gorilla Glass 4
Botões na traseira (ponto negativo extremamente pessoal)

Moto Maxx 
O Moto Maxx é o mais desejado dos aparelhos da Motorola, sem dúvidas. E mesmo que ele tenha sido lançado em 2014, tem todo o direito de figurar na lista dos tops 2015, afinal, em termos de hardware, foi o melhor dos smartphones que já passaram aqui pelo Oficina.

O aparelho tem tela de 5.2 polegadas com resolução 4k de 2560 x 1440 pixels de resolução. Olha só o hardware dele como é potente: São 3 GB de RAM, processador Qualcomm Snapdragon 805 quad-core 2,7 GHz Krait 450, GPU Adreno 420, armazenamento interno de 64GB, câmera traseira de 21 MP (faz vídeos 4k a taxa de 30 FPS), frontal de 2MP, Gorila Glass 3 e bateria com incríveis 3900 mAh.

Achou incrível as configurações? Então clica no título ali em cima e corre pra ler nosso review completo e assistir nosso reviewdeo.

Pontos positivos:
Melhor resolução (4k), memória RAM e bateria entre os tops de linha
Conjunto de câmeras excepcional
Melhor hardware que já passou pelo Oficina

Pontos negativos:
Não possui entrada para cartão de memória externo
Poderia ter Gorilla Glass 4
Design (ponto negativo extremamente pessoal)
 
 
 Comparativo de leitores biométricos: Galaxy S6 vs iPhone 6 vs Note 4 vs Huawei Mate7 vs Meizu MX4 Pro
Aparelhos foram colocados lado-a-lado em várias categorias, para ajudar usuários a escolher o que melhor se encaixa em suas necessidades
Leitores biométricos estão cada vez mais presentes nos smartphones e tablets nos dias de hoje. Tudo começou com o Toshiba PORTEGE G500, em 2007, depois em 2011 com o Motorola Atrix 4G, sendo adotado em seguida pela Apple no iPhone 5S e pela Samsung no Galaxy S5, e atualmente podemos vê-los em diversas implementações dos mais diferentes tipos, seja em aparelhos top de linha ou de médio custo. Esses sensores migraram de laptops e sistemas de segurança para nossos bolsos, especialmente, por tornarem nosso dia-a-dia mais simples, e por reforçarem a segurança de nossos dados pessoais.
Após a implementação da Apple, a impressão digital começou a ser largamente explorada em diversas situações, seja para desbloquear os aparelhos, autenticar informações, ou até mesmo fazer pagamentos, especialmente com a indústria de pagamentos móveis crescendo em um ritmo impressionante. A própria Samsung já evoluiu bastante sua tecnologia biométrica, especialmente se compararmos os sensores presentes nos Galaxies S6 e S6 Edge, aos utilizados no S5, Alpha e Note 4. Agora, fabricantes como a HTC, Huawei, Meizu e até mesmo Motorola estão preparando-se para entrar de cabeça nessa tecnologia, especialmente após o anúncio do Android M, que contará com APIs dedicadas a esse tipo de segurança. Pensando nisso, o site PhoneArena resolveu fazer uma comparação entre diversos dos sensores oferecidos atualmente no mercado, para ajudar um possível comprador que esteja em dúvida sobre qual aparelho possui a melhor implementação desse tipo de funcionalidade.
Para esse comparativo, foram selecionados 5 aparelhos, todos lançados nos últimos 10 meses: Galaxy S6, iPhone 6, Galaxy Note 4, Ascend Mate7 e Meizu MX4. As propriedades e funções de cada um foram listadas na tabela abaixo:
Também foram considerados pontos como o design e ergonomia, que mesmo sendo uma variável difícil de se comparar (afinal de contas, cada um tem um gosto diferente), entrou como sendo um diferencial no processo. Para começar, o tamanho dos sensores tem um papel muito importante para quem utiliza esse tipo de tecnologia; Quanto maior o aparelho, menos necessidade ele tem de que o sensor seja posicionado em sua parte frontal, logo abaixo da tela, como é o caso do Galaxy Note 4, foi aí que o Huawei Ascend Mate7 e suas gigantescas 6 polegadas brilharam, pois a empresa teve a sacada genial de colocá-lo na parte traseira logo abaixo da câmera, facilitando ainda mais o seu uso. O tamanho do dispositivo também colabora para seu manuseio e facilidade de derrubá-lo enquanto tentando acionar o sensor, o que deu ao Note 4 uma nota ruim, por causa do posicionamento inadequado de seu leitor biométrico.
Outro ponto a ser considerado, foi a facilidade de desbloqueio do aparelho, onde o Ascend Mate 7 ficou para trás, pois todos os outros possuem o botão home e o sensor biométrico posicionados na mesma peça, o que também o colocou em vantagem em outra categoria, vendo que seu leitor não é tão óbvio quanto o de seus concorrentes, e fica escondido na parte traseira, colaborando para um design mais harmonioso no portátil. Ficamos decepcionados ao ver que nenhuma das soluções oferecem a possibilidade de releitura, caso o dedo não seja posicionado de forma correta, forçando o usuário a retirá-lo do sensor, e tentar novamente.Ficamos decepcionados ao ver que nenhuma das soluções oferecem a possibilidade de releitura, caso o dedo não seja posicionado de forma correta, forçando o usuário a retirá-lo do sensor, e tentar novamente.
É claro que cada um tem sua preferência de marca, ergonomia, acabamento, design, etc., mas venhamos e convenhamos, os números não mentem: O Huawei Ascend Mate7 levou uma vantagem óbvia nessa comparação. Não só ele foi um dos que apresentou uma maior “confortabilidade”, como também tem um plus sob a concorrência, que é o fato dele poder desbloquear a tela sem sequer ela estar ativa. A fabricante chinesa Meizu também mostrou que está melhorando, e cada vez mais, alcançando seus concorrentes, especialmente pelo fato de ser uma das únicas (junto com a Huwaei) a apresentar a opção de bloquear determinados apps no aparelho. As soluções da Apple e do S6 da Samsung também se saíram bem nos testes, mas especialmente a Apple, deveria considerar uma aproximação um pouco mais precisa em seus próximos portáteis.
 
 
 Capa de iphone 6 que transforma smartphone em estúdio faz sucesso na Internet
A nova case para smartphone Olloclip traz um sistema integrado de fotografia móvel e promete transformar seu dispositivo em um estúdio portátil. O sistema combina uma capa protetora resistente com uma série de acessórios para garantir o melhor resultado. O gadget está em fase de arrecadação no site de financiamento coletivo Kickstarter e tem feito sucesso.
Desenvolvido pela empresa que dá nome ao aparelho, Olloclip vem junto com um kit que conta com um clip para os dedos que fará com que você nunca mais segure o smartphone da mesma forma. Além disso, ele também conta com um tripé, tanto para paisagem quanto para retrato, um conjunto de adaptadores para flash e microfone. O case ainda conta com lentes 4 em 1: macro, olho de peixe, ultra-largas e uma especial para selfies.
Usar carregador de outra marca estraga o celular? Descubra no Fórum do TechTudo.
A novidade também promete ser ideal para aqueles que utilizam muito aplicativos de streaming, como Periscope e Meerkat, e também o próprio Snapchat ou Instagram. Ele irá permitir que o usuário filme com maior segurança e praticidade, além de garantir imagens de alta qualidade. O dispositivo está disponível em versões para iPhone 6 e iPhone 6 Plus.
Olloclip ultrapassou a meta de U$ 100 mil (cerca de R$ 318.260). O pacote mais simples pode ser comprado por U$ 35 (cerca de R$ 111,39) e pode ser enviado para o Brasil, com uma taxa de entrega de U$ 20 (cerca de R$ 63,65). As entregas estão previstas para começaram em setembro de 2015.
 
 
 Polícia chinesa desmonta esquema de falsificação de iPhone
Fábrica em Pequim fabricou mais de 41 mil smartphones falsos da Apple.
A carga custava US$ 19,6 milhões; alguns aparelhos chegaram aos EUA.

A polícia de Pequim fechou uma fábrica que produziu mais de 41 mil iPhones falsos, avaliados em até US$ 19,6 milhões, incluindo alguns que chegaram aos Estados Unidos, e prendeu nove suspeitos em uma operação de combate à pirataria.
A Apple é uma das marcas mais populares na China, onde as autoridades aumentaram os esforços nos últimos anos para desfazer a reputação do país de produzir produtos falsificados.

Autoridades tomaram medidas mais duras para impor direitos de propriedade intelectual, pressionando as empresas a registrarem marcas e patentes e reprimindo falsificações.
A polícia prendeu nove pessoas, incluindo um casal que comandava a operação, após uma busca em maio na fábrica, que funcionava sob o disfarce de uma loja de manutenção de aparelhos eletrônicos na periferia norte da capital chinesa.
Os detalhes foram divulgados em uma publicação nas redes sociais neste domingo (26) pela Secretaria de Segurança Pública em Pequim.
A polícia apreendeu 1,4 mil aparelhos e grandes quantidades de acessórios durante a operação em 14 de maio. Nos Estados Unidos, os novos aparelhos da Apple podem chegar a custar acima dos US$ 649, dependendo do modelo.
 
 
 Estudo mostra que cada vez menos pessoas estão interessadas no iPhone 6
Uma pesquisa feita pela firma de investimento Piper Jaffray com 1.016 consumidores americanos indica que o número de pessoas interessadas em adquirir um iPhone 6 pode não ser tão grande quanto muitos pensam.

Como você pode ver pela tabela logo abaixo, 34% das pessoas cadastradas têm interesse em adquirir outros aparelhos recentes da Maçã. O motivo, segundo o Apple Insider, está no fato de que a linha atual do iPhone – com principal destaque para o iPhone 5S – é poderosa o suficiente para garantir uma maior sobrevida em comparação aos modelos anteriores.

“Apesar de nossa pesquisa ser focada nos EUA, nós acreditamos que os dados sugerem que o iPhone, particularmente o modelo 5S de alto desempenho, continua a ter um poder de permanência, visto que um terço dos consumidores de smartphones americanos esperam comprar um iPhone nos próximos seis meses”, disse o analista Gene Munster.

É importante notar que a empresa ainda espera que os dados mudem, com uma queda no interesse tanto pelo 5S quanto pelo 5C, com a chegada do iPhone 6. Mesmo assim, os números provam que as linhas de aparelhos da Apple prometem tornar-se cada vez mais fortes, continuando atrativas para o público mesmo após a chegada de seus sucessores.
 
 
 Clone do iphone 6 criado e ja como se fosse o próximo modelo da marca o iphone 6s
A indústria dos clones chineses da Apple é rápida; muitas vezes, mais rápida que a própria Apple. Este é o caso do iPhone 6s lançado recentemente por lá e que está disponível por algo entre US$ 135 e US$ 156, dependendo do modelo (e com entrega gratuita no Brasil).

O Goophone i6s tem tela de 4,7 polegadas e resolução de 1280 x 720, além de um processador quad-core de 1.3 GHz. Ele vem nas cores tradicionais do aparelho e também no mesmo tom de rosa que supostamente será adotado pela Apple na próxima linha de iPhones.

Mas o que impressiona é que o smartphone é muito parecido com o iPhone, tendo ambos lado a lado é até difícil descobrir qual é o original e qual é o clone. O Android 4.4 que vem nele foi modificado com tanta eficiência que ficou praticamente igual ao iOS, e a caixa - também idêntica à da Apple - contém acessórios que foram até embalados da mesma forma que os do iPhone.
 
 
 O aparelho recém lançado pela apple o iphone 6 explode
Desde seu lançamento nos Estados Unidos, o iPhone 6 vem dando o que falar. As primeiras polêmicas envolvendo o novo smartphone da empresa da Maçã foi de que os aparelhos entortavam. Boato que foi confirmado por vários testes de usuários e viciados em tecnologia espalhados pela internet.
Agora apareceu o primeiro caso de combustão do aparelho. O iPhone 6 de Phillip Lechter pegou fogo após sua bateria entortar no bolso da calça.
Lechter é um palestrante, empreendedor e também fã da Apple. O americano disse em seu site que o iPhone 6 estava no bolso da sua calça com uma capa de couro e que incendiou na semana passada. Ele diz ainda que ficou surpreso com o acontecimento.

” – Foi uma experiência surreal. Se não tivesse acontecido comigo, não iria acreditar”
Lechter disse em seu depoimento no próprio site que o modelo que explodiu em seu bolso foi um iPhone 6. O smartphone foi recebido por ele em Setembro e tinha menos de um mês de uso. O caso aconteceu em Tucson, cidade do estado americano do Arizona.

O iphone pegou fogo no bolso da calça de Lechter, ele estava em um carrinho com o filho. O carrinho era puxado pela bicicleta de sua esposa. Ele ainda postou um vídeo no seu canal oficial no youtube do que sobrou de seu celular  após a explosão.
Ele conta que após um acidente o carrinho quase caiu e que provavelmente isto tenha causado o entortamento na bateria, que foi a suposta causa do super-aquecimento e explosão do aparelho.
 
 
 Garotos de 15 anos entram na loja pra entortar o iphone 6
Apesar do comunicado da Apple informando que apenas nove iPhones 6 Plus teriam entortado, consumidores foram às lojas da companhia para provar que os smartphones dobram com facilidade. Seja por brincadeira ou em protesto a Apple, que garantiu que os usuários que enfrentassem problemas identificado como de fábrica, conseguiriam o reparo, algumas pessoas filmaram a ação e publicaram no Youtube.

Um vídeo com garotos de 15 anos mostra a tentativa de encurvar os celulares apesar do aparente pouco esforço. Sem medo de mostrar seus rostos, os garotos fazem uma breve introdução na filmagem e se divertem com a possibilidade de cometer crime de destruição de patrimônio. Logo depois, chegam na loja e forçam os iPhones do mostruário até que ele entorte. Os garotos kylei e danny moram na zona de Norwich, em Inglaterra.
No vídeo ainda se consegue ouvir um comentário, “Estivemos na loja Apple a dobrar e a partir os iPhones, que deve ser ilegal ou algo do género. Honestamente, nem quero saber porque é culpa da Apple“, conclui. Os prejuízos ascendem aos 3000 euros.
 
 
 Nos EUA um vendedor troca casa de três quartos por iPhone 6 ou iPhone 6 Plus
Três quartos, garagem para dois carros, construída com tijolos em estilo colonial, área útil de 223 m², dois andares, dois banheiros. Uma casa com essa descrição está à venda em Detroit (EUA). A estimativa do mercado é que valha quase US$ 50 mil, mas, à espera de comprador há pelo menos 124 dias, o dono aceita trocá-la por um dos novos iPhones lançados pela Apple ou por um iPad de 32 GB.
O vendedor tenta encontrar um novo dono para a propriedade desde junho, quando cobrava US$ 5 mil. Sem sucesso, baixou o preço para US$ 3 mil, mas aceita o iPhone 6 ou o iPhone 6 Plus. Destravados os aparelhos com maior capacidade (64 GB) entre os dois modelos chegam a US$ 850 e US$ 950. Os dispositivos podem dar as chaves ao comprador mesmo que usuários apontem que dobrem facilmente.
“Parece que ele [vendedor] quer a versão premium, mas eu tenho certeza de que ele está disposto a negociar”, afirmou o corretor do imóvel Larry J. Else ao canal de TV “Fox 2”. “É uma oferta real”, justifica.
Um anúncio do imóvel foi colocado no site de corretagem “Zillow”, que o avalia em US$ 48,5 mil. A área total do terreno chega a 404 m². Algumas informações do classificado dão uma pista de que o preço do iPhone não vai ser o único gasto que um possível comprador terá de desembolsar.
Em impostos referentes ao imóvel são pelo menos US$ 6 mil. Além disso, a informação de que a casa necessita de “investimento especial” sinaliza de que reformas são necessária para torná-la habitável.
A urgência do vendedor pode ser explicada pela situação financeira enfrentada pela cidade de Detroit. A ex-capital do automóvel caiu em declínio desde que o eixo do mercado das quatro rodas foi deslocado dos Estados Unidos para países asiáticos. Ainda assim, casas ao redor desse imóvel em questão são avaliadas, por exemplo, em US$ 41 mil e US$ 43 mil.
 
 
 O iPhone 6 Plus de 128GB leva 10 a segundos a mais para ligar do que o modelo de 16GB
Na hora de optar por um modelo de iPhone com maior capacidade interna, claramente, os consumidores que possuem uma graninha a mais no bolso escolhem um modelo com o máximo de memória interna para salvar o máximo de arquivos possíveis. No entanto, existe uma ligeira diferença entre os modelos com mais armazenamento interno do que os que possuem menos, e a explicação pode ser um pouco mais lógica do que parece.

Um teste feito pelo pessoal do iClarifield compara os modelos do iPhone 6 Plus com 128GB e 16GB, em um teste bem simples de boot - para comprovar qual deles liga mais rápido. É claro, este tipo de teste não influencia em nada no funcionamento dos dois aparelhos, no entanto, é curioso notar que o dispositivo com mais memória interna leva quase 10 segundos a mais para ligar depois que o modelo de 16GB já está ligado.

Ambos os dispositivos haviam sido restaurados para o iOS 8.0 recentemente, ou seja, o teste foi feito com os dois dispositivos sem nenhum dado a mais na memória.

 A Apple não deu nenhuma explicação para este acontecimento, no entanto, seguindo a lógica, o modelo de 128GB demora mais tempo exatamente por possuir armazenamento maior, então, o hardware acaba levando alguns segundos a mais na hora de ligá-lo.

 
 
 Apple lança iPod Touch com processador de iPhone 6 e aumenta preço do produto no Brasil
A Apple acaba de lançar uma nova versão para o iPod Touch após passar três anos sem anunciar atualizações para o dispositivo.

Além de novas cores, o aparelho traz o potente processador A8, presente também no iPhone 6, e coprocessador M8 para monitoramento de atividades físicas. Ele também ganhou uma versão com maior capacidade, de 128GB – as demais também serão mantidas (16GB, 32GB e 64GB) e suporte a Wi-Fi 802,11ac.

A câmera traseira do dispositivo ganhou upgrade, agora com qualidade de 8 megapixels, e a câmera frontal traz um modo contínuo para selfies mais rápidas. Uma mudança notável foi a retirada da pequena saliência usada para pendurar a alça Loop no iPod.

Outros aparelhos que ganharam atualização foram o iPod Nano de 16GB e o iPod Shuffle de 2GB, que agora estão disponíveis nas cores rosa, azul e dourado, além do prateado e cinza escuro.
O preço dos produtos também sofreu mudanças e está um pouco mais salgado. O iPod Shuffle, que saía por R$ 329 na loja agora custa R$ 399. O iPod Nano passa de R$ 949 para R$ 1.179 e o iPod Touch ganhou um aumento notável e passa a custar a partir de R$ 1.429 em vez de R$ 1.149.
 
 
 Nos games o iphone 6 supera o galaxy s6 e muitos outros aparelhos
Em um teste realizado pelo GameBench, que colocou o iPhone 6 contra os aparelhos Galaxy S6, Nexus 6 e HTC One M9, os dispositivos da Apple superaram facilmente os gadgets com Android em termos de desempenho e estabilidade no gameplay de jogos de todos os gêneros, apresentando uma vantagem média de 10%. 
Os testes demonstram que o iPhone 6 obteve uma performance melhor em termos de média de FPS, bem como na quantidade mínima de quadros por segundo alcançada. Isso significa que o mais recente smartphone da Maçã é uma opção mais estável no que diz respeito a frames por segundo, já que consegue sustentar as exigências da jogatina e raramente despenca para menos de 30 fps. 
A estabilidade invejável dos dispositivos iOS é justificável. Afinal, o iPhone utiliza menos memória RAM e opera exigindo menos do hardware, dado que um aplicativo de entretenimento é, na maioria das vezes, melhor otimizado para o iOS.
Para contornar a falha de engenharia que privilegia os pixels sem dar poder a GPU dos dispositivos Android, os desenvolvedores dos jogos acabam realizando um pequeno "downgrade" gráfico para fazer com que o projeto ao menos rode no sistema. Por conta disso, o mesmo game pode entregar experiências completamente diferentes em plataformas distintas com o mesmo sistema. 
Além disso, o estúdio responsável pelo jogo pode definir uma taxa máxima de quadros para estabilizar o desempenho durante a jogatina, o que acaba interferindo diretamente na qualidade da imagem. Embora o Galaxy S6 consiga se esforçar para oferecer uma resolução melhor (1080p contra 720p do iPhone), justamente por conta de sua tela Quad HD, o desempenho do jogo acaba sendo afetado com travamentos ocasionais e quedas bruscas na taxa de fps.
 
 
 O iPhone 6 alcança 47,5 milhões de unidades vendidas e infla cofres da Apple
Apesar de apresentar queda nas vendas se comparado aos dois primeiros trimestres do ano, iPhone 6 ainda consegue superar o mesmo período de vendas no ano passado.

Não é nenhum segredo que o iPhone 6 da Apple é um sucesso de vendas; Em evento recente FY15, Cupertino reiterou o sucesso de seu último lançamento no segmento de smartphones, exibindo os resultados financeiros para o terceiro trimestre fiscal de 2015. Os resultados denotam uma excelente trajetória comercial do iPhone, fazendo as vendas de smartphones da Apple subirem de 37,5 em 2014, para 47,5 milhões de unidades, ou seja, um aumento de 35% se comparado ao mesmo período do ano passado.
 
Apesar desse aumento, houve uma queda se comparado aos dois primeiros trimestres do ano, onde o iPhone 6 conseguiu 74 e 61 milhões de vendas, mas geralmente, terceiros trimestres sempre representam uma queda de vendas para qualquer modelo, especialmente quando levamos em consideração que rumores sobre um possível novo modelo já devem circular na web constantemente a essa altura, não é mesmo? 
Enquanto isso, o Apple Watch parece ser completamente o inverso; O relógio inteligente da maçã parece não ter correspondido às expectativas, tendo previsão de 60% de queda nas vendas, algo até já comentado aqui por nós em um artigo anterior, onde discorremos sobre a demanda decrescente do gadget, especialmente após o mês de Junho. O resultado abaixo do esperado fez com que a Apple não dedicasse uma atenção especial ao número de vendas do Apple Watch, colocando-o possivelmente junto da categoria “Outros” em suas próximas presentações de lucros da empresa. O Apple Music, embora não tenha dados oficiais revelados, foi mencionado pela imprensa como “um serviço de recordes históricos”, aquecendo rumores de que foi, sem sombra de dúvidas, uma ótima aposta por parte da empresa de Tim Cook.
 
O iPad, não apresenta muita melhora, perdendo cada vez mais sua força no mercado; Durante o segundo trimestre do ano, cerca de 10,93 milhões de unidades de iPad foram vendidas, um valor 18% abaixo do mesmo período no ano passado, apresentando uma queda de 13% nas vendas se comparado ao primeiro trimestre de 2015. No final das contas, as vendas de iDevices conseguiram render à Apple US$10.700 milhões de lucro líquido, representando um crescimento econômico significativo para a firma, que registrou cerca de US$7.700 milhões no mesmo período do ano passado.
 
 
 Comparando cameras de alguns celulares entre eles o iphone 6 e o galaxy s6
A própria OnePlus tem buscado promover seu dispositivo liberando informações oficiais e imagens que confirmam as principais características técnicas do smartphone. Mas há também os dados extraoficiais oriundos de mãos como as do Youtuber Marques Brownlee, que produziu um vídeo hands on com o OnePlus 2 falando sobre as capacidades fotográficas do dispositivo.

Algumas das imagens usadas por Brownlee estão disponíveis na rede social Imgur, mas você pode conferir nas galerias abaixo em forma de comparativo como o OnePlus 2 se sai diante de desafiantes como o Galaxy S6, iPhone 6 Plus, LG G4 e até mesmo seu antecessor, o Oneplus One, para comparar a evolução do quesito câmera de uma geração para a outra.

Excetuando o OnePlus One, os desafiantes do OnePlus 2 apresentam resultados bastante semelhantes, mas as imagens do novo “Flagship killer” parecem muito mais vivas e brilhantes, um ponto muito positivo para o aparelho que custará abaixo de US$ 450. Resta saber se o conjunto todo agradará os usuários, já que apesar de contar com leitor biométrico, memória RAM de 4GB e outros recursos de ponta, chegará integrando o controverso processador Snapdragon 810 da Qualcomm.
 
 
 Os iPhones da Apple atingem recordes de vendas na China no Japão e na Coreia do Sul
A decisão da Apple de trocar o tamanho de tela do iPhone 6 e 6 Plus parece estar valendo a pena nos mercados asiáticos.
As vendas no Japão, China e Coreia do Sul estão todas em níveis recordes, afirma um novo relatório da Counterpoint Research, e a Apple está agora desafiando marcas da região.
Na Coréia do Sul, território de origem da Samsung, a Apple teve 33% do mercado em novembro passado, mais do que duplicando a participação de 15% que detinha antes do lançamento do iPhone 6 e 6 Plus. Isto coloca-a bem à frente da sul-coreana LG (14%) e não muito atrás da própria Samsung, cuja quota de mercado caiu de 60% para 46%.
“Nenhuma marca estrangeira foi além da quota de 20% na história da indústria de smartphones da Coreia,” disse o analista Tom Kang, em comunicado de imprensa. “[O mercado] sempre foi dominado pela líder mundial de smartphones, a Samsung. Mas o iPhone 6 e 6 Plus têm feito a diferença aqui”.
Uma história semelhante está acontecendo no Japão, onde a quota de mercado da Apple saltou em novembro para 51%. Ao mesmo tempo, as quotas de mercado das empresas nacionais caíram, com a Sony passando de 30% em julho, para 17% em novembro.
Já na China, a Maçã ainda encontra alguns problemas com a Xiaomi e Lenovo, que ficaram em primeiro e segundo lugar, respectivamente, com 18% e 13%. A Apple teve 12%.
“Com o lançamento do Note & Note Pro da Xiaomi, vai ser uma batalha feroz no segmento premium”, disse Shah, acrescentando que as coisas parecem especialmente ruins para a Samsung, que está agora sendo “atacada de ambos os lados”.
 
 
 iphone 6 realmente é a prova d'água?
Há tempos os usuários de iPhone pedem por um dispositivo à prova d’água. Para a alegria destes, foi revelada recentemente um pedido de patente para uma solução da Apple que poderá trazer este benefício aos nossos iGadgets. E ela pode usar a nanotecnologia para isso.

A concorrência oferece hoje alguns dispositivos resistentes à água, mas para isso eles usam o método tradicional, de vedação da carcaça, que acaba ocupando um espaço interno importante na estrutura. Visto que a Apple já optou por designs finos, aumentar o volume agora só para torná-lo resistente à água seria um retrocesso para ela. É por isso que uma das opções é usar uma tecnologia moderna, capaz de proteger da água sem prejudicar o design.

A patente prevê o uso de materiais químicos que sejam hidrofóbicos, ou seja, que façam repelir a água. A ideia não é nova e até mesmo já foi sugerida no passado pelo nosso leitor JanjaBoy.
Com isso, não seria preciso nenhum sistema de vedação no interior do aparelho, bastaria revestir os componentes principais com o material hidrofóbico, para que a água não entrasse em contato com circuitos elétricos delicados. Assim, a Apple não precisaria se preocupar em alterar em nada seu design.
Como sempre, não é possível saber com certeza se a patente um dia se tornará realidade. Mas pelo menos demonstra que a Apple está procurando soluções para isso.
Confira como a substancia funciona em: https://www.youtube.com/watch?v=IPM8OR6W6WE&feature=youtu.be
 
 
 as novidades que o iphone 6 vem trazendo
Alcançabilidade
Com o recurso Alcançabilidade, fica mais fácil alcançar os itens na parte superior da tela usando apenas uma das mãos. É só tocar duas vezes no botão Início sem pressionar para que a tela desça até o seu polegar. Depois que você seleciona o que quer, a tela volta para cima.

Veja tudo maior
Veja mais do seu conteúdo com a visualização padrão ou amplie com o zoom da visualização. Ajuste a visualização em Ajustes Tela e Brilho.

Navegue com apenas um deslize
Deslize da esquerda para a direita para voltar ou ao contrário para avançar. Isso também funciona em muitos apps, como o Safari, o Mail e o 

Mensagens.
Faça mais coisas no modo de visualização horizontal do iPhone 6 Plus
Alguns apps, como Calendário, Relógio, Bolsa e Mensagens, aproveitam a tela maior para mostrar mais conteúdo na horizontal.

Câmera na Central de Controle
Para acessar sua câmera rapidamente em qualquer tela, inclusive a Tela Bloqueada, deslize para cima e toque no botão da câmera.

Grave vídeos melhores
Habilite “Gravar Vídeo a 60 FPS” em Ajustes, Fotos e Câmera para gravar o dobro de quadros por segundo.

Selecione a velocidade da câmera lenta
Escolha a velocidade da câmera lenta tocando no ícone FPS na tela da câmera. Depois escolha entre 240 qps e 120 qps em Câmera para ter um efeito de câmera lenta nos seus vídeos.

Modo contínuo
Agora você pode registrar vários momentos de uma ação com a sua câmera FaceTime HD. O modo contínuo tira 10 fotos por segundo em sequência. O iPhone analisa todas elas em tempo real e sugere as melhores do grupo.

Modo timer
Toque no ícone de timer na parte superior da tela para ajustar o timer em 3 ou 10 segundos. Para ativar o modo timer e o modo contínuo, é só manter pressionado o botão da câmera e soltar quando você estiver pronto.

Ajuste a exposição
Toque em qualquer lugar da tela e deslize para cima ou para baixo para capturar a quantidade certa de luz para a sua foto.
Tire fotos usando os botões de volume
Pressione o botão de Aumentar ou Diminuir volume para tirar uma foto. Você também pode tirar fotos usando os botões de volume no seu Apple EarPods com controle remoto e microfone.

Corrigir e recortar
Corrija a linha do horizonte e faça o recorte perfeito em todas as suas fotos. Basta tocar em Editar e depois no ícone de recortar.

Ajuste a luz e a cor
Dê às suas fotos um acabamento melhor usando os controles inteligentes para encontrar a luz perfeita, realçar as cores e até melhorar o azul do céu.

Fotos no mapa
Veja a localização das suas fotos em um mapa tocando no nome do local em Anos, Coleções ou Momentos.

Busca com sugestão inteligente
Toque no ícone de busca e veja opções de busca por data, horário em que a foto foi tirada, local e nome do álbum. Com mais um toque, você tem acesso às fotos tiradas nas proximidades, fotos favoritas ou fotos tiradas no mesmo dia do ano passado.

Álbuns Inteligentes
Os Álbuns Inteligentes guardam suas fotos panorâmicas, no modo contínuo e fotos ocultas, além dos vídeos HD, em câmera lenta e em time lapse. E o álbum Apagado Há Pouco guarda as fotos apagadas durante 30 dias, caso você mude de ideia.

Oculte fotos
Dê um toque e mantenha pressionada uma foto para que ela fique oculta de Momentos, Coleções e Anos. Você pode visualizar todas as fotos ocultas acessando o álbum de fotos ocultas.

Responda às notificações
Deslize para baixo em uma notificação de nova mensagem para responder sem sair do app que você está usando.

Envie uma foto ou vídeo rápido
Compartilhe o que você está vendo no mesmo momento. Mantenha o botão da câmera pressionado e deslize para cima para tirar uma foto ou deslize para a direita para gravar um vídeo.

Coloque sua voz nas mensagens
Mantenha o botão de microfone pressionado para gravar sua mensagem e deslize para cima para enviar. Para ouvir uma mensagem, segure o iPhone perto da orelha e ouça ou toque no botão Reproduzir.
Gerencie as mensagens de grupos
Comece uma conversa em grupo e dê um nome a ela. Inclua as pessoas que desejar, remova as indesejadas e saia da conversa quando quiser. Ou toque em Detalhes, habilite o Não Perturbe e leia as mensagens em outro momento.

Compartilhe sua localização
Você pode compartilhar onde está com as pessoas que quiser, durante o tempo que quiser. Basta tocar em Detalhes e selecionar Compartilhar Localização. Quando seus amigos escolhem compartilhar suas localizações, você vê todos eles em um mapa.

Toque para visualizar os anexos
Toque em Detalhes para ver todos os anexos de uma conversa. Dê um toque e mantenha um anexo pressionado e toque em Mais para salvar ou excluir diversos itens de uma vez.

Texto preditivo
O iPhone pode oferecer sugestões de palavras que são muito úteis. Mantenha pressionado o botão de emoticon sorridente ou globo, depois toque em Preditivo para ativar ou desativar.

E aí Siri
Para falar com a Siri em viva-voz, basta dizer “E aí Siri” com seu iPhone conectado a uma fonte de energia. Para ativar esse recurso, vá até Ajustes 

Geral Siri.
Identifique uma música
A Siri sabe o nome da música que está tocando onde você está. É só perguntar “Que música está tocando?” e ela diz o nome da música e do artista.

Previsões expandidas
Veja todos os seus locais juntando os dedos na tela para ter uma visualização reduzida. Deslize para cima em um local para ver uma previsão expandida e mais detalhes.

Não perca nenhum compromisso
Insira e selecione o endereço no campo Localização de um novo evento, depois escolha Tempo de Viagem para receber um alerta na hora de sair para ir a pé ou de carro.

Veja outra mensagem
Deslize para baixo na barra de título de uma mensagem que você estiver escrevendo. Quando quiser voltar para a sua mensagem, toque no título dela na parte inferior da tela.

Veja tudo mais perto com o Flyover
Na visualização padrão, toque nas cidades com um ícone 3D para fazer um tour aéreo impressionante com o Flyover.

Obtenha a versão para computador
Se você quiser ver a versão completa de um site para computador em vez da versão para dispositivos móveis, basta tocar no campo de busca, puxar a tela dos seus favoritos para baixo e depois tocar em Versão para Computador.

Atalho para contatos favoritos
De qualquer tela, pressione o botão Início duas vezes para ver a interface multitarefa. Agora, você vê também as pessoas de quem mais gosta. A parte superior mostra os rostos das pessoas com quem você falou recentemente. Deslize para a direita e veja seus contatos favoritos também. 
Basta tocar em um deles para ligar, enviar mensagens de texto ou iniciar uma chamada por FaceTime.

O texto é lido para você
Vá até Ajustes Geral Acessibilidade Fala e ative Falar Conteúdo da Tela. Depois vá até um app e deslize de cima para baixo com dois dedos. Todo o conteúdo da página será lido para você.
 
 
 Ficha Técnica do Iphone 6
O Apple iPhone 6 é um smartphone iOS com características inovadoras que o tornam uma excelente opção para qualquer tipo de utilização, representando um dos melhores dispositivos móveis já feitos. A tela de 4.7 polegadas é um verdadeiro record que coloca esse Apple no topo de sua categoria. A resolução também é alta: 1334x750 pixel. As funcionalidades oferecidas pelo Apple iPhone 6 são muitas e todas top de linha. Começando pelo LTE 4G que permite a transferência de dados e excelente navegação na internet, além de conectividade Wi-fi e GPS presente no aparelho. Tem também leitor multimídia, videoconferência, e bluetooth. Enfatizamos a boa memória interna de 128 GB mas sem a possibilidade de expansão. Em um smartphone deste nível, não poderia faltar uma câmera de 8 megapixels que permite ao Apple iPhone 6 tirar fotos com uma resolução de 3264x2448 pixels e gravar vídeos em full HD a espantosa resolução de 1920x1080 pixels. A espessura de apenas 6.9 milímetros torna o Apple iPhone 6 um dos telefones mais finos que existem. 
 
 
 comparando os smartphones de duas marcas rivais a apple com o iphone 6 e o samsung com o galaxy s6
Desempenho: Galaxy S6
O que faz um smartphone rodar bem é a combinação entre seu processador, memória RAM e espaço para armazenar arquivos. O Galaxy S6 é octa-core, ou seja, com oito núcleos de processamento, 3 GB de RAM, que é o que permite esse processamento acontecer sem falhas, e versões de 32 GB, 64 GB ou 128 GB para que os usuários guardem seus apps, fotos e conteúdo em geral. O iPhone 6 tem processador com apenas dois núcleos, 1 GB de RAM e edições de 16, 64 e 128 GB.Ou seja, neste trio de componentes, o S6 é bem superior. Na bateria idem. O iPhone 6 tem 1.810 mAh, enquanto o Galaxy conta com 2.600 mAh. Ou seja, tem a maior capacidade para manter o telefone ligado – o que também se faz necessário por ele ter um hardware que exige muito mais. Além disso, segundo a Samsung, o carregamento dele é duas vezes mais rápido do que o do iPhone e conta também com carregamento sem fio.
De resto, eles são bem parecidos: conectividades WiFi, Bluetooth, NFC e 4G, sistema de pagamentos, auxiliares por voz, programas voltados para a saúde do usuário, leitores de digitais e aplicativos de suas fabricantes pré-instalados. O que decide mesmo a comparação, então, é o fato de o Galaxy S6 ter um “poder de fogo” muito maior do que o do iPhone 6.

Dimensões: iPhone 6
O iPhone 6 é mais portátil do que o Galaxy, mas por pouco. O gadget da Apple mede 138.1 x 67 x 6.9 mm e pesa 129 gramas. Já o da Samsung tem 143.4 x 70.5 x 6.8 e 138 gramas. Não é uma diferença grande, mas ela existe a favor do iPhone, que é mais baixo, mais leve e menos largo. O S6 só conta com uma espessura menor, mas somente 0.1 mm.

Design: Empate
Se nas dimensões eles são quase iguais, no design isso também acontece. E, desta vez, não é possível nem dizer onde um é melhor do que o outro, porque parece que o GalaxyS6 foi inspirado no iPhone concorrente. De tanto ouvir críticas do acabamento em plástico dos seus telefones, a Samsung resolveu fazer seu novo top com alumínio e metal. O resultado foi ótimo, deixando-o com aspecto mais sofisticado. Porém, bem parecido com o iPhone.Os dois têm bordas bem arredondadas, tamanhos parecidos, e até cores, como prata e dourada, semelhantes. A decisão aqui é de cada usuário. No geral, o iPhone 6 parece ter um visual mais leve, mais clássico, enquanto o S6 tem um acabamento que dá a impressão de ser mais robusto. Enquanto o iPhone causa impressão de fragilidade, o aparelho da Samsung 
parece mais resistente.

Tela: Galaxy S6
A Apple sempre teve displays de encher os olhos, mas desta vez a Samsung parece ter corrigido os erros. O esquema de cores dos displays dos aparelhos da empresa sul-coreana sempre foi criticado, e desta vez todos elogiam. Além disso, ele apresenta 2560 x 1440 pixels, ou seja, uma resolução QuadHD, contra um tradicional 750 x 1334 pixels da tela Retina do iPhone 6. Uma diferença de 251 pixels por polegada (577 no S6 e 326 no iPhone).Isso significa que a tela do S6, mesmo sendo ligeiramente maior do que a do iPhone, consegue ter uma qualidade melhor. Quanto mais pixels, mais detalhes pode se ver na imagem. Além disso, a tela do novo smartphone da Samsung conta com Gorilla Glass 4, que é a mais recente versão do revestimento de vidro fornecido pela empresa Corning para dar mais resistência aos displays de aparelhos telefônicos.

Câmeras: Galaxy S6
Novamente, a diferença vai além das especificações técnicas. Nas demonstrações feitas no palco do MWC 2015, quando revelou o S6, a Samsung mostrou que o aparelho tem câmeras superiores. Com 16 megapixels na traseira e 5 megapixels na frontal, tem ótima qualidade de imagem. Possui estabilizador óptico nas duas, além de HDR e sistema de baixa luz. Na traseira, conta até com um modo profissional, em que o usuário pode usá-lo como uma câmera DSLR.O iPhone 6, apesar de numericamente parecer muito inferior, com 8 megapixels e 1,2 megapixel, nas câmeras traseira e frontal, respectivamente, não tem o desempenho ruim. Pelo contrário. Conta com um dos melhores sensores já feitos pela Apple. No entanto, ainda assim, não oferece tanta variedade de recursos como o Samsung. Portanto, mais uma vitória para o S6 neste comparativo.

Sistema operacional: Empate
A Samsung melhorou muito seu sistema operacional, com uma Touchwiz mais limpa visualmente e também com a plataforma mais limpa literalmente, com menos aplicativos pré-instalados. No entanto, o Android ainda tem alguns pontos de defeito, como a segurança e aplicativos que ainda chegam primeiro ao iOS. Apesar disso, o sistema da Apple, que tem ótima usabilidade e é muito amigável, também é mais restrito quanto à personalizações e conexões com outros sistemas. Cada um tem pontos positivos e negativos, e essa disputa é o usuário quem resolve. Ambos têm o que de melhor (e pior) suas plataformas podem oferecer.
 
 
 A câmera do iphone 6 pode ser umas das melhores do mercado atualmente
Quando a Apple lançou o iPhone 6, críticas negativas sobre a câmera de 'apenas' 8 megapixels não foram poucas. Entretanto, para a surpresa de muitos, uma equipe de especialistas levaram o sensor do smartphone ao máximo em um teste que envolve padrões industriais e o uso diário.

A DxO Labs, empresa responsável pela a experiência, utilizou o benchmark DxOMark para pontuar o componente de acordo com o seu desempenho em diversos fatores. Tanto o iPhone 6 quanto o Plus receberam a nota 82, sendo que o Galaxy S5 e o Xperia Z3 ficaram juntos no patamar de 79. Consequentemente, dando o título de "melhor câmera em smartphones" para os iGadgets.
Ainda de acordo com a análise da companhia, não há muita diferença entre os dois modelos do iPhone. Ambas apresentam resultados respeitáveis com uma boa exposição geral, autofoco impressionante tanto em alta e baixa luminosidade, renderização de cores superior, preservação de detalhes e um flash de qualidade.
A gravação de vídeo também foi testada e a pontuação, novamente, não decepcionou. Em razão da estabilização ótica no Plus e a tecnologia Focus Pixels, as tremidas são quase inexistentes. O novo sensor da Apple conta com uma abertura de f/2.2" e com pixels de 1.5 mícrons.

Em compilados anteriores, a real performance em imagens e vídeos foi retratada por usuários comuns, ressaltando o desempenho em situações comuns no dia-a-dia. A possibilidade de gravação em super câmera-lenta, time-lapse e em FULL HD (60 fps) chama a atenção dos apaixonados por fotografia.
 
 
 batalha de gigantes o incrível iphone 6 e o iphone 6 plus
O iPhone 6 e o iPhone 6 Plus são os smartphones lançados pela Apple em 2014. Os aparelhos são tops poderosos, e chegam ao mercado rodando iOS 8. Um tem tela de 4,7 polegadas e o outro é a estreia da marca em foblets, com uma tela de 5,5 polegadas. Confira no comparativo a seguir as diferenças e semelhanças dos novos smartphones da Apple.

Tela
Começando pela diferença mais aparente, as telas dos iPhones 6 e 6 Plus não se diferem somente no tamanho. O foblet iPhone 6 Plus é o primeiro da companhia a alcançar a resolução Full HD (1920 x 1080 pixels) na tela, resultando em densidade de 401 ppi, a maior até hoje em um iPhone. Já o iPhone 6, com tela de 4,7 polegadas, tem resolução e densidade de pixels menores: 1134×750 e 326 ppi.O modelo Plus tem consideravelmente maior espaço de tela e ainda conta com 2 milhões de pixels a mais para gerar uma imagem mais bem definida. Com isso, a Apple também passa a permitir rotação na horizontal nos apps, inclusive na própria tela inicial – segundo a companhia, já há diversos otimizados para o novo tamanho disponíveis na loja oficial.

Design
Os novos dispositivos ficaram ainda mais finos que o antecessor 5S, mas o iPhone 6 é o campeão. Ele mede somente 6,9 mm de espessura, contra 7,1 mm do iPhone 6 Plus. Mesmo assim, por ser consideravelmente maior, o Plus pode até dar a impressão de ter espessura mais fina, já que a diferença é mínima. 
De resto, os dois são exatamente os mesmos. O design renovado é inspirado no iPad Mini e traz bordas mais arredondadas, que parecem se juntar à tela na parte da frente. Feita de alumínio, o smartphone será disponibilizado em três cores: branco, cinza e dourado.

Câmera
Os dois trazem sensores de 8 megapixels iSight, mas a diferença fundamental está no sistema de estabilização de imagem. No iPhone 6, há 
um sistema digital que regula a imagem e impede que tremidas atrapalhem fotos e, principalmente, gravação de vídeos. Já no modelo Plus, o mecanismo é óptico, resultando possivelmente em resultados muito mais apurados, como os vistos na excelente câmera do Nokia Lumia 1020.
Em resumo, apesar do iPhone 6 certamente conseguir tirar belas fotos, as imagens capturadas no iPhone 6 Plus deverão sofrer menos tremidas, o que deve agradar principalmente a quem fotografa em movimento. 

Bateria
Muitos esperavam que iPhones maiores significassem mais bateria, mas não é isso que ocorre no iPhone 6. Segundo o CEO da Apple, Tim Cook, ele tem rendimento “igual ou melhor” ao 5S na maioria das tarefas, se destacando somente em algumas atividades, como reprodução de áudio, que passa de 40 horas para 50 horas de um modelo para o outro.
O iPhone 6 Plus, por outro lado, promete rendimento um pouco melhor. Apesar da tela Full HD, a bateria de capacidade maior equipada no gadget dura até 80 horas de reprodução de áudio, 14 de vídeo (11 no iPhone 6) e 24 horas de conversação via 3G (14 no iPhone 6). Isso quer dizer que, por mais que não haja melhora em aspectos importantes como navegação 4G ou Wi-Fi, o foblet é o que oferece mais autonomia.
 
 
 As melhorias do iphone 5s para o iphone 6
Após o lançamento do iPhone 6 e iPhone 6 Plus, muitas são as dúvidas dos usuários em saber o que os novos ‘brinquedinhos’ da Apple têm a oferecer. Separamos algumas delas para que você fique por dentro das novidades do sucessor do 5S:

O que mudou no novo iPhone?
O iPhone 6 ficou maior e mais fino, ganhou um novo processador A8 com 64 bits, melhorias na tecnologia 4G (LTE), tecnologia NFC (permite aos aparelhos enviar dados, bastando uma simples aproximação entre telefones), além de ter ganho um ‘irmão’ um pouco maior, o iPhone 6 Plus.

Qual o tamaho da tela do iPhone 6? 
O iPhone 6 tem tela de 4,7 polegadas, enquanto o Plus conta com uma de 5,5 – ambos têm como destaque a tela Retina em HD, com 1 e 2 milhões de pixels, respectivamente.

Qual a câmera do iPhone 6?
A nova iSight, na traseira dos modelos, continuará com 8 megapixels, porém virá com 1.5µ pixels, ƒ/2.2 de abertura, além de um novo sensor e outras melhorias.

Qual a cor do iPhone 6? 
Os aparelhos também contam com três opções de cor (cinza, prata e dourado), com diversas capinhas dos mais variados estilos, como couro ou silicone.

Quanto tempo dura a bateria do iPhone 6?
Sem dar muitos detalhes, a Apple garante que os novos smartphones têm desempenho de bateria no mínimo igual à da geração atual, isso se não for melhor. O iPhone 6 Plus garante 24 horas de conversação em 3G, enquanto o normal fica em 14 horas – o iPhone Plus ainda permaneceria 16 dias ligados em modo standby contra 10 do modelo menor.

Qual é a diferença entre o iPhone 6 e o iPhone 6 Plus? 
O iPhone 6 Plus conta tela maior, melhor qualidade em fotografias e vídeos, bateria com maior duração entre outras, além do preço que será um pouco maior.
 
 
 o smartphone iphone 6 que explodiu na india
Desta vez o caso aconteceu na Índia onde um iPhone 6, com apenas 2 dias de uso, explodiu durante uma chamada, o que levou o dono do equipamento a apresentar queixa na polícia.Recorrentemente lá surge uma nova história de um equipamento que explode seja a carregar a bateria, em chamada ou noutra situação.

Desta vez o caso ocorreu ao indiano Kishan Yadav, habitante de Gurgaon (Haryana), dono de um iPhone 6 com apenas 2 dias de uso que, segundo indica, explodiu durante uma chamada telefónica.

A notícia foi avançada pelo jornal “The Times of India” e Yadav conta que se encontrava no seu carro a conversar com um amigo pelo iPhone 6 quando verificou que saíam faíscas do smartphone. A reação do indiano foi atirar o iPhone pela janela do carro e este, que se encontrava muito quente, explodiu no chão.

Yadav afirma que estava a utilizar o sistema de comando por voz e que a bateria deveria ter uma carga de 70%. O indiano reconhece ter tido sorte por ter escapado ileso deste incidente: “Poderia ter queimado o meu rosto”.
Após o ocorrido, Yadav dirigiu-se à loja onde comprou o iPhone e recomendaram-lhe que contactasse a Apple. Assim o fez e, a marca da maçã, pediu que ele enviasse o smartphone para que pudessem proceder à substituição do mesmo.A causa desse explosão ainda não foi identificada. Normalmente esses acidentes ocorrem por conta do uso de carregadores e outros acessórios piratas.

Ainda assim, Yadav apresentou queixa na polícia, indicando que havia comprado o seu iPhone 6, de 64GB na versão cinza, no dia 18 de Junho por 945 dólares (cerca de 845€).

A Apple comunicou à imprensa que estava a avaliar o incidente e afirma que, desde o lançamento do iPhone 6 a Outubro de 2014, que não tinha ainda recebido qualquer reclamação do smartphone na Índia.
 
 
 Passagem de ônibus pode aumentar em Ribeirão Preto
Passagem de ônibus pode aumentar para R$ 3,40 em Ribeirão Preto

A prefeitura de Ribeirão Preto fez um estudo, em parceira com uma empresa de consultoria, onde sugere que a passagem de ônibus seja reajustada de R$ 3 para R$ 3,40. Por conta de um contrato de concessão, a tarifa deve aumentar até o dia deste mês. No entanto, o Poder Executivo pediu para que o Ministério Público faça uma avaliação deste pedido.

Segundo informações apuradas pelo jornal “A Cidade”, a Transerp, empresa responsável pelo trânsito da cidade, organizou o estudo junto à empresa Oficina Engenheiros Consultores Associados, de São Paulo, onde gastou R$ 13,8 mil, valor este publicado no Diário Oficial do Município na última segunda-feira (6).

Se a passagem for, realmente, reajustada para R$ 3,40, o aumento percentual será de 13,3% em relação ao valor atual, ou seja, R$ 3.

Fonte: Ribeirão Preto Online

 
 
 Servidores suspendem atendimentos na agência do INSS em Ribeirão Preto
Greve começou na terça-feira (7) com atendimento parcial à população.
Categoria quer reajuste salarial de 27,3% e abertura de concurso público.

Os servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) de Ribeirão Preto (SP) anunciaram nesta quarta-feira (8) a suspensão de novos agendamentos na unidade. Eles aderiram à greve nacional da categoria que reivindica reajuste salarial de 27,3%. Os serviços serão totalmente paralisados a partir de quinta-feira (9).

Na terça-feira (7) e nesta quarta-feira, parte dos servidores trabalhou normalmente.

Segundo o diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Saúde e Previdência (Sinsprev) de Ribeirão Preto Duílio Manoel dos Santos, as pessoas que precisarem dos serviços deverão aguardar o término da paralisação.

“As pessoas que estavam agendadas estão sendo atendidas e não estamos agendando mais nada. Deve terminar nesta quarta-feira os que já estavam agendados e não faremos mais agendamentos”, informou Santos.
Uma nova assembleia com os funcionários do INSS de Ribeirão Preto está prevista para a manhã de segunda-feira (13). Até lá, segundo Santos, a paralisação será geral.

Segundo balanço do Ministério da Previdência Social divulgado na noite de terça-feira (7), das 1.605 agências do país, 196 estavam fechadas e 273 tinham atendimento parcial.

O ministério diz que 1.294 funcionários, do total de 32.487, aderiram à paralisação nacional por reajuste salarial e melhoria das condições de trabalho.

Os trabalhadores reivindicam um reajuste salarial imediato de 27,3%, com aumento gradual durante os próximos quatro anos. Eles também pedem a regulamentação da jornada de 30 horas semanais, incorporação das gratificações ao salário, melhores condições de trabalho e abertura de concursos públicos para aumentar o número de servidores e melhorar o atendimento à população.

Em Franca (SP), os trabalhadores decidiram manter as atividades até o fim desta semana, mas os serviços serão suspensos a partir do início da próxima semana. "A partir de segunda-feira começamos com uma greve bem forte aqui em Franca. Deu 80% a favor e 20% contra na assembleia", informou o diretor regional do Sinsprev, Gilberto Silva.

Segundo o Ministério da Previdência Social, quem agendou atendimento em uma Agência da Previdência Social (APS) que está em greve deve ter a data remarcada.

O reagendamento será realizado pela própria APS, e o segurado poderá confirmar a nova data ligando para a Central 135 no dia seguinte à data originalmente marcada.

Para evitar prejuízos nos benefícios dos segurados, o INSS vai considerar a data originalmente agendada como a data de entrada do requerimento.
 
 
 Câmara aprova projeto que cria Código Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação
A Câmara dos Deputados aprovou nessa quinta-feira (9) o Projeto de Lei (PL) 2177/11, que institui o Código Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação. A proposta dispõe sobre incentivos à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no ambiente produtivo, além da possibilidade de o governo apoiar pesquisas de empresas privadas. O texto segue para apreciação do Senado.

O texto define as atividades científicas e tecnológicas como estratégicas para o desenvolvimento econômico e social e garante tratamento diferenciado à instituição que comprar bens e serviços do Poder Público e de fundações de apoio à execução de projetos de desenvolvimento institucional da instituição apoiada.

Também serão beneficiadas empresas que invistam em pesquisa e no desenvolvimento tecnológico e microempresas e empresas de pequeno porte de base tecnológica, criadas no ambiente das atividades de pesquisa.

O projeto permite ainda que União, estados, Distrito Federal e municípios criem instrumentos de cooperação com órgãos e entidades, públicos e privados, para execução de projetos de pesquisa, de desenvolvimento científico e tecnológico e de inovação, incluindo o compartilhamento de recursos humanos especializados e da capacidade instalada.

O Código Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação regulamenta as alterações da Emenda 85, que alterou dispositivos constitucionais para melhorar a articulação entre o Estado e instituições de pesquisa públicas e privadas. O objetivo é integrar instituições de pesquisas tecnológicas e empresas, de modo a acelerar o desenvolvimento do país.

Fonte: Agência Brasil / Ribeirão Preto Online
 
 
 Ônibus de R$ 1 milhão é opção de balada exclusiva em Ribeirão Preto
Ônibus de R$ 1 milhão é opção de balada exclusiva em Ribeirão Preto
Party bus tem sistema de som semelhante ao do trio de Ivete Sangalo.
Cliente pode pagar até R$ 5 mil por festa de 4 horas para 45 pessoas.

A estudante Ana Gabriela de Oliveira Rosa planejou com todo cuidado a festa de aniversário para celebrar seus 22 anos. Fez a lista de convidados, escolheu as bebidas, a data, mas faltava ainda o lugar. Foi quando ela soube da possibilidade de fazer a festa em Ribeirão Preto (SP) em um local superdescolado e exclusivo.

A pista de dança, o camarote, a cabine do DJ e os sistemas de luz e som seduziram Ana Gabriela, que fechou negócio na hora: a festa de aniversário seria uma balada.
Na data marcada, os convidados começaram a chegar, mas ao invés de um salão encontraram um ônibus. Isso mesmo – a festa seria sobre rodas, um 'party bus'. Segundo Ana Gabriela, a surpresa entrou para a história. “Foi tudo muito top. Minha turma adorou”, diz.
Busão com glamour
A iniciativa de transformar um ônibus em balada é do empresário Leonardo de Castro Tavares, de 23 anos. Ele conta que investiu R$ 1 milhão para colocar a ideia em prática no Brasil, já que em países como Canadá e Estados Unidos é comum encontrar salões de festas ambulantes como este.
"A ideia surgiu em 2010, quando eu estava fazendo intercâmbio no Canadá e conheci o negócio. Pesquisei durante dois anos até que, em setembro de 2012, a gente começou com essa aventura. Foram mais dois anos somente na adaptação do veículo. Montamos um modelo de luxo de uma magnitude que ainda não existe em outros países", explica Tavares.

De acordo com o empresário, o veículo tem capacidade para 45 pessoas e é equipado com bar, cabine de DJ e VJ, pista de dança, lâmpadas de LED desenvolvidas especialmente para o ônibus, ar-condicionado, telões, banheiro feminino e masculino, e até um camarote. "O espaço do camarote comporta 10 pessoas. Temos ainda um pole-dance onde os convidados podem arriscar uma dança", diz.
O projeto envolveu mais de 50 empresas e foi coordenado por uma arquiteta que desenhou o ônibus a partir das ideias do empresário. Tavares destaca que o piso e o teto foram feitos com espelhos para aumentar a sensação de espaço e que o equipamento de som foi elaborado pela mesma empresa responsável pelo trio elétrico da cantora Ivete Sangalo.
“É um sistema de som que você só percebe o quão alto está quando vai conversar, porque não distorce a música, não dói seu ouvido. Ao mesmo tempo, o veículo é revestido com um material que quase não permite que o barulho seja ouvido do lado de fora”, explica.
Para garantir a segurança dos convidados, o veículo recebeu as aprovações do Corpo de Bombeiros e do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Ele possui seis saídas de emergência e três câmeras de vigilância.
Além do espaço, o ‘party bus’ conquista as pessoas pelo fato de ser itinerante. Durante a festa, o ônibus circula pelas principais ruas e avenidas de Ribeirão Preto. Se o cliente preferir, ainda há a opção de fazer uma pausa em frente a bares e casas noturnas badaladas da cidade.
“Hoje o pessoal gosta de glamour, ostentação. Quando paramos nas portas das boates, a gente solta a máquina de fumaça, deixa acumular na cabine do motorista, e depois abre a porta para o pessoal descer com aquele efeito.”
Segundo Tavares, a circulação dos convidados é administrada por pulseiras de identificação.


O valor da balada
Para impressionar os convidados com o evento no ‘party bus’, o cliente precisa desembolsar de R$ 4 mil a R$ 5 mil – o preço varia conforme o dia da semana.
O pacote inclui quatro horas de balada, os serviços do motorista, do segurança, do barman, do DJ e da garçonete, que além de servir, faz a limpeza no banheiro.
Duas garrafas de vodca, gelo e água integram o valor. O cliente tem liberdade para providenciar outras bebidas e comidas para servir aos convidados.

Os pacotes podem ser adaptados e negociados de acordo com o perfil do contratante. “Conversamos com o cliente para ver o que ele quer. Podemos personalizar com temas, usar o ônibus para inaugurações, e até fazer translado de celebridades”, explica o empresário.
Sucesso
Desde que foi inaugurado, em janeiro deste ano, o ônibus vem ganhando muitos fãs. Uma delas é a estudante Ana Gabriela, citada no início da matéria.
Ela conta que ficou sabendo do ‘party bus’ por meio de um amigo. Ana Gabriela lembra que a ideia de uma produção especial para a festa de aniversário e a real sensação de uma balada exclusiva a conquistaram. “Achei um espaço superdiferente e ninguém que eu conheço tinha ido numa festa assim. Foi tudo muito top. Minha turma adorou”, afirma.
Ao lado de 35 amigos, ela comemorou os 22 anos 'levando' a festa por toda a cidade. “A gente fez as quatro horas de festa e paramos em vários pontos badalados. Então deu para descer um pouco, conversar com a galera que estava do lado de fora. Todo mundo ficou muito curioso. Ninguém imaginava que ali dentro tinha realmente uma balada. É outra realidade e é muito legal ver a reação das pessoas”, diz entusiasmada.
Em uma dessas paradas, o empresário Jonas Francisco Galdeano, de 23 anos, viu o ônibus pela primeira vez e se interessou pela ideia. “Estava em uma balada em Ribeirão e vi o ônibus passando na frente. Fiquei supercurioso. Depois fiquei sabendo mais como funcionava e já fechei uma festa para o meu aniversário. Quero lotar o ônibus.”
 
 
 Ambev anuncia compra da cervejaria Colorado
Ambev anuncia compra da cervejaria Colorado, de Ribeirão Preto, SP
Companhia de Bebidas das Américas confirmou compra nesta terça-feira.
Fábrica de cerveja artesanal tem faturamento anual de R$ 18 milhões.

A Companhia de Bebidas das Américas (Ambev) confirmou na manhã desta terça-feira (7) a compra da cervejaria artesanal Colorado, de Ribeirão Preto (SP).

A informação sobre o investimento da companhia na fábrica do interior de São Paulo foi confirmada pela assessoria de imprensa da Ambev, mas o valor do negócio não foi divulgado. O faturamento anual da Colorado é de R$ 18 milhões e a produção atual da empresa é de 120 mil litros.

Em nota enviada ao G1, a Ambev informou que com a compra a Colorado passou a fazer parte da Cervejaria Bohemia. Ainda segundo o comunicado, o fundador da cervejaria ribeirão-pretana, Marcelo Carneiro continuará à frente da empresa, dedicando-se principalmente à criação de novos produtos.

Carneiro não foi encontrado pela reportagem para comentar a venda da microcervejaria que fundou há 20 anos.

Segundo a Ambev, os funcionários da Colorado continuarão compondo o quadro da empresa e desenvolvendo as marcas da cervejaria, conhecida pelos rótulos premiados como Demoisele,  Cauim e Appia, feita com mel.
“O compromisso das duas cervejarias de oferecer produtos de altíssima qualidade não muda e a união resultará em muita inovação para o consumidor, sempre valorizando a diversidade de ingredientes nacionais e a cultura brasileira, que fazem parte do DNA da Colorado”, afirmou a companhia no comunicado.

Para a Ambev, o negócio vai facilitar a distribuição da marca artesanal por todo o Brasil e ajudará a criar a “quinta escola cervejeira mundial” – a brasileira –, ao lado das produções belgas, alemãs, inglesas e americanas.
Sabores brasileiros
Desde a fundação, em 1996, a Cervejaria Colorado mistura os mais legítimos sabores brasileiros. O malte e o lúpulo, tradicionais na produção cervejeira, são combinados com ingredientes especiais, como café, rapadura, mandioca, mel e castanha do Pará, formando sabores inusitados e legitimamente brasileiros.
Em entrevista recente ao G1, o dono da cervejaria, Marcelo Carneiro, explicou  que a ideia de usar insumos típicos brasileiros na cerveja foi inspirada pelas grandes escolas cervejeiras. “Os belgas utilizavam açúcar para elevar o teor alcoólico de suas cervejas, porque era o que tinha nas colônias deles. Já os ingleses possuíam um bom malte e fizeram suas cervejas mais maltadas", disse. 
Por isso, comecei a olhar em volta. Aqui há cana-de-açúcar até onde o olhar alcança. Laranja tudo em volta. Pensei no mel de laranjeira, o café aqui perto. Então passei a utilizar ingredientes do país em cada cerveja e tentar iniciar uma coisa nova que é a escola brasileira de fazer cerveja”, conta.
 
 
 Exposição reúne apaixonados por motos em Ribeirão Preto, SP
Mostra reúne motocicletas fabricadas desde a década de 1960. 
Evento no Shopping Iguatemi vai até 17 de julho; entrada é gratuita.

Ribeirão Preto (SP) recebe até o dia 17 de julho a 5ª edição da Exposição de Motos Antigas RP Moto Festival. O evento acontece no Shopping Iguatemi e a entrada é gratuita.

A exposição conta com motos que marcaram época, desde a década de 1960. Entre elas estão modelos Honda, Yamaha e o exclusivo estilo de moto Café Racer, desenvolvido para corridas de curto percurso. Na década de 1970, os jovens ingleses conhecidos como Rocker’s, utilizavam o veículo para  apostar corrida entre os cafés da cidade.

"Essas motos são modelos customizados de 400 a 500 cilindradas.  Elas são no estilo Café Racer. São motos que, na Inglaterra, eles faziam corridas de um café até outro. Eles customizavam as motos para que elas ficassem mais velozes e também para manter uma estética mais bonita", diz o organizador Amaury Martins Junior.

Além das motos, o público também pode ver trajes e figurinos usados pelos motociclistas da época.
A exposição faz parte do evento RP Moto Festival, que acontecerá nos dias 18 e 19 de julho, no campus do Centro Universitário Moura Lacerda, em Ribeirão Preto.
“Devemos reunir participantes de diversos motoclubes da cidade e da região. Serão dois dias de muita música e confraternização”, afirma Martins.

A entrada para a exposição é gratuita. Ela está montada no piso superior do Shopping Iguatemi. A visitação acontece de segunda a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos e feriados, das 14h às 20h.

Serviço
Exposição de motos antigas RP Moto Festival
Quando: até dia 17 de julho
Onde: Shopping Iguatemi - Avenida Luiz Eduardo de Toledo Prado, 900, Vila do Golf
Entrada: gratuita
Horário: segunda a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos e feriados, das 14h às 20h
 
 
 Servidores de Ribeirão Preto fazem protesto por 1ª parcela do 13º salário
Cerca de 50 funcionários pararam nesta 5ª feira reclamando adiantamento.
Prefeitura diz que benefício será pago em 20 de novembro, como prevê lei.

Cerca de 50 servidores do Departamento de Infraestrutura de Ribeirão Preto (SP) fizeram uma paralisação por três horas na manhã desta quinta-feira (2), reivindicando o pagamento da primeira parcela do 13º salário, que havia sido prometido pela prefeita Dárcy Vera (PSD).
Os funcionários também reclamam que os valores referentes a 1/3 de férias e aos dias vendidos à Prefeitura também não foram depositados, conforme acordado.
Em nota, a administração municipal reconhece o atraso e informa que está trabalhando para quitar os débitos "o mais breve possível." Ainda de acordo com o governo, o adiantamento do 13º será feito em 20 de novembro, conforme previsto na lei n.º 4.749/1965.
O protesto nesta quinta-feira é o segundo realizado pela categoria. Na manhã de quarta-feira (1º), o mesmo grupo já havia cruzado os braços por duas horas, no Departamento de Obras, pelo mesmo motivo.

O presidente do Sindicato dos Servidores, Wagner Rodrigues, explica que a Prefeitura divulgou um comunicado permitindo à categoria optar por receber a primeira parcela do 13º salário em junho ou novembro. Cerca de 80% dos servidores, segundo Rodrigues, pediram o adiantamento, que deveria ter sido depositado em 30 de junho.

"Estamos fazendo pressão para que o governo mude o calendário, ou seja, pague primeiro os trabalhadores. Como um governo que não tem dinheiro oferece um requerimento para que todos pudessem optar pelo recebimento do 13º [salário] já no mês de junho?”, questiona.

Ainda de acordo com Rodrigues, uma assembléia no fim da tarde desta quinta-feira deve decidir se os servidores realizarão uma paralisação em todos os departamentos da Prefeitura na próxima segunda-feira (6). “Também vamos ingressar nesta sexta-feira com uma medida no Ministério Público. Não dá para trabalhar se não recebe”, disse.
 
 
 Ribeirão Preto ganha sistema VIP de viagem terrestre
O transporte diferenciado começa com a espera em uma sala confortável, localizada na sede da empresa, na Avenida Independência.

Como aéreo
De olho no público que busca conforto no trajeto aéreo até São Paulo, Ribeirão Preto acaba de ganhar um sistema VIP de viagem terrestre. O transporte diferenciado começa com a espera em uma sala confortável, localizada na sede da empresa, na Avenida Independência. E não é só isso. A viagem é associada à primeira classe de um avião por conta do ônibus Double Deck ter poltronas-leito e leito-cama, TVs de LCD individuais e wi-fi para entretenimento.

Serviço de bordo
Para o transporte ficar completo, tem também um serviço de bordo com comissárias treinadas, que servem lanche, água, suco e refrigerantes. A Levare vem investindo nesse tipo de transporte terrestre de luxo em São Paulo, São José do Rio Preto, Londrina e Maringá (Paraná). Em Ribeirão, as atividades tiveram início esta semana, com opções de três horários em três dias.

Alta demanda
Esse tipo de transporte VIP vem crescendo. Desde 2010, quando abriu a primeira unidade em Rio Preto, a Levare atua com cinco horários diariamente – tem dia em que todos os horários chegam a ter lotação máxima. Para atrair passageiros, a empresa pratica um preço bem mais em conta que o do transporte aéreo.
 
 
 Calçadão é uma corrida de obstáculos no Centro de Ribeirão Preto
Idosa de 83 anos está entre os pedestres que tropeçaram na rua General Osório; hoje, de bengala, ela teme nova queda.

Caixas de energia elétrica, de esgoto e de água, pedaços de madeira, buracos recém-abertos e outros mal tapados por madeirite estão entre os obstáculos para quem caminha pelas obras do Calçadão.

A lista de barreiras vai além: pilhas de pisos a serem colocados, montes de entulho, betoneira, entre outras ferramentas usadas pelos operários. Com tantas obstruções, um simples passeio pelo espaço tem se transformado numa arriscada aventura.

“Se estivesse tudo plano, ficaria tudo pronto na hora. Até a gente vai olhando para as lojas e esquece os obstáculos”, diz um funcionário da obra, que preferiu não se identificar.

Somente na quadra da rua General Osório entre a Amador Bueno e a Saldanha Marinho, o A Cidade contabilizou, ontem pela manhã, mais de 70 obstáculos.

Além das caixas de inspeção aparentes e das proteções de madeira, há os buracos rasos abertos recentemente. Essas aberturas no novo piso darão lugar a postes de iluminação pública, árvores ou sombreiros.

“Aqui está muito perigoso, principalmente para quem tem dificuldade de locomoção. A obra demora muito e acho que teria um jeito de trocar o piso e já nivelar de uma só vez”, diz a aposentada Gasparina Almeida, 83 anos.

A idosa está entre as vítimas das obras do Calçadão. No ano passado, em frente ao supermercado na General Osório, Gasparina tropeçou em uma das caixas que ficaram acima do nível do piso, caiu e raspou o joelho.

“Ainda bem que veio gente me ajudar, senão não conseguiria levantar”, diz Gasparina. Ontem, de bengala, a idosa olhava fixamente o chão para evitar uma nova queda na rua General Osório, desta vez entre a Amador e a Saldanha.

A aposentada Mara dos Santos Lima, 75, não passeia mais com o marido cadeirante no Centro por causa das obras do Calçadão. “Eu mesma já tropecei umas quatro vezes, e passar com a cadeira de rodas aqui é impossível. Essas obras não tiveram planejamento. Faz mais de três anos e ainda não terminaram”, reclama.

A cozinheira Andréia Rissas, 35, não desgrudava do filho Gabriel, 6 anos, com medo de que ele corresse e sofresse algum acidente. Ambos se equilibravam ontem sobre a madeira esparramada no solo para evitar qualquer queda. “Ele pode querer sair correndo, escorregar e quebrar o braço. Já escorreguei aqui na areia em um dia que estava chovendo”, concluiu.

Prefeitura cita imprevistos

A prefeitura informa em nota que, “por ser uma obra a céu aberto, ao contrário de qualquer outra obra onde há isolamento com tapumes e não há circulação de pessoas, existem os imprevistos que são solucionados no decorrer da obra”, mas não explicou quais.

“Primeiro é colocado o contrapiso de concreto e ferro armado. Depois, é colocado o piso e feito o nivelamento simultâneo, com a colocação de tampas provisórias de madeira, que já estão sendo substituídas por tampas de ferro”.

Mais de 60% da obra foi concluída. Neste momento, duas  equipes trabalham simultaneamente: uma finaliza o assentamento das caixas e dos pisos no trecho entre as ruas Amador e Saldanha, e a outra conclui a infraestrutura e o contrapiso no trecho entre a Saldanha e a Amador.

Também foi iniciada a instalação dos postes de energia e posteriormente será instalado o mobiliário urbano.

O Calçadão vai receber 88 postes com luminárias e lâmpadas de led, 149 bancos, 90 lixeiras com separação para recicláveis, 17 cinzeiros e 48 sombreiros, além de paisagismo. A prefeitura diz que a entrega está prevista para até o final do ano – três anos depois da previsão original, dezembro de 2012.
 
 
 Festival Tanabata resgata a cultura oriental em Ribeirão
Com 100 atrações, Festival Tanabata resgata a cultura oriental em Ribeirão

Evento acontece entre sexta-feira (3) e domingo (5) no Morro do São Bento.
Programação conta com concurso de cosplay, oficina de origami, entre outros.

O Parque Morro do São Bento, em Ribeirão Preto (SP), recebe neste final de semana a 22ª edição do Festival Tanabata, com mais de 100 atrações culturais japonesas, entre elas shows de dança, música, feira de artesanato e culinária. O evento acontece na sexta-feira (3), das 19h às 23h, e também no sábado (4) e domingo (5), das 10h às 23h.

A programação completa conta com apresentações de karaokê e taikô, desfiles e concursos de cosplay, oficinas de origami, exposição de objetos de decoração e feira de produtos japoneses importados. Os visitantes também podem apreciar pratos típicos como shushis, sashimis, temakis e yakissoba.

Aos apreciadores de origami - dobradura em papel - haverá exposição com cerca de 30 peças em diversos tamanhos. Já os fãs de mangá - histórias em quadrinhos japoneses - vão curtir e até participar de um concurso de cosplay, se caracterizando como os personagens de filmes e desenhos.
Grupos de música e de artes marciais da região de Ribeirão também se apresentam no palco principal e no palco Seinen Kai. As apresentação acontecem a todo momento - a entrada no festival é gratuita.


Comemoração
Também conhecido como o "Festa das Estrelas", o Tanabata é comemorado no oriente em 7 de julho, em menção a uma lenda chinesa que existe há quase 2 mil anos: um príncipe e uma princesa que viviam na Via Láctea se apaixonaram um pelo outro, mas foram separados por um rei, que os colocou em lados opostos no céu. Os dois só tinham permissão de se encontrar uma vez por ano, data em que é realizado o Tanabata.
Durante o festival, os visitantes também têm o hábito de escrever desejos em um pedaço de papel colorido, chamado de tanzaku, que depois são pendurados em ramos de bambu, colocados na entrada do Parque. Ao final do evento, os papéis são queimados. Segundo a lenda, a fumaça leva os pedidos até o céu, para que o príncipe e a princesa os realizem.
Serviço - 22º Festival Tanabata
Quando: 3, 4 e 5 de julho de 2015
Local:  Parque Morro do São Bento - Avenida Capitão Salomão
Entrada: Gratuita
 
 
 Pedágios da região de Ribeirão Preto sofrem reajuste
Tarifa mais alta será a da praça de Guatapará (SP): R$ 12,60. 
Reajuste médio será de 5,32%, a partir desta quarta-feira (1º).

As praças de pedágio de rodovias paulistas sofrerão reajuste médio de 5,32% a partir desta quarta-feira (1º), segundo a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp). Na região de Ribeirão Preto (SP), a maior alta será nas praças de Guatapará, Ituverava e Jaboticabal (SP), onde os preços terão reajuste de R$ 0,50.

A praça de Guatapará, na Rodovia Antônio Machado Sant'Anna, cobrará o pedágio mais caro da região, que ficará com o valor de R$12,60 após o reajuste. Quando foi inaugurado, em 1999, o valor cobrado no pedágio era de R$ 2,90.
Na Rodovia Orlando Chesini Ometto, em Monte Alto, será cobrado o valor mais baixo da região: R$ 5. O pedágio foi inaugurado em 1998 e a tarifa cobrada na época era de R$ 1,40.
 
 
 Conta de água ficará mais cara em Ribeirão Preto, diz Daerp
Nova tarifa deverá entrar em vigor 30 dias após publicação de decreto. 
Autarquia considerou alta na energia elétrica para justificar reajuste.

O Departamento de Água e Esgoto de Ribeirão Preto (Daerp) informou que a tarifa de água na cidade sofrerá reajuste de 20,52% nos próximos meses. O anúncio do aumento foi feito em nota assinada pelo superintendente Marco Antônio dos Santos.

A nova tarifa deverá entrar em vigor 30 dias após a publicação do decreto em Diário Oficial, nos próximos dias.

No texto, divulgado na sexta-feira (26), o departamento informou que a alta na conta de água em Ribeirão Preto (SP) leva em consideração os reajustes na tarifa de energia elétrica e no salário dos servidores, além da inflação.

“Em função do reajuste da tarifa de energia elétrica, que de janeiro até junho ficou em 52,47%, junto com o reajuste dos servidores de 6,23% e a inflação, que  este ano ficou em 7,68%, até junho, o Daerp está reajustando a tarifa de água em 20,52%”, explicou a autarquia na nota.

O departamento afirmou que o custo da energia elétrica, por exemplo, corresponde a 33% de todos os custos operacionais da autarquia. Segundo o texto, o novo índice da tarifa é necessário para cobrir os gastos da autarquia.

O Daerp também justificou a alta ao comparar a nova tarifa com os valores cobrados por outras empresas de abastecimento em São Paulo (Sabesp) e em Campinas (Sanasa). Segundo o departamento de Ribeirão a tarifa residencial em Ribeirão passará para R$ 17,96, enquanto nas duas cidades o valor é de R$ 37,19 e R$ 50, 23, respectivamente.
 
 
 Vereadores aprovam projeto que proíbe abandono de animais domésticos nas ruas de Ribeirão Preto.
A sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Ribeirão Preto, realizada nessa quinta-feira (2), começou com o acolhimento do veto total ao projeto que fala sobre os parâmetros nutricionais máximos dos alimentos fornecidos em estabelecimentos que sirvam refeições rápidas, conhecidos como fast food.

Depois, os parlamentares aprovaram o projeto que autoriza a instituição do Fundo Municipal do Turismo (FMT). Em seguida, foi aprovada a redação final do projeto que institui a "Câmara da Melhor Idade" no ambiente da Câmara Municipal.

Logo após, foi aprovado o projeto que fala sobre a proibição de abandono de animais domésticos ou domesticados em logradouros públicos ou áreas particulares. Adiante, foi aprovado o projeto que institui o programa de Zonas Verdes, destinado à extensão temporária de passeio público por meio da instalação de parklets.

Por fim, mais duas denominações de logradouros públicos ou próprios municipais, as famosas homenagens foram aprovadas em nomes de "Professor Hermógenes” e "Luiz Carlos Bianchi”.
 
 
 Faculdade da USP Ribeirão Preto contrata professor para Departamento de Administração
Até a próxima terça-feira (7) estarão abertas as inscrições do processo seletivo simplificado para contratação de um professor por tempo determinado para o Departamento de Administração da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEA-RP) da USP.

As inscrições devem ser feitas das 14h às 18h, na Seção de Apoio Acadêmico da Faculdade (Sala 40, Bloco B2, Avenida Bandeirantes, nº 3.900).

A vigência do contrato irá até 31 de dezembro de 2015. O salário é de R$ 1.741,99 em 12 horas de jornada semanal de trabalho. A seleção será em uma única fase composta por prova escrita (peso 4) e prova didática (peso 6).

O candidato selecionado irá ministrar as disciplinas Comportamento Organizacional; Administração de Recursos Humanos I; Introdução à Sociologia; Trabalho e Subjetividade na Organização.

Mais informações estão disponíveis no edital: http://app.fearp.usp.br/concursos/concursos/docentes/docs/023-2015/Edital_023_2015_RAD_PS_P.pdf e também no site www.fearp.usp.br na aba "Concursos" localizada na parte inferior da página.

O telefone para contato é: (16) 3315-4331.
 
 
 
Categorias
0
Cemitérios
Cidades
Ciência
Cultura e Lazer
Dicas
Economia
Educação
Esporte
Gastronomia
Iphone
Meio Ambiente
Moda
Mundo
Natureza
Notícias
Parques
Planeta Bizarro
Política
Prefeituras
Saúde
Tecnologia
windows 10
posts bloguei Posts
Setembro de 2010 5  postagens    
Fevereiro de 2011 5  postagens    
Março de 2011 26  postagens    
Maio de 2011 19  postagens    
Julho de 2011 11  postagens    
Agosto de 2011 11  postagens    
Janeiro de 2012 19  postagens    
Julho de 2012 8  postagens    
Outubro de 2012 1  postagens    
Novembro de 2012 8  postagens    
Maio de 2013 4  postagens    
Junho de 2013 16  postagens    
Outubro de 2013 1  postagens    
Novembro de 2013 1  postagens    
Dezembro de 2013 1  postagens    
Janeiro de 2014 4  postagens    
Junho de 2014 9  postagens    
Agosto de 2014 1  postagens    
Setembro de 2014 1  postagens    
Novembro de 2014 1  postagens    
Dezembro de 2014 5  postagens    
Janeiro de 2015 7  postagens    
Fevereiro de 2015 36  postagens    
Março de 2015 19  postagens    
Abril de 2015 17  postagens    
Maio de 2015 29  postagens    
Junho de 2015 16  postagens    
Julho de 2015 44  postagens    
Agosto de 2015 73  postagens    
Setembro de 2015 214  postagens    
Outubro de 2015 238  postagens    
Novembro de 2015 198  postagens    
Dezembro de 2015 125  postagens    
Janeiro de 2016 70  postagens    
Fevereiro de 2016 125  postagens    
Março de 2016 126  postagens    
Abril de 2016 28  postagens    
Junho de 2016 1  postagens    
Todos os Posts
 
Untitled Document